Sábado, Setembro 20, 2014
Texto
Posto volante de captação de sangue estará em Formiga no dia 30

A coleta será das 8h00 às 13h00. Os cartazes serão afixados em vários pontos da cidade explicando sobre os procedimentos da campanha.

altNo dia 30 de setembro, Formiga receberá um Posto Avançado de Coleta Externa (PACE) do Hemonúcleo de Divinópolis para captação de sangue. No total, serão captadas 120 bolsas de sangue, ou seja, 120 pessoas poderão fazer a doação.

O Hemonúcleo fornecerá todo o material para a captação como as bolsas de sangue e as cadeiras. A captação será feita em um imóvel localizado à rua Teixeira Soares, nº 150, onde funcionava, na gestão passada, a Secretaria de Desenvolvimento Humano.

A captação de sangue ocorrerá no perído das 8h00 às 13h00. A iniciativa partiu do Rotary de Formiga e conta com a parceria da Secretaria Municipal de Saúde, Santa Casa de Formiga e Hemonúcleo de Divinópolis.

De acordo com o presidente do Rotary, Sidney Ferreira, há mais de um ano ele enviou ofício à unidade, solicitando essa ação em Formiga. “Tivemos várias reuniões com esse pessoal para que essa captação fosse feita aqui. Além dessa equipe de Divinópolis, teremos voluntários de Formiga como médico, enfermeiros e agentes de saúde que estão abraçando a causa”.

Uma equipe do Hemonúcleo esteve em Formiga, na segunda-feira (15), e aprovou o local escolhido. “A disponibilização deste imóvel foi um acordo feito entre a Prefeitura e a Santa Casa. O local pertence ao Asilo e é amplo para esse tipo de serviço”, explicou Sidney.

A captadora de doadores de sangue e de medula da Santa Casa, Helena Oliveira, explica que a doação será por ordem de chegada. “Os interessados devem levar a Carteira de Identidade. Serão apenas 120 pessoas. Podem doar também, as pessoas com deficiência e acima de 60 anos, que já são doadores. Não é preciso que a pessoa esteja em jejum, ela deve estar bem alimentada e ter dormido bem na noite anterior”.

Helena Oliveira contou ainda que cartazes serão afixados em vários pontos da cidade explicando sobre os procedimentos da campanha. “Há muita procura por sangue na Santa Casa. Temos muitas transfusões de sangue. Tivemos aumentos nos leitos de UTI Adulto, UTI Neonatal, além da hemodiálise e das cirurgias ortopédicas”, concluiu.

Mais informações pelo (37) 3329 -1300.

 

Oportunidade de vagas para médicos

A Santa Casa de Formiga está com vagas em aberto no seu corpo clínico para médicos especialistas em: Cirurgia Geral, Ortopedia, Obstetrícia, Pediatria, Neonatologia e Terapia Intensiva.
 
Proposta para plantões, atendimentos e cirurgias eletivas e urgências de pacientes do SUS, convênios e particulares.
 
Remuneração variável dependendo da carga horária podendo chegar a R$30.000,00 mensais.  
 
Informações pelo (37) 3329 - 1300 - Falar com o Diretor Assistencial Dr. Fabrini Leão.

I Simpósio de Medicina Cardiovascular e inauguração do serviço de Hemodinâmica reúnem profissionais da saúde

altNa manhã do dia 06 de setembro, na Santa Casa de Formiga, foi realizado o I Simpósio de Medicina Cardiovascular, quando diversos profissionais da área, entre médicos e enfermeiros, estiveram presentes. Além do evento científico, a manhã também foi marcada pela solenidade de inauguração do serviço de Hemodinâmica, que possibilita a realização de procedimentos de alta complexidade.

O dia teve início com o simpósio, promovido pela Santa Casa, em parceria com a Associação Médica de Formiga e com o apoio da Associação Médica de Minas Gerais e da Sociedade Mineira de Cardiologia. O evento contou com a presença de palestrantes especializados da área, como o presidente da Sociedade Mineira de Cardiologia, Dr. Odilon Gariglio Alvarenga de Freitas; uma das maioresautoridades em cirurgia endovascular e aneurismas do Brasil, Dr. Rodrigo de Castro Bernardes; o especialista em cardiologia e coordenador da Unidade Coronariana do Hospital das Clínicas da UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais, Dr. Luis Ricardo de Ataíde Castro; ocardiologista e hemodinamicista Dr. Eduardo Falchetto; e o diretor assistencial da Santa Casa de Formiga, Dr. Fabrini Garcia Vidal Leão.

Ao final do simpósio, os participantes receberam certificado de participação.

Inauguração

altNos últimos meses, a Santa Casa de Formiga tem muito a comemorar! Agora, entregou à comunidade formiguense e da região o serviço de Medicina Cardiovascular. A solenidade de inauguração da Hemodinâmica, que permitirá a realização de procedimentos como cirurgias e exames relacionados à Medicina Cardiovascular e Angiologia Intervencionista, foi realizada na manhã de 06 de setembro.As máquinas agilizam e melhoram a qualidade do atendimento médico em três especialidades: Cardiologia, Neurologia e Cirurgia Vascular.

Durante o evento, autoridades como o subsecretário de Políticas e Ações de Saúde do Estado de Minas Gerais, Tiago Lucas, e o gestor em Saúde Regional Rasível dos Reis Santos Júnior, estiveram presentes. Além dos representantes do Estado, ainda compuseram a mesa de trabalhos a secretária municipal de Saúde, Maria Inês Macedo, representando o prefeito de Formiga, Moacir Ribeiro; o presidente da Associação Médica de Formiga, Dr. Concéssio Batista; o membro da Associação Médica de MG, Dr. Odilon de Freitas; o diretor Clínico e Técnico da Santa Casa, Dr. Ronan Rodrigues; o provedor da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto; e o filho do Dr. Sebastião Magela Guimarães, homenageado durante a solenidade, Mateus Guimarães.

 

Durante a fala, Tiago Lucas ressaltou a Santa Casa de Formiga como uma Instituição de Saúde da Macrorregião Centro-Oeste que vem apresentando resultados positivos. “É um Hospital de ponta e o Estado tem apostado e acreditado muito em vocês. Estamos bastante satisfeitos com o trabalho da Instituição! Sabemos que não é fácil, mas o Estado é um grande parceiro deste Hospital. Por isso, num futuro próximo, já nos organizamos para o credenciamento do novo serviço junto aos pacientes do SUS”, comentou.

Atualmente, os procedimentos cirúrgicos estão sendo feitos apenas em pacientes que possuem convênios ou particulares. O serviço de Hemodinâmica já está em funcionamento na Santa Casa desde julho deste ano. A equipe é coordenada pelo médico hemodinamicista Dr. Eduardo Belisário Falchetto.

 

Homenagem

altA Administração do Hospital nomeou o espaço com o nome do saudoso e importante médico Dr. Sebastião Magela Guimarães, que foi pioneiro em Formiga, com o Serviço Integrado de Audiologia. “Ele inovou a área, deixando um legado e um exemplo de trabalho íntegro e ético, sendo lembrado, para sempre, como valiosa referência na saúde. Da mesma forma, a Hemodinâmica promoverá crescimento e desenvolvimento à medicina de Formiga e região”, disse o provedor da Santa Casa.

 

Simpósio da Santa Casa de Formiga terá participação de médicos renomados na área de Cardiologia de MG

A Santa Casa de Formiga, em parceria com a Associação Médica de Formiga, irá realizar, no dia 06 de setembro, a partir das 08h00, nas dependências do Hospital, o I Simpósio de Medicina Cardiovascular. Nessa data, também será feita a inauguração oficial do Serviço de Hemodinâmica, o qual permitirá a realização de procedimentos como cirurgias e exames relacionados à Medicina Cardiovascular e Angiologia Intervencionista.

Durante o Simpósio, profissionais especializados, como o presidente da Sociedade Mineira de Cardiologia, Dr. Odilon Gariglio Alvarenga de Freitas e uma das maioresautoridades em cirurgia endovascular e aneurismas do Brasil, Dr. Rodrigo de Castro Bernardes, também renomado na área, já confirmaram presença e ministrarão palestras.

O Simpósio será encerrado às 12h00 e, após, haverá a solenidade de inauguração da Hemodinâmica, que contará com a presença do ex-secretário de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge, falando sobre a Implantação da Rede de Urgência e Emergência na Região Saúde Oeste.

Os profissionais interessados em participar do Simpósio devem se inscrever, gratuitamente, na secretaria da Associação Médica de Formiga ou pelo telefone (37) 3322-6560, das 13h00 às 17h00. O número de vagas é limitado!

Os participantes do Simpósio receberão certificados emitidos pela Associação Médica de Minas Gerais.

Confira a programação e os palestrantes do I Simpósio de Medicina Cardiovascular:

08h00 – 0 8h30: Credenciamento e abertura

08h30 – 09h00:Abordagem da dor torácica no Pronto Atendimento – Dr. Odilon de Freitas

09h00 – 09h30: Condutas Atuais na Angina Instável – IAM sem supra ST– Dr. Luis Ricardo de Ataíde Castro

09h30 – 10h00:IAM com supra: do diagnóstico ao tratamento otimizado – Dr. Fabrini Garcia Leão

10h30 – 11h00:Os métodos propedêuticos em cardiologia na atualidade: cineangiocoronária e angiotomografia de coronária – Dr. Eduardo Belisário Falchetto

11h00 – 11h30:Os avanços em cirurgia endovascular: o que precisamos saber? – Dr. Rodrigo Bernardes

11h30 – 12h00:Casos clínicos comentados e discussão

12h00: Solenidade de inauguração do Serviço de Medicina Cardiovascular da Santa Casa de Formiga

Dr. Odilon Gariglio Alvarenga de Freitas – Belo Horizonte/MG

Especialista em Cardiologia

Presidente da Sociedade Mineira de Cardiologia

Santa Casa de Caridade de Belo Horizonte

Dr. Rodrigo de Castro Bernardes – Belo Horizonte/MG

Cirurgião Cardiovascular

Coordenador do serviço de Cirurgia Cardiovascular do Hospital Madre Tereza

Uma das maiores autoridades em cirurgia endovascular e aneurismas do Brasil

Dr. Eduardo Belisario Falchetto – Belo Horizonte/MG

Cardiologista e Hemodinamicista

Hemodinâmicista do Hospital Socor, Hospital Lifecenter e Hospital Felício Rocho

Dr. Fabrini Garcia Leão Vidal – Belo Horizonte/MG

Médico Intensivista

Coordenador da UTI da Santa Casa de Formiga

Coordenador da UTI do Hospital São Carlos

Coordenador da UTI do Hospital Socor

Gerente da UTI 19 do Hospital Lifecenter

Diretor Assistencial da Santa Casa de Formiga

Dr. Luis Ricardo de Ataíde Castro – Belo Horizonte/MG

Especialista em Cardiologia

Coordenador da Unidade Coronariana do Hospital das Clínicas da UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais

Coordenador da residência de Cardiologia do Hospital das Clínicas da UFMG

Preceptor da residência de Cardiologia do Hospital Socor

 

 

 

 

 

 

 

Associação Médica e Santa Casa de Formiga realizam I Simpósio de Medicina Cardiovascular

altNo dia 06 de setembro, a Santa Casa de Formiga irá traçar um novo caminho na história da saúde. Nessa data, haverá a inauguração oficial do serviço de Hemodinâmica, como procedimentos, cirurgias e exames relacionados à Medicina Cardiovascular e Angiologia Intervencionista.

Ainda no dia 06, a Associação Médica de Formiga, em parceria com a Santa Casa, realizará o I Simpósio de Medicina Cardiovascular. O evento terá início às 08h00, no espaço anexo à UTI Neonatal, que reunirá profissionais especializados para discutir e debater sobre assuntos da área, como o presidente da Sociedade Mineira de Cardiologia, Dr. Odilon Gariglio Alvarenga de Freitase uma das maiores autoridades em cirurgia endovascular e aneurismas do Brasil, Dr. Rodrigo de Castro Bernardes.

O Simpósio será encerrado às 12h00 e, após, haverá a solenidade de inauguração da Hemodinâmica, que contará com a presença do ex-secretário de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge, falando sobre a Implantação da Rede de Urgência e Emergência na Região Saúde Oeste.

Os profissionais interessados em participar do Simpósio devem se inscrever, gratuitamente, na secretaria da Associação Médica de Formiga ou pelo telefone (37) 3322-6560, das 13h00 às 17h00. O número de vagas é limitado.

Os participantes do Simpósio receberão certificados emitidos pela Associação Médica de Minas Gerais.

 

Representantes da Santa Casa participam de encontros promovidos pela Hemominas

altNa tarde do dia 25 de agosto, na Fundação Hemoninas, em Divinópolis, as faturistas Elizângela Bottrel e Adalgisa Neves Morais e a captadora de doadores de sangue, Helena Oliveira, participaram do VII Encontro de Captadores e do VI Encontro de Faturistas da Fundação.

No encontro dos faturistas, foram abordados os procedimentos contratuais para a Agência Transfusional; normas e impressos que devem ser utilizados no faturamento de SUS, convênio e particular da Hemoterapia; ressaltada a tabela de faturamento; e explicado como o mapa de atendimento deve ser preenchido. Conforme Elizângela, “o encontro foi importante, porque reforçou as informações que já conhecíamos e tivemos a certeza de que estamos realizando, corretamente, as cobranças”.

O evento voltado aos captadores tratou da importância do agendamento/realização de palestras para a comunidade e do Programa Doador do Futuro. Foi falado, ainda, sobre conscientização de doadores, questionário de pré-orientação e captação hospitalar, como planejamento de campanha e gerenciamento de indicadores.

Santa Casa de Formiga é destaque em revista de saúde

altA edição de agosto da Healthcare Management, revista especializada em gestão de saúde, apresenta um especial sobre os hospitais centenários do Brasil. Duas páginas são destinadas à Santa Casa de Formiga. Na matéria, a Instituição Formiguense é destacada pela profissionalização da gestão, ressaltando-se que o Hospital segue na contramão das dificuldades financeiras. No texto, é evidente a comparação do Hospital com outras instituições de saúde que têm seguido em frente, mesmo com as adversidades que as Santas Casas têm vivenciando nos últimos tempos. A Santa Casa vem, cada vez mais, se consolidando como referência regional em serviços de média e alta complexidade.

A matéria ainda ressalta o trabalho da equipe, que atua a favor de um espírito empreendedor e integrado. A Santa Casa de Formiga, dia a dia, vem implantando um modelo de gestão participativa e, ao mesmo tempo, profissional, o que contribuiu para a melhoria dos processos internos e assistenciais. O texto também destaca o planejamento estratégico e os novos serviços de alta complexidade oferecidos pelo Hospital. São avanços que ocorreram em um curto espaço de tempo – cerca de dois anos.

Para o provedor, Dr. Geraldo Couto, essa exposição e reconhecimento da Santa Casa na mídia nacional e específica do setor da saúde é uma enorme satisfação e alegria, “é saber que a equipe caminha e os frutos começam a ser colhidos”, comentou.

 

Revista  Healthcare Management

É uma revista sobre gestão de saúde e inovações no campo hospitalar, com reportagens sobre serviços diferenciados, lançamentos de equipamentos hospitalares e pesquisas dirigidas ao setor da saúde. A publicação, editada pelo Grupo Mídia, ainda conta com entrevistas com gestores de hospitais, clínicas e presidentes de entidades de apoio à saúde. Assuntos de interesse do setor de gestão estão em evidência na revista, por meio de informações sobre exemplos de liderança, como evitar crises, modelos de acreditações, serviços de apoio e novidades do mercado de tecnologia para a saúde. Há quatro anos em circulação, a HealthCare Management recebeu, em 2012, uma nova reformulação gráfica, proporcionando um visual mais leve e dinâmico para leitura. A periodicidade da revista é bimestral, sendo doze mil exemplares distribuídos, gratuitamente, em dezenas de instituições médicas e em eventos nacionais direcionados aos profissionais da saúde no Brasil, como congressos e feiras hospitalares.

 

 

 

Sistema de aquecimento solar de água já está em funcionamento na Santa Casa

altNa tarde do dia 28 de agosto, representantes da Tuma Industrial, empresa responsável pela instalação do sistema de aquecimento solar de água, do Programa Energia Inteligente, estiveram nas dependências da Santa Casa de Formiga, para a finalização do serviço e também para a capacitação da equipe.

Os técnicos, antes de entregarem os equipamentos, realizaram a vistoria de todos os setores e alas do Hospital. Durante a capacitação, cerca de trinta funcionários de diversos setores, como Manutenção, Limpeza, Rouparia e Enfermagem, foram treinados para manusear os chuveiros da Instituição.

Conforme o coordenador de obras, Marco Túlio Fernandes, o novo sistema já está 100% em funcionamento.

Além das dependências da Santa Casa, o Pronto Atendimento Municipal – PAM também recebeu o aquecimento de água por meio de energia solar.

Projeto Solar Hospital e Entidade

O Projeto Solar Hospital e Entidade faz parte do Programa Energia Inteligente, do Governo de Minas e da Cemig, e possibilitou a doação de equipamentos para aquecimento solar de água à Santa Casa.

O projeto irá beneficiar centenas de pessoas atendidas pela Instituição, com a substituição dos chuveiros elétricos por sistemas de aquecimento solar de água. A economia gerada pela mudança irá proporcionar investimentos em infraestrutura, alimentação e outras atividades capazes de melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

O investimento total da Cemig foi de 347 mil reais.

O sistema de aquecimento solar da Santa Casa possui 248 m² de placas coletoras e reservatórios com capacidade para armazenar 20.000 mil litros de água quente.

 

 

 

Santa Casa de Formiga fará parte da retaguarda da Rede de Urgência e Emergência da Macrorregião Oeste

altUma reunião entre secretários de saúde municipais, gestores e prestadores hospitalares realizada nos dias 18 e 19 de agosto, em Divinópolis, discutiu a implantação da Rede de Urgência e Emergência na região.

No encontro os presentes falaram sobre a tipologia dos hospitais segundo os níveis de atenção e também quais serão as instituições que farão a composição da Rede de Urgência e Emergência. Foram definidos 18 hospitais que farão parte da Retaguarda Hospitalar do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

No primeiro encontro realizado em março deste ano foram definidos todos os componentes do Samu, as unidades de suporte avançado e básico e a distribuição das equipes com as ambulâncias nas cidades. A Rede de Urgência e Emergência dá início à regionalização do Samu nos 54 municípios da macrorregião, beneficiando cerca de 1,2 milhão de pessoas. No total serão seis oficinas, sendo que as datas das próximas quatro ainda serão definidas.

De acordo com o secretário executivo de Urgência e Emergência, José Marcio Zanardi, a definição da Retaguarda Hospitalar é um dos componentes mais importantes da rede.

“Isso porque não adianta você ter ambulância na rua se não tem local para levar o paciente. O Samu é apenas um componente da Rede de Urgência. Nós temos o administrativo que é o consórcio com as ambulâncias e toda equipe de atendimento, o complexo regulador que é onde vai dizer para onde vão as pessoas resgatadas pelas ambulâncias e distribuindo para rede hospitalar. Por fim, temos a Retaguarda Hospitalar, que é composta pelos pronto-atendimentos, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e hospitais da região, ou seja, onde é solucionado o problema do paciente com sofrimento agudo”, explicou.

Confira as 18 cidades que terão hospitais fazendo parte da Retaguarda Hospitalar da Rede de Urgência e Emergência:

Nível I
Divinópolis
Campo Belo
Formiga

Nível II
Formiga
Campo Belo
Pará de Minas
Itaúna
Oliveira

Nível III
Bom Despacho
Luz
Santo Antônio do Monte
Lagoa da Prata
Santo Antônio do Amparo

Nível IV
Dores do Indaiá
Bambuí
Iguatama
Itaguara
Itapecerica
Passa Tempo
Pitangui

Segundo José Marcio, os hospitais foram divididos em níveis de acordo com a capacidade de atendimento. “Os hospitais que comporem essa retaguarda receberão recursos financeiros e informarão o número de vagas disponíveis para o Samu. Isso evitará que ocorra aqui o que acontece em outras regiões onde o paciente recebe o primeiro atendimento, mas quando chega ao hospital não tem vaga”, explicou.

Em Divinópolis, o Hospital São João de Deus (HSJD) foi escolhido para compor a rede e classificado como hospital polivalente, ou seja, o que tem mais capacidade de atendimento. “Para que possa atender a rede a entidade passará a receber R$ 400 mil por mês do governo do estado. Ficou acordado, também, e o estado já liberou, o credenciando e o pagamento para os 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI)”, acrescentou o secretário executivo.

As próximas quatro oficinas terão como tema a composição do Comitê Gestor e regimento interno, contratualização da Rede, definição do Fluxo de Regulação das Urgências e Emergências realizadas pelo complexo de regulação e, por fim, a definição do Planejamento de Trabalho do Comitê Gestor.

Fonte: G1

 

Equipes da Santa Casa participam da 19ª SIPAT

altNos dias 25 a 29 de agosto, as equipes de trabalho da Santa Casa de Formiga participam da 19ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho – SIPAT.

Todos os dias, estão sendo realizadas palestras educativas e informativas, com temas relacionados à prevenção de acidentes de trabalho e também motivacionais.

De acordo com a presidente da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA, gestão 2013/2014, Tatiane Macedo, nesta edição, além das palestras, sorteio de brindes e confraternização durante o café da tarde, haverá uma ação social e solidária, por meio da qual os funcionários deverão doar um quilo de alimento não perecível, para ser entregue a uma entidade. 

19ª Semana da SIPAT da Santa Casa de Formiga

alt

 

alt

Diretoria dá boas-vindas a participantes do treinamento de ambientação

altNa manhã do dia 21 de agosto, a gestora administrativa, Marianna Xavier, o diretor assistencial, Dr.Fabrini Leão e a coordenadora do setor de RH e psicóloga, Danielle Rose, estiveram reunidos no novo espaço do Centro de Estudo e Pesquisas Continuadas – CEPEC da Santa Casa de Formiga, para acolher e dar boas-vindas aos novos integrantes da equipe de Enfermagem.

A turma é composta por doze técnicos de enfermagem, recém-formados pelo CECON, os quais serão supervisionados, diariamente, pela coordenação do setor.

Antes da equipe participar da prática profissional, será recebida pela coordenação do RH e pela Psicologia Estratégica, que os orienta e os direciona sobre todos os protocolos, regras e normas do Hospital.

 

Obras na Santa Casa

altAs mudanças oficiais de setores como: Faturamento, Financeiro, Administrativo, Departamento de Pessoal, sala de descanso dos funcionários e Serviço de Arquivo Médico e Estatístico – SAME já estão em andamento.

De acordo com o coordenador de obras, Marco Túlio Fernandes, até meados de setembro, os locais estarão totalmente organizados e em funcionamento.

Outras obras estão em fase de finalização, como as novas salas de laudos, sala de reuniões para os médicos e consultórios, localizados no Centro de Imagem do Hospital, que, em breve, também estará em funcionamento.

Em setembro, está previsto o início do funcionamento do sistema de aquecimento solar da Instituição. Nesse momento,os chuveiros elétricos serão substituídos pelo método de aquecimento solar de água. A economia gerada pela mudança irá proporcionar investimentos em infraestrutura, alimentação e outras atividades capazes de melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Comitê Gestor: reunião é marcada pelo trabalho em grupo e mudança da cultura organizacional

altDesde a criação do novo planejamento estratégico da Santa Casa, redirecionado em novembro do ano passado, várias mudanças vêm sendo realizadas no Hospital, a começar pela Administração. Novos setores e coordenações foram criados, antigos locais receberam outras nomenclaturas e a área administrativa foi dividida, oficialmente, em operacional e assistencial.

Ainda neste semestre, a gestora Marianna Xavierassumiu a Instituição, com o intuito de somar e agregar valores ao Hospital, junto à Mesa Administrativa e ao Comitê Gestor.

A primeira reunião coordenada pela gestora teve início com uma dinâmica, elaborada pela psicóloga e coordenadora do RH, Danielle Rose, envolvendo os presentes de modo aincentivá-los para o trabalho em equipe, gestão de tempo e melhor percepção de como comportamento e atitudes podem influenciar o grupo.

Durante o encontro, houve discussões de rotinas relacionadas a cada setor e, antes de finalizar, os integrantes assistiram a um vídeo para reflexão e conscientização sobre a cultura organizacional que vem sendo implantada na Santa Casa de Formiga. 

 

Novos médicos integram Corpo Clínico da Santa Casa de Formiga

altRecentemente, dois médicos foram integrados ao Corpo Clínico da Santa Casa de Formiga, o cirurgião plástico Dr. Lucas Amaral Carvalho Cunha e a clínica geral Dra. Dayanne Marina Gonçalves de Oliveira Azevedo.  

Os profissionais já estão atuando na Instituição, que, agora, possui um total de 66 membros no Corpo Clínico.

Dr. Lucas graduou-se pela Faculdade de Medicina de Barbacena – FUNJOB, em 2008; fez especialização em cirurgia geral pelo Hospital Escola de Itajubá (2011); residência médica em cirurgia plástica pela Universidade Federal de Juiz de Fora; e possui experiência na área de Medicina Plástica, com ênfase em Cirurgia Plástica e Restauradora.

Dra. Dayanne é graduada pela Faculdade de Medicina de Barbacena – FUNJOB (2008). Concluiu residência em Clinica Medica no Hospital Governador Israel Pinheiro (IPSEMG), em 2011, e possui pós-graduação e especialização em Dermatologia. 

Eletrofisiológico já pode ser realizado na Santa Casa de Formiga

Exame estuda função elétrica do coração. Na Instituição, é realizado pelo especialista em Eletrofisiologia Cardíaca, Dr. André Assis L. Carmo

altA cada dia, a Santa Casa de Formiga apresenta novidades e recursos tecnológicos modernos para colaborar para com a saúde dos formiguenses e moradores da região. Mesmo antes da inauguração oficial, marcada para setembro deste ano, a Unidade Cardiovascular da Instituição tem oferecido procedimentos hemodinâmicos de cardiologia e angiologia intervencionista.

O novo exame ofertado pelo Hospital é o Eletrofisiológico, que é o estudo da função elétrica do coração. Através dele, é possível avaliar os distúrbios relacionados às frequências cardíacas excessivamente baixas e às elevadas e tratar a maioria dessas anormalidades.

O exame é realizado pelo especialista em eletrofisiologia cardíaca, Dr. André Assis L. Carmo.

De acordo com o médico, o primeiro exame foi realizado num paciente do sexo masculino, de 24 anos, da cidade de Formiga. Segundo ele, o procedimento foi feito sem intercorrências, de forma muito tranquila. Após o exame, o paciente permanece de um dia para o outro em observação no Hospital.

Dr. André atenderá em Formiga, à medida que houver demanda de casos especializados para o exame, que não é tão simples e comum. Na Santa Casa de Formiga, o Eletrofisiológico, inicialmente, será realizado por convênios e particulares.

Conheça

Dr. André Assis é formado em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Fez residência de Clínica Médica no Hospital das Clínicas – HC da UFMG e em Cardiologia, Arritmia e Eletrofisiologia Invasiva no InCor, pela Universidade de São Paulo – USP. O médico, atualmente, é eletrofisiologista do HC/UFMG, Hospital Life Center e Hospital Mater Dei, ambos de Belo Horizonte.

 

 

Capacitações: UTI Neo aprimora equipe profissional

altDesde o reinício das atividades da Unidade Terapia Intensiva Neonatal – UTI Neo da Santa Casa de Formiga, a equipe tem buscado se capacitar frequentemente.

No início de agosto, houve duas capacitações. Uma delas com a equipe de Enfermagem, abordando administração de dietas enterais, evolução de enfermagem e administração de medicamento. A mesma foi ministrada pela enfermeira técnica e responsável pela Unidade, Andréia de Alvarenga, e pela enfermeira supervisora Gisele de Souza.

Equipe Multiprofissional

altO outro encontro ocorreu com a Equipe Multiprofissional, que se reuniu para alinhar as diretrizes da UTI Neo. O curso foi ministrado pela enfermeira e responsável técnica, Andréia de Alvarenga, quando foram expostas as regras, os protocolos e as tarefas de cada profissional da Unidade.

Para Andréia, as capacitações são de extrema importância para a Unidade. “É um momento em que toda a equipe adquire conhecimento técnico e científico, sendo que a necessidade da criação de rotinas na UTI oferece segurança aos pais e aos profissionais, além de oferecer tratamento adequado aos neonatos internados, reduzindo, assim, o tempo de internação e os riscos que poderão surgir”, enfatiza.

A UTI Neo da Santa Casa conta com Equipe Multiprofissional formada por fisioterapeutas, psicólogas, fonoaudiólogas e nutricionistas.

Integração: representantes da Santa Casa de Formiga visitam UPA de Divinópolis

altNa manhã do dia 12 de agosto, a gestora administrativa, Marianna Xavier; a coordenadora do RH, Danielle Rose; e o consultor hospitalar, Marcelo Couto, todos representando a Santa Casa de Formiga, estiveram na Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas Padre Roberto Cordeiro, em Divinópolis, para conhecer o local. Na oportunidade, eles participaram de uma reunião com a equipe administrativa da UPA, para alinhar as diretrizes entre as duas Instituições de Saúde.

Atualmente, a UPA Padre Roberto conta com uma gestão compartilhada, administrada pela Prefeitura de Divinópolis, por meio da Secretaria de Saúde e da Santa Casa de Formiga.

Santa Casa conta com novo médico pediatra

altDesde o início de agosto, o pediatra Dr. Wagner Oliveira Dornela está atendendo no Pronto Socorro da Santa Casa de Formiga. O pediatra também atuará no setor da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal – UTI da Instituição. Ele atenderá no Hospital às segundas e quartas-feiras, no horários de 07h00 às 13h00 e terças-feiras das 13h00 às 19h00 e nas quartas-feiras.

Dr. Wagner é natural de Piumhi/MG. Ele formou-se em Medicina em 2009, pela Fundação Souza Marques, no Rio de Janeiro/RJ; é pós-graduado em Pediatria, pelo Hospital da Polícia Militar de MG; e pós-graduado em Ultrassonografia, pelo Instituto Mineiro de Ultrassonografia.

O pediatra ainda atende, no Hospital São João de Deus, em Divinópolis, e na Santa Casa de Misericórdia de Piumhi. Além disso, atuou no Hospital Mater Dei, no Hospital Universitário São José; no Instituto Mineiro de Ultrassonografia; e no Hospital da Polícia Militar, ambos em Belo Horizonte/MG. Na cidade de Ouro Preto, também trabalhou na Santa Casa de Misericórdia.

Novo serviço: Ultrassom de alta definição

Em breve, Dr. Wagner Dornela também irá colaborar para com um novo serviço oferecido pela Instituição, o Ultrassom de alta definição.

O procedimento permite imagens em quatro dimensões, transmitidas em tempo real por uma TV FULL HD, de forma que o médico e o paciente possam conferir os detalhes do exame com grande nitidez.

 

 

 

 

 

Santa Casa conta agora com gestora hospitalar

altDesde o dia primeiro de agosto, Marianna Xavier Ribeiro faz parte da equipe administrativa da Santa Casa de Formiga, integrando a diretoria do Hospital. Ela será responsável por administrar a Instituição, sendo um importante suporte para os representantes da Mesa Administrativa e da Provedoria.

De acordo com o provedor, Dr. Geraldo Couto, “a Santa Casa atingiu um patamar institucional, o qual necessita de um profissional do nível da Marianna, com experiência em gestão hospitalar, sendo que já trabalhou em grandes hospitais de Belo Horizonte”, detalha. O provedor ainda ressalta que a Administração da Santa Casa está sendo toda reformulada e adequada para uma nova Santa Casa.

Marianna, antes de começar oficialmente no Hospital, participou de reuniões estratégicas junto ao Comitê Gestor e destacou sua satisfação e o desafio que terá pela frente. “Gosto de somar! Fazer a diferença! O que mais me encantou na Santa Casa é saber que, em Formiga, há um hospital de ponta, uma instituição que tem tudo para ser referência em saúde, tenho certeza que vamos chegar longe”, disse.

Marianna Xavier tem 30 anos. Ela é formada em Enfermagem, pelo Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix (2006); possui MBA – Gestão de Sistemas Integrados – ISSO, OHSA e ONA, pelas Faculdades Pitágoras (2008); é pós-graduada em Urgência, Emergência e Terapia Intensiva, pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas (2010); e em Gestão de Saúde, pela PUC Minas (2013).

Além das formações profissionais, ela já atuou como superintendente de Gestão Assistencial, gerente de Hospitalidade e coordenadora do Pronto Socorro do Hospital Lifecenter. Foi, ainda, coordenadora de Enfermagem do Centro de Tratamento Intensivo – CTI Adulto da Maternidade Odete Valadares/FHEMIG e do CTI Adulto do Hospital Eduardo de Menezes/FHEMIG; supervisora de Enfermagem do CTI Adulto do Hospital Geral SEMPER; e também enfermeira assistencial no Home Care – GICS/Nutrice.

 

 

 

Primeiros procedimentos cirúrgicos endovasculares são realizados na Santa Casa

Procedimentos são feitos com o suporte técnico do aparelho de Hemodinâmica

altDepois da montagem e instalação, o aparelho de Hemodinâmica, que realizará o cateterismo cardíaco – procedimento de alta complexidadeque aprimorará o trabalho das equipes Médica e de Enfermagem,já está sendo usado na Santa Casa de Formiga.

Em julho, a equipe coordenada pelo médico especialista e hemodinamicista Dr. Eduardo Belisário Falchetto, quatro procedimentos cirúrgicos endovasculares já foram realizados no Hospital, como cateterismo e angioplastia, em pacientes de Formiga e região.O método é desenvolvido por meio de um acesso minimamente invasivo, que visa diminuir a morbidade, além de reduzir a possibilidade de inflamação e dor na etapa pós-operatória. No caso do cateterismo, a cirurgia dura, em média, 40 minutos e o paciente recebe alta no mesmo dia. Na angioplastia dos membros superiores, o procedimento dura cerca de uma hora e meia. Após, o paciente segue para a Unidade de Terapia Intensiva – UTI, ficando em observação por até três dias.

Dr. Eduardo explica que o paciente, antes de passar por uma cirurgia desse tipo, é orientado, ainda no consultório, como, por exemplo, sobre quais exames e procedimentos são necessários, antes de entrar para o Centro Cirúrgico.

A sala onde foi instalada a Hemodinâmica fica dentro do Centro Cirúrgico. Segundo o médico, portanto, a mesma é considerada uma Sala Híbrida, local que integra a qualidade da imagem obtida no laboratório de Hemodinâmica, em um ambiente com condições ideais para uma cirurgia convencional, possibilitando a realização de procedimentos diagnósticos e intervencionistas. “No mesmo ato cirúrgico, economiza-se tempo de internação dos pacientes, reduz-se custos e facilita-se o fluxo operacional para a Instituição”, explica.

Além da equipe do Dr. Falchetto, os médicos e cirurgiões Dr. Gil César Paim e Dr. Hélcio Rubens Rezende também realizarão procedimentos cirúrgicos endovasculares, arteriografia e angioplastia dos membros inferiores, por meio da Hemodinâmica e do Arco Cirúrgico.  Os médicos também fazem parte das equipes de hospitais renomados, como Felício Rocho e Madre Tereza, ambos de Belo Horizonte.

Conforme a Administração do Hospital, a princípio, os procedimentos cirúrgicos estão sendo feitos apenas em pacientes que possuem convênios ou particulares. Porém, a Instituição já se organiza para ser cadastrada, junto à Secretaria de Estado e Saúde – SES, para, no futuro próximo, também atender pacientes do Sistema Único de Saúde – SUS. 

Conheça os exames e procedimentos invasivos mais comuns realizados na Hemodinâmica!

Exames:

ü  Cateterismo cardíaco; (Cineangiocoronariografia)

ü  Arteriografia em qualquer região do corpo;

ü  Flebografias.

Procedimentos:

ü  Angioplastia com implante de stent nas artérias coronárias;

ü  Angioplastia com implante de stent nas artérias dos membros inferiores;

ü  Tratamento endovascular de aneurismas da aorta;

ü  Embolização de tumores, aneurismas e malformações vasculares.

Na maior parte dos exames e cirurgias realizadas na Hemodinâmica, os pacientes permanecem entre 24 e 72 horas internados. Em alguns casos, seguem para uma Unidade de Terapia Intensiva, onde permanecem por 24 horas, em observação.

Equipamentos adquiridos pela Instituição

O Centro de Imagem da Santa Casa de Formiga também recebeu novos equipamentos, como o Arco Cirúrgico (Arcadis Avantic), que possui flexibilidade avançada, o que o torna útil não somente em centros cirúrgicos, como também em lugares menores. É um aparelho de raios-X móvel, preferido por grande parte dos ortopedistas e cirurgiões vasculares. A máquina agiliza e melhora a qualidade de atendimento médico em três especialidades: Cardiologia, Neurologia e Cirurgia Vascular.

Importado da Alemanha, pela fabricante Siemens, o Tomógrafo Multicanais Siemens modelo Somaton Definition AS64-Slice Configuration realiza tomografia computadorizada de 128 canais. O aparelho é rápido na execução dos exames de tomografia do corpo, dispensando anestesia em tomografias de crânio e em crianças. Além disso, oferece imagens dinâmicas e em alta definição. O equipamento faz a dosagem automática de radiação, usando a quantidade mínima necessária, não expondo o paciente a uma carga radioativa desnecessária.

Atualmente, o Centro de Imagem da Santa Casa possui Tomografia Computadorizada (Somatom Spirit), Raios-X, Ultrassom e aparelho de Ressonância Magnética.

Mudanças: obras do setor Administrativo são iniciadas

altAs obras do novo espaço físico do setor Administrativo da Santa Casa foram iniciadas. A alteração foi necessária, devido ao aumento do fluxo de pessoas na área. Departamento Pessoal; Recursos Humanos; Financeiro; Faturamento; e Serviço de Arquivo Médico e Estatístico – SAMEserão readequados.

A área anexa à Rouparia se tornará o SAME e o local de descanso dos funcionários será alterado novamente, porque o atual se tornará uma sala de pré-parto da Maternidade.

De acordo com o coordenador de obras, Marco Túlio Fernandes, os novos espaços administrativos da Instituição, estão funcionando em cerca de vinte dias.

 

 

Célula promove ação social para pacientes da Santa Casa

altO grupo de oração (Célula) da Igreja Batista Vale das Bênçãos promoveu uma ação social entre os participantes e arrecadou fraldas para os pacientes do Hospital.

Os itens foram destinados aos internados das Enfermarias e da Maternidade.

O grupo está presente na Instituição há mais de um mês e uma das propostas, além das orações e partilhas, são ações sociais em prol dos pacientes da Santa Casa de Formiga.

As reuniões são realizadas às quartas-feiras, no horário das 17h30 às 18h30, nas dependências do Hospital. Todos os interessados podem participar. 

UTI Neonatal da Santa Casa é aprovada pela CIB-SUS/MG

altDesde o dia 1º de julho, a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal da Santa Casa de Caridade de Formiga voltou a funcionar. Porém, a internação das quatro crianças na unidade foi determinada pela Justiça, uma vez que a UTI ainda não está credenciada junto ao Ministério da Saúde.

Um passo importante para que esse credenciamento ocorra é a aprovação da estrutura pela Vigilância Sanitária, o que já ocorreu e pela Comissão Intergestores Bipartite do Sistema Único de Saúde do Estado de Minas Gerais – CIB-SUS/MG, que também aprovou a constituição (estrutura e sistema de atendimento) da UTI Neonatal em reunião realizada na quarta-feira (16). “Estamos muito próximos de conquistarmos esse credenciamento. Após a homologação da aprovação do CIB, que deve ocorrer na segunda-feira (21), em 30 ou no máximo 40 dias o credenciamento deverá ser concretizado”, explicou o provedor da Santa Casa, Geraldo Couto.

A estrutura foi inaugurada no dia 8 de novembro de 2013 com previsão de funcionamento a partir de 1º de dezembro do mesmo ano, mas não foi o que ocorreu.

A primeira internação na unidade foi realizada no dia 17 de fevereiro, quando uma menina, nascida em Bom Despacho, que apresentou problemas respiratórios após o parto, foi trazida para a Santa Casa.

Algum tempo depois, a UTI parou de funcionar devido aos altos custos de manutenção que chegam a R$26 mil e que deveriam ser arcados pela própria Santa Casa. De acordo com a entidade, nesse período já estavam sendo preparados os documentos para o credenciamento, que são muitos, por isso a demora.

Com a aprovação da CIB-MG, o local já poderá voltar a funcionar. “Com a homologação, a Secretaria de Estado de Saúde passa a arcar com os procedimentos e a UTI pode voltar a funcionar”, completou Geraldo Couto.

Fonte: Últimas Notícias

Reservatórios de água do Projeto Energia Solar estão sendo fixados na Santa Casa

altEstão sendo fixados os quatros reservatórios de água do Projeto Energia Solar, da Cemig, na Santa Casa. O sistema irá beneficiar centenas de pessoas atendidas pela Instituição de Saúde, com a substituição dos chuveiros elétricos por sistemas de aquecimento solar de água.

De acordo com o gestor de Patrimônio, Marco Túlio Fernandes, dentro de vinte dias, o novo sistema estará funcionando na Santa Casa. O mesmo possui 248 m² de placas coletoras e reservatórios com capacidade para armazenar 20.000 mil litros de água quente.

Santa Casa se organiza para cumprir projeto exigido pelo Corpo de Bombeiros

alt

Desde o início de julho, uma equipe prepara para instalar a tubulação contra incêndios se encontra nas dependências da Santa Casa, para realizar o cumprimento de medidas estruturais, técnicas e organizacionais integradas, para garantir à edificação um nível ótimo de proteção no segmento de segurança contra incêndios e pânico do Corpo de Bombeiros.

De acordo com gestor de Patrimônio, Marco Túlio Fernandes, após o cumprimento das normas, é emitido um Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros – AVCB. Pelo documento, o Hospital estará cumprindoo Artigo 6º da Lei Estadual nº 14.130/01, o Artigo 10º do Decreto nº 44.746/08 e a Instrução Técnica nº 34 – exigências do Corpo de Bombeiros.

O AVCB é válido por cinco anos, com exceção das edificações de recepção de público, cujo AVCB possui validade de três anos.

Marco Túlio ressalta que o trabalho de instalação, em todas as dependências do Hospital, será realizado em três meses.

 

 

 

Sipat 2014 promove I Café Julhino para funcionários

altNos dias 16 e 17 de julho, a Gestão 2013/2014 da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA promoveu o I Café Julhino para os funcionários do Hospital.

Durante a confraternização, além do ambiente caracterizado, houve canjica e pipoca na hora do café. O evento foi promovido para todos os turnos e plantões dos funcionários.

Profissionais de saúde não poderão usar jalecos fora do hospital

altO plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais aprovou, nesta terça-feira (15), em segundo turno, o projeto de Lei 65/2011, que proíbe o uso de jalecos e uniformes hospitalares fora das dependências das unidades de saúde. Agora, o texto segue para a sanção ou veto do governador.

O texto do deputado Fred Costa (PEN), que tinha sido aprovado em primeiro turno no dia 11 de junho, altera o Código de Saúde de Minas Gerais (Lei 13.317, de 1999), de modo a obrigar os estabelecimentos sujeitos à fiscalização sanitária a zelar pelo uso adequado das vestimentas de biossegurança e equipamentos de proteção individual, que não poderão ser utilizados pelos funcionários fora do local de trabalho.

Conforme o projeto, o governo do Estado será responsável por definir punições para quem descumprir a lei. Já a fiscalização poderá ser feita pelos próprios hospitais ou pela Vigilância Sanitária estadual.

Uma legislação semelhante existe em Belo Horizonte desde 2010, mas é constantemente descumprida. Leis que restringem o uso dos jalecos e de uniformes fora dos ambientes hospitalares foram implantadas nos Estados de São Paulo e do Mato Grosso do Sul, em 2011.

Possibilidade de contaminação

O principal argumento desses projetos de lei é a possibilidade de contaminação. Os uniformes seriam capazes de transportar germes e disseminar infecções. “O que motiva isso é o ponto de vista preventivo, já que não há evidência de que os trajes têm um papel efetivo na contaminação hospitalar. Porém, tudo leva a crer que isso acontece”, afirmou Fred Costa.

Em 2012, uma pesquisa da Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) mostrou que os jalecos transmitem bactérias nocivas. Os bolsos e a região abdominal da roupa são os pontos mais críticos, com níveis de contaminação em 51% e 43%, respectivamente.

Para a presidente do departamento de infectologia da Associação Médica de Minas Gerais (AMMG), Lucinéia Carvalhais, o jaleco não é o grande vilão das infecções hospitalares. Ela explica que existem procedimentos preventivos nas unidades e que o maior foco de contágio está nas mãos.

Santa Casa recebe doação de brinquedos dos funcionários da empresa Tecno2000

altA iniciativa partiu de um projeto criado pelos funcionários o “Tecno2000 em Ação” que escolheu a Santa Casa de Formiga para doar brinquedos que serão destinados à Brinquedoteca da Instituição.

Os brinquedos foram entregues pelo gerente da empresa Fabiano Lobato e pela equipe da 2000 representada por Davi Souza, Marcelo Alves, Luciano Silva e Úrsula Ribeiro.

De acordo com a gestora administrativa Meila Chagas a doação é muito bem vinda. No início do ano fizemos uma campanha, divulgamos para as pessoas doarem brinquedos, recebemos algumas doações e com esta iniciativa nossa brinquedoteca ficou ainda mais alegre. Gostaríamos de agradecer à empresa Tecno2000 pela doação. O nosso obrigado!Comentou Meila.

Os interessados em doar material didático, brinquedos e livros podem entrar em contato com a Santa Casa, pelo (37) 3329-1300, e falar com Meila Chagas no setor Administrativo.A Brinquedoteca funciona de segunda a sexta-feira, das 07h00 às 11h00 e das 13h00 às 16h00. 

Tecno2000 em Ação

A Tecno2000 também se preocupa com a sociedade. O projeto Tecno2000 em Ação conta com os colaboradores voluntários e tem como objetivo contribuir com comunidades e crianças carentes da região, por meio de ações sociais.

alt

Novo enxoval hospitalar chega à Santa Casa

altDepois de um bom tempo utilizando um enxoval bastante gasto, a Instituição adquiriu cerca de 600 novas peças, como lençóis, viróis, fronhas, traçados e capas de maca.

Conforme a responsável pela Rouparia, Célia Vilela, o número ainda não é suficiente para a demanda exigida no Hospital, mas ameniza e melhora a prestação dos serviços.

Célia ainda explica que, devido à grande quantidade de lavagem pelas quais passam as peças e aos produtos específicos utilizados para esterilização, o tempo de vida útil do enxoval é pequeno, em relação à demanda, que é muito grande. Porém, a Instituição irá renovar o enxoval, sempre que possível, a favor do bem-estar dos pacientes.

A Administração do Hospital salienta que doações feitas pela comunidade, associações e entidades são sempre bem-vindas. Mais informações podem ser obtidas junto à funcionária Célia Vilela, pelo telefone (37) 3329-1300.

Hotelaria hospitalar

Com o crescimento da Instituição, o setor de Hotelaria está sendo criado. O mesmo irá planejar e organizar, diariamente, serviços como esse na Santa Casa. O profissional de hotelaria irá acompanhar os kits de enxoval, a manutenção e a limpeza dos quartos. 

Obras: em julho, Hospital libera corredor que dá acesso à UTI

altAs obras na Santa Casa não param! Ainda são muitas as modificações a serem feitas, conforme o Plano Diretor Arquitetônico da Instituição. Na atual etapa, está sendo finalizado o corredor de acesso à Unidade de Terapia Intensiva Adulto – UTI Adulto. A obra levará o visitante direto à Unidade, entrando pelo Centro de Imagem. Porém, cadastro, crachás e orientações seguirão sendo feitos na Recepção.

De acordo com a coordenação de obras, o acesso será liberado no início de julho.

Mais obras

Outras obras estão sendo realizadas no Hospital. Algumas delas são: a sala de prescrições e laudos de diagnósticos, que, em breve, estará em funcionamento; o espaço do Centro de Estudos e Pesquisas Continuado – CEPEC; as novas enfermarias; os elevadores; e a ampliação do Centro Obstétrico. Conforme a direção da Santa Casa, todas essas obras serão concluídas ainda este ano.

A ampliação da Maternidade Regional está prevista para 2015, como também a ampliação do Pronto Socorro da Santa Casa, a Sala Vermelha e a Sala de Dor Torácica.

 

 

Médicos são contratados para a equipe da UTI Neonatal

altNa manhã do dia 13 de junho, a médica e coordenadora responsável técnica pela Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, Dra. Giselle Cuconato, se reuniu com dois médicos intensivistas, para o fechamento do contrato de plantões dos profissionais na Unidade.

Dr. Pedro Paulo Joaquim Júnior e Dra. Patrícia Saporetti Joaquim são os médicos contratados pela Santa Casa de Formiga, para atuarem na UTI Neo.

Dr. Pedro é intensivista pediátrico e neonatologista e Dr. Patrícia é intensivista pediátrica, neonotologista e homeopata.

De acordo com a Dra. Giselle, a reabertura da UTI Neo está prevista para julho deste ano.

A Unidade reabrirá com dezoito leitos e atenderá pacientes do Sistema Único de Saúde – SUS, convênios e particulares. 

Em clima de Copa do Mundo

altA equipe da Unidade de Nutrição e Dietética – UND entrou em clima de Copa do Mundo e vestiu a camisa verde e amarela.

De acordo com a coordenadora da UND, Michelle Verçosa, nos dias de jogo do Brasil, o grupo da copa e cozinha estará vestido com as cores do país.

Em alguns setores da Instituição, os funcionários também apoiaram o momento de festa, colocando a bandeira nacional.

Santa Casa recebe doação de mais cadeiras de rodas

altMais cinco cadeiras de rodas foram doadas à Santa Casa de Formiga. Dessa vez, foram cadeiras para banho, muito úteis para a Instituição, devido ao aumento de pacientes de Formiga e cidades próximas.

No dia 16 de maio, o Hospital recebeu seis cadeiras de rodas, totalizando onze novas cadeiras.

A ação fez parte dos projetos sociais do deputado estadual Antônio Carlos Arantes, por meio do presidente da Câmara Municipal de Formiga, Juarez Carvalho, e das entidades Rotary Clube e Asadef.

 

Equipamentos de alta complexidade começam a ser instalados na Santa Casa

Cineangiocoronariografia e Tomógrafo Computadorizado de 128 canais são os novos aparelhos adquiridos pela Instituição. A previsão para funcionamento é para o início do segundo semestre.

altNa manhã do dia 04 de junho, as equipes de montagem da empresa Siemens estiveram na Santa Casa de Formiga para instalar os novos equipamentos de saúde, voltados para serviços de alta complexidade, a Cineangiocoronariografia e o Tomógrafo Computadorizado de 128 canais. Ambos são modernos, de última geração e importados da Alemanha. As aquisições irão agilizar e melhorar a qualidade de atendimento médico em três especialidades: Cardiologia, Neurologia e Cirurgia Vascular.

As máquinas chegaram à Instituição no início deste ano. A montagem foi realizada somente agora, pois era aguardada a mudança da parte elétrica, envolvendo a Cemig, para altos padrões de energia.

De acordo com a equipe da Siemens, ainda esta semana, a montagem das máquinas será finalizada. A próxima etapa é a vinda dos engenheiros técnicos, para ligação dos softwares e capacitação com os médicos, equipe de Enfermagem e técnicos em radiologia, os quais irão operar os equipamentos.

Conforme a Administração do Hospital, a previsão para o funcionamento dos itens é para o início do segundo semestre.

 

 

Painéis solares do Programa Energia Inteligente são instalados na Santa Casa

altOs 124 painéis para aquecimento solar já estão sendo instalados na Santa Casa de Formiga. A equipe de trabalho da Tuma Industrial Ltda, empresa responsável pela montagem do equipamento, está, desde a tarde do dia 03 de junho, atuando no Hospital.

A iniciativa faz parte do Projeto Solar Hospital e Entidade, do Programa Energia Inteligente, do Governo de Minas e da Cemig, que possibilitou a doação de todo o equipamento para aquecimento solar de água à Santa Casa.

O sistema irá beneficiar centenas de pessoas atendidas pela Santa Casa, com a substituição dos chuveiros elétricos por sistemas de aquecimento solar de água.A economia gerada pela mudança irá proporcionar investimentos em infraestrutura, alimentação e outras atividades capazes de melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

O investimento total da Cemig foi de 347 mil reais.

O sistema de aquecimento solar da Santa Casa possui 248 m² de placas coletoras e reservatórios com capacidade para armazenar 20.000 mil litros de água quente.

 

 

 

Humanização: familiares e funcionários da UCI comemoram aniversário de paciente internado há mais de 60 dias

altA data é de alegria, mesmo sendo as condições adversas. Agradecer e louvar, por mais um ano de vida, foi o que os familiares e funcionários da Unidade de Cuidados Intermediários – UCI fizeram para com o paciente Rogério Assis Oliveira, internado, há mais de 60 dias, no setor.

A comemoração dos 41 anos do pacientes contagiou todos os presentes. Ao Sr. Rogério, votos de felicidades e muita saúde! Que Deus o abençoe! 

Igreja Batista Vale das Bênçãos realizará reuniões semanais na Santa Casa

altNo próximo dia 04 de junho, quarta-feira, das 17h30 às 18h30, será realizada a primeira reunião semanal – conhecida como Célula, na Santa Casa. São encontros de oração, partilha e reflexões, promovidos pela Igreja Batista Vale das Bênçãos.

As Células são abertas a qualquer pessoa que queira participar e serão realizadas nas dependências do Hospital, no espaço anexo à Rouparia. Os participantes deverão entrar pela portaria Administrativa da Santa Casa e portar-se do crachá de identificação.

Venha orar também! Participe!

Enfermagem participa de capacitação sobre atendimento a parada cardiorrespiratória


altNos dias 28 e 29 de maio, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC, a equipe de Enfermagem participou de uma capacitação sobre “Atendimento a parada cardiorrespiratória e reanimação cardiopulmonar”, ministrada pelo enfermeiro intensivista Weyndersonh da Silva Fonseca.

A equipe participou de aulas teóricas e práticas, como a simulação de manobras de compressão e montagem de material de via aérea.

O curso faz parte do plano de trabalho e estratégico do Hospital.

Santa Casa recebe sistema de aquecimento solar do Programa Energia Inteligente

altA Santa Casa de Formiga recebeu, na tarde do dia 27 de maio, os equipamentos do Programa Energia Inteligente – Projeto Solar Hospital e Entidade, fruto de uma parceria entre o Governo de Minas e a Cemig. O sistema irá beneficiar centenas de pessoas atendidas pela Instituição de Saúde, com a substituição dos chuveiros elétricos por sistemas de aquecimento solar de água.

Os equipamentos chegaram ao Hospital em uma carreata, que, antes da entrega, percorreu as ruas da cidade. Após, houve uma pequena solenidade, com a participação de diversas autoridades, irmãos benfeitores, gestores, funcionários, além da presença do presidente da Câmara Municipal de Formiga, Juarez Carvalho; do prefeito do município, Moacir Ribeiro; do coordenador regional do Programa, José Antônio do Nascimento; e do provedor da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto.

O Projeto

Com as substituições, o projeto irá contribuir para com o sistema elétrico do país. Além disso, a Instituição terá uma redução significativa em sua conta de energia elétrica. A economia gerada por meio da utilização do sistema de aquecimento solar proporcionará investimentos em infraestrutura, alimentação e outras atividades capazes de melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

O investimento total da Cemig foi de 347 mil reais.

O sistema de aquecimento solar da Santa Casa possui 248 m² de placas coletoras e reservatórios com capacidade para armazenar 20.000 mil litros de água quente.

 

 

Cemig promove eficiência energética na Santa Casa de Formiga, no dia 27 de maio

Será organizada uma carreata, junto ao caminhão com o equipamento da Cemig, que sairá, às 15h30, da sede da empresa, em direção ao Hospital

O Programa Energia Inteligente, por meio do Projeto Solar Hospital e Entidade, realiza, na próxima terça-feira, 27 de maio, uma ação de eficiência energética na Santa Casa de Formiga. Será organizada uma carreata, junto ao caminhão com o equipamento da Cemig, que sairá às 15h30, da sede da empresa, em direção ao Hospital. Após a carreata, haverá uma solenidade de entrega simbólica do projeto à Santa Casa, no espaço anexo à UTI Neonatal.

O Projeto Solar Hospital e Entidade irá beneficiar centenas de pessoas atendidas pela Instituição de Saúde, com a substituição dos chuveiros elétricos por sistemas de aquecimento solar de água. O investimento total da Cemig será de 347 mil reais.

Além do deslocamento da demanda para fora do horário de ponta, contribuindo com o sistema elétrico do país, a Instituição terá uma redução significativa em sua conta de energia elétrica. A economia gerada por meio da utilização do sistema de aquecimento solar proporcionará investimentos em infraestrutura, alimentação e outras atividades que melhorem a qualidade de vida dos pacientes. Além disso, a instalação dos novos equipamentos consolida a posição de liderança da Cemig no cenário nacional, quanto à utilização da energia solar para aquecimento de água.

O sistema de aquecimento solar da Santa Casa possui 248 m² de placas coletoras e reservatórios com capacidade para armazenar 20.000 mil litros de água quente.

Segundo a Cemig, todo o município sairá ganhando, pois, com a instalação, o Hospital irá racionalizar o consumo de energia elétrica para aquecer a água nos banhos e demais atividades diárias, deslocando a demanda para fora do horário de ponta. O novo sistema de aquecimento solar irá trazer 70% de economia na energia usada para aquecer água, além de proporcionar maior conforto nos banhos. Além do mais, com essa economia, a Santa Casa de Caridade vai reduzir o valor de sua conta de energia e, com isso, será possível liberar recursos para outros investimentos.

Solar Hospital e Entidade

O Projeto Solar Hospital e Entidade visa à substituição de chuveiros elétricos por sistemas de aquecimento solar de água, em hospitais públicos do estado e nas entidades filantrópicas, retirando o consumo de energia elétrica do horário de ponta (17 às 22 horas). A instalação dos aquecedores solares será realizada em 70 hospitais e entidades. O valor total investido pelo projeto será de 20 milhões de reais.

Aneel

Conforme legislação vigente, as concessionárias e permissionárias de serviços públicos de distribuição de energia elétrica estão obrigadas a aplicar, anualmente, o montante de, no mínimo, 0,5% de sua receita operacional líquida em ações que tenham por objetivo o combate ao desperdício de energia elétrica, o que consiste no Programa de Eficiência Energética das Empresas de Distribuição – PEE, que, na Cemig, chama-se Programa Energia Inteligente. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) é responsável por regulamentar a aplicação desses recursos.

 

Pacientes do Pronto Socorro serão atendidos por meio do Protocolo de Manchester

altOs pacientes do Pronto Socorro da Santa Casa, ou seja, pacientes de convênios e particulares, serão atendidos por meio do Protocolo de Manchester. De acordo com o gestor de enfermagem, José Orlando Reis, o atendimento oficial por meio do Protocolo terá início no dia 02 de junho deste ano.

O novo sistema, aplicado e exigido pelo Governo de Minas Gerais, a todos os municípios mineiros, consiste em classificar, através de um programa de computador, a gravidade do atendimento de cada paciente, separando-os por cor. Cada uma delas é responsável por determinar o tempo limite de espera dos pacientes, o que acaba evitando filas e oferecendo atendimento mais específico a cada usuário.

O Protocolo de Manchester classifica, após uma triagem baseada nos sintomas, os doentes por cores, as quais representam o grau de gravidade e o tempo de espera recomendado para atendimento. Aos doentes com patologias mais graves, é atribuída a cor vermelha, atendimento imediato; os casos muito urgentes recebem a cor laranja, com um tempo de espera recomendado de dez minutos; os casos urgentes, determinados pela cor amarela, têm um tempo de espera recomendado de 60 minutos. Os doentes que recebem as cores verde e azul são casos de menor gravidade (pouco ou não urgentes), que, como tal, devem ser atendidos no espaço de duas a quatro horas.

Santa Casa recebe cadeiras de roda e de banho do Rotary Clube e da Asadef

altSolidariedade e união. Assim, pode ser definida a ação de duas importantes entidades formiguenses, para com a Santa Casa. Na tarde de sexta-feira, 16 de maio, os presidentes do Rotary Clube, Sidney Ferreira, e da Asadef – Associação de Auxílio ao Deficiente Físico em Formiga, Marley Assunção, doaram cinco cadeiras de rodas e uma cadeira de banho ao Hospital. 

Na oportunidade, os representantes das entidades foram acompanhados pelos irmãos benfeitores José Thiers de Freitas e Rita Salazar, pelos gestores administrativos Eliane Nunes e Webert Vilela, pela supervisora de enfermagem Vanessa Simões e pela assessora de comunicação Bernadete Seixas.

Após a entrega, os presidentes percorreram as dependências do Hospital econheceram as novas obras da Instituição. 

Sistema de energia elétrica da Santa Casa será desligado no próximo dia 31

Áreas críticas, como UTI e Bloco Cirúrgico, serão mantidas pelo gerador de energia

altNo próximo dia 31 de maio, no horário das 11h00 às 15h00, o sistema de energia elétrica da Santa Casa de Formiga será interrompido, para que seja feito um serviço de manutenção da rede elétrica.

Conforme a empresa Cemig, o tempo de interrupção nos arredores poderá durar menos que o previsto.

De acordo com a Administração do Hospital, as áreas críticas, como a Unidade de Terapia Intensiva – UTI e o Bloco Cirúrgico, são mantidas pelo gerador de energia do Hospital e, por isso, não sofrerão nenhum prejuízo.

 

 

Santa Casa homenageia equipe de Enfermagem

altEntre os dias 12 e 20 de maio, será promovida a Semana da Enfermagem. O período marca a importância desses profissionais, que fazem a diferença no ambiente hospitalar e cuidam dos pacientes, com carinho, nos momentos mais delicados e difíceis.

Nos dias 14 e 15, a equipe esteve reunida no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC, onde participou de um momento de confraternização. Houve café da manhã, bate-papo e homenagens.

A Administração do Hospital, juntamente com o Corpo Clínico e demais setores, parabeniza toda a equipe, tão importante para a Santa Casa!

 

Provedor da Santa Casa fala sobre a Instituição na tribuna da Câmara Municipal

altNo dia 12 de maio, o provedor da Santa Casa de Formiga, Dr. Geraldo Couto, esteve na reunião promovida pela Câmara Municipal de Formiga, para fazer uso da tribuna. O convite partiu dos edis, que gostariam de saber mais sobre os atuais processos e projetos desenvolvidos pela Instituição e também sobre o porquê do não funcionamento da Unidade Terapia Intensiva Neonatal – UTI Neo.

O provedor iniciou seu discurso agradecendo aos vereadores pelo apoio e parceria junto à Santa Casa, afirmando que os mesmos sempre são importantes e agilizam os processos de votação dos projetos direcionados ao Hospital.

Em seguida, ouviu as perguntas e dúvidas dos vereadores, como a questão das gestantes, e explicou que, por lei, tais pacientes têm o direito de serem recebidas na portaria principal do Hospital, ou seja, as parturientes não são mais obrigadas a passar pelo Pronto Atendimento Municipal, o PAM, pois são atendidas na Instituição.

Dr. Geraldo Couto também foi questionado sobre o não funcionamento da UTI Neo e afirmou que isso acontece em razão dos entraves burocráticos criados por órgãos estaduais. De acordo com o provedor, o gasto diário de uma UTI é de 26 mil reais, sendo o gasto mensal de 780 mil reais. Devido ao montante mencionado, é impossível para a Instituição arcar com as despesas. Dr. Geraldo Couto explicou que a Santa Casa, sem o credenciamento, não pode permitir o funcionamento da unidade.

Antes de encerrar sua participação, o provedor comentou sobre a dívida da Prefeitura para com a Instituição, sendo que ainda há parcelas atrasadas, deste ano e também da gestão anterior. Os valores são pagamentos referentes à prestação de serviços de saúde. Ele disse que ambas estão sempre em negociação e que a gestão da Santa Casa faz o máximo e o impossível para não cessar os serviços e prejudicar a população. Dr. Geraldo também explicou a importância e os benefícios dos equipamentos adquiridos e serviços de saúde que a Instituição, em breve, estará ofertando à comunidade formiguense e à região, e que, cada dia mais, o Hospital busca ser referência para a macrorregião oeste do estado de Minas Gerais.

 

Profissionais da Santa Casa são vacinados contra a gripe

altNos dias 08 e 09 de maio, a equipe do setor de Epidemiologia, da Secretaria Municipal de Saúde de Formiga, esteve presente na Santa Casa, para vacinar os profissionais de saúde contra a Influenza (gripe).

De acordo com a enfermeira Leonice Reis, aproximadamente 206 pessoas, entre médicos, equipe de Enfermagem e outros profissionais, foram vacinadas.

Realizada anualmente, a Campanha de Vacinação tem a sua importância reconhecida, em especial, pelos profissionais de saúde, que são os mais suscetíveis aos agentes biológicos, como a gripe. A vacinação, nesse caso, proporciona a diminuição de ocorrências e os beneficia com a imunização, uma vez que, em momentos de surto, como o do H1N1, esses profissionais já estarão preparados para atender à população, sem que se exponham a qualquer risco. 

Profissionais da saúde da Santa Casa participam de curso de qualificação da assistência perinatal

altDesde abril deste ano, os profissionais representando a equipe de Enfermagem, Luciene Pinheiro, Júnia Letícia, Walace Luiz e os médicos Dr. Carlos Eduardo Senne Moraes e a Dra. Antonieta, da Santa Casa de Formiga, estão participando do Programa de Qualificação da Assistência Perinatal, promovido pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES), que é direcionado para os profissionais da assistência perinatal, ambulatorial e hospitalar, e tem como objetivo reforçar as ações para a redução da mortalidade materna e infantil no Estado.

O Programa irá reforçar as ações para a redução da mortalidade materna e infantil no Estado, fundamentando-se na assistência perinatal em rede. O curso será realizado pela Fundação Educacional Lucas Machado FELUMA, em Belo Horizonte, e tem a duração de 12 meses.

Os temas foram sistematizados a partir de dados epidemiológicos regionais disponíveis que identificam doenças hipertensivas, infecções, hemorragias e as morbidades relacionadas a esses eventos como principais causas de mortalidade materna.

 

 

 

Profissionais de saúde da Santa Casa irão participar da Campanha de Vacinação

altNos dias 08 (quinta-feira) e 09 de maio (sexta-feira), no período das 07h00 às 09h30, ao lado do relógio de ponto do Hospital, será realizada mais uma edição da Campanha de Vacinação para os profissionais de saúde da Santa Casa de Formiga, envolvendo equipe de Enfermagem, médicos e todos os profissionais que lidam diretamente com pacientes.

De acordo com a enfermeira responsável pela Comissão de Controle de Infecções Hospitalar – CCIH, Riquelme Pinheiro, o cartão de vacina deve ser apresentado por todos que participarem da ação.

Previna-se contra a gripe! Participe da campanha!

 

 

Novos painéis de energia são instalados na Santa Casa de Formiga

alt

Os novos painéis eletrônicos para a subestação de energia já foram instalados na Santa Casa..

A obra foi construída para atender a grande demanda da Instituição, que tem aumentado com o constante crescimento da estrutura física do Hospital nos últimos tempos e, principalmente, com o funcionamento da Unidade de Terapia Intensiva Adulta – UTI; da Unidade de Cuidados Intermediários – UCI; da Ressonância Magnética; e, em breve, dos vinte leitos da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Além disso, os aparelhos de Cineangiocoronariografia (Artis Zee floor 30x40) e a Tomografia Computadorizada com 128 canais (Somatom Perspective 128) também exigem alto gasto energético.Ainda haverá a instalação de três elevadores, os quais também serão responsáveis pelo aumento do consumo de energia no Hospital.

Por isso, a subestação será um grande suporte e evitará comprometer e danificar os serviços diários oferecidos pela Santa Casa.

 

Assembleia é marcada pela aprovação de mudança no Estatuto Social da Santa Casa

Com a alteração, o Hospital se tornalegalmente apto a participar de licitações para prestação de serviços de saúde a outras empresas ou municípios

altNa noite do dia 29 de abril, foi realizada a Assembleia Geral Extraordinária dos Irmãos Benfeitores da Santa Casa de Formiga, que teve como pauta principal a modificação do Artigo 2º, parágrafo 5º, do Estatuto Social da Instituição. A mudança tem como finalidade solicitar – do Conselho Regional de Administração – a inclusão, no Estatuto Social, da atividade de Prestação de Serviços a Terceiros, incluindo a locação de mão de obra, para que a Santa Casa se torne apta a concorrer em processos licitatórios.

Após a leitura do parágrafo, feita pela secretária Maria Rita Rocha Salazar, o provedor, Dr. Geraldo Couto, explicou aos presentes que, caso a alteração fosse aprovada, a Santa Casa se tornaria legalmente apta a participar de licitações para prestação de serviços de saúde a outras empresas ou municípios. Portanto, a Instituição formiguense passaria a fazer parte, então, parte das Organizações de Serviços de Saúde – OSS.

O provedor explicou algumas vantagens da mudança para o Hospital, a Instituição ganha, com uma assistência qualificada; diminuiria a permanência do paciente dentro da Santa Casa; e aumentariam as verbas e os recursos a favor das entidades. Dr. Geraldo Couto explicou que a ação possui autorização e aval do Ministério Público, que vem estudando e avaliando tal alteração, para que a mesma se torne um benefício nacional.

Depois das discussões e esclarecimentos, os Irmãos Benfeitores, por unanimidade, votaram a favor da modificação do parágrafo 5º do Estatuto Social da Santa Casa de Formiga.

Na Macroorregião, além do Hospital formiguense, apenas a Fundação São Carlos, da cidade de Lagoa da Prata, presta serviços nesse modelo.

 

 

 

 

 

Novas obras são finalizadas

altForam finalizadas as obras da Sala Híbrida e do novo espaço onde ficará o aparelho de tomógrafo de 128 canais, adquirido pela Instituição em março deste ano.

As obras tiveram início em novembro do ano passado e, para que sejam utilizadas, falta apenas a instalação das máquinas de energia elétrica, que serão colocadas pela Cemig.

Os novos equipamentos são de altíssima potência, como a Cineangiocoronariografia e a Tomografia de 128 canais, que, juntos, consomem um volume maior do que todo o gasto mensal atual da Santa Casa, que fica em torno de 150 Kva.

De acordo com a Administração, os equipamentos já se encontram na Santa Casa e os serviços de alta complexidade estarão em funcionamento, assim que as máquinas de energia estiverem instaladas na Instituição. A Cemig informou que o prazo para a fixação das máquinas é de 20 a 25 dias.

Sala Híbrida

A Sala Híbrida é um espaço onde serão realizados serviços de alta complexidade, como a Hemodinâmica, que permite cirurgias cardiovasculares, cardiologia e neurologia. Todos esses procedimentos serão realizados através da Cineangiocoronariografia, capaz de produzir imagens nítidas dos vasos cardíacos e neurológicos em 3D. O procedimento possibilita intervenções precisas e auxilia no tratamento de lesões complexas no território vascular do paciente.

A Sala Híbrida possui, aproximadamente, 45 m² de construção e está situada na parte nova do Centro Cirúrgico da Instituição.

Administração explica o porquê do não funcionamento da UTI Neonatal

 

alt

A Unidade de Terapia Intensiva Neonatal – UTI da Santa Casa de Formiga, inaugurada há mais de 60 dias, continua sem funcionar, em razão dos entraves burocráticos criados por órgãos estaduais.

Devido aos questionamentos feitos pela imprensa, população, funcionários e médico, a Administração da Santa Casa informa que o atendimento da UTI Neo está suspenso, até que a Secretaria de Estado de Saúde – SES faça o cadastramento dos vinte leitos.

A Administração ressalta que os responsáveis pela Unidade têm buscado, incansavelmente, organizar a documentação exigida pela SES, para tão logo credenciar a Neonatal, que só será utilizada após o credenciamento.

De acordo com o provedor da Instituição, Dr. Geraldo Couto, o gasto diário de uma UTI é de 26 mil reais, sendo o gasto mensal no valor de 780 mil reais. Devido ao montante mencionado, é impossível para a Instituição arcar com as despesas. Dr. Geraldo Couto explica que a Santa Casa, sem o credenciamento,não pode permitir o funcionamento da UTI.

A UTI Neonatal formiguense possui vinte leitos, os quais contribuirão para a redução da mortalidade infantil. A Unidade, que leva o nome de “Dr. Concéssio Batista da Costa”, recebeu incentivo de mais de R$1 milhão do Governo de Minas e beneficiará toda a população do município e de outras 54 cidades próximas.

 

Os hospitais filantrópicos e a saúde pública no Brasil

Recentemente, foi divulgado um artigo de opinião em um dos maiores jornais de Minas com diversas críticas generalizadas às Santas Casas, o qual procurou nivelar todas as entidades a práticas irregulares, concluindo que era preciso uma “estatização” para que se alcançasse um status de normalidade no segmento filantrópico.

Todavia, antes de criticar uma entidade filantrópica, beneficente ou mesmo sem fins lucrativos é preciso entender o seu papel dentro da nossa sociedade democrática. O trabalho cotidiano que desenvolvem viabiliza o acesso de milhões de brasileiros a direitos fundamentais. Para se ter um ideia disso, os hospitais filantrópicos respondem por mais de 50% de todas as internações realizadas por meio de parceiras no âmbito do sistema público de saúde (SUS). A outra parte é dividida entre hospitais universitários, hospitais federais, estaduais, municipais e hospitais particulares com fins lucrativos.

Quando foi concluída a fase institucional de retomada da democracia em 1988, com a Constituição da República, nela se refletiram muitos dos anseios coletivos decorrentes da expressiva participação popular: ampliou os direitos sociais, estabeleceu objetivos programáticos de construir uma sociedade inclusiva, justa e solidária, bem como de reduzir as desigualdades sociais e regionais; além disso, foi concebida a origem do SUS – um sistema público e universal de saúde para todos.

Hoje, transcorridos mais de 25 anos da implementação do SUS, muito se evoluiu e muitos ainda são os desafios. O sistema tem uma estrutura com regulamentação normativa bastante desenvolvida, melhor do que a da saúde suplementar; presta bons serviços de alta complexidade como os transplantes e realiza grandes campanhas de vacinações. Porém, ainda necessita progredir em alguns aspectos, em especial em relação ao financiamento, que na maioria dos casos não consegue cobrir o custo dos atendimentos e corresponde a índices de investimentos inferiores aos de outros países com sistemas universais de saúde; e na atenção básica (prevenção), uma vez que ainda existem atendimentos nas unidades hospitalares por causas sensíveis da atenção primária e, como contrapartida por tal atendimento sofrem penalizações – financeiramente – por suprir a deficiência do Poder Público.

Comumente surgem falas contraditórias de que o problema da saúde se resume a falta de gestão ou a falta de recursos. A partir de uma análise mais detalha, se conclui que esse é um falso paradoxo. Tanto se verifica diversas situações em que é imprescindível a melhoria da gestão na saúde para alcançar maior eficiência, quando se constata a carência de recursos que uma ótima gestão não conseguiria suprir. Houve a regulamentação tardia da Emenda 29, em 2012, e nela não foi incorporada a proposta da União destinar 10% de sua receita para a saúde. Agora, a ideia foi reapresentada ao Congresso por meio de projeto de lei de iniciativa popular com a campanha “Saúde+10”, o qual reuniu mais de 1,8 mi de assinaturas e foi organizado por diversas entidades da sociedade civil. Contudo, ainda se tem notícias de gestores públicos que descumprem os investimentos mínimos obrigatórios em saúde e atrasam repasses aos hospitais. Neste último aspecto, o Ministério da Saúde agiu no final de 2013 ao definir o prazo de 05 dias para o pagamento dos serviços de saúde, sob pena de se reter recursos futuros aos fundos municipais e estaduais para repassar direto ao prestador hospitalar.

Para superar os problemas sociais e reduzir as desigualdades, é essencial a cooperação entre a sociedade civil e o Poder Público. Foi este modelo inclusivo, participativo que a Constituição de 1988 definiu. As entidades filantrópicas se apresentam justamente neste contexto, de instituições que procuram colaborar com o Estado na tarefa de assegurar aos que necessitam direitos básicos como moradia, proteção à maternidade e à infância, assistência social, saúde e educação.

Também se mostra incorreta a afirmativa de que os recursos públicos que as entidades sem fins lucrativos recebem, seja por meio de convênios ou outras parceiras, são poucos fiscalizados. Essas instituições se submetem a diversas instâncias de controle, desde a prestação de contas obrigatória de cada repasse, a renovação periódica de certificações, além da fiscalização dos Tribunais de Contas e do Ministério Público. E o mais importante: tais dados estão disponíveis a todos os cidadãos, que podem acompanhar seu funcionamento, apresentar sugestões, denúncias, críticas e, inclusive, solicitar mais esclarecimentos com base na Lei de Acesso à Informação.

Enfim, a sociedade têm diversos instrumentos de controle e de informações disponíveis. É importante que saiba potencializar o seu uso. A partir do momento em que passar a conhecer melhor o papel das entidades filantrópicas, a cidadania só tem a ganhar.

Kátia Rocha,
Vice-Presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais- Federassantas.
Advogada, especialista em direito administrativo, civil e tributário.
Geovane Bueno,
Advogado especialista em direito público

Realizada primeira cirurgia utilizando o Arco Cirúrgico

altNa manhã do dia 23 de abril, o médico cirurgião Dr. Gil César Paim, juntamente com a equipe de Enfermagem, realizou, pela primeira vez, um procedimento de alta complexidade em angioplastia, utilizando o novo equipamento do Centro Cirúrgico, o Arco Cirúrgico, da marca Siemens.

Durante a cirurgia, a equipe também contou com a presença do técnico da empresa Siemens, Rui Marinho, que, antes do procedimento, ministrou uma capacitação sobre a máquina.

A primeira cirurgia de angioplastia com suporte do Arco Cirúrgico foi realizada em uma mulher de 44 anos, da cidade de Bambuí/MG. Após os procedimentos, a equipe informou que a paciente passa bem e encontra-se ainda internada, para observações de rotina.

Saiba mais

O Arco Cirúrgico possui flexibilidade avançada, o que o torna muito útil durante o procedimento. Seu tamanho também permite que seja usado em conjunto com outros equipamentos hospitalares. É uma espécie de raios-X móvel, preferido por boa parte dos ortopedistas e neurocirurgiões.

Outros equipamentos

Recentemente, a Instituição recebeu o aparelho de Hemodinâmica (Artis Zee floor 30x40), o equipamento de Raios-X Portátil e a Tomografia Computadorizada com 128 canais (Somatom Perspective 128). As aquisições irão agilizar e melhorar a qualidade de atendimento médico em três especialidades: Cardiologia, Neurologia e Cirurgia Vascular.

Segundo a Administração do Hospital, o serviço de Hemodinâmica e o tomógrafo estarão em funcionamento em maio e contarão com equipe médica especializada e qualificada.

 

Ex-secretário estadual de Saúde participa da Reunião da Mesa Administrativa

altA reunião da Mesa Administrativa do mês de abril contou com a presença do ex-secretário estadual de Saúde, Antônio Jorge, que, durante seu mandato, foi um grande incentivador e apoiador dos projetos em prol da Santa Casa de Formiga.

Na reunião, além dos Irmãos Benfeitores, gestores e autoridades formiguenses, também estiveram presentes a superintendente regional de Saúde de Divinópolis, Kênia Carvalho, e o coordenador regional do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU, José Márcio Zanardi.

No início do encontro, a psicóloga e coordenadora do setor de Relacionamento da Santa Casa, Luciane Saporetti, fez uma breve apresentação sobre a evolução do Hospital nos últimos tempos, englobando crescimento estrutural e operacional e novos serviços em saúde, além das parcerias realizadas, as quais foram muito satisfatórias.

Em seu discurso, o provedor da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto, lembrou o médico Dr. Ferreira Pires, enfatizando a ousadia dele para a época. “Ele colocou para funcionar um aparelho de raios-x num local onde ainda não havia energia elétrica, o que comprova sua determinação”. Dr. Geraldo ressaltou, também, que, hoje, a equipe da Santa Casa é sonhadora e luta por uma saúde melhor. Antes de finalizar, agradeceu ao ex-secretário estadual de Saúde, pelo apoio e por acreditar na Instituição formiguense.

altAntônio Jorge disse que, por ter apoiado o Hospital, durante o tempo em que esteve à frente da secretaria estadual de Saúde, sente-se feliz, pois sabe que investiu certo, numa unidade como a Santa Casa de Formiga, que vem apresentado resultados positivos e atendendo às expectativas da região Macro-Oeste de Minas Gerais, onde ainda existem dificuldades. O ex-secretário, que também é médico, disse que, além da Medicina, ele se considera um servidor público e que sua vontade e seus ideais são sempre voltados para servir, mais e mais, o próximo. Ele encerrou dizendo que “as pessoas que se dedicam à saúde são seres que promovem o bem coletivo”.

Ao final, o provedor convidou os membros da Mesa e os Irmãos Benfeitores para participarem da Assembleia Geral Ordinária, onde será discutido e apresentado sobre a alteração do estatuto da Santa Casa, que será realizada no dia 29 de abril, às 18h00, na Santa Casa.

 

Hemominas em Divinópolis celebra a Páscoa

 altA Fundação Hemominas em Divinópolis celebrou a Páscoa nesta sexta-feira (11/04). Foram distribuídos aos doadores que compareceram nesse dia, bombons, camisas e cartas temáticas. A captadora da Santa Casa de Formiga, Helena Maria de Oliveira participou do evento e se encarregou de entreter os doadores presentes, declamando poesias.

A ação foi realizada durante o horário de atendimento, das 7h às 13h, na unidade, localizada na José Gabriel Medef, 221, Padre Líbério.

Quem pode se candidatar para doação de sangue

Segundo a Portaria 2.712 de 12/11/2013 e a RDC 51, do Ministério da Saúde, podem doar sangue cidadãos com boa saúde, idade entre 18 e 69 anos, sendo que a idade máxima para a primeira doação é até sessenta anos.

Jovens com 16 e 17 anos somente poderão se candidatar à doação de sangue com a presença dos responsáveis legais ou autorização dos responsáveis com firma reconhecida em cartório, cujo modelo de autorização está disponível no site www.hemominas.mg.gov.br.

Todos os candidatos devem pesar acima de 50 quilos; não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas; não ter tido hepatite após os 11 anos de idade e que não tenham tido permanência ou visita às regiões brasileiras endêmicas para Doença de Chagas.

Para mais informações sobre os critérios para doação de sangue, ligue 155 ou acessehttp://www.hemominas.mg.gov.br/hemominas/menu/cidadao/doacao/outras_condicoes_doacao

 Mantenha sua saúde

Evite a gripe e cuide para acabar com a dengue. Pequenos cuidados individuais podem, não só manter a saúde do candidato à doação de sangue, como também evitar a transmissão dessas viroses para outras pessoas.

 

Arco Cirúrgico chega à Santa Casa

Máquina da marca Siemens, importada da Alemanha, pode ser usada em conjunto com outros equipamentos hospitalares

altNa manhã do dia primeiro de abril, chegou à Santa Casa de Formiga o último dos equipamentos que a Instituição adquiriu para realizar cirurgias e procedimentos de alta complexidade, o Arco Cirúrgico.

O equipamento hospitalar possui flexibilidade avançada, o que o torna útil não somente em centros cirúrgicos, mas também em lugares menores. Seu tamanho também permite que seja usado em conjunto com outros equipamentos hospitalares. É uma espécie de raios-X móvel, preferido por boa parte dos ortopedistas e neurocirurgiões.

A máquina, em breve, estará em funcionamento. Antes, os técnicos da empresa farão a montagem e instalação da mesma. Também será feita a capacitação dos técnicos de radiologia, que vão operar o equipamento.

O investimento para a compra do Arco Cirúrgico foi de aproximadamente de R$ 200 mil reais, adquiridos através de recursos próprios.

Mais equipamentos

Recentemente, a Instituição recebeu o aparelho de Hemodinâmica (Artis Zee floor 30x40), o equipamento de Raios-X Portátil e a Tomografia Computadorizada com 128 canais (Somatom Perspective 128). As aquisições irão agilizar e melhorar a qualidade de atendimento médico em três especialidades: Cardiologia, Neurologia e Cirurgia Vascular.

Segundo a Administração do Hospital, o serviço de Hemodinâmica e o tomógrafo estarão em funcionamento em meados deste mês e contarão com equipe médica especializada e qualificada.

Santa Casa doa mil quilos de papeis à RECIFOR

altMais uma vez, a Santa Casa descartou milhares de papéis, os quais foram doados à Associação dos Recicladores de Formiga – RECIFOR.

No final de março, uma tonelada de papel branco foi doada (são mais valorizados) aos associados, que picotam, prensam e vendem o material para a usina de reciclagem. O valor arrecadado auxilia na despesa das famílias dos membros da RECIFOR.

De acordo com a enfermeira responsável pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH, Riquelme Pinheiro, tal iniciativa é uma forma de contribuir para a sustentabilidade do planeta e colaborar com a Associação.

Prontuários médicos arquivados

Legalmente, no âmbito do Conselho Federal de Medicina e de acordo com a Resolução 1821/2007, vinte anos é o prazo indicado para guardar prontuários e exames que ficam no Hospital. Tudo é colocado em um arquivo morto, pois, caso o juiz solicite, por alguma situação, a Instituição deve apresentar os documentos referentes ao paciente solicitado. Se caso houver uma ação, após esses vinte anos, o juiz saberá que a empresa não precisa mais ter os documentos. Então, a ação será cancelada. 

 

Moderno aparelho de tomografia chega à Santa Casa

altNa manhã do dia 28 de março, chegou à Santa Casa o último dos três equipamentos de diagnóstico, a Tomografia Computadorizada com 128 canais (Somatom Perspective 128), da Siemens. A máquina é importada da Alemanha, sendo o primeiro equipamento desse modelo no Brasil.

O aparelhorealiza e facilita exames de tomografia, além de ser capaz de gerar imagens de alta qualidade, mesmo nas situações mais adversas, como em pacientes com múltiplos traumas e sem condições de se manter em posições ideais. Pode, também, realizar aquisições em paciente com dificuldades em segurar a respiração por determinado intervalo de tempo. Sendo projetada, ainda, para acomodar pacientes obesos. O equipamento tem reduzida a dose de radiação – ao mínimo necessário –, protegendo os tecidos vizinhos de eventuais doses desnecessárias de radiação.

Outros equipamentos

No dia 28 de fevereiro, a Instituição recebeu o aparelho de Hemodinâmica (Artis Zee floor 30x40) e o equipamento de Raios-X portátil. As aquisições irão agilizar e melhorar a qualidade de atendimento médico em três especialidades: Cardiologia, Neurologia e Cirurgia Vascular.

Segundo a Administração do Hospital, o serviço de Hemodinâmica e o tomógrafo estarão em funcionamento em meados de abril e contarão com equipe médica especializada e qualificada.

Atualmente, o Centro de Imagem da Santa Casa possui Tomografia Computadorizada (Somatom Spirit), Raios-X, Ultrassom e aparelho de Ressonância Magnética.

 

Eco Stress, novo exame realizado no Centro de Imagens da Santa Casa

altMais um serviço em diagnóstico por imagem é ofertado na Santa Casa de Formiga, o Eco Estresse. O exame investiga obstruções coronarianas (coração), ou seja, possibilita observar se há chances do paciente apresentar indícios deinfarto.

O exame é realizado pelo médico cardiologista e ecocardiografista Dr. Alexandre Ferreira, que explica que o mesmo é indicado para pacientes com risco de desenvolver doenças do coração e que podem ou não apresentar sintomas, como dor torácica e dispneia.

Dr. Alexandre ressalta que a realização do exame ocorre com o uso de medicação, a qual aumenta a frequência cardíaca, sendo que o paciente fica monitorizado por uma média de 40 minutos. O médico ainda recomenda jejum ao paciente que for se submeter ao eco estresse.

As consultas para o exame ocorrem todas as quintas-feiras, no período das 13h00 às 17h00, no Centro de Imagem da Santa Casa. O procedimento, inicialmente, está sendo realizado por convênios e particulares.

Outras informações pelo telefone (37) 3329-1300.

Encontro com Lideranças é realizado na Santa Casa

altNa manhã do dia 22 de março, gestores e coordenadores de área do Hospital estiveram reunidos para participar do Encontro de Lideranças. 

A reunião foi conduzida pelo diretor assistencial, Dr. Fabrini Leão, e pela coordenadora de RH, Danielle Rose.

Durante o evento, houve momentos de reflexão, dinâmicas e trabalhos em grupos. Além de discussões e debates sobre assuntos institucionais.

De acordo com Dr. Fabrini, durante o ano de 2014, novos Encontros de Liderança serão realizados.

Mudanças: RH propõe padronização sobre horas extras

altA Administração do Hospital, em busca do melhor para os colaboradores, tem estudado e reavaliado normas, regras e protocolos, de acordo com as perspectivas do painel de bordo e do mapa estratégico da Instituição, sem descumprir as imposições da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT e, em especial, com foco na meritocracia, medida que será implantada no Hospital, com o objetivo de valorizar os profissionais.

De acordo com a coordenadora do RH, Danielle Rose, medidas serão aplicadas, em especial, com relação às horas extras, que, de agora em diante, terão critérios mais rigorosos e serão acompanhadas, de perto, pelos gestores das áreas. A coordenadora informa que não será aceito o acúmulo de hora extra por parte dos colaboradores sem a liberação da liderança imediata. Quanto a compensação de horas, segundo o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) – 2014, o prazo para sua compensação será de 90 dias e caberá aos gestores a autorização para compensá-las com redução de jornadas ou folgas compensatórias. Quando necessário, o pagamento das horas extras será feito de acordo com as situações especificas, já definidas com os gestores ou mediante autorização da provedoria.

 Danielle explica que tal medida foi tomada pela Administração do Hospital, baseando-se em que, em 2013, houve um aumento disparado de horas extras, elevando, assim, a folha de pagamento. A psicóloga afirma que, além do financeiro, tem o lado da qualidade de vida e da produção do colaborador, que fica comprometido, afetando, consequentemente, a empresa.

 

Santa Casa será beneficiada com projeto de aquecimento solar da CEMIG

O Hospital foi contemplado, novamente, pela empresa, por meio do projeto de aquecimento solar. Além de gerar economia, a Instituição oferecerá mais conforto aos pacientes

altO coordenador do projeto de instalação de aquecimento solar da CEMIG, Cristiano Magalhães; o engenheiro da Tuma, empresa responsável pela fabricação do equipamento, Bruno Tadeu da Silva; e a assistente de engenharia, Carla Mariotto, estiveram reunidos com a Administração da Santa Casa, para acertar os últimos detalhes da instalação do sistema de aquecimento solar no Hospital.

O benefício faz parte do Programa Energia Inteligente, realizado por meio do Projeto Solar Hospital, da Companhia Energética de Minas Gerais. A ação irá beneficiar milhares de pessoas atendidas pela Santa Casa de Formiga, com a substituição dos chuveiros elétricos por sistemas de aquecimento solar de água.

Segundo a empresa, a instalação dos novos equipamentos consolida a posição de liderança da CEMIG no cenário nacional, quanto à utilização da energia solar para aquecimento de água.

O sistema que será instalado na Santa Casa de Formiga terá capacidade para armazenar 20 mil litros de água quente.

De acordo com Cristiano Magalhães, todo o município sairá ganhando. “Com a instalação, o Hospital vai racionalizar o consumo de energia elétrica, para aquecer a água nos banhos e demais atividades diárias, deslocando a demanda para fora do horário de ponta. O sistema de aquecimento solar vai trazer até 70% de economia na energia usada para aquecer água, além de proporcionar maior conforto nos banhos”, afirma. Ainda segundo o coordenador, com a economia, o Hospital irá reduzir o valor da conta de energia e, com isso, será possível liberar recursos para outros investimentos.

Conforme o engenheiro Bruno, os equipamentos do sistema de energia solar deverão chegar à Santa Casa dentro de 30 a 45 dias.

Projeto de Iluminação

Em maio de 2011, a Santa Casa foi contemplada com o Projeto Iluminação da CEMIG, a iniciativa substitui os sistemas de iluminação obsoletos do hospital por sistemas de alto rendimento, luminárias espelhadas, lâmpadas e reatores eletrônicos com selo PROCEL – Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica.

Com o novo sistema de iluminação, houve redução de 35% nos custos de energia e impostos por ano na Santa Casa. Isso foi possível devido à baixa potência dos conjuntos de iluminação instalados, compostos por lâmpadas fluorescentes compactas.

 

 

Santa Casa irá oferecer dieta enteral industrializada aos pacientes

A partir de agora, todos os pacientes que necessitam de alimentação específica receberão dieta enteral industrializada, um avanço confirmado pelos profissionais da área

altCom as mudanças ocorridas nos últimos tempos no Hospital, a direção assistencial optou pela dieta enteral industrializada para pacientes internados na Santa Casa que necessitam de uma alimentação específica.

A Instituição não irá mais fornecer a dieta artesanal, fabricada no Hospital, para oferecer uma dieta industrializada, que é uma alternativa para a ingestão de alimentos e pode ser feita através de uma sonda posicionada ou implantada no estômago, no duodeno ou no jejuno. Os alimentos são na forma líquida ou em pó e têm o mesmo valor nutricional (proteínas, gorduras, carboidratos, vitaminas e minerais) que uma alimentação normal e equilibrada.

De acordo com a coordenadora da Unidade de Nutrição Dietética – UND, Michelle Verçosa, a medida é um avanço em nutrição e saúde. Ela ressalta, ainda, que a dieta industrializada enteral em pacientes é um método bastante utilizado em hospitais dos grandes centros urbanos.

Michelle também comenta que a UND se dividiu em duas partes: assistencial e apoio/operacional. A coordenadora explica que houve um aumento no quadro de profissionais da área, que soma, atualmente, cinco nutricionistas. O setor funcionará 24 horas, todos os dias da semana, especialmente para os pacientes das Clínicas de Internação.

Dieta industrializada enteral

A dieta industrializada é uma dieta pronta, completa em nutrientes e balanceada, em que há menores chances de contaminação. Pode ser encontrada nas seguintes formas:

Pó: necessitando de reconstituição ou diluição com água;

Líquidas em Sistema Aberto: prontas para uso, devendo ser envasadas em um frasco plástico (descartável);

Líquidas em Sistema Fechado: prontas para uso, sendo necessário somente conectar o equipo diretamente no frasco da dieta.

 

 

 

 

 

Santa Casa é indicada para receber verbas parlamentares

A Santa Casa de Formiga poderá ser beneficiada com mais de dois milhões e duzentos mil reais de verbas parlamentares. Dessa vez, as indicações são do senador Clésio Soares de Andrade, no valor de seiscentos e sessenta e oito mil reais; dos deputados federais Jaime Martins, que destinou um milhão e trezentos e cinquenta e um mil reais; Domingos Sávio, no valor de cento e cinquenta mil reais; Eros Biondini, com duzentos e cinquenta mil reais; e também o deputado estadual Júlio Gomes dos Santos (Cabo Júlio), que indicou cem mil reais para o ano de 2014.

altDe acordo com a gestora administrativa Meila Chagas, todas as indicações serão recebidas mediante a apresentação de projetos criados pela Instituição e destinados a equipamentos para o Centro Cirúrgico, mobília hospitalar e tecnologia.

Meila afirma que a Santa Casa já foi cadastrada no Fundo Nacional da Saúde – FNS. O próximo passo é aguardar a aprovação dos projetos para o recebimento das emendas parlamentares indicadas pelos parceiros e apoiadores da saúde do município de Formiga/MG e região.

 

Legenda: As verbas são destinadas para a compra de mais equipamentos para o Centro Cirúrgico, mobília hospitalar e tecnologia.

Novo projeto poderá concluir a obra da subestação de energia

A Santa Casa não para de crescer! Com tantos projetos e parcerias, a Instituição melhora a cada dia!

Outro projeto encaminhado ao consulado do Japão, por meio do vereador Juarez Carvalho, também está em fase de análise. Nele, o Hospital pleiteia uma verba para a conclusão da obra da subestação de energia, que precisa de um investimento de duzentos mil reais.

 

 

 

 

 

 

Equipe de nutricionistas do Hospital ganha reforço

altDevido à alta demanda, implantação da dieta enteral e assistência 24 horas nas Clínicas de Internação da Santa Casa, houve um aumento no quadro de funcionários da Unidade de Nutrição Dietética – UND.

A nutricionista clínica e de produção, Juliana Morais Alves, começou a trabalhar no Hospital em fevereiro deste ano. Ela é natural da cidade de Arcos/MG e teve experiência na área no Hospital São João de Deus, de Divinópolis. Formou-se, em 2004, pela UNIFENAS – Campus Divinópolis/MG.

Com a nova contratação, a UND conta, atualmente, com cinco nutricionistas.

CCIH promove capacitação

altNos dias 26 e 27 de fevereiro, a enfermeira responsável pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH, Riquelme Pinheiro, esteve reunida com a equipe da Limpeza, para um treinamento técnico sobre desinfecção do ambiente hospitalar, classificação das áreas, rotina de coleta dos resíduos, higienização das mãos e uso correto dos Equipamentos de Proteção Individual – EPIs.

A enfermeira explica que o treinamento é realizado de acordo com a necessidade da Instituição.

Assembleia reúne funcionários e representantes do SINTIBREF

altNo dia 20 de fevereiro, nos períodos vespertino e noturno, os representantes do Sindicato dos Empregados em Instituições Beneficentes, Religiosas e Filantrópicas no Estado de Minas Gerais – SINTIBREF estiveram reunidos, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC, com os funcionários da Santa Casa, para um novo acordo coletivo.

Durante o encontro, diversos funcionários, em especial, a classe da Enfermagem, reivindicaram melhores salários, aumento do ticket de alimentação e outros benefícios.

De acordo com a coordenadora do RH, Danielle Rose, as propostas foram protocoladas e enviadas ao SINTIBREF, que ficou de reunir-se, novamente, com os funcionários, para uma resposta às reivindicações. Ela ressalta que, dentro de quinze dias, a entidade entrará em contato com o Hospital.

Médicos já podem utilizar sala de prescrições

altJá está disponível, para todos os médicos do Corpo Clínico, a nova sala de prescrições médicas.

O espaço funcionará junto às Clínicas das Alas I e II, local estratégico, que irá facilitar a assistência dos médicos junto aos pacientes.

O local fica onde era o Serviço Social, que, atualmente, atende na Sala da Equipe Multiprofissional, junto à Enfermagem, Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH e Psicologia.

 

Santa Casa conta com profissional especialista em Hotelaria Hospitalar

altUma das novas contratações da Santa Casa foi a profissional em Hotelaria Hospitalar, Priscilla Araújo Vieira, que será responsável por coordenar o serviço que implica, inicialmente, em organizar, administrar e acompanhar, diariamente, os kits de enxoval dos leitos das Clínicas, Observação, Pronto Atendimento, apartamentos, Centro Cirúrgico, Maternidade, Pediatria e Unidades de Terapia Intensiva Adulta e Neonatal.

A coordenadora também auxiliará no setor da Limpeza, Obras e Manutenção, realizando planilhas e relatórios.

Priscilla é graduada em Engenharia de Produção pelo UNIFOR-MG e trabalhou em uma construtora civil.

 

 

Três novas salas são liberadas para o Centro Cirúrgico

altDepois de três meses de reforma na parte antiga do Centro Cirúrgico, espaço com 140 m², na tarde do dia 24 de fevereiro, ficaram prontas as três salas para cirurgias de médio e grande porte.

Depois das mudanças, o Centro Cirúrgico da Santa Casa contará com oito salas, o dobro da média anterior, as quais irão atender cirurgias de pequeno, médio e grande porte, além da sala cirúrgica híbrida, onde ficará o aparelho de cineangiocoronariografia, totalizando, assim, nove salas.

Moderno aparelho para realização de cirurgia do coração chega à Santa Casa

A máquina, importada da Alemanha, é a mais moderna da região Centro-Oeste e pode realizar diversos exames da alta complexidade

altNa manhã desta sexta-feira, 28 de fevereiro, a Santa Casa recebeu, importado da Alemanha, o aparelho de cineangiocoronariografia, novo serviço da alta complexidade, que, em breve, será oferecido pela Instituição, o qual permite a realização de cirurgias cardiovasculares e de cardiologia e neurologia e também um Raio X portátil.

A cineangiocoronariografia é capaz de produzir imagens nítidas dos vasos cardíacos e neurológicos em 3D. O procedimento possibilita intervenções precisas e auxilia no tratamento de lesões complexas no território vascular do paciente.

O equipamento será instalado dentro do Centro Cirúrgico, numa sala específica, de, aproximadamente, 45m², também conhecida como Sala Cirúrgica Híbrida, ambiente cirúrgico equipado com imagem de alta resolução e funcionalidades de um laboratório de cateterismo.

Conforme os técnicos da empresa Siemens, a máquina leva cerca de trinta dias para ser montada e testada, até que fique pronta para realizar os procedimentos.

Segundo a Provedoria da Santa Casa, o serviço de hemodinâmica estará em funcionamento em abril deste ano e contará com uma equipe médica especializada e qualificada.

Tomografia Computadorizada de 128 canais

O Centro de Imagem da Santa Casa de Formiga também se prepara para receber, no mês de março, um dos mais modernos equipamentos para diagnóstico da região e único do município. Importado da Alemanha, pela fabricante Siemens, o Tomógrafo Siemens modelo Somaton Definition AS64-Slice Configuration é o primeiro que realiza tomografia computadorizada de 64 canais, com possibilidade de passar para 128 canais.

O novo tomógrafo é rápido na execução dos exames de tomografia do corpo todo, dispensando anestesia em tomografias de crânio e em crianças. Além disso, possui diversos softwares, como o de volumetria de tecidos e lesões e para avaliação de imagens dinâmicas. O aparelho faz a dosagem automática de radiação para os exames, usando a quantidade mínima necessária, não expondo o paciente a uma carga radiativa desnecessária.

As obras voltadas para o equipamento estão em fase de término e, conforme a Administração do Hospital, a previsão para início dos atendimentos é, também, para abril deste ano.

Atualmente, o Centro de Imagem da Santa Casa possui Tomografia Computadorizada (Somatom Spirit), Raios-X, Ultrassom e um aparelho de Ressonância Magnética.

Deputado Federal Eros Biondini visita Santa Casa de Formiga

altNa tarde do dia 21 de fevereiro, o deputado federal, Eros Biondini, esteve presente nas dependências do Hospital, para uma visita de cortesia.

O deputado é amigo e parceiro da Instituição e sempre que está presente na cidade visita a Santa Casa de Formiga.

 

 

Primeiro neonato da UTI da Santa Casa é uma menina

alt

A Unidade de Terapia Intensiva Neonatal da Santa Casa de Formiga abriu, oficialmente, as portas, no último dia 17. E, na tarde do dia 20, recebeu o primeiro neotano. 

O recém-nascido – RN, de um dia, é uma menina, da cidade de Bom Despacho/MG.

De acordo com a responsável técnica da UTI Neo, Dayanne Tasende, a RN nasceu dentro do padrão, com 2.980 kg e 49 cm, mas, durante o parto, teve problemas respiratórios.

A UTI Neo foi inaugurada em novembro do ano passado, peloGoverno de Minas, por meio da Secretaria de Saúde de Minas Gerais, com vinte leitos, os quais contribuirão para a redução da mortalidade infantil. A obra, com o nome de “Dr. Concéssio Batista da Costa”, recebeu o incentivo de mais de R$1 milhão do Governo Estadual.

 

 

 

 

UTI Neonatal abre as portas, oficialmente, no dia 17 de fevereiro

altA Unidade de Terapia Intensiva Neonatal – UTI Neo, da Santa Casa de Formiga, iniciará o atendimento na próxima segunda-feira, 17 de fevereiro. Conforme a Administração do Hospital, o atraso, de, aproximadamente, quase três meses, foi devido ao atraso na entrega de alguns equipamentos, e do credenciamento dos leitos e à falta de profissionais para suprir a escala médica.

A enfermeira e responsável técnica da UTI Neo, Dayanne Tasende, explica queas empresas responsáveis por entregar os equipamentos e máquinas atrasaram, devido às festividades e aos feriados do final de ano. Com isso, a Unidade não pôde realizar qualquer tipo de atendimento. “Seria uma irresponsabilidade da nossa parte, começar o atendimento. Outro fato que atrasou o funcionamento da Unidade foi à dificuldade de estruturar a equipe com médicos neonatologistas e também enfermeiros”, comentou a enfermeira.

Conforme o provedor da Instituição, Dr. Geraldo Couto, a UTI Neo possui vinte leitos, mas, num primeiro momento, iniciará o atendimento com cinco. O provedor explica que há certa burocracia no cadastramento dos leitos, junto aos órgãos responsáveis e fiscalizadores da saúde e que, até meados de 2014, todos os vinte leitos estarão funcionando e beneficiando a população do município e de outras 54 cidades da região. Dr. Geraldo ainda ressalta que todos os leitos da UTI Neo são 100% para atendimento via Sistema Único de Saúde – SUS.

O provedor também comentou sobre a implantação de um novo projeto o de Telemonitoramento de UTI Neo no Hospital. A ação é inovadora e a Santa Casa de Formiga fará parte desta rede que visa reduzir a mortalidade de recém nascidos. A equipe médica, enfermagem, equipe multiprofissional e técnicos da informação participaram de um treinamento e já estão inscritos no projeto. No dia 18 de fevereiro, às 17h00, através de uma webconferência, a UTI Neo de Formiga já participará de uma palestra sobre Cardiopartia do Neonato.

O projeto de Telemonitoramento

altO telemonitoramento permite a interação entre os profissionais na área com os profissionais das UTIs neonatais do interior do Estado. A comunicação acontece pelo sistema de teleconsultoria, por meio de webconferência entre os plantonistas da central de telemonitoramento e os serviços de saúde locais. Os casos clínicos são acompanhados e discutidos online (webconferência e teleconsultorias emergenciais) entre o médico responsável diretamente pelo paciente e sub-especialistas remotos da central de monitoramento, quando houver indicação.

O projeto de Telemonitoramento em UTI Neo foi lançado em dezembro de 2012 e o Estado investiu aproximadamente R$ 2,5 milhões.

A Santa Casa de Formiga é o 10º hospital de Minas Gerais a fazer parte do Projeto de Telemonitoramento de UTI Neo. Na região Centro Oeste, além da instituição formiguense, o Hospital São João de Deus de Divinópolis faz parte do projeto.

UTI Neo Formiga

No dia 08 de novembro, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Saúde de Minas Gerais, inaugurou, na Santa Casa de Formiga, vinte leitos de UTI Neonatal, os quais contribuirão para a redução da altmortalidade infantil. A obra, com o nome de “Dr. Concéssio Batista da Costa”, recebeu incentivo de mais de R$1 milhão do Governo Estadual.

A UTI Neo em Formiga será coordenada pela pediatra e neonatologista Dra. Giselle Lima Barbosa Cuconato. A Unidade funcionará 24 horas semanais, com um médico diarista – nos períodos da manhã e da tarde. A equipe médica terá, aproximadamente, dez profissionais especializados.

Dra. Giselle é natural de Juiz de Fora/MG. Ela formou-se em Medicina, em 1992, pela UniversidadeFederal de Juiz de Fora – UFJF. É pós-graduada em Assistência Hospitalar ao Neonato. A médica é instrutora do curso de Reanimação Neonatal da Sociedade Brasileira de Pediatria – SBP. Além disso, atuou na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora. Foi, ainda, coordenadora, durante dez anos, da UTI PED (mista) do Hospital Regional João Penido, na mesma cidade.

Santa Casa de Formiga adere a projeto de Telemonitoramento de UTI Neonatal

A Santa Casa é a mais nova instituição de saúde do Centro Oeste Mineiro  a fazer parte de uma ação inovadora que visa reduzir a mortalidade de recém nascidos

altA Santa Casa de Formiga firmou no início do mês de fevereiro, um convênio com a Secretaria de Estado de Saúde - SES e a Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, para implantar o projeto de Telemonitoramento de Unidades de Terapia Intensiva Neonatal – UTI’s Neo, na Instituição formiguense. A ação é inovadora e visa reduzir a mortalidade de recém nascidos. 

Segundo a coordenadora do projeto, Nara Carvalho, muitas mortes poderiam ter sido evitadas por intervenções nas primeiras horas de vida do recém-nascido. Garantir o acesso a serviços de terapia intensiva por exemplo, pode ser definitivo para a sobrevivência de uma criança”, completa Nara.

O telemonitoramento permite a interação entre os profissionais na área com os profissionais das UTIs neonatais do interior do Estado. A comunicação acontece pelo sistema de teleconsultoria, por meio de webconferência entre os plantonistas da central de telemonitoramento e os serviços de saúde locais.

Outra medida implementada é o acompanhamento de casos clínicos e discussão online (webconferência e teleconsultorias emergenciais) entre o médico responsável diretamente pelo paciente e sub-especialistas remotos da central de monitoramento, quando houver indicação.

O projeto de Telemonitoramento em UTI Neo foi lançado em dezembro de 2012 e o Estado investiu aproximadamente R$ 2,5 milhões.

A SES-MG prevê que, a ação seja estendida a outras instituições, somando 100 leitos. As novas unidades receberão apoio técnico da equipe da central de telemonitoramento para organização e implantação do serviço.

Na região Centro Oeste, além da Santa Casa de Formiga, o Hospital São João de Deus de Divinópolis faz parte do projeto.

Encontro com a equipe da Santa Casa

altNa tarde do dia 11 de fevereiro, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC, a equipe do projeto de Telemonitoramento da UTI Neo, coordenado pela enfermeira Nara Carvalho esteve reunida com os médicos pediatras e obstetras, enfermeiros, equipe multiprofissional e profissionais da Tecnologia da Informação – TI, da Santa Casa de Formiga para apresentar o projeto.

Na ocasião todos os envolvidos e interessados da Instituição formiguense foram cadastrados para participarem dos fóruns de discussões e palestras sobre assuntos relacionados à assistência dos neonatos.

Os profissionais da TI da Santa Casa de Formiga e a secretária da Unidade também participaram de um treinamento específico e já foram cadastrados.

O técnico do projeto, Kaiser Bergman, destacou que a nova medida permiteo profissional de UTI’s de cidades do interior de Minas Gerais entrar em contato com profissionais da saúde e especialistas em um núcleo remoto, utilizando o suporte da internet.

 

 

Obra da sala para o serviço de Hemodinâmica está em fase de término

O novo procedimento Cineangiocoronariografiaé utilizadopara serviços da alta complexidade, como as cirurgias do coração

altMais um passo ousado da atual gestão da Santa Casa de Formiga que trás para o município e região o mais novo serviço da alta complexidade a hemodinâmica que permite cirurgias de cardiovasculares, cardiologia e neurologia. Todos estes procedimentos são realizados através da Cineangiocoronariografia, que é capaz de produzir imagens nítidas dos vasos cardíacos e neurológicos em 3D. O procedimento possibilita intervenções precisas e auxilia no tratamento de lesões complexas no território vascular do paciente.

A obra da futura sala cirúrgica para procedimentos de alta complexidadetambém conhecida como sala híbrida caminha para fase final. Nesta etapa está sendo preparada a pintura do local e a colocação do piso Epoix que é um material bastante resistente, liso e antiderrapante, utilizado, especialmente, em ambientes hospitalares.

Após, a colocação do piso, a administração do Hospital aguarda a chegada do equipamento, importando da Alemanha, e que já se encontra no Brasil.

A sala híbrida possui, aproximadamente, 45 m² de construção e está situada na parte nova do Centro Cirúrgico da Instituição.

Conforme a provedoria da Santa Casa o serviço de hemodinâmica estará em funcionamento em abril de 2014, e contará com uma equipe médica especializada e qualificada.

 

 

 

Equipe técnica de radiologia participa de capacitação dos Raios-X Digital

altNos dias 10 e 11 de fevereiro, o instrutor técnico da Konica Minolta, Leonardo Martins Gomes, da empresa fabricante do aparelho de Raios-X de imagens digitalizadas esteve reunido com os técnicos em radiologia do Centro de Imagem, da Santa Casa para um treinamento sobre a nova aquisição do Hospital.

De acordo com o gestor do setor, Marcos Caetano, o equipamento gera um arquivo para o computador, que, através de software próprio, permite clarear e regular a imagem obtida. Sendo que, no processo convencional, a radiografia necessita passar pela revelação. Agora, o novo procedimento em poucos minutos, permite a imagem na tela do computador. Sem contar que também facilita o laudo, porque, ainda que o médico não esteja no Hospital, podemos enviar a radiografia, via e-mail, podendo ele diagnosticá-la, mesmo estando em outro local”, esclarece Caetano.

Também é possível armazenar as imagens em arquivo digital, gravá-las em CD e imprimi-las. Outra vantagem bastante destacada é a qualidade da imagem, mais nítida e precisa.

Conforme o gestor, atualmente, dois mil exames de raios-x têm sido realizados na Santa Casa de Formiga, todo mês. Com a implantação da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal – UTI Neo, que funcionará a partir do dia dezessete de fevereiro deste ano, esse número deverá ser ainda maior.

 

alt

 

Hospital conta com mais 10 leitos na ala de internação para pacientes cirúrgicos

altA Santa Casa de Formiga não tem medido esforços para cada vez mais otimizar o atendimento dos serviços de saúde à população formiguense e região. O ano de 2014 promete! São novos projetos, serviços e procedimentos principalmente da alta complexidade.

Já no inicio deste ano, a administração do Hospital em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Formiga, credenciou e pactuou novas cirurgias eletivas.

De acordo com o provedor, Dr. Geraldo Couto, a Instituição tem se preparado, fisicamente. Atualmente, foram implantados mais 10 leitos na ala de internação para atender a demanda de pacientes cirúrgicos da Micro e Macrorregião do Centro Oeste de Minas Gerais.  

 

 

Secretaria do Centro Cirúrgico ganha nova sala

altEm julho do ano passado, a coordenação do Centro Cirúrgico revisou e reformulou as normas, regras e procedimentos internos do setor, para melhor atender o paciente e aprimorar as condições de trabalho da equipe, profissionais e médicos que ali atuam.

Com as reformas no setor, foi possível projetar uma área específica para a secretaria do Centro Cirúrgico. O novo espaço tem como objetivo aperfeiçoar o atendimento para pacientes, equipe médica e de enfermagem.

A secretaria funciona de segunda a sexta, no período das 07h00 às 17h00, dentro do Centro Cirúrgico e o ramal é 1430. No final de semana e período noturno as marcações de cirurgias deverão ocorrer com a coordenação e supervisão do setor.

 

Santa Casa adota o uso responsável do celular no manual do colaborar

altDevido o crescimento e as mudanças ocorridas nos últimos tempos na Instituição, a atual gestão da Santa Casa está revendo e reformando o manual de procedimentos internos. O manual é uma diretriz para o quadro de colaboradores o que é ou não permitido dentro das dependências da empresa.

O processo de mudanças vem ocorrendo desde outubro de 2013, mas em janeiro deste ano, o consultor em gestão hospitalar, Cleber Eliazar, juntamente com a coordenadora do RH, Danielle Rose, estão reconstruindo um novo manual de forma mais claro e atualizado com a nova realidade do Hospital.

De acordo com Danielle, algumas condutas precisam ser revistas e outras adaptadas como, por exemplo, o “uso responsável do celular”, ou seja, é proibido o atendimento a ligações e o uso de redes sociais e quaisquer outras ferramentas do aparelho durante o atendimento e a assistência em todos os setores do Hospital. Sendo assim, o descumprimento do regulamento por parte do funcionário, estará sujeito à medida disciplinar, que poderá ocasionar a demissão por justa causa, comenta a coordenadora.

Danielle ressalta que a nova medida vem sendo adota em grandes empresas, principalmente, em instituições hospitalares e, tem como objetivo de aprimorar a excelência dos serviços prestados pela Santa Casa, além da segurança do funcionário e do paciente.

 

 

 

 

Santa Casa inicia 2014 com aumento no quadro de funcionários

altAno novo, vida nova e porque não novo emprego? O ano de 2014 começou com o aumento do quadro de funcionários na Santa Casa.

De acordo com a coordenadora do Departamento Pessoal, Sara Silva, apenas no mês de janeiro, o Hospital contratou 23 novos profissionais, destes, 19 foram para a  equipe de enfermagem.

Sara ressaltou que comparando aos anos anteriores como, por exemplo, em 2010 foram contratos 23 enfermeiros e técnicos em enfermagem durante todo o ano.  Em janeiro de 2013, o número de contratados para a enfermagem foram 09. Sara ressaltou que o aumento de 255% no quadro é devido à abertura da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal – UTI Neo.

Atualmente, a Santa Casa de Formiga conta com 335 colaboradores

Gestores participam de encontro sobre Sistema de Compras da Instituição

altO gestor de Suprimentos, Webert Vilela, se reuniu, na tarde do dia 05 de fevereiro, no setor, com todos os gestores da Instituição, para repassar o novo fluxo de compras do Hospital.

Webert explicou que o processo começa com os gestores; depois, supervisores e coordenadores. Agora, os pedidos de compras deverão ser acompanhados e encaminhados pelos gestores. Sendo assim, respeitando os fluxos de compras da Instituição.

O gestor de Suprimentos disse que, em breve, marcará um treinamento com os supervisores e coordenadores de área da Santa Casa.

 

Administração cria campanha para beneficiar Brinquedoteca do Hospital

altA Briquedoteca da Pediatria do Hospital é um espaço de descontração para os pequenos que estão internados na Unidade.

O ambiente infantil tem apresentado uma situação precária de brinquedos, material didático, kit pedagógico acompanhado de TV com DVD, filmes infantis e livros. Por isso, a Administração da Santa Casa lançou uma campanha para arrecadar mais brinquedos para complementar o acervo da Brinquedoteca.

Os interessados em doar material didático, brinquedos e livros podem entrar em contato com a Santa Casa, pelo (37) 3329-1300, e falar com Laura Candiani no setor Administrativo.

A Brinquedoteca funciona de segunda a sexta-feira, das 07h00 às 11h00 e das 13h00 às 16h00. 

Novas doações

Recentemente, a Brinquedoteca recebeu uma doação da médica Dra. Luciana Luz, sendo alguns brinquedos, os quais serão uma descontração e relaxamento para as crianças internadas.

Momento de descontração e alegria marca comemoração dos aniversariantes do mês de janeiro

altA comemoração mensal dos aniversariantes é uma das atividades propostas no Planejamento Estratégico, para o ano de 2014. A primeira edição ocorreu na manhã do dia 31 e cerca de vintes pessoas, entre aniversariantes, representantes da Psicologia, Diretoria e Comunicação, estiveram reunidas, para um momento de reflexão e confraternização. A psicóloga Fernanda Bittencourt promoveu uma dinâmica com os presentes. Após, o diretor assistencial, Dr. Fabrini Leão, ressaltou sobre o crescimento gradativo da Instituição e reforçou a importância de cada um nesse processo. Por último, o provedor, Dr. Geraldo Couto, agradeceu e parabenizou a todos os funcionários do mês de janeiro. O café dos aniversariantes será realizado toda última sexta-feira do mês, às 08h30, no CEPEC. O próximo encontro está agendado para 28 de fevereiro.

Café com a Diretoria

O Café com a Diretoria também será uma novidade no Calendário Estratégico de 2014 da Santa Casa, com início no próximo dia 07 de fevereiro, às 08h30, no CEPEC. A cada encontro, os gestores indicarão um funcionário do setor para participar da atividade. O evento será um momento entre funcionários e direção, que terão oportunidade de melhorar a comunicação entre ambos, além de envolver as pessoas nos processos, principalmente, para o Planejamento Estratégico. 

Santa Casa cria Programa Cirurgia Segura

altO ano de 2014 começou cheio de novidades e novas condutas na Santa Casa, para oferecer o melhor em saúde, como a criação do Programa Cirurgia Segura, que proporciona mais segurança ao paciente, com menos chances de erros no processo assistencial.

O Programa Cirurgia Segura é realizado pela equipe de Enfermagem e Médica do Centro Cirúrgico da Santa Casa de Formiga.

Conforme o gestor de enfermagem, José Orlando Fernandes, a cada cirurgia, um enfermeiro é responsável por todo check-list cirúrgico, como: confirmar a identificação do paciente; confirmar e demarcar o sítio cirúrgico; conferência do funcionamento dos equipamentos; e confirmar a presença do cirurgião, do auxiliar e de toda equipe.

Após o procedimento cirúrgico, o enfermeiro responsável verifica os itens de segurança, antes da saída do paciente da sala cirúrgica.

José Orlando afirma que o Programa Cirurgia Segura é uma conduta estabelecida pela Organização Mundial da Saúde – OMS e utilizada em grandes hospitais do mundo e do Brasil. O gestor ainda contou que o Programa é novo na Instituição formiguense e que, em breve, a equipe se reunirá para um primeiro relatório sobre a medida.

 

 

 

 

Novo procedimento: Código Amarelo salva e preserva vidas na Santa Casa de Formiga

altAssistência de qualidade é uma expressão de ordem dentro da Santa Casa de Formiga. Para isso, a gestão não mede esforços para aprimorar, cada dia mais, os serviços, em prol da saúde de quem necessita da Instituição.

Nos últimos tempos, várias condutas têm sido adotadas pelas equipes de Enfermagem, Médica e Multiprofissional. Em 2013, procedimentos como Código Azul e Código Amarelo foram implantados e realizados pelas equipes, para salvar e preservar vidas.

Em meados de agosto, foi implantado o Código Azul, pelo qual o enfermeiro detecta uma situação de emergência empacientes adultos, com suspeita de Parada Cardiorrespiratória – PCR e Insuficiência Respiratória Aguda – IRA. Ele aciona a telefonista, a qual tem o papel de informar e comunicar, também, à Enfermagem do Pronto Atendimento e ao médico plantonista. Com esse ganho de tempo, até a chegada do carro de emergência e do médico, o enfermeiro inicia, precocemente, a manobra de ressuscitação, a qual aumenta a sobrevida do paciente.

Já o Código Amarelo ocorre de outra forma, quando o enfermeiro detecta alterações agudas no quadro clínico ou em estados de potencial gravidade, intervindo de forma precoce. Sendo assim, a nova conduta minimiza o risco de uma evolução da parada cardiorrespiratória no paciente assistido.

De acordo com o gestor de Enfermagem, José Orlando Fernandes, em dois meses de funcionamento, 45 pacientes foram atendidos através do Código Amarelo.

 

 

Enfermagem inicia 2014 com treinamentos

Treinamento I

altEntre as diretrizes do Planejamento Estratégico da Santa Casa, estão os treinamentos e capacitações das equipes, principalmente a de Enfermagem.

Nos primeiros dias do ano, o gestor de Enfermagem, José Orlando Fernandes, e as supervisoras Wanessa Vaz e Vanessa Simões estiveram reunidos com os enfermeiros coordenadores de Ala para alinhar e validar o fluxo de internação de pacientes, das clínicas médicas e cirúrgicas, provenientes do Pronto Atendimento Municipal – PAM.

Durante o encontro, o gestor comunicou o novo alinhamento dos enfermeiros, que deverão admitir os pacientes com o relatório médico, contando a história do quadro atual, como exames físicos, laboratoriais e de imagem, e prescrição do dia.

Treinamento II

altNa manhã do dia 30 de janeiro, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC, o gestor de Enfermagem, José Orlando Fernandes Reis, se reuniu com os enfermeiros coordenadores da Unidade de Terapia Intensiva – UTI Adulta para uma revisão do protocolo de transporte intra-hospitalar dos pacientes da UTI, o qual será aplicado dentro do sistema PDCA – Planejar – Executar – Verificar – Agir(do inglês: PLAN - DO - CHECK - ACT), que é um método iterativo de gestão de quatro passos, utilizado para controle e melhoria contínua de processos e produtos.

 

 

Assembleia Geral do Corpo Clínico será realizada em fevereiro

O diretor clínico da Santa Casa, Dr. Reginaldo Henrique dos Santos, convoca todos os membros do Corpo Clínico para participar da Assembleia Geral do Corpo Clínico, que será realizada na segunda-feira, dia 13 de fevereiro, a partir das 19h30, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC.

De acordo com o diretor clínico, durante a Assembleia, assuntos como mudanças realizadas na Instituição; plantões médicos; novos membros do Corpo Clínico; novas regras do Centro Cirúrgico; e prescrição médica serão apresentados.

 

Estagiários de Fisioterapia irão atuar na Santa Casa de Formiga

altA partir do dia 03 de fevereiro, onze estudantes do curso de Fisioterapia do UNIFOR irão atuar, por um período de seis meses, na Santa Casa de Formiga.

Os estagiários atuarão nas áreas de Fisioterapia Cardiorrespiratória e Fisioterapia em Masto/Uroginecologia, nas diversas alas e setores do Hospital, às segundas, quartas, quintas e sextas, das 07h00 às 12h00 e das 13h00 às 15h00. Os estudantes serão acompanhados e supervisionados pelas professoras Kelly Paim, Ywia Valadares e Ana Paula Pfister.

Para dar início aos trabalhos, os futuros fisioterapeutas participaram, na manhã do dia 30 de janeiro, no Centro de Estudo e Pesquisas Continuadas – CEPEC, de um encontro com representantes dos Recursos Humanos, Psicologia, gestor de Enfermagem e a enfermeira da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH do Hospital, para se inteirarem quanto às normas, regras e ambientação da Santa Casa.

Os alunos foram acompanhados pelo coordenador do curso de Fisioterapia, André Carvalho Costa.

                 

Corpo Clínico tem nova sala para prescrições médicas

altEm fevereiro, os profissionais do Corpo Clínico da Santa Casa receberão uma nova sala para prescrições médicas.

O espaço funcionará junto às Clínicas das Alas I e II, local estratégico, que irá facilitar a assistência dos médicos junto aos pacientes.

O local fica onde era o Serviço Social, que, atualmente, está atendendo na Sala da Equipe Multiprofissional, junto à Enfermagem, Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH e Psicologia.

Bibliotecária organiza arquivos da Santa Casa

altDevido às mudanças, ao crescimento e ao aumento gradativo de documentos, notas e papéis, o arquivo administrativo de setores como Financeiro; Contabilidade; Faturamento; Recursos Humanos; e Comunicação ganhou muitos volumes. Por isso, a bibliotecária Lílian Karla Aparecida Dias está, desde o dia 23 janeiro, organizando os documentos, os quais serão arquivados em armários, pastas suspensas e caixas.

A bibliotecária comentou que tudo está sendo registrado em sumários, índices e, em breve, será digitalizado. 

Lílian ressalta que a primeira etapa é o arquivamento dos documentos, que tem como objetivo reduzir o tempo de recuperação dos mesmos, quando são documentados, classificados e agrupados, de forma hierárquica ou estruturalmente, dentro de um conjunto. A segunda etapa será montar o arquivo fotográfico da Instituição.

De acordo com a assessora de Comunicação, Bernadete Seixas, no Hospital, não há local para arquivamento do material fotográfico. “São fotos antigas, material de 1960, que mostra parte da história da Santa Casa. Hoje, temos também muitas fotos, de todo o processo de evolução das obras da Santa Casa. Tudo isso representa documentos importantes, que precisam ser arquivados de forma correta”, comenta.

A bibliotecária disse que o serviço de arquivamento e digitalização do administrativo será realizado dentro de um período de 90 dias, após, será iniciado o trabalho junto ao arquivo fotográfico da Instituição.

 

 

Santa Casa tenta credenciamento para oferecer mais serviços de alta complexidade

altHá mais de seis meses, a Administração da Santa Casa tem procurado credenciar a Instituição para oferecer novos serviços de alta complexidade, nas áreas de cardiologia, hemodinâmica e nutrição enteral e parenteral.

De acordo com a responsável pelos projetos, Meila Chagas, o tempo de credenciamento depende da documentação exigida pelas esferas municipal, estadual e federal, porém, a Instituição já enviou todos os itens necessários aos novos procedimentos.

Atualmente, a Santa Casa já oferece serviços de alta complexidade, como os procedimentos em ortopedia e cardiovascular.

Novos equipamentos

Em agosto do ano passado, a administração do Hospital assinou um contrato para a compra de um Arco Cirúgico (Arcadis Avantic), Hemodinâmica (Artis Zee floor 30x40) e Tomografia Computadorizada com 128 canais (Somatom Perspective 128). As novas máquinas agilizam e melhoram a qualidade do atendimento médico, em três especialidades: Cardiologia, Neurologia e Cirurgia Vascular.

Os equipamentos, como a Hemodinâmica e a Tomografia Computadorizada com 128 canais, funcionarão a partir de março de 2014. 

Recursos na ordem de R$ 1,650 milhão são liberados para a Santa Casa

altNa manhã desta sexta-feira (17), o deputado federal Jaiminho Martins esteve na Santa Casa de Caridade de Formiga, durante uma visita de cortesia, para anunciar mais recursos para o hospital.

Uma verba é no valor de R$1.200 milhão, a outra é de R$450 mil, um total de R$1.650 milhão, referente ao Fundo Municipal de Saúde. O repasse faz parte do Programa de Aperfeiçoamento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Além do deputado e da sua assessoria, estiveram presentes o provedor da Santa Casa, Geraldo Couto; o ex-vereador, Cid Corrêa; o presidente do Conselho Regional de Secretarias de Saúde de Minas Gerais (Cosems/MG) e secretário de Saúde de Luz, José Márcio Zanardi e gestores do hospital.

Os recursos são provenientes das duas emendas individuais do deputado, que foram solicitados por Geraldo Couto, por intermédio do ex-vereador Cid Corrêa.

As verbas serão investidas em equipamentos para as áreas do Centro Cirúrgico (camas hospitalares, foco cirúrgico, mesa cirúrgica, aparelhos de anestesia, ventilador pulmonar, dentre outros) além da UTI Adulto, internação geral e agência transfuncional.

altDe acordo com Geraldo Couto, os recursos irão potencializar o plano de expansão que vem sendo implementado na Santa Casa “O deputado federal Jaiminho Martins tem sido um parceiro de longa data da nossa instituição e essas novas emendas só vêm reafirmar o seu compromisso com a saúde de Formiga e do Centro-Oeste mineiro. Os recursos serão utilizados na aquisição de equipamentos para nossa Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e na manutenção das nossas instalações. Investimento muito importante para nós”, afirmou Dr. Geraldo.

Cid Corrêa também comentou sobre a verba: “A parceria entre o deputado e o provedor da Santa Casa só tem beneficiado Formiga e região. Fico feliz de poder contribuir de alguma forma para que esta parceria sempre possa estar rendendo frutos para nossa cidade”.

Para Jaiminho Martins, a liberação dos recursos vem somar as ações de fortalecimento da região Centro-Oeste do estado. “Temos a honra de ter em Formiga uma unidade de saúde referência e nós precisamos cuidar da instituição. Por isso a importância destes recursos, que vem somar a outros montantes que já destinamos para entidade. O importante é que Formiga se torne cada dia melhor e se torne exemplo não apenas em saúde, mas em qualidade de vida, pois assim, estaremos melhorando o atendimento, aumentando a estrutura e abrindo possibilidades de atender ainda mais cidades”, concluiu o deputado.

Santa Casa presta novo serviço de assistência aos recém-nascidos

altNa manhã de segunda-feira, 13, a Santa Casa de Formiga, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, realizou a vacinação dos recém-nascidos – RNs, ainda na Maternidade. As vacinasserão oferecidas pela Secretaria de Saúde. Agora, todos os recém-nascidos da Santa Casa de Formiga sairão do Hospital imunizados contra tuberculosee Hepatite B.Antes, a mãe precisava se deslocar até o Posto de Saúde para vacinar os filhos. 

De acordo com a enfermeira assistencial da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH da Santa Casa, Laura Cravo, o Projeto de Vacinação na Maternidade cumpre a Portaria GM/MS nº 1498, de 19 julho de 2013, que trata do Programa Nacional de Imunização – PNI.

Laura ainda ressalta que o trabalho possibilita cobrir quase 100% da vacinação dos recém-nascidos. Sendo que os pais, muitas vezes, demoram a levar os filhos aos Postos de Saúde. “É uma atitude extremamente simples, mas de um valor muito grande”, comenta a enfermeira.

Os procedimentos de vacinação dos RNs na Maternidade da Santa Casa ocorrerão de segunda a sexta, a partir das 8h00, pelas enfermeiras Adriana Paula Quintiliano e Leonice Aparecida Costa Reis.

A medida é válida para todas as crianças nascidas na Instituição de Saúde, da cidade de Formiga e região.

No primeiro dia de vacinação na maternidade da Santa Casa sete recém-nascidos foram vacinados.

Santa Casa amplia o quadro de profissionais de fisioterapia, nos setores de internação

altCada vez mais, a Santa Casa busca o melhor para os pacientes. A assistência de qualidade é primordial para a atual gestão.

Em janeiro, a Equipe Multiprofissional, em especial a de Fisioterapia, foi reforçada com a contratação de mais profissionais, os quais irão atender nos setores de Internação e também na Unidade de Cuidados Intermediários – UCI.

Agora, os pacientes contarão com três fisioterapeutas nesses setores. Com o aumento da equipe, o profissional ganhará mais tempo e o paciente receberá um atendimento mais otimizado.

Os profissionais atuarão no período das 07h00 às 19h00, todos os dias da semana, inclusive sábados, domingos e feriados. Na Unidade de Terapia Intensiva – UTI Adulto, o atendimento da fisioterapia será revezado entre os profissionais.

Atualmente, a equipe de fisioterapia da Santa Casa de Formiga é composta por: Ivana Neide; Camila Contijo; André Favarini; Karla Veríssimo; e Camila Pires; sendo coordenados pela fisioterapeuta Danuse Rios.

Protocolo de Manchester

altDesde dezembro de 2013, a Santa Casa está em fase de preparação para implantar o Protocolo de Manchester, no Pronto Socorro do Hospital.

De acordo com o gestor da enfermagem, José Orlando Reis, o procedimento tem como objetivo estratificar o risco de gravidade do paciente e determinar o tempo de atendimento e resolução do problema, segundo uma determinada classificação. Com a medida, há um grande ganho da assistência aos pacientes do Hospital.

José Orlando ainda ressalta que o Protocolo de Manchester ocorrerá na sala de acolhimento do Pronto Socorro e que, em breve, toda a equipe de Enfermagem estará capacitada em relação ao procedimento.

Equipe da UMI participa de treinamento sobre vacinação em RNs

Em dezembro de 2013, a equipes do setor da Unidade Materno-Infantil – UMI estiveram reunidas com o coordenador da Pediatria, Dr. Concéssio Batista, a coordenadora da vigilância epidemiológica municipal, Ana Carolina Castro Oliveira, a enfermeira responsável pelo Núcleo de Vigilância Epidemiológica Hospitalar da Santa Casa, Riquelme Pinheiro, e as responsáveis pela execução do procedimento da vacinação em RNs – Recém Nascidos, da Secretaria Municipal de Saúde, Adriana Paula Quintiliano e Leonice Aparecida Costa Reis.

O encontro teve como finalidade alinhar as informações e discutir alguns pontos para a implantação do Projeto de Vacinação na Maternidade, cumprindo a legislação de julho/2013, a qual preconiza a vacinação dos RNs nas primeiras 12 horas de vida. As vacinas são contra BCG e Hepatite B.

De acordo com a enfermeira Riquelme, as vacinações em RNs terão início em janeiro de 2014 e serão ministradas pelas enfermeiras da Secretaria de Saúde de Formiga.

UTI Neo recebe pinturas infantis

altFalta pouco para o funcionamento oficial da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal – UTI Neo. Com isso, a direção do Hospital proporcionou ao ambiente um clima mais alegre e sereno, com pinturas infantis. As mesmas estão sendo criadas pela artista plástica Lavínia Lopes Silva.

UTI Neonatal

No dia 08 de novembro de 2013, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, inaugurou, na Santa Casa de Formiga, vinte leitos de UTI Neonatal, que contribuirão para a redução da mortalidade infantil, além da ampliação do Bloco Cirúrgico. A obra, que leva o nome do médico Dr. Concéssio Batista da Costa, recebeu o incentivo de mais de R$1 milhão do Governo de Minas e beneficiará toda a população do município e de outras 54 cidades da região.

Santa Casa recebe Projeto Contos e Causos de Minas

altEm dezembro, a Santa Casa de Formiga recebeu os integrantes do Projeto Contos e Causos de Minas. Os contadores de histórias percorreram as dependências do Hospital, incluindo as Alas Clínicas e a Maternidade, além de se apresentarem para os funcionários, no horário do café da tarde.

Quem teve a oportunidade de presenciar o projeto percebeu que, mesmo em pouco tempo e em um ambiente de trabalho, foi possível refletir, a partir de uma simples mensagem transmitida pelos contadores de histórias.

O projeto

altO Projeto Contos e Causos de Minas existe há três anos, com um forte componente sociocultural como mecanismo de ação, que são as narrações de histórias do imaginário universal, envolvendo conteúdos de moral e autoestima, acalentando adultos, em suas variadas situações de vida, resgatando, assim, a cidadania e proporcionando o crescimento pessoal.

De acordo com a integrante Margarida Jovita de Almada, as ações do projeto dirigem-se, especialmente, àqueles ambientes de aglomerações humanas, como escolas, hospitais, centros culturais, teatros, praças, asilos, clínicas de tratamento de dependentes químicos, entre outros. Os conteúdos são, cuidadosamente, trabalhados, sempre em função do público que se quer atingir.

O Projeto Contos e Causos é gratuito para quem assiste, pois trata-se de um trabalho aprovado e captado pelo Ministério da Cultura.

 

Retrospectiva 2013

Obras

altConstrói, reforma, amplia, quebra daqui, quebra dali, são fatos que vêm acontecendo no Hospital, desde meados de 2009, quando foi criado o Plano Diretor de Assistência Hospitalar e Arquitetônico – PDAHA da Instituição. Apenas em 2013, várias obras foram concretizadas, como: Unidades de Terapia Intensiva Adulta e Neonatal, que irão beneficiar 54 cidades da região; ampliação do Centro de Imagem e da parte nova do Centro Cirúrgico, onde poderão ser realizados procedimentos cirúrgicos de alta complexidade. Ainda em fase de construção e a todo vapor, estão: obras da Maternidade Regional de Alto Risco; ampliação das enfermarias; subestação de energia; e caixas para os elevadores. Programada para o ano de 2014, está a conclusão da reforma da parte antiga do Centro Cirúrgico; a ampliação da Clínica da Maternidade, com mais salas ampliadas e modernas para pré-parto e parto; a colocação do sistema de aquecimento solar; e a adequação do Pronto Socorro. Tudo isso, em prol de uma estrutura moderna e ampla, a favor de uma assistência de qualidade.

 

 

Primeiro bebê de 2014 em Formiga é um menino

alt Lorenzo Vasconcelos Costa é o primeiro bebê do ano em Formiga. Ele nasceu às 19h40 de quarta-feira (1º), pesando 3,040 quilos, com 51 centímetros.

O mais novo formiguense é filho da dentista Thais Cristina Vasconcelos Ramos e do representante comercial, Fábio Donizete Costa e Silva.

 

Aniversário da Santa Casa

No primeiro dia do ano, a Santa Casa de Formiga completou 121 anos. A primeira solenidade oficial de funcionamento do hospital ocorreu em 1893. Nessa data, o prédio foi inaugurado, depois de ter passado por algumas reformas, acréscimos, inclusive a construção de uma capela.

Feliz Natal e Feliz 2014!

alt

Santa Casa de Formiga é agraciada com medalha ‘Ordem do Mérito da Saúde’

Hospital formiguense recebeu o prêmio na categoria ‘Instituição Filantrópica Parceira do SUS’, no estado de Minas Gerais

altPremiar iniciativas, boas ações e parcerias que fortalecem e contribuem para com a saúde pública no estado foram os motivos que impulsionaram a noite de entrega da medalha ‘Ordem do Mérito da Saúde’, realizada no dia 27 de novembro, pela Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), que condecorou 22 agraciados. A solenidade ocorreu no Espaço Oi Futuro, em Belo Horizonte/MG, e homenageou as instituições e personalidades parceiras do SUS que se destacaram em 2013. Na ocasião, também foi lançada a revista “Minas Saúde”.

A Santa Casa de Formiga foi homenageada, na categoria ‘Instituição Filantrópica Parceira do SUS’. O provedor da Instituição, Dr. Geraldo Couto, esteve presente na solenidade, representando o Hospital. “Para nós, equipe da Santa Casa, um prêmio dessa magnitude representa ir além do reconhecimento, é saber que estamos no caminho certo e que buscamos, gradativamente e incansavelmente, oferecer serviços de saúde de qualidade”, comentou.

A ‘Ordem do Mérito da Saúde’ foi instituída pelo então governador de Minas Gerais, Itamar Franco, em 2000. A condecoração busca valorizar e premiar entidades, profissionais da saúde, pessoas jurídicas, artistas, entre outros profissionais que, com seus trabalhos, destacam, de alguma forma, a saúde pública no estado.

Revista “Minas Saúde”

Com o objetivo de aproximar, de forma prática, o cidadão comum do Sistema Único de Saúde (SUS), foi lançada, durante o evento, a edição 2013 da revista “Minas Saúde”. A publicação de número cinco constitui num registro dos avanços alcançados pela SES-MG. Além da implantação das Redes de Atenção à Saúde, a revista reuniu programas, projetos e pesquisas que foram destaques na área, em todo o estado.

 

 

 

Santa Casa adere a Projeto Ergonômico em prol dos funcionários

altDesde o início do mês de novembro, uma equipe de profissionais da empresa Ergoseg Centro-Oeste tem atuado, dentro das dependências do Hospital e junto aos funcionários, realizando entrevistas e estudos de caso, para a elaboração do laudo do Projeto Ergonômico. O documento visa estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho dos funcionários às suas características fisiológicas, de modo a proporcionar o máximo de conforto, segurança e produtividade.

De acordo com o gestor de Recursos Humanos, Webert Vilela, o trabalho da empresa Ergoseg será realizado em todas as áreas e com todos os funcionários do Hospital. “É um trabalho intenso e complexo, que não se faz em pouco tempo. Com o projeto, a Santa Casa de Formiga atende à Norma Regulamentadora 17 (NR7), que indica que locais de trabalho ergonomicamente adequados são essenciais para saúde e bem-estar dos funcionários”, explica.

Webert informa, ainda, que o prazo para elaborar e executar o projeto é de doze a quinze meses.

CIPA promoveu ações com os funcionários no Dia Mundial de Luta Contra a Aids

altA nova Gestão da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA/2013-2014 promoveu, ações com os funcionários da Santa Casa para marcar o Dia Mundial de Luta Contra a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida – Aids, umas das doenças mais estigmatizadas das últimas décadas.Este ano, a CIPA, em parceria com a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH e por meio da Gerência Regional de Saúde de Divinópolis, marcou a data com atividades entre os funcionários, houve distribuição de laços de fita e panfletos, também foi realizado o teste rápido de HIV para os funcionários, orientações e encaminharam à Secretaria Municipal de Saúde.

Planejamento Estratégico é feito para definir metas e indicadores para os próximos três anos do Hospital

altMais um capítulo marca a história da Santa Casa. No dia 23 de novembro, no espaço anexo à Unidade de Terapia Intensiva Neonatal – UTI Neo, todos os gestores, supervisores, coordenadores, Equipe Multiprofissional, diretores clínico e técnico e alguns médicos do Hospital estiveram reunidos para, juntos, discutir e elaborar o novo Planejamento Estratégico da Instituição, que irá nortear as metas e os indicadores dos anos de 2014 a 2017.

No início do encontro, o provedor, Dr. Geraldo Couto, ressaltou a importância do momento para o novo rumo que a Instituição está tomando e que as melhores definições são feitas com a contribuição de cada um que faz parte da Santa Casa.

Durante o encontro, os presentes participaram de dinâmicas, além de um momento de reflexão, organizado pelas psicólogas Fernanda Bittencourt e Luciane Saporetti. Houve discussões, quando cada grupo definiu as metas e os indicadores, dentro das quatro perspectivas pré-determinadas: Pessoa; Processos e Procedimentos; Sustentabilidade Financeira; e Sociedade.

A superintendente regional de saúde de Divinópolis, Kênia Carvalho, também esteve presente e abordou sobre a Rede de Atenção à Saúde. O diretor assistencial, Dr. Fabrinni Leão, falou a respeito da implantação do Mapa Estratégico da Santa Casa.

Assembleia Geral

Durante a Assembleia Geral, realizada no dia 29 de novembro, os gestores apresentaram, em plenária, para os membros da Mesa Administrativa e Irmãos Benfeitores, o Painel de Bordo e o Mapa Estratégico definido pelo grupo. 

Hospital inicia reforma da parte antiga do Centro Cirúrgico

altNo dia 20 de novembro, a equipe de obras da Santa Casa, juntamente com a Lacosta Engenharia, deu início à reforma da parte antiga do Centro Cirúrgico.

De acordo com o gestor de Patrimônio, Marco Túlio Fernandes, o prazo de entrega da obra é de cerca de sessenta dias.

Em 08 de novembro, a Administração da Santa Casa inaugurou a parte nova do Centro Cirúrgico, um espaço de 182 m², que conta com cinco salas de cirurgias de pequeno, médio e grande porte e uma sala ampliada para o pós-cirúrgico. Após a reforma, o Hospital totalizará nove salas de procedimentos cirúrgicos.

A ampliação do novo espaço do Centro Cirúrgico teve início no final de 2010.

 

Setor de Almoxarifado está de “cara nova”

altA Santa Casa cresceu e, com ela, a estrutura física, o quadro de funcionários e os setores.

Uma das áreas que precisou receber nova forma foi o Setor do Almoxarifado, que, devido à grande demanda, ganhou mais prateleiras, divisórias e suportes para manter tudo na mais possível ordem. Além disso, todos os produtos estão totalmente registrados e documentados, agora, mais ainda, com a ajuda do sistemaBizagi.

Atualmente, o Setor do Almoxarifado conta uma equipe formada por Jefferson Roberto, Karla Vaz e Felipe Ângelo.

 

Em 2014, Hospital contará com nova estruturação administrativa

altAs mudanças estão ocorrendo há alguns meses. Tem sido um tempo de planejamento e organização, para que, nos primeiros dias de 2014, possa ser executado todo o processo que vem sendo estudado e trabalhado, conforme as necessidades da Instituição.

Desde o dia primeiro de novembro, duas vezes na semana, o Hospital conta com o apoio do novo diretor assistencial, o médico e responsável técnico pela Unidade de Terapia Intensiva Adulta, Dr. Fabrinni Garcia Leão, que, além da assistência dentro da Unidade, também fará parte da equipe administrativa. Dr. Fabrinni coordenará toda a equipe médica do Corpo Clínico e plantonistas de sobreaviso, como também as áreas da Enfermagem e da Equipe Multiprofissional.

O médico, além de exercer os cargos de diretor assistencial e coordenador da UTI Adulto da Santa Casa, é diretor clínico e coordenador da UTI do Lifecenter Hospital, em Belo Horizonte, e da UTI da Fundação São Carlos, na cidade de Lagoa da Prata/MG.

Gestor administrativo

Outra mudança na Instituição é o gestor Administrativo Webert Vilela, que deixa o Setor de Recursos Humanos e passa a liderar os Setores de Suprimentos, UND, Limpeza e Lavanderia, Manutenção e Farmácias.

À frente do RH, estará a psicóloga Daniella Rose. Um novo setor surge no Hospital, o de Patrimônio, que será gerenciado por Marco Túlio Fernandes Reis. A necessidade da criação do Patrimônio é devido à extensão que a Santa Casa ganhou nos últimos tempos.

O Setor de Psicologia Estratégica passará a ser conhecido como Setor de Relacionamento Social e o Atendimento será o de Hospitalidade.

Já o sistema de gerenciamento tecnológico será adapto ao modelo Bizagi, que é um software de modelagem de processos fácil de usar, o qual ajuda empresas e pessoas com seus projetos, documentando tudo, de forma precisa e organizada.

 

Santa Casa adere a Projeto Ergonômico em prol dos funcionários

altDesde o início do mês de novembro, uma equipe de profissionais da empresa Ergoseg Centro-Oeste tem atuado, dentro das dependências do Hospital e junto aos funcionários, realizando entrevistas e estudos de caso, para a elaboração do laudo do Projeto Ergonômico. O documento visa estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho dos funcionários às suas características fisiológicas, de modo a proporcionar o máximo de conforto, segurança e produtividade.

De acordo com o gestor de Recursos Humanos, Webert Vilela, o trabalho da empresa Ergoseg será realizado em todas as áreas e com todos os funcionários do Hospital. “É um trabalho intenso e complexo, que não se faz em pouco tempo. Com o projeto, a Santa Casa de Formiga atende à Norma Regulamentadora 17 (NR7), que indica que locais de trabalho ergonomicamente adequados são essenciais para saúde e bem-estar dos funcionários”, explica.

Webert informa, ainda, que o prazo para elaborar e executar o projeto é de doze a quinze meses.

 

 

 

 

Novos procedimentos de alta complexidade estão sendo realizados na Santa Casa

A cada dia, a Santa Casa tem se transformado e buscado oferecer o melhor em serviços de saúde. No final de 2012, tornou-se referência em cirurgias para 55 municípios da região.

Em 2013, implantou as Unidades de Terapia Intensiva Adulta e Neonatal; ampliou o espaço do Centro Cirúrgico e o Centro de Imagem; inovou, implantando o serviço de Ressonância Magnética; além de realizar cirurgias da alta complexidade, como: hérnia incisional por vídeo, implantação de marca-passo definitivo, drenagem de tamponamento cardíaco, através de janela pericárdica,angioplastia de artérias das extremidades e artéria renal.

Angioplastia

Nos últimos dias, o médico e cirurgião Dr. Hélcio Rubens Santos Rezende realizou a cirurgia de angioplastia. O procedimento permite desobstruir artéria das extremidades.

A angioplastia é uma cirurgia realizada com o intuito de desobstruir uma artéria do paciente. Para sua realização, não são necessários cortes ou pontos na pele. A técnica hemodinâmica é realizada por punção e utiliza um minúsculo balão na ponta de um cateter, que é insuflado, dentro da artéria obstruída, com placas de gordura e sangue, restituindo o fluxo sanguíneo. Em alguns casos, é necessária a utilização de uma minitela de aço, chamada stent, que impede que a placa de gordura volte a obstruir a circulação. 

Outra cirurgia realizada por Dr. Hélcio na Instituição foi à cirurgia de artéria renal que é também um procedimento inovador na Santa Casa de Formiga. Tal medida livra o paciente de sessões de Hemodiálise.

 

 


 




CIPA realiza ações com os funcionários em comemoração ao Dia Mundial de Luta Contra a Aids

altA nova Gestão da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA/2013-2014 promoverá, nos dias 29 de novembro a 06 de dezembro, ações com os funcionários da Santa Casa para marcar o Dia Mundial de Luta Contra a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida – Aids, umas das doenças mais estigmatizadas das últimas décadas.

O Dia Mundial Contra a Aids  foi estabelecido em 1º de dezembro de 1987, dia específico para realizar ações de conscientização e combate. Este ano, a CIPA, em parceria com a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH e por meio da Gerência Regional de Saúde de Divinópolis, prepara atividades para lembrar a data.

Programação

No dia 29 de novembro a 01 de dezembro, a partir das 06h45, haverá distribuição de laços de fita, panfletos e conscientização para os funcionários.

Nos dias 02 a 06 de dezembro, haverá realização do teste rápido de HIV para os funcionários, orientações e encaminhamento à Secretaria Municipal de Saúde.

Centro de Imagem adquire equipamento de Raios-X Digital

altO Centro de Diagnóstico por Imagem da Santa Casa de Formiga adquiriu um aparelho de Raios-X Digital CR Konica, que aumenta a exatidão e o tempo de fornecimento dos laudos. O equipamento gera um arquivo para o computador, que, através de software próprio, permite clarear e regular a imagem obtida. Sendo que, no processo convencional, a radiografia necessita passar pela revelação.

De acordo com o gestor do Centro de Imagem, Marcos Caetano, com o aparelho, é possível agilizar todo o trabalho. “Antes, tínhamos que esperar o tempo de revelação da película. Agora, em poucos minutos, temos a imagem na tela do computador. Sem contar que também facilita o laudo, porque, ainda que o médico não esteja no Hospital, podemos enviar a radiografia, via e-mail, podendo ele diagnosticá-la, mesmo estando em outro local”, esclarece Caetano.

Também é possível armazenar as imagens em arquivo digital, gravá-las em CD e imprimi-las. Outra vantagem bastante destacada é a qualidade da imagem, mais nítida e precisa.

Conforme o gestor, atualmente, dois mil exames de raios-x têm sido realizados na Santa Casa de Formiga, todo mês. Com a implantação da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal – UTI Neo, que funcionará a partir do dia primeiro de dezembro deste ano, esse número deverá ser ainda maior.

Outros equipamentos

Além do Raios-X Digital, a Instituição também adquiriu mais um ultrassom e um aparelho de raios-x portátil, Serie Mobil.

Os equipamentos serão utilizados a partir de janeiro de 2014.

 

 

Centro de Imagem cria novo layout para identidade visual do setor

altMais modernos e chamativos estão os materiais de escritório do Centro de Diagnóstico por Imagem, como sacolas e envelopes, que, agora, possuem a logomarca da Santa Casa.

De acordo com a coordenadora do setor, Dávila Cristina, a nova identidade visual reforça, ainda mais, a credibilidade da marca e o serviço de diagnóstico da Instituição. Ela ressalta, ainda, que o setor oferece o serviço de Ressonância Magnética.

Em 2014, o Centro de Imagem contará, também, com o serviço de Tomografia Computadorizada de 128 canais (Somatom Perspective 128) e as imagens dos Raios-X serão digitalizadas e em alta definição.

Obras na Subestação de Energia e reformas do Centro Cirúrgico e das Enfermarias continuam

altMesmo depois de um importante acontecimento, como a inauguração da Unidade Terapia Intensiva Neonatal – UTI Neo e da ampliação do Centro Cirúrgico do Hospital, as obras na Santa Casa não param. Ainda há muito que construir, ampliar e reformar.

As obras da subestação de energia continuam, onde já foi fixada a laje. O espaço está sendo construído nos fundos do Hospital e mede, aproximadamente, 30 m². O término está previsto para daqui a cerca de 60 dias. 

Outras novidades são as novas Enfermarias, que possuem um espaço de 500 m², onde haverá novos leitos, e a Maternidade Regional de Alto Risco. As obras estão previstas para serem inauguradas em março de 2014.

Por último e no próximo dia 18, dar-se-á início à reforma da parte antiga do Centro Cirúrgico. O espaço, de 140 m², ganhará nova pintura e pisos, além de uma rede elétrica mais moderna. O Centro Cirúrgico da Santa Casa passará de quatro para nove salas, as quais irão atender cirurgias de pequeno, médio e grande porte.

Responsável técnico da UTI participa de Congresso Brasileiro de Terapia Intensiva

altNos dias 07 a 10 de novembro, o responsável técnico da Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa de Formiga,  Dr. Fabrini Garcia Leão Vidal, participou  do Congresso Brasileiro de Terapia Intensiva, como membro titular da Associação de Medicina Intensiva Brasileira – AMIB, realizado no Rio de Janeiro/RJ.

O evento contou com referências mundiais em Terapia Intensiva e trouxe novidades no tratamento de pacientes críticos.

Dr. Fabrini Garcia Leão Vidal é o responsável pela UTI Adulto da Santa Casa de Formiga, além de exercer os cargos de diretor clínico e coordenador da Unidade Terapia Intensiva do Lifecenter Hospital, em Belo Horizonte, e de responsável pela UTI da Fundação São Carlos, na cidade de Lagoa da Prata/MG.

Nova UTI Neonatal em Formiga vai beneficiar 54 cidades da região

altNo dia 08 de novembro, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, inaugurou, na Santa Casa de Formiga,  20 leitos de UTI Neonatal que contribuirão para a redução da mortalidade infantil e ampliação do bloco Cirúrgico. A obra, com o nome de “Dr. Concéssio Batista da Costa”, recebeu incentivo de mais de R$1 milhão do governo de Minas e beneficiará toda a população do município e de outras 54 cidades da região.

O atendimento na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal está previsto para começar no dia 1º de dezembro. As gestantes que precisarem do serviço vão contar com um médico plantonista (24 horas) e um médico diarista para atendimentos nos períodos da manhã e da tarde. A unidade é composta por dez profissionais especializados, além de equipe multiprofissional formada por enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, assistentes sociais e psicólogos.

O Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques, externou sua felicidade em inaugurar a UTI neonatal e lembrou o papel da Mediação Sanitária. “A agenda da Mediação Sanitária foi muito produtiva. Esta oportunidade possibilitou avançarmos muito. Hoje nós temos um Ministério Público que conhece o Sistema Único de Saúde. O empenho dos prefeitos com relação à municipalização da saúde trouxe também grandes avanços”, explicou o Secretário.

O Promotor Público e Coordenador Regional das Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde da Macrorregião Sanitária Oeste, Ubiratan Domingues, destacou que o Sistema Único de Saúde (SUS) ganhou destaque no Centro-Oeste. “A Região tem recebido grandes investimentos nos últimos anos. A Mediação Sanitária foi de extrema importância para conhecer a realidade da Saúde da região”, ressaltou o Promotor.

Para o Provedor da Santa Casa de Formiga, Geraldo Magela Antunes Couto, esta inauguração é o esforço de um trabalho em equipe que acredita em uma saúde digna e de qualidade para a População. “Este trabalho que nos faz acreditar em uma saúde melhor e que ofereça uma resposta oportuna na vida das pessoas que utilizam o SUS. O Estado fez a diferença aqui na Santa Casa e nós estamos dando a resposta para a Macrorregião”, pontuou o Provedor.

O Presidente Regional do Conselho de Secretarias de Saúde de Minas Gerais (Cosems/MG) e Secretário de Saúde de Luz, José Márcio Zanardi, reconhece a importância da Santa Casa para a Região Ampliada Oeste.  “A resposta às demandas de saúde da Santa Casa de Formiga têm gerado um impacto muito grande na assistência da Macrorregião. O acontece aqui com a entrega destes leitos de UTI neonatal é o que SUS preconiza, oferecendo um acesso público de qualidade para a população”, destacou. “Foram grandes avanços que colocam a agenda do SUS como aquilo que realmente almejamos. Que acreditemos no Sistema. Um SUS mais justo e que gere resultados positivos para a população”, completou o Secretário Antônio Jorge.

O investimento que o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, tem feito no Centro-Oeste também foi citado pelo Deputado Federal, Jaime Martins. “O Secretário Antônio Jorge deu uma dinâmica muito grande à SES com muitos investimentos e obras aqui para a nossa região. Temos uma UTI de grande relevância para a nossa população”, comentou o Deputado Federal.

O Secretário Nacional de Atenção à Saúde, Helvécio Magalhães, expos que a inauguração dos 20 leitos de UTI é uma vitória para a assistência da região. “Precisamos da colaboração de todos, gestores, prefeitos e sociedade organizada. Tem muita gente séria querendo uma saúde eficiente em Minas. É em momentos de crise que teremos soluções duradouras”, disse o Secretário Nacional.

Atualmente, em Minas Gerais existem 529 leitos de UTI Neonatal. Até 2014 está previsto a construção de mais 135 unidades. A ampliação dos leitos de UTI neonatal é uma ação da Rede Viva Vida, criada para combater a mortalidade infantil e materna. Entre 2003 e 2011, houve uma redução de 25,6% da taxa de mortalidade infantil em Minas.

Centro Cirúrgico

Após a ampliação, o novo Centro Cirúrgico nomeado de “Dr. Alberico Salazar Neto” irá contar com mais cinco salas para cirurgias de pequeno, médio e grande porte, e uma sala para pós-cirúrgico. Com a obra, o hospital terá um total de nove salas para procedimentos cirúrgicos de alta complexidade.

A construção teve início no final de 2010 e contou com o apoio Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), que investiu R$ 213 mil na ampliação por meio do Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais do Sistema Único de Saúde (ProHosp).

 

Por Míria César/Willian Pacheco

Santa Casa inaugura UTI Neonatal e ampliação do Centro Cirúrgico no dia 08 de novembro

A solenidade contará com a presença do secretário nacional de Atenção à Saúde, Helvécio Magalhães, do secretário de estado de Saúde, Antônio Jorge Marques, além de outras autoridades

altMais uma conquista da equipe da Santa Casa de Formiga para com a comunidade formiguense e região. Depois de quatro meses de construção e concentrando-se nos esforços e trabalhos efetivos para a redução da mortalidade infantil em Minas Gerais, a Administração do Hospital inaugura, na próxima sexta-feira, 08 de novembro, às 15h00, vinte leitos da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal – “Dr. Concéssio Batista da Costa”. Na oportunidade, também será inaugurada a ampliação do Centro Cirúrgico – “Dr. Alberico Salazar Neto”.

Os vinte leitos da UTI Neo significam um grande avanço assistencial para a região ampliada Oeste, que, até então, contava apenas com seis leitos, no Hospital São João de Deus, em Divinópolis/MG.

Durante a solenidade de inauguração, estarão presentes o secretário nacional de Atenção à Saúde, do Ministério da Saúde, Dr. Helvécio Miranda Magalhães Júnior; o secretário de estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques; o secretário de estado de Esportes e da Juventude, Eros Biondini; o deputado federal Jaime Martins; dentre outras autoridades.

Atendimento

altAtualmente, o setor de Regulação de Saúde da Macro-oeste de Minas Gerais recebe, em média, cinco pedidos de vagas para UTI Neonatal por dia e oito a dez vagas para UTI Adulto. Antes do funcionamento dos leitos da UTI Neonatal, os pacientes eram encaminhados para as unidades de Divinópolis/MG, Passos/MG e Belo Horizonte/MG.

A Secretaria de Estado de Minas Gerais, por meio dos convênios 1907/2012 e 1790/2012, investiu R$1.245.235,52 em Formiga.Todas as adequações físicas realizadas na Santa Casa seguem as exigências determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, as normas da RDC50 e o Plano Diretor Arquitetônico do Hospital.

Com 230 m², a UTI Neonatal beneficiará Formiga e outras 54 cidades da região, num total de 1,2 milhão de habitantes. A população contarácom um médico plantonista – a cada 24 horas semanais – e um médico diarista – nos períodos da manhã e da tarde. A equipe contará, aproximadamente, com dez profissionais especializados, além de enfermeiros e técnicos de enfermagem. Os pacientes e familiares também contarão com uma equipe multiprofissional, composta por fisioterapeutas, assistente social e psicóloga.

A UTI Neo será inaugurada no dia 08 de novembro e funcionará, oficialmente, a partir do dia primeiro de dezembro de 2013.

Centro Cirúrgico

altA Santa Casa não para! Outra obra consecutiva, que também será inaugurada na Instituição, é a ampliação do Centro Cirúrgico, que terá mais salas de cirurgias e porte para procedimentos de alta complexidade.

Ao todo, o novo espaço, de 182 m², abrigará mais cinco salas de cirurgias de pequeno, médio e grande porte e uma sala ampliada para pós-cirúrgico, totalizando nove salas de procedimentos cirúrgicos no Hospital.

A ampliação teve início no final de 2010 e contou com o apoio do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado de Minas Gerais, por meio do Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais  do Sistema Único de Saúde – Pro-Hosp, que investiu R$213.713 na obra.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontro mensal marca última reunião da Mesa Administrativa

Gestão 2010/2013 encerra trabalhos e provedor solicita apoio dos novos membros, 2013/2016

Para dar início à última reunião da Mesa Administrativa – gestão 2010/2013, referente ao mês de outubro, realizada no último dia 15, às 18h00, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC, o contador do Hospital, Antônio Macedo, exibiu aos presentes os posicionamentos contábil e financeiro e as receitas e despesas ligadas ao mês de setembro de 2013.

Santa Casa e Secretaria de Saúde reforçam parceria e otimização dos serviços do PAM

altDepois do contratempo acontecido na tarde de segunda-feira, no dia 07 de outubro, no Pronto Atendimento Municipal – PAM, quando alguns médicos iniciaram, parcialmente, uma paralisação do atendimento, alegando falta de pagamento por parte do município, os representantes da Prefeitura de Formiga e da Santa Casa, o secretário de Fazenda, Antônio Carlos Alvarenga, a secretária de Saúde, Maria Inês Macedo, o primeiro tesoureiro da Santa Casa, Sr. João dos Reis Soares, e o provedor do Hospital, Dr. Geraldo Couto, estiveram reunidos, na tarde do dia 10 de outubro, para, juntos, buscarem uma melhor solução para reforçar a parceria entre as entidades e otimização dos serviços do PAM.

Proibição do uso de ventiladores em ambientes hospitalares tem como objetivo a segurança dos pacientes

altEm diversas notificações feitas por pacientes e acompanhantes, por meio da pesquisa de satisfação do Hospital, o item de maior incidência é o pedido de colocação de ventiladores nos quartos e outros ambientes hospitalares.

Hospital investe em projeto de subestação de energia

altDevido à grande demanda e crescimento da estrutura física da Santa Casa nos últimos tempos, a Administração percebeu a necessidade de um projeto de uma subestação de energia para o Hospital.

Coordenador do SCIH apresenta relatório do primeiro semestre de 2013


No dia primeiro de outubro, o coordenador do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar – SCIH, Dr. Lécio Vasconcelos, apresentou aos membros consultores da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH o relatório do primeiro semestre de 2013. 

Obras da UTI Neonatal da Santa Casa estão em fase de término

altFalta pouco para a inauguração da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal da Santa Casa, prevista para novembro deste ano.

Nesta fase, estão sendo instalados os 100 m² de forro de PVC e a aplicação e regularização do piso Epoix.

Nova gestão da CIPA tome posse

altNo dia primeiro de outubro, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuada – CEPEC, foi realizada a solenidade de posse dos novos membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA, gestão 2013/2014.

Secretaria de Saúde divulga ações para o Outubro Rosa

altO mês de outubro é marcado pelo Outubro Rosa, campanha de conscientização contra o câncer de mama. Em Formiga, a Secretaria de Saúde preparou várias atividades que buscam mostrar a importância de prevenir e tratar a doença.

Código para evitar parada cardiorrespiratória é criado na Santa Casa de Formiga

altA partir do dia 22 de outubro de 2013, será implantado na Santa Casa de Formiga mais um procedimento para as Unidades de Internação: o Código Amarelo, cuja finalidade é identificar, precocemente, nos pacientes, sinais de deterioração clínica, para evitar o risco de parada cardiorrespiratória, antes que essa ocorra. O protocolo de prevenção é mais uma etapa que o Hospital assume para aumentar a segurança dos pacientes.

O gestor da Enfermagem, José Orlando Fernandes Reis, explica que o Código Amarelo visa à prevenção de intercorrências clínicas graves em pacientes internados nas unidades não críticas do Hospital. “Com ações antecipadas, é possível evitar complicações graves. Uma atuação precisa, em tempo hábil, é fator determinante para garantir a segurança do paciente”, afirma.

Para a implantação do protocolo, José Orlando comenta que já foi elaborado um cronograma de capacitação para formar um Grupo de Assistência Rápida – GAR, o qual será composto pelo médico horizontal e pela equipe de Enfermagem da unidade.

José Orlando adianta que, no dia 14 de outubro, os novos protocolos serão discutidos e estudados pelos envolvidos, para, no dia 22, serem colocados em prática.

Código Azul

No dia 19 de agosto de 2013, a Santa Casa aderiu ao Código Azul, uma nova conduta de atendimento para urgência e emergência, em pacientes com suspeita de Parada Cardiorrespiratória – PCR e Insuficiência Respiratória Aguda – IRA, no setor de internação do Hospital.

De acordo com José Orlando, há quase dois meses de procedimento, 28 pacientes foram atendidos pelas condutas do Código Azul, na Santa Casa de Formiga

 

CCIH, RH e Psicologia Estratégica acolhem novos colaboradores da Santa Casa

altMais uma grande equipe irá se integrar à Santa Casa de Formiga. Na tarde da quinta-feira, 10 de setembro, a enfermeira das Comissões de Controle de Infecções Hospitalar - CCIH, Riquelme Pinheiro, a psicóloga Fernanda Bittencourt e a auxiliar administrativa do setor de Recursos Humanos, Sara Silva de Oliveira Castro, acolheram doze novos colaboradores da Instituição.

O grupo é composto por profissionais que irão atuar em diversos setores do Hospital, como Enfermagem, Administrativo, Atendimento, Recepção e Apoio.

Até, o início do mês de outubro de 2013, a Santa Casa admitiu 161 pessoas, 50,47% a mais em relação ao mesmo período do ano de 2012, que admitiu 107 pessoas.

Santa Casa conta com médica especialista para UTI Neonatal

Dra. Giselle e DayanneDesde o final do mês de setembro, a nova coordenadora da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal da Santa Casa de Formiga, a pediatra e neonatologista Dra. Giselle Lima Barbosa Cuconato, está presente no Hospital.

Dra. Giselle (esquerda) comenta que a equipe médica da Unidade ainda está sendo composta, mas já se sabe que irá contar com um médico plantonista – a cada 24 horas semanais – e um médico diarista – nos períodos da manhã e da tarde. Ela afirma que a equipe médica terá, aproximadamente, dez profissionais especializados.

A coordenadora fala, ainda, sobre a coordenação da Enfermagem, que terá à frente a enfermeira Dayanne Tasende (a direita), que, há meses, desenvolve, junto à futura equipe, treinamento específico e capacitação.

Dra. Giselle é natural de Juiz de Fora/MG. Ela formou-se em Medicina em 1992, pela Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJF, e é pós-graduada em Assistência Hospitalar ao Neonato.

A médica é instrutora do curso de Reanimação Neonatal da Sociedade Brasileira de Pediatria – SBP. Além disso, atuou na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, foi coordenadora, durante dez anos, da UTI PED (mista) do Hospital Regional João Penido, na mesma cidade.

UTI Neo

O novo espaço possui, aproximadamente, 230 m² de construção e contará com vinte leitos, dez a mais que o projeto inicial, que começou em julho de 2013.

De acordo com a Administração do Hospital, a inauguração está prevista para o dia primeiro de novembro deste ano.

 

 

 

 

 

 

 

Santa Casa estabelece Lei do Silêncio, a partir das dez horas da noite

altEm respeito e para melhor acolher os pacientes internados na Santa Casa de Formiga, a Administração do Hospital estabeleceu a Lei do Silêncio, após 22h00, nas dependências da Instituição.

A nova medida é válida na utilização de aparelhos televisores; notebooks; celulares; rádios; e também nos corredores, devido às muitas conversas, em especial, no período noturno. A Administração informa que, nos apartamentos, os televisores poderão ficar ligados, porém, em volume baixo.

A coordenação ainda afirma que está providenciando uma forma de excluir o barulho causado pelos carrinhos de alimentação, os quais causam grande incômodo a quem está internado.

 

 

 

 

 

Setores deverão solicitar serviços de manutenção pelo Sysart

altA partir do dia primeiro de novembro, uma nova medida será implantada na Instituição, para melhor organização e planejamento.

Os setores que necessitam dos serviços de manutenção geral e preventiva deverão solicitá-los através do Sistema Sysart, que gerencia a rede da Santa Casa de Formiga.

De acordo com o coordenador da Manutenção, Marco Túlio Fernandes, apenas os gestores, supervisores e coordenadores agendam os pedidos, seguindo, assim, a hierarquia da empresa.

Marco Túlio ainda afirma que, mesmo em casos de urgência, os serviços deverão ser registrados no sistema.

UTI da Santa Casa conta com novo médico intensivista

altDesde outubro de 2013, a Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa conta com mais um profissional, o médico intensivista e cirurgião geral Dr. Itamar Fonseca e Oliveira.

Dr. Itamar é natural de Divinópolis/MG e se formou em Medicina no ano de 2004, pela Universidade Federal do Pará – UFPA. Especializou-se em Cirurgia Geral, além de ser pós-graduado em UTI Adulta, pelo Ensino Einstein, em São Paulo/SP.

Dr. Itamar já trabalhou no interior do estado do Amazonas, inclusive com povos indígenas, e em Minas Gerais. Em São Paulo, atuou em hospitais como Albert Einstein, Beneficência Portuguesa e São Luís.

UTI Neo terá o nome do médico pediatra Dr. Concéssio Batista

altAs obras da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal da Santa Casa de Formiga estão a todo vapor e com data de entrega prevista para outubro deste ano.

Durante a última reunião realizada pela Mesa Administrativa, os membros elegeram o nome da Unidade, que será uma homenagem ao médico pediatra que atua, há mais de quarenta anos, na Instituição, Dr. Concéssio Batista da Costa.

O novo espaço possui, aproximadamente, 230 m² de construção e contará com vinte leitos, dez a mais que o projeto inicial, que teve início em julho de 2013.

Além da UTI Neo, o Hospital também está ampliando a Maternidade, transformando-a em Maternidade Regional, a qual poderá atender à população de Formiga e microrregião. Os recursos destinados às novas áreas são da ordem de R$ 3 milhões.

O novo Plano Diretor Arquitetônico da Santa Casa é ousado, moderno e feito de acordo com as exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA.

Santa Casa de Formiga constrói mais enfermarias

altO ano de 2013 tem sido um marco para a Santa Casa de Formiga. A Instituição disparou no crescimento, tornando-se referência em saúde para a Micro e Macrorregião Oeste. Com a implantação de dez leitos da Unidade de Terapia Intensiva – UTI, cinco leitos da Unidade de Cuidados Intermediários – UCI e mais vinte leitos da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal – UTI Neo, que será inaugurada em outubro deste ano, a administração tem recebido, diariamente, diversos pacientes.

Devido à grande necessidade de atender a todos, com segurança e conforto, a direção do Hospital informa que estão sendo construídas mais enfermarias, as quais acolherão pacientes das UTIs e do Centro Obstétrico, sendo que, em breve, a Santa Casa também terá uma Maternidade Regional de Alto Risco. 

Conforme o coordenador do setor de Manutenção, Marco Túlio Fernandes Reis, as novas enfermarias estão sendo construídas numa área de 800 m², com sete quartos de dois leitos cada uma. Neste momento, o telhado já está sendo colocado.  O coordenador ressalta que a previsão de entrega dos novos quartos é para o início de 2014.

Provedor da Santa Casa de Formiga é o novo interventor da assistência do Hospital São João de Deus

altHá meses que a situação financeira e administrativa do Hospital São João de Deus, em Divinópolis, não tem sido das melhores, ao ponto de ser decretado estado de emergência pelas autoridades local e pelo Ministério Público.

Após uma proposta firmada em conjunto, por meio de Termos de Ajustamento de Conduta – TAC, desde o dia 12 de setembro, uma nova equipe administrativa, junto à empresa de auditoria Dictum, tem atuado no São João de Deus. Nesse grupo, o provedor da Santa Casa de Formiga, Dr. Geraldo Couto integrará a comissão de intervenção, sendo o responsável pela área da assistência.

Já no início dos trabalhos, o médico recebeu o deputado federal Jaiminho Martins, no dia 21 de setembro, e relatou algumas situações. Segundo o médico, “estão sendo analisadas as dificuldades pelas quais tem passado o hospital e ações necessárias estão sendo tomadas. Há iniciativas das esferas federal, estadual e municipal sendo feitas para manutenção, inclusive para melhorias no atendimento, garantindo o acesso ao Sistema Único de Saúde – SUS e aos pacientes mais carentes”, comentou o provedor e interventor.

De acordo com Dr. Geraldo Couto, um diagnóstico da situação do HSJD deverá ser finalizado, dentro de 90 dias.

O provedor e a Santa Casa de Formiga

O provedor da Santa Casa comunicou seu novo compromisso aos gestores, Mesa Administrativa e aos Irmãos Benfeitores, durante uma Assembleia Ordinária, realizada no dia 13 de setembro, na Instituição, explicando que, a partir de então, assumiria o compromisso, junto à equipe administrativa do São João de Deus.

Dr. Geraldo Couto esclareceu que não irá abandonar a Santa Casa, pois acredita que o desafio irá agregar uma melhor saúde não apenas para Divinópolis e Formiga, mas para toda a Micro e Macrorregião Oeste. O médico ainda reafirmou que, depois de um trabalho intenso, realizado por vários meses, ele, juntamente, com a Comissão de Avaliação da Assistência Hospitalar, detectou uma grande deficiência nas instituições de saúde da região.

Setor de Manutenção ganha reforço

altPara agilizar os serviços do dia a dia da Instituição, o setor de Manutenção receberá reforço com o trabalho do técnico de segurança Weliton Faria, que também atua no setor de Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho – SESMT do Hospital.

Weliton fará parte da equipe de manutenção preventiva da Santa Casa. Todos os setores que precisarem de pequenos reparos devem entrar em contato direto com o técnico de segurança.

Coordenação de Enfermagem da Santa Casa se preparara para gerenciar Hotelaria Hospitalar

A supervisora da Enfermagem, Wanessa Vaz, deu início, recentemente, a um curso online em Hotelaria Hospitalar, pelo Canal Minas Saúde.

O estudo é um aprofundamento em Hotelaria Hospitalar, que será, em breve, desenvolvido dentro da Instituição.

Wanessa explica que o curso ocorre em quatro módulos, os quais, quando finalizados, serão repassados aos demais setores. “Para implantarmos o novo serviço, é necessário uma capacitação conjunta de todos os envolvidos, para obtermos um resultado positivo, atendendo com qualidade, segurança e conforto aos pacientes da Santa Casa”, comentou a enfermeira.  

Nova equipe de Enfermagem da UTI Neo participará de capacitação específica

A previsão de entrega da nova Unidade de Terapia Intensiva Neonatal – UTI Neo, com vinte leitos, é para a primeira quinzena de outubro deste ano. Com isso, a coordenação de Enfermagem, há tempos, ampliou o quadro de funcionários do setor.

Para os próximos meses, a coordenação preparou um cronograma de capacitação específica para a UTI Neo, que terá início no dia 26 de setembro, a partir das 14h00, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC.

Os módulos serão administrados pelo responsável técnico da UTI, José Orlando Fernandes Reis, e pela enfermeira assistencial, Dayanne Tasende. A previsão de término do curso é 04 de dezembro de 2013.

 

Vacina contra Varicela já está disponível nos postos de saúde

altDe acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, já está disponível nos Postos de Saúde (PSFs) a vacina tetraviral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela), para criança de 15 meses de idade (1 ano e 3 meses) e que tenham recebido a 1ª dose de triviral (sarampo, caxumba e rubéola).

De acordo com o Setor de Epidemiologia, o objetivo do Ministério da Saúde com a introdução da tetraviral é evitar complicações, casos graves e óbitos por varicela no grupo alvo da vacinação e a prevenção, controle e eliminação das doenças sarampo, caxumba e rubéola.

As Unidades de Saúde disponibilizarão vacinas de segundas a sextas-feiras, das 7h30 às 16h30.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde

Comunicado aos pacientes e familiares

alt

Santa Casa firma convênios com Prefeituras de Campo Belo e Cristais

altA Santa Casa de Formiga firmou convênios, recentemente, com as Prefeituras das cidades de Campo Belo e Cristais relacionados à prestação de serviços em saúde.

Para as cidades de Campo Belo e Córrego Fundo, o convênio, com validação até dezembro deste ano, é voltado para o serviço de tomografia. A cidade de Cristais, por meio da Secretaria de Municipal de Saúde, firmou convênio até dezembro de 2013, envolvendo serviços de tomografia; ressonância magnética; raios-x; pequenos procedimentos; e consultas de urgência.

SESMT entrega prêmio do segundo teste de conhecimento

altA técnica de segurança do trabalho, Wanny de Brito, e a coordenadora do Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho – SESMT, entregaram à funcionária do setor da Unidade Materna Infantil – UMI, a auxiliar de enfermagem Maria Ilce Oliveira, o prêmio do segundo teste de conhecimento.

A pergunta da última edição era: “Como é escolhido o presidente da CIPA?”. Maria Ilce respondeu, corretamente, dizendo que a indicação é feita pelo empregador.

De acordo com Wanny, o desafio estimula os funcionários a usar, corretamente, os Equipamentos de Proteção Individual – EPIs e também a agir, de forma correta, nos setores onde atuam.

Parabéns, Maria Ilce!

Você, colaborador, não deixe de participar e concorrer a prêmios!

 

Santa Casa conta com a compreensão dos pacientes, durante obras da UTI Neonatal

altQuem esteve na Santa Casa nos últimos meses, em especial, nos setores da Maternidade e da Pediatria, notou os transtornos causados por obras que, num futuro próximo, irão proporcionar melhor atendimento aos pacientes. Os incômodos mais intensos têm sido causados, especialmente, pela ampliação da Maternidade e pela construção da nova Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, que terá vinte leitos e atenderá Formiga e toda a microrregião.

De acordo com a coordenadora da enfermagem, Wanessa Vaz, algumas modificações temporárias têm sido realizadas no setor, como: os quartos 210 e 205 passaram a atender com três leitos para pacientes do Sistema Único de Saúde – SUS e pós-cirurgias; o quarto 213 tornou-se apartamento; o quarto 220 está interditado; e o berçário, brevemente, funcionará em novo local.

Os corredores da Maternidade e da Pediatria também estão ganhando novas pinturas.

Nova comissão da CIPA passa por treinamentos

altDe 16 a 20 de setembro, no período da manhã, os novos membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA irão participar de uma capacitação sobre as normativas e condutas para agir nas dependências do Hospital, na prevenção de acidentes internos e durante o trabalho.

A capacitação será coordenada pela técnica de segurança do trabalho, Wanny de Brito, com a participação da enfermeira responsável pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH, que falará sobre a alta imunização, e do provedor da Instituição, Dr. Geraldo Couto, que tratará da estrutura organizacional.

Nesta nova gestão, a equipe da CIPA será presidida pela enfermeira Tatiane Paula Macedo Nunes.

Os novos membros tomarão posse em outubro deste ano, quando termina a gestão 2012/2013.

 

Postar foto do trabalho em rede social pode resultar em demissão

altPostar fotos do ambiente de trabalho, nas redes sociais, pode resultar em demissão por justa causa. A decisão é do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Uma enfermeira de Pernambuco foi demitida por justa causa, depois de publicar fotos dela e da equipe, em uma rede social. As fotos e os comentários sugeriam que o grupo estava brincando, em vez de trabalhar. “Foi um domingo de plantão, estava tranquilo. Lembrei que tinha uma máquina na bolsa e eu e uma enfermeira decidimos bater uma foto, só para postar para os amigos”, comentou a enfermeira.

A direção do hospital de Pernambuco não gostou e a funcionária foi demitida por justa causa. A enfermeira recorreu à Justiça e o caso foi parar no Tribunal Superior do Trabalho, que manteve a demissão. O TST entendeu que a conduta da enfermeira foi grave, ao ponto de justificar a sua dispensa, por expor pacientes e a empresa, através da logomarca nos uniformes.

Brincadeiras na Internet são comuns e os chefes não são os únicos citados nos comentários. O que não faltam são reclamações da empresa também.

Você não pode falar tudo o que quer sobre o seu trabalho na rede social. Mesmo que seja na sua página pessoal. Às vezes, o que você publica sai do seu controle, porque outros amigos acabam fazendo comentários maldosos e seu nome está como responsável por aquela publicação.

Como é uma novidade, as pessoas acabam se expondo demais, muitas vezes, ultrapassando o limite legal, colocando situações totalmente indevidas, explicam especialistas da área jurídica.

Por isso, se quiser evitar problemas trabalhistas e até demissões, evite comentários sobre o trabalho, sobre seus projetos especiais e sobre sua rotina; não defenda ou acuse seu chefe ou a empresa em uma discussão na Internet; e evite publicar fotos em que você ou seus colegas estejam em um ambiente de trabalho ou com o uniforme da empresa.

Conforme a Provedoria e o Comitê Gestor da Santa Casa de Formiga, a Direção do Hospital tem monitorado as redes sociais e alerta que, caso sejam identificadas situações semelhantes do exemplo citado acima, medidas punitivas serão tomadas.

 

 

 

Novos enfermeiros do Centro Cirúrgico passam por capacitação

altNa tarde do dia 12 de setembro, a equipe de enfermagem do Centro Cirúrgico passou por uma integração e ambientação no setor.

De acordo com a coordenadora e enfermeira Fernanda Santos, a capacitação dos funcionários foi uma educação continuada sobre a rotina das atividades relacionadas aos procedimentos cirúrgicos.

O curso teve duração de duas horas e meia, entre teoria e prática. Ao todo, quatorze pessoas estiveram presentes, sendo seis novos enfermeiros do setor.

 

 

 

 

Quinze pacientes são atendidos por meio do Código Azul, em menos de um mês

altEquipe de Enfermagem, fisioterapeutas e médicos plantonistas e intensivistas da Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa de Formiga estão, desde o dia 19 de agosto, trabalhando com novas condutas de atendimento para urgência e emergência, em pacientes com suspeita de Parada Cardiorrespiratória – PCR e Insuficiência Respiratória Aguda – IRA, no setor de internação do Hospital.

De acordo com o enfermeiro e responsável técnico da UTI, José Orlando Fernandes Reis, em menos de um mês de procedimento, quinze pacientes foram atendidos pelas condutas do Código Azul, realizado quando o enfermeiro detecta a situação de emergência e aciona a telefonista, a qual tem o papel de informar e comunicar, também, ao enfermeiro do Pronto Socorro e ao médico plantonista. Com esse ganho de tempo, até a chegada do carro de emergência e do médico, o enfermeiro inicia, precocemente, a manobra de ressuscitação, a qual aumenta a sobrevida do paciente.

José Orlando ressaltou, ainda, que cerca de 60% dos pacientes atendidos através do Código Azul necessitaram de internação na UTI, devido à gravidade dos casos.

 

 

 

 

 

Uso do cigarro no ambiente de trabalho: é proibido?

altMais que o fato de proibir ou limitar a possibilidade do consumo de cigarro no ambiente de trabalho, existe a preocupação, o cuidado e a prevenção da saúde do trabalhador, por parte da empresa.

Não são raros os casos em que o empregado fumante, num primeiro momento, critica as normas impostas pela empresa, alegando até o direito à liberdade, garantido pela Constituição Federal, mas que, ao longo do tempo, comprova o benefício que tais normas podem gerar, que é, para muitos, a redução ou o próprio abandono do vício.

A legislação, através da Lei 9.294/96, regulamentada pelo Decreto 2.018/96, proíbe o uso de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou de qualquer outro produto fumígero, derivado ou não do tabaco, em recinto coletivo, privado ou público, salvo em área destinada, exclusivamente, a esse fim, devidamente isolada e com arejamento conveniente. Incluem-se nas disposições da lei os locais mencionados abaixo:

·         As repartições públicas, os hospitais e os postos de saúde;

·         As salas de aula e as bibliotecas;

·         Os recintos de trabalho coletivo e as salas de teatro e de cinema;

·         Nas aeronaves e demais veículos de transporte coletivo.

Da mesma forma, a Norma Regulamentadora NR-5, que trata da obrigatoriedade da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA, que tem como objetivo a prevenção de doenças e acidentes decorrentes do trabalho, tem como incumbência, inclusive, a promoção de programas relacionados à segurança e saúde do trabalhador, como campanhas educativas, demonstrando os efeitos nocivos do tabagismo.

Portanto, quando o empregador estabelece normas internas que coíbem o uso do cigarro no ambiente de trabalho – que seja compartilhado com outros colegas de trabalho ou de terceiros –, está, simplesmente, cumprindo com a determinação da lei.

 

CIPA tem nova direção

As eleições foram realizadas nos dias 29 e 30 de agosto, nas dependências do Hospital. Cerca de 200 funcionários participaram da votação, que tinha como objetivo eleger a nova Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA. Nesta edição, treze funcionários se candidataram.

Após o encerramento das eleições, o presidente da gestão 2012/2013, Webert Vilela, juntamente com a Comissão formada pelos funcionários Márcia Oliveira, Wanny Brito, João Carlos Costa e Maria Aparecida de Sousa Silva, se reuniram para a apuração dos votos.

Os membros titulares escolhidos para a gestão 2013/2014 são: Laura de Oliveira Cravo (Enfermagem); Soraia Emília da Silva Oliveira (Rouparia/Limpeza); Denise Ferreira Marra (Enfermagem); e Ana Tereza Mourão Gonçalves (Enfermagem). Os suplentes são: Weyndersohn da Silva Fonseca (Enfermagem); Michele de Oliveira Verçosa (UND); e Patrícia do Carmo Borges (Administração).

Ainda foram indicados para a CIPA, pelo Comitê Gestor, os seguintes funcionários: Tatiane Paula Macedo Nunes (Enfermagem); Weliton Faria (SESMT); Jefferson Roberto de Freitas (Almoxarifado); Warley Vilela (Recepção); Ângela da Glória (Enfermagem); Teresa Maria da Silva (Enfermagem); e Márcia Oliveira (Centro de Imagem).

Conforme os gestores, a enfermeira Tatiane Nunes foi indicada para a presidência da próxima gestão.

Irmãos Benfeitores se reúnem, nesta sexta-feira, para eleição da nova gestão administrativa

A eleição para a nova gestão administrativa de 2013 a 2016 será realizada nesta sexta-feira, 13 de setembro, às 18h00, no espaço anexo à Rouparia.

Apenas uma chapa se inscreveu para a Mesa Administrativa e Conselho Fiscal. Somente os Irmãos Benfeitores cadastrados há mais de seis meses devem comparecer para a votação.

Após, haverá uma apresentação, feita pelos gestores de cada área, sobre o relatório de gestão dos anos de 2010 a 2013.

Conheça as chapas inscritas!

Mesa Administrativa:

Provedor: Geraldo Magela Antunes Couto

Vice-provedor: João dos Reis Soares

1º Secretário: Maria Rita Rocha Salazar

2º Secretário: José Thier’s de Freitas

1º Tesoureiro: Valdir Arantes

2º Tesoureiro: Celso do Prado Couto

Conselho Fiscal:

1º Titular: Adélfio Mendonça de Moura

2º Titular: Valdir Nogueira Nunes

3º Titular: Valdeci Nascimento Cunha

1º Suplente: Geraldo José Macedo

2º Suplente: Antonio Eustáquio Paim                            

3º Suplente: Ronilson Elieser da Silva

 

 

 

 

 

 

Confira a Eleição da CIPA - Gestão 2013-2014

ELEIÇOES CIPA 2013/2014

TITULARES

Laura de Oliveira Cravo 32 votos

Soraia Emília da Silva Oliveira 29 votos

Denise Ferreira Marra 19 Votos

Ana Tereza Mourão Gonçalves 18 votos

SUPLENTES

Weyndersonh da Silva Fonseca 17 votos

Michele de Oliveira Verçosa 13 Votos

Patrícia do Carmo Borges 12 votos Adm 05/11/2004

DEMAIS VOTADOS

Laura Candiani da Fonseca  12 votos  Adm 01/09/2010

Divino Pedro da Rocha 10 votos

Camila Fernandes Souto 09 votos

Aparecida Silva Lemos 06 votos

Juliana Cristina da Silva Azevedo 02 votos

Saulo Henrique de Souza 00 votos

 

Brancos  01 voto Votos

Nulos 19 votos


 

Obras da UTI Neonatal estão a todo vapor

altProgramado para outubro deste ano, a Mesa Administrativa pretende entregar à população formiguense e região mais uma obra de referência em saúde, a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal.

Nesta etapa, segue a colocação dos relógios de energia, dos quadros de tomadas e da iluminação. Em breve, o ambiente receberá pintura interna.

A Unidade contará com dez leitos, além da adequação da Maternidade para Maternidade de Alto Risco, transformando, assim, a Maternidade da Santa Casa em uma Maternidade Regional, podendo atender à população de Formiga e microrregião. Os recursos destinados à área são da ordem de R$3 milhões.

O novo Plano Diretor Arquitetônico da Santa Casa é ousado, moderno e feito de acordo com as exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA.

Mais obras

A equipe de construção do Hospital, simultaneamente, iniciou a obra do espaço onde serão instalados o elevador e a central de energia que abastecerá, futuramente, os equipamentos para procedimentos de alta complexidade, como a Hemodinâmica e a Tomogragrafia Computadorizada de 128 canais.

Salas do pré-parto e parto da Maternidade estão funcionando em novo local

altDevido às obras no Hospital, as salas de pré-parto e parto estão funcionando, provisoriamente, em novo local. O pré-parto está na antiga sala 204 e os partos acontecem na sala 203, da Maternidade.

Conforme a coordenação da Enfermagem, os locais foram devidamente adequados, seguindo as normas de segurança e de qualidade.

As antigas salas estão sendo ampliadas e serão transformadas em Maternidade de Alto Risco, transformando, assim, a Maternidade da Santa Casa em uma Maternidade Regional, podendo atender à população de Formiga e microrregião.

 

Equipes de Enfermagem e de Atendimento se preparam para o Protocolo de Manchester

altFalta pouco para que o Protocolo de Manchester seja colocado em ação, no Pronto Socorro da Santa Casa. A nova medida de classificação de risco no Serviço de Urgência tem como objetivo único priorizar os doentes, conforme a gravidade clínica com que se apresentam.

Segundo a gestora da enfermagem, Vanessa Simões, o setor de Manutenção está finalizando as instalações no sistema de rede do Hospital, para que o local se adeque ao Protocolo de Manchester.

Vanessa explica que, na quarta-feira, 28, teve início o acolhimento para a classificação de risco. Os pacientes passarão pelo processo e serão encaminhados para o médico plantonista já classificados e de acordo com a prioridade.

A coordenadora também ressalta que as equipes de Enfermagem e de Atendimento também passaram pela capacitação.

Veja a tabela do Protocolo de Manchester, conforme a classificação de risco no Serviço de Urgência!

alt

Administração Hospitalar conta com a ajuda de todos para economia de papel e xérox

altO desperdício de papel é um dos maiores problemas enfrentados por gestores e empresários, que reclamam muito da falta de consciência ambiental dos colaboradores. Na Santa Casa de Formiga, não tem sido diferente.

De maneira geral, é muito difícil implantar o ‘pensamento verde’ nas companhias, pois tem gente que não se preocupa em contribuir para com a conservação do meio ambiente. As pessoas imprimem textos sem necessidade e usam a impressora para uso pessoal.

Uma medida importante é programar as máquinas da maneira correta. As impressoras, por exemplo, podem imprimir a frente e o verso das páginas, o que, de imediato, reduz, em 50%, o uso de papel. Além disso, existem programas que controlam recursos e informam quem imprimiu o que e quando. Identificar quem mais imprime já é um bom começo, pois os gestores podem conversar com o funcionário e saber os reais motivos do descontrole. É possível, a partir de então, estabelecer, por usuário, um número máximo de folhas impressas por mês.

A Administração da Santa Casa já começou a desenvolver um trabalho para economizar e controlar o excesso de papel e xérox nos setores. De acordo com a Provedoria, nos últimos meses, aumentou, e muito, o gasto com a atividade.

Confira dicas de especialistas sobre como economizar papel na empresa!

 

Ø  Ensine os funcionários a analisar sempre se a impressão é mesmo necessária. Muitos arquivos são impressos apenas para leitura e, depois, são descartados;

Ø  Sempre que possível, utilize os modos de impressão de frente e verso da folha. Além da economia de papel, eles reduzem gastos com a compra de pastas e com espaço para armazenamento;

Ø  Reaproveite as folhas utilizadas de um só lado e faça blocos de anotações;

Ø  O toner acabou? Retire-o da impressora somente quando estiver com um novo. Isso evita que o canal de tinta seque e exija manutenção;

Ø  Embora o papel reciclado custe quase o dobro do comum, ele evita o desmatamento de florestas;

Ø  Incentive os funcionários a guardar arquivos em CDs ou em pen drives, em vez de mantê-los em versões impressas.

Funcionários participam de Campanha Antifumo

altNo início de agosto, os funcionários participaram de uma Campanha Antifumo, a qual, em breve, será aplicada e desenvolvida em todas as dependências da Santa Casa. A iniciativa foi feita para envolver os colaboradores, de forma participativa e também preventiva.

Para isso, os funcionários deveriam formular frases, as quais seriam escolhidas pelos membros do Comitê Gestor. Após analisarem as ideias dos colaboradores, a comissão julgadora decidiu utilizar todas as frases em cartazes educativos, os quais serão distribuídos pelas dependências da Instituição. Dessa forma, todos foram reconhecidos e participarão da iniciativa, que tem como objetivo promover o bem-estar e mais saúde no ambiente hospitalar.

De acordo com o provedor, Dr. Geraldo Couto, a Campanha Antifumo nas dependências da Santa Casa respeita a Lei Federal nº 9.294, de 15 de julho de 1996, quedestaca, em seu artigo segundo:É proibido o uso de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou qualquer outro produto fumígeno, derivado ou não do tabaco, em recinto coletivo fechado, privado ou público. - § 1° Incluem-se nas disposições deste artigo as repartições públicas, os hospitais e postos de saúde, as salas de aula, as bibliotecas, os recintos de trabalho coletivo e as salas de teatro e cinema.

O médico e provedor pede a colaboração, apoio e divulgação de todos os funcionários e médicos, para que possam tornar o ambiente hospitalar livre do tabaco.

Eleição para a CIPA é realizada nesta quinta e sexta-feira

altA eleição para a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA / Gestão 2013/2014 ocorrerá nesta quinta-feira (29) e sexta-feira (30), das 06h45 às 08h30.

A urna ficará exposta ao lado do Relógio de Ponto.

Todos os funcionários estão convidados a participar!

 

 

Santa Casa convoca doadores de sangue com fator Rh negativo

altA medida visa aumentar o estoque e atender cirurgias programadas que, numa eventual necessidade, utilizem as bolsas em transfusões sanguíneas. No momento, a necessidade é para doadores de sangue com fator Rh negativo, como os tipos O NEGATIVO e A NEGATIVO. 

O Setor de Captação de Doadores da Santa Casa de Formiga está localizado na rua Dr. Teixeira Soares, 335, bairro Engenho de Serra. A doação de sangue também pode ser agendada pelo telefone (37) 3329–1300, falar com Helena Oliveira.

Doar sangue é fácil e seguro:

O material utilizado é descartável e não há risco de contrair doenças. É um gesto simples, que faz bem também para o doador, pois é muito gratificante ajudar o próximo.

Para doar é necessário:

Ter e estar com boa saúde;

Ter entre 18 e 65 anos;

Pesar mais de 50 kg;

Dormir bem na noite anterior;

Alimentar-se antes, se for doar pela manhã. À tarde, dê um intervalo de 3 horas após o almoço;

Não doar em jejum;

A menstruação e o uso de anticoncepcionais não impedem a doação.

Não é permitido doar quem:

Teve hepatite após os 10 anos de idade;

Apresenta comportamento de risco para Doenças Sexualmente Transmissíveis;

Teve gripe, resfriado ou diarreia, nos últimos 7 dias;

Ingeriu bebida alcoólica, nas últimas 12 horas:

Usa drogas;

 Apresenta ferimento ainda não cicatrizado;

Está grávida ou em período de amamentação. Após o parto normal, é necessário aguardar 3 meses. No caso de cesariana, 6 meses;

Fez exame de endoscopia ou broncoscopia, nos últimos 12 meses;

Fez tatuagem, nos últimos 12 meses;

Fez ou faz tratamentos dentários – a doação pode ser impedida pelo período de 1 a 30 dias, conforme o caso;

Outras condições que também podem impedir a doação serão avaliadas na triagem clínica, antes da doação.

Documentos obrigatórios para doar:

Documento original de identidade com foto, dentro do prazo de validade, emitido por órgão oficial – Carteira de Identidade, Habilitação, Trabalho, Conselho de Classe ou Certificado de Reservista.

Intervalo entre as doações:

O prazo mínimo entre uma doação de sangue e outra é de 60 dias para homens e de 90 dias para mulheres. Para doadores com idade entre 60 e 65 anos, o intervalo é de 6 meses.

Algumas dúvidas comuns:

Doar não “afina” e nem “engrossa” o sangue;

Não emagrece e nem engorda;

O volume de sangue colhido não faz falta ao doador, pois o organismo se encarrega, rapidamente, da reposição.

Aonde vai o sangue:

Depois de doado, o sangue é dividido em vários componentes. Após passar por rigorosos testes de triagem, é destinado aos inúmeros pacientes que necessitam de transfusões. Com uma doação de sangue, é possível salvar a vida de até 4 pessoas!

Pacientes da UTI recebe integrantes da EMMEL

Há alguns dias internado na Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa de Formiga, o senhor Oswaldo Tavares Filho, de 62 anos, recebeu, na tarde do dia 21 de agosto, os amigos e também integrantes da Escola Municipal de Música Eunézimo Lima – EMMEL.

altOs músicos Daniel de Menezes e Moisés Menezes, ao som da flauta e do violão, tocaram a música favorita do paciente, “My Way”.

Os membros, além de visitarem e homenagearem o amigo, também levaram um pouco de esperança e tranquilidade aos demais pacientes da Unidade.

A psicóloga Luciane Saporetti disse que iniciativas como essa, além de fazerem bem aos pacientes, alegram o ambiente hospitalar. “Foi uma emoção única. Por isso, acredito nas ações que contribuem para a melhora do paciente, pois a humanização é um trabalho contínuo, realizado por várias mãos, as quais se encontram, se entrelaçam, se juntam e produzem uma grande atitude”, comentou.

Oswaldo, infelizmente veio a falecer na tarde do dia 26 de agosto. Ele era aluno e integrante da banda da EMMEL, na qual tocava flauta e clarinete.

 

 

Vem aí, SIPAT 2013!

alt

Nos dias 26 a 30 de agosto, será promovida a 18ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho – SIPAT para os funcionários da Santa Casa de Formiga.

De acordo com a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA / Gestão 2012-2013, esta edição tem como tema “Acidente no trabalho tem solução, o melhor remédio é o seu cuidado com atenção”. As atividades têm como objetivo atender e motivar todas as áreas da empresa.

Confira os temas das palestras, durante a 18ª SIPAT, e participe!

26 de agosto – segunda-feira

Horário: 15h10

Local: CEPEC

Tema: Exposição de EPIs e importância da lavagem das mãos

Palestrante: Aline Maria

 

27 de agosto – terça-feira

Horário: 10h00

Local: CEPEC

Tema: Acidentes com perfurocortante

Palestrante: Dr. Lécio Vasconcelos

 

28 de agosto – quarta-feira

Horário: 15h10

Local: CEPEC

Tema: Qualidade de vida dentro e fora da empresa

Palestrante: Equipe da Psicologia

 

29 de agosto – quinta-feira

Horário: 15h10

Local: CEPEC

Tema: Uso correto de EPIs e benefícios no trabalho

Palestrante: Norberto Pereira da Silva

 

30 de agosto – sexta-feira

Horário: 15h10

Local: Área anexa à Rouparia

Confraternização

 

 

Campanha Nacional de Multivacinação terá início em 24 de agosto

altO Ministério da Saúde, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Formiga, realizará, nos dias 24 a 30 de agosto, a Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização do Esquema Vacinal.

No dia24 de agosto, sábado, será o dia "D" de vacinação, quando as unidades de saúde estarão abertas, das 08h00 às 17h00, para a conferência do cartão de vacinas e vacinação. Nos demais dias da campanha, as unidades também atenderão de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 16h30.

Na oportunidade, serão ofertadas todas as vacinas do calendário básico de vacinação da criança, visando diminuir o risco de transmissão de enfermidades imunopreveníveis, assim como reduzir as taxas de abandono do esquema vacinal.

O objetivo da campanha é atualizar o esquema vacinal, de acordo com o calendário básico de vacinação, na caderneta de saúde das crianças menores de cinco anos (0 a 4 anos 11meses e 29 dias).

Conforme a coordenação do Setor Municipal de Epidemiologia, Ana Carolina Castro Oliveira, éessencial a apresentação da caderneta da criança, no momento da vacinação.

             

Confira edital de convocação para as eleições da Mesa Administrativa e do Conselho Fiscal

No dia 13 de setembro, sexta-feira, às 18h00, no espaço anexo à Rouparia, será realizada a eleição para a Mesa Administrativa e o Conselho Fiscal – Gestão 2013/2016.

Só poderão participar das eleições os Irmãos Benfeitores que estão cadastrados há mais de seis meses.

Veja as chapas inscritas!

Mesa Administrativa:

Provedor: Geraldo Magela Antunes Couto

Vice-provedor: João dos Reis Soares

1º Secretário: Maria Rita Rocha Salazar

2º Secretário: José Thier’s de Freitas

1º Tesoureiro: Valdir Arantes

2º Tesoureiro: Celso do Prado Couto

Conselho Fiscal:

Efetivos:                                                           Suplentes:

Adélfio Mendonça de Moura                     Valdir Nogueira Nunes

Valdeci Nascimento Cunha                     Geraldo José Macedo

Antonio Eustáquio Paim                            Ronilson Elieser da Silva

 

CIPA convoca funcionários para eleição

altA eleição para a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA / Gestão 2013/2014 será realizada nos dias 29 (quinta-feira) e 30 (sexta-feira) de agosto, das 06h45 às 08h30.

A urna ficará exposta ao lado do Relógio de Ponto.

Todos os funcionários estão convidados a participar.  

 

Pacientes da UTI recebem homenagem no Dia dos Pais

altOs pacientes internados na Unidade Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa de Formiga receberam, no Dia dos Pais, 11 de agosto, uma homenagem. Nesse dia, foi liberada a visita de todos os filhos, ao mesmo tempo, no leito dos pais.

Conforme a psicóloga Fernanda Bittencourt, a iniciativa é uma forma de humanização ao paciente. “Receber carinho, nesse momento, é muito importante para a recuperação, ainda mais numa data tão especial, como o Dia dos Pais”, comentou.

A psicóloga ainda ressaltou como foi especial a ocasião, não apenas para os pacientes e familiares, mas também para toda a equipe do Hospital. Disse, ainda, que sempre haverá iniciativas de humanização, as quais contribuem, e muito, no processo de recuperação do paciente.

Normalmente, as visitas na UTI ocorrem duas vezes ao dia. A primeira, após o boletim médico, no horário das 10h00, quando é permitida a entrada de dois familiares. No horário da tarde, das 15h00 às 16h00, é permitida a entrada de até quatro visitantes por vez.

A iniciativa da homenagem no Dia dos Pais foi coordenada pelas equipes de Enfermagem e Multiprofissional da Unidade.

Santa Casa inaugura novo espaço do Centro de Diagnóstico por Imagem e serviço de RM

altO dia 16 de agosto representou uma data muito importante para a equipe da Santa Casa de Formiga. Na data, foi inaugurado o novo espaço do Centro de Diagnóstico por Imagem “Dr. José Carlos Ferreira Pires”, juntamente com o serviço de Ressonância Magnética da Instituição.

A solenidade contou com a presença de várias autoridades civis e militares, além de convidados da cidade e região, relacionados à área da saúde.

Durante discurso, o provedor da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto, agradeceu os presentes, em especial, o deputado federal Jaiminho Martins/PR, pelo empenho na liberação de recursos para a Entidade; o Corpo Clínico do Hospital; e também o grupo de colaboradores da Santa Casa. Além disso, deu boas-vindas aos médicos que, a partir de então, irão prestar serviços no local.

Dr. Geraldo Couto falou, também, sobre o enorme desafio de executar obras em um Hospital em funcionamento. “Nossas metas e objetivos estão sendo, aos poucos, concluídos. Temos várias metas ainda a serem alcançadas. Lembro que esse trabalho não é só do provedor, mas, sim, de toda a equipe. Graças ao empenho de todos, estamos conseguindo cumprir o cronograma iniciado em 2008 e, hoje, concluímos mais uma etapa. O cronograma se estenderá até 2016. Até lá, com a ajuda de todos, certamente, atingiremos o objetivo”, destacou o provedor.

Estiveram também presentes na solenidade o coordenador regional de Saúde, José Márcio Zanardes; a superintendente regional de Saúde de Divinópolis – a qual representou o secretário estadual de Saúde, Antônio Jorge –, Kênia Silveira Carvalho; o prefeito de Formiga, Moacir Ribeiro/PMDB; e o vereador formiguense Luciano Duque/PCdoB, que compôs a mesa, representando os demais vereadores da cidade.

A superintendente regional de Saúde de Divinópolis e representante do secretário de Estado de Saúde, Kênia Silveira Carvalho, durante sua fala, ressaltou a crise existencial que a Macro tem passado na área da saúde e que a Santa Casa de Formiga tem sido um "braço direito" nesta etapa. “A Instituição está sendo uma parceira nos trabalhos para alavancar a saúde na região”, disse. Kênia também abordou o reconhecimento da Secretaria de Estado, nos investimentos que têm sido realizados no Hospital. “Estamos orgulhosos com a Santa Casa de Formiga”, encerrou.

Antes de finalizar a cerimônia, os presentes foram convidados a se dirigirem ao novo espaço. Coube ao radialista Claudinê Silvio Santos participar do descerramento do Memorial Histórico, relacionado a uma breve narrativa história sobre a vida do médico Dr. José Carlos Ferreira Pires, que trouxe o primeiro aparelho de raios-x da América Latina para Formiga, equipamento que, atualmente, se encontra em um museu, na cidade de Chicago, Estados Unidos. A placa do Memorial também relata a evolução do Centro de Imagem da Santa Casa de Formiga.

 

 

Projetos repassando verbas para a Santa Casa são aprovados na Câmara

Dois projetos de lei repassando verba para a Santa Casa foram aprovados pelos vereadores, na reunião ordinária da Câmara Municipal de Formiga, no dia 12 de agosto.

O projeto 086/2013 autoriza o Poder Executivo a celebrar convênio e conceder subvenção social ao hospital, no valor de R$240 mil para promoção de ações de saúde de apoio na assistência de urgência e emergência dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). O repasse será feito em 12 parcelas de R$20 mil.

Outro projeto aprovado foi o 087/2013, autorizando a Prefeitura a repassar recursos financeiros à Santa Casa, no valor de R$2.400 milhões, por meio do RedHosp. O valor será utilizado para custear as equipes de urgências e emergências. A aprovação do recurso já ocorreu por meio da Lei nº 4.784/2013, em decorrência de novas adequações foi necessária a aprovação do projeto. O repasse será feito em 12 parcelas de R$200 mil.

No dia 1º de abril, o referido projeto, no valor de R$1.200 milhão e seus rendimentos foi aprovado pelo Executivo, com parcelas mensais de R$100 mil para custeio das equipes de urgência e emergência dos hospitais que compõem a rede hospitalar, porém, na justificativa para a apresentação de um novo projeto na reunião dessa semana, com o dobro do valor, a administração municipal alegou que foram necessárias adequações que justificariam o reajuste, mas não informou mais detalhes.

Todos os vereadores foram favoráveis ao projeto e explanaram sobre a importância dos repasses concedendo melhorias na saúde em Formiga. Cabo Cunha/PMN disse que a saúde está capenga no município. “Já votamos R$1.200 milhão, esse valor foi dobrado e estamos revogando esta Lei”.

 

Médicos realizam procedimento cirúrgico de alta complexidade na Santa Casa

alt

O médico cirurgião Dr. Hélcio Rubens Rezende realizou, recentemente, em um paciente de 56 anos, o procedimento cirúrgico em drenagem de tamponamento cardíaco, através de janela pericárdica, de forma mais simples para entender: tal procedimento é uma prevenção contra o derrame.

De acordo com o cirurgião, trata-se de um método para tratamento de uma complicação cardíaca grave, que cursa com acúmulo de líquido e/ou sangue, dentro da membrana que envolve o coração, chamada periocárdico. “Esse acúmulo de líquido, chamado derrame pericárdico, acontece em várias patologias cardíacas e não cardíacas. O acúmulo de líquido comprime as estruturas cardíacas, levando ao colamento das paredes do coração e, consequentemente, à insuficiência cardíaca 

grave. O procedimento de drenagem é realizado para descompressão e consiste na colocação de um dreno, ao lado do coração, para alívio do mesmo”, explica o médico.

Dr. Hélcio ressalta que a cirurgia foi realizada em cerca de 40 minutos e que o paciente recebeu alta em 48 horas.

Conforme especialistas, não se trata de um procedimento cirúrgico comum, pois, por se tratar de um procedimento cardíaco, somente é realizado por profissionais com formação na área e em centros de alta complexidade, como está se tornando a Santa Casa de Formiga. 

O médico comentou que, do seu ponto de vista, todos os procedimentos agora realizados na Instituição trazem grande benefício, tanto para a cidade quanto para toda a região. “A Santa Casa está caminhando para ser um Hospital de ponta, já que tem realizado procedimentos complexos, que, antes, eram praticados em grandes centros, tornando, assim, a Instituição uma referência para casos complexos, contribuindo, de maneira significativa, para a melhora da assistência médico-hospitalar no estado e região”, completou Dr. Hélcio. 

O paciente, da cidade de Pará de Minas, passa bem e já retornou à casa.

A Pré-cirurgia

Os médicos Dr.Bianco Cassiano de Souza Couto e Dr. Leopoldo de Castro realizaram a drenagem do derrame pericárdico de urgência, na Unidade de Terapia Intensiva - UTI, que posteriormente, foi realizada a cirurgia de pericardiostomia – colocação do dreno no pericárdio.

 

Deputado federal Jaime Martins dispõe emenda de R$1,2 milhão para a Santa Casa de Formiga

altDurante reunião, realizada no dia 08 de agosto, com o secretário Nacional de Atenção à Saúde, Helvécio Magalhães, e o deputado federal Jaime Martins, o provedor da Santa Casa de Formiga, Dr. Geraldo Couto, recebeu uma importante notícia: os recursos estão próximos de serem liberados para o andamento das obras na Entidade.

A emenda parlamentar de Jaime Martins é na ordem de R$1,2 milhão e contribuirá para atender a demanda da macro-oeste. “Acompanho o crescimento da Santa Casa de Formiga e percebemos o bom trabalho que vem sendo desenvolvido por seu provedor, Dr. Geraldo Couto. Fazendo um trabalho, inclusive, de alta complexidade, sem receber, mostrando seu compromisso com a sociedade. Por isso, viabilizei alguns recursos e o secretário nos dá a boa notícia de que está tudo certo com a documentação e a liberação será feita em breve. Esse montante será importante para dar andamento às obras da Instituição, que, em outubro deste ano, terá UTI – Unidade de Terapia IntensivaNeo Natal e Maternidade Regional de Alto Risco”, disse Jaiminho Martins.

Recentemente, foram inaugurados dez leitos de UTI Adulto, na Santa Casa de Formiga, com recursos na ordem de R$1,6 milhão.

“É sempre importante registrar o apoio que o deputado Jaime tem dado à Instituição. A reunião foi muito proveitosa, já que tivemos a liberação de mais uma emenda do deputado e ainda pudemos conversar sobre o credenciamento de serviços de alta complexidade, como ortopedia e cirurgia cardiovascular, já que fazemos esse trabalho sem receber”, completou Dr. Geraldo Couto.

Parceria

Outro ponto importante discutido na reunião seria uma possível parceria da Santa Casa com a Universidade Federal São João Del Rei. Alunos de Medicina fariam a chamada “residência médica” na Instituição, contribuindo para com o aumento do número de profissionais disponíveis. O Hospital receberia recursos financeiros, caso a parceria se concretizasse.

Inauguração

Jaime Martins confirmou a presença na inauguração do Centro de Diagnóstico por Imagem “Dr. Ferreira Pires” e Serviço de Ressonância Magnética, que será realizada no dia 16 de agosto, às 10h00.

Fonte: Assessoria do Deputado Jaime Martins

Rede de Urgência e Emergência Macro Centro vai funcionar em 2014

Essa decisão vai mudar a qualidade assistencial, colaborar para desafogar a Capital e, principalmente, ordenar a agilidade no atendimento, levando o paciente não só para o lugar mais rápido, mas também para o lugar certo.

 

Durante a tarde dessa quinta-feira (08/08), o Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques, reuniu-se com representantes do Governo Federal e de Belo Horizonte para alinhar as decisões que vão resultar na implantação da Rede de Urgência e Emergência Macro Centro. A Rede, que vai atender a 103 municípios, com população estimada em 6.357.604 milhões de pessoas, entrará em funcionamento no primeiro trimestre de 2014.

alt

“A organização da Rede se complementa com a criação do SAMU macrorregional”, adiantou o secretário Antônio Jorge. “Até há pouco tempo, o SAMU era um programa municipal, no qual apenas os municípios de grande porte tinham acesso ao Serviço Móvel de Urgência. Com a implantação da Rede de Urgência e Emergência Macro Centro, o SAMU passará a atender a todos os cidadãos. Essa decisão vai mudar a qualidade assistencial, colaborar para desafogar o pólo, que é a Capital, e principalmente ordenar a agilidade no atendimento, levando o paciente não só para o lugar mais rápido, mas também para o lugar certo”, garantiu o secretário.

A Rede Macro Centro será gerenciada pelo Consórcio Intermunicipal Aliança para a Saúde, que será responsável pela organização do atendimento de urgência e emergência dos 103 municípios que compõem a macro.

Para o secretário Nacional de Atenção à Saúde, Helvécio Miranda Magalhães Junior, a reunião foi um importante passo na concretização da implantação da Rede e na expansão de oferta na qualidade dos atendimentos realizados a população mineira. “A experiência de Belo Horizonte, Betim, Contagem, Mariana, Ouro Preto, Sete Lagoas irão orientar esta expansão, que deixará de ser municipal para ser regional. Com isso, mais pessoas serão atendidas por meio de novas bases, centrais mais potentes, com mais médicos reguladores. Ainda em 2013 teremos uma central única”, disse Helvécio.

A criação da Rede irá melhorar o atendimento na Capital. Segundo o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, o Consórcio de Urgência e Emergência irá contar com uma regulação conjunta e centralizada do uso das vagas, contribuindo para aliviar o atendimento nos hospitais de Belo Horizonte. “Com a implantação, a central irá coordenar as vagas que serão utilizadas com mais eficiência, aumentando a taxa de ocupação dos hospitais da região, melhorando o atendimento à população. Para isso, será montada uma equipe técnica, coordenada por Belo Horizonte, que centralizará o atendimento do SAMU dos municípios vizinhos”.  

Durante a reunião ficou estabelecido que, em primeiro momento, o SAMU Regional Macro Centro irá funcionar na Central de Belo Horizonte, até a conclusão das obras da nova Sede, que ficará no bairro Gameleira. Os Hospitais participantes da Rede de Resposta Hospitalar as Urgências e Emergências serão definidos, de acordo com classificação e função na Rede, observados as seguintes tipologias: Hospital de Urgência Nível IV, Hospital Geral de Urgência Nível III, Hospital Geral de Urgência Nível II, Hospital de Referência ao Trauma Nível I, Hospital de Referência às Doenças Cardiovasculares Nível I, Hospital de Referência ao Acidente Vascular Cerebral Nível I e Hospital de Urgência Polivalente Nível I.

Participaram também os secretários municipais de Saúde e de Governo de Belo Horizonte, Marcelo Teixeira e Josué Costa Valadão, o coordenador estadual de Urgência e Emergência da SES, Rasível Reis, e o secretário executivo do Consórcio Aliança, Paulo de Tarso, e a assessora técnica do Ministério da Saúde, Alzira de Oliveira Costa.

Política Estadual de Urgência e Emergência

Em Minas, a Política Estadual de Urgência e Emergência foi regulamentada por meio da Resolução SES Nº 2.607, publicada em 07 de dezembro de 2010 e é formada pela Atenção Primária em Saúde, Unidades de Pronto Atendimento, pontos de atenção hospitalar classificado de acordo com sua tipologia e função na Rede, pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU 192 macrorregional e pelo Complexo regulador como instrumento de comando na resposta às demandas de urgência.

A Rede Regional de Urgência e Emergência tem abrangência macrorregional e pode apresentar variações de acordo com especificidades regionais. O modelo de atenção para as condições agudas é a classificação de risco. O protocolo de Manchester informatizado, disponibilizado pela SES-MG em cada ponto de atenção da Rede Regional de Urgência e Emergência é adotado como linguagem única na classificação de risco das demandas de cuidado para as condições agudas.

Por Míria César/ SES-MG

SESMT promove mais segurança e organização no estacionamento do Hospital

altO Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho – SESMT, coordenado pelos técnicos de segurança Wanny de Brito e Weliton Faria, organizaram, com faixas e sinalizações, o estacionamento de motos do Hospital.

De acordo com a técnica Wanny, a iniciativa é para manter organizado e mais seguro o estacionamento das motos, o qual tem permanecido bastante bagunçado, por partedos motoristas. “Agora, com a sinalização, as pessoas que utilizam o estacionamento deverão respeitar as faixas”.

A técnica ainda reforça e pede aos motociclistas que parem as motos dentro das faixas. Assim, há espaço para todos.

Santa Casa inaugura, no dia 16 de agosto, novo espaço do Centro de Imagem

altA inauguração será a partir das 10h00, nas dependências do Hospital, e contará com diversas autoridades de Formiga e região. Também foi confirmada a presença do secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, do Deputado Federal Jaiminho Martins e do Secretário Estadual de Esportes e Juventude, Eros Biondini.

As obras do Centro de Diagnóstico por Imagem tiveram início em fevereiro de 2011. Ao todo, são 2.679 m² de construção. São dez salas: atendimento; sala administrativa; posto de enfermagem e observação pré e pós-exames; sala de laudos; consultório; ressonância; sala de comando; sala de preparo para exames; ultrassonagrafia; endoscopia; e hall de espera. 

O Centro de Imagem oferece, ainda, Tomografia, Aparelhos de Raios-X, além do novo serviço de Ressonância Magnética. No local, são realizados exames em alta definição, possibilitando mais acessibilidade aos usuários.

Todas as adequações físicas realizadas na Santa Casa seguem as normas da RDC50 e o Plano Diretor Arquitetônico do Hospital. A ação foi realizada com recursos da Santa Casa.

Outras inaugurações

Ainda no dia 16, também serão inaugurados os novos espaços da Farmácia e do Centro de Tecnologia e Informação.

De acordo com o provedor da Instituição, Dr. Geraldo Couto, devido ao grande volume e demanda de serviços nos últimos meses, percebeu-se a necessidade de ampliação de toda a estrutura da Farmácia Central, adequações das Farmácias Satélites e do aumento do quadro de funcionários.

No Centro de Tecnologia e Informação, um novo espaço foi construído para a implantação dos serviços de tecnologia, novos e modernos equipamentos foram adquiridos.

 

Direção do Hospital assina contrato para a compra de equipamentos modernos para o Centro de Imagem

altNuma atitude ousada, direção e membros da Mesa Administrativa da Santa Casa de Formiga, por intermédio do provedor, Dr. Geraldo Couto, assinaram, na tarde do dia 30 de julho, o contrato de aquisição de três equipamentos de última geração, representando o que há de mais moderno em aparelhos de diagnóstico por imagem. São eles: Arco Cirúrgico (Arcadis Avantic), Hemodinâmica (Artis Zee floor 30x40) e Tomografia Computadorizada com 128 canais (Somatom Perspective 128). As novas máquinas irão agilizar e melhorar a qualidade de atendimento médico em três especialidades: Cardiologia, Neurologia e Cirurgia Vascular.

Resultado de um investimento superior a 3 milhões de reais, o serviço de hemodinâmica irá permitir que procedimentos como cateterismo e angioplastia sejam, em breve, realizados em Formiga.

Com os equipamentos, a Santa Casa de Formiga se tornará pioneira na região Centro-Oeste, a oferecer atendimento completo na área de Cardiologia, desde o pronto atendimento até o diagnóstico e tratamento necessário. Com a aquisição, o Hospital pretende se tornar, definitivamente, uma Unidade de Alta Complexidade.

“Essa mudança irá reduzir despesas para pacientes, facilitar o atendimento e evitar deslocamentos até os grandes centros, para procedimentos na área de Hemodinâmica. Além disso, irá nos permitir atender, em Formiga, cateterismos de diagnóstico, angioplastias e cirurgias. A compra dos equipamentos também faz parte dos objetivos estratégicos e do projeto de alta complexidade da Santa Casa", detalha o provedor, Dr. Geraldo Couto.

O contrato para aquisição dos aparelhos de Hemodinâmica, Arco Cirúrgico, Tomografia Computadorizada e de toda a estrutura de controle e geração de imagens foi assinado pelo provedor, Dr. Geraldo Couto, pelo médico cirurgião Dr. Hélcio Rubens Santos Rezende, e pelo engenheiro e representante da empresa Siemens, Leandro de Souza Silva.

Parceiros

O novo e alto investimento não partiu apenas da Santa Casa, houve, também, a parceria da equipe de Cirurgia Cardiovascular, que, em breve, irá atender na Instituição. A mesma será conduzida pelo médico cirurgião cardiovascular e chefe dos Serviços de Cirurgia Cardiovascular do Hospital Madre Teresa, de Belo Horizonte, Dr. Rodrigo de Castro Bernardes, e pelos cirurgiões Dr. Hélcio Rubens, Dr. Vicente Ferreira e Dr. Júlio César Paim.

Parte da equipe, como o Dr. Hélcio Rubens, já atende na Santa Casa, desde janeiro deste ano, e realiza cirurgias como colocação de Marcapasso Definitivo e outras.

De acordo com o representante da empresa Siemens, Leandro de S. Silva, a chegada dos equipamentos, como Hemodinâmica e Tomografia Computadorizada, ainda levará tempo, pois são máquinas importadas da Alemanha. O Arco Cirúrgico estará na Instituição na primeira quinzena de agosto, quando entrará em funcionamento.

Conforme a direção do Hospital, a pretensão é que o aparelho de Tomografia esteja em funcionamento em dezembro de 2013 e a Hemodinâmica a partir de janeiro de 2014.

Centro de Diagnóstico por Imagem

Atualmente, o Centro de Diagnóstico por Imagem oferece Tomografia, Aparelhos de Raios-X, além do novo serviço de Ressonância Magnética, que será inaugurado no próximo dia 16. No Centro, são realizados exames em alta definição, possibilitando mais acessibilidade aos usuários.

Os equipamentos

O aparelho de Hemodinâmica permite aos médicos fazer não apenas diagnósticos precisos, como também a realização de procedimentos cirúrgicos endovasculares. É possível realizar, ainda, exames, diagnósticos e intervenções terapêuticas, nas áreas de Cardiologia, Angiologia, Neurologia, Terapia Intensiva, entre outras, que possibilitarão a análise de qualquer vaso sanguíneo do corpo humano.

- Arco Cirúrgico: é um equipamento hospitalar com flexibilidade avançada, o que o torna útil não somente em centros cirúrgicos, como também em lugares menores. Seu tamanho também permite que seja usado em conjunto com outros equipamentos hospitalares. É uma espécie de Raios-X móvel, preferido por boa parte dos ortopedistas e neurocirurgiões.

- Tomografia Computadorizada com 128 canais: realiza e facilita exames de to­mografia. Capaz de gerar imagens de alta qualidade, mesmo nas situações mais adversas, como em pa­cientes com múltiplos traumas, sem condições de se manter em posições ideais, podendo, também, realizar aquisições em paciente com dificuldades em segurar a respiração por determinado intervalo de tempo.Projetada para também acomodar pacientes obesos. Este aparelho tem reduzida a dose de radiação ao mínimo necessário e protege os tecidos vizinhos de eventu­ais doses desnecessárias de radiação.

Histórico

As novas aquisições são um fato único e histórico para a Santa Casa de Formiga e a empresa Siemens, repetindo outras ideias pioneiras na Instituição. Em 1897, foi adquirido o primeiro equipamento de Raios-X da América Latina e, consequentemente, do Brasil, sendo que, em 1898, foi realizado o primeiro exame de Raios-X do ministro Lauro Muller, por um equipamento Siemens, utilizado pelo Dr. José Carlos Ferreira Pires, na cidade de Formiga-MG.

A história revela, ainda, que esse equipamento foi importado dois anos após Wilhelm Conrad Roentgen ter descoberto os Raios-X, equipamento esse que, hoje, se encontra no International Museum of Surgical Science, em Chicago, devido à sua importância na América Latina.

Depois de 125 anos, contagem do ano em que o aparelho chegou ao Brasil, a história se repete entre as instituições e a Santa Casa de Formiga será, novamente, pioneira em adquirir aparelhos modernos e de última geração, porém, agora, na região Centro-Oeste de Minas. 

 

 

 

Instituição renova enxoval do Centro Cirúrgico

altRecentemente, a Santa Casa renovou o enxoval do Centro Cirúrgico e da equipe que atua no local. Foram adquiridas as seguintes peças: capote; campos; fronhas de maio; jogos de cama; e conjuntos médico.

Ao todo, foram adquiridas 367 peças. Conforme a responsável pela Rouparia, Célia Vilela, parte do enxoval foi comprada e parte confeccionada por ela mesma, dentro da Instituição.

Doação

Para complementar o enxoval da Rouparia do Hospital, na manhã do dia 27, mais uma vez, a Sra. Filinha fez a doação de vinte cobertores.

Banco de Alimentos retoma doações para a Santa Casa

Após nove meses de paralisação de doações às entidades assistenciais, entre elas, a Santa Casa de Formiga, o Banco de Alimentos retomou as atividades.

Na manhã do dia 30 de julho, a nutricionista do Hospital, Michelle Verçosa, esteve na unidade para receber 309 quilos de verduras e legumes, entre eles: inhame, repolho, alface, couve e cheiro verde.

De acordo com a nutricionista, o retorno das doações é uma ótima iniciativa. “A Santa Casa, nos últimos meses, aumentou, ou melhor, dobrou o número de refeições, devido à grande demanda. Com as doações, o Hospital terá uma grande economia”, explica Michelle.

O Banco de Alimentos

Instalado em 2005, em Formiga, o projeto, desenvolvido pelo Governo Federal, foi paralisado em outubro de 2012, trazendo prejuízos para dezenas de pequenos agricultores da região e dificuldades para coordenadores de entidades assistenciais da cidade. Apenas a distribuição de cestas básicas para famílias carentes do município foi mantida.

Até 2012, estavam cadastradas, junto ao Banco de Alimentos, 85 entidades, que atendiam cerca de dez mil pessoas.

A justificativa da administração municipal para a demora em reabrir a unidade era a dificuldade para a renovação do convênio com a Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, problema que, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Humano já está solucionado.

 

 

 

Santa Casa conta novo sistema de PABX

altNo dia 30 de julho, o sistema de PABX do Hospital, foi trocado por um novo e moderno sistema de atendimento eletrônico, relacionado ao serviço de telefonia da Instituição.

De acordo com o gestor de Recursos Humanos, Weberth Vilela, a nova medida tem como objetivo descongestionar o atual PABX. Assim, a Recepção e as telefonistas terão um eficiente controle das ligações com tarifador, agilidade na transferência de ramais, além de permitirem menor tempo de espera e economia na conta telefônica.

Durante a troca a equipe do PABX passou por um treinamento, junto a equipe de Tecnologia da Informação. Com a instalação do novo sistema alguns ramais da Instituição também foram mudados. Conforme o gestor Weberth, todos os setores da Santa Casa estarão recebendo uma nova lista com os ramais.

Veja a chapa para a Eleição da Santa Casa Gestão 2013/2017

altConheça o registro da única chapa para a Eleição da Mesa Administrativa e Conselho Fiscal – Gestão 2013/2017.  De acordo com as normas do Estatuto Social da Santa Casa de Formiga, as eleições ocorrerão na segunda quinzena do mês de setembro deste ano.

Mesa Administrativa:

Provedor: Geraldo Magela Antunes Couto

Vice-provedor: João dos Reis Soares

1º Secretário: Maria Rita Rocha Salazar

2º Secretário: José Thier’s de Freitas

1º Tesoureiro: Valdir Arantes

2º Tesoureiro: Celso do Prado Couto

Conselho Fiscal:

Efetivos:                                                   Suplentes:

Adélfio Mendonça de Moura                     Valdir Nogueira Nunes

Valdeci Nascimento Cunha                       Geraldo José Macedo

Antonio Eustáquio Paim                             Ronilson Elieser da Silva

Em sete meses, gripe mata mais em Minas que todo o ano passado

EM TODO O ESTADO, 391 CASOS DE INFLUENZA FORAM CONFIRMADOS, SENDO 329 DE H1N1

altO vírus da gripe Influenza já matou quase o dobro de pessoas no primeiro semestre deste ano se comparado a todos os registros de 2012. Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (1º), o secretário de Estado de saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza, informou que 88 óbitos foram confirmados em Minas Gerais. Destes, 73 foram pela H1N1. No ano passado foram 47 mortes.

De acordo com dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES), de janeiro até 31 de julho foram confirmados 391 casos de Influenza, sendo 329 de H1N1. No ano passado foram 189 registros. Em Belo Horizonte, até essa quarta-feira (31), dez pessoas morreram. Além disso, 236 casos estão aguardando confirmação e nove óbitos estão sendo investigados.

Durante a coletiva, o secretário reforçou a necessidade de iniciar o tratamento contra a doença o mais rápido possível. O Tamiflu, principal medicamento contra o vírus, deve ser prescrito assim que os primeiros sintomas forem detectados nos pacientes. Segundo a SES, no Sistema Único de Saúde (SUS) 2.835 leitos estão disponíveis para os casos mais graves da gripe. E nas unidades que não atendem ao SUS são 1.404.

Durante o encontro foi destacado, também, a necessidade da população adotar medidas de prevenção contra as doenças respiratórias, como lavar as mãos com água e sabão, quando tossir evitar o toque direto das mãos nas vias de transmissões, evitar aglomerações e locais fechados quando apresentar sintomas de resfriado, além de não compartilhar objetos, como pratos, talheres e copos em caso de gripe.

Fonte: O Tempo on line

 

Semana Mundial de Aleitamento Materno começa nesta quarta-feira

altA Semana Mundial de Aleitamento Materno terá início nesta quarta-feira (1º), a data foi estabelecida em 1948 pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Este ano, a Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (Waba, sigla em inglês) escolheu como tema da semana “Aconselhamento em amamentação: perto das mães”.

Dentro deste tema, a campanha elaborada este ano pelo Ministério da Saúde, que vai até o dia 8 de agosto, traz como slogan: “Tão importante quanto amamentar seu bebê é ter alguém que escute você”.

Os objetivos da Semana Mundial de Aleitamento Materno são:

 

1- Conscientizar sobre a importância dos Grupos de Mães (ou do Aconselhamento em Amamentação) no apoio às mães para iniciarem e manterem a amamentação.

2- Informar ao público sobre os benefícios dos Grupos de Mães (ou do Aconselhamento em Amamentação) e unir esforços para ampliar estes programas.

3- Incentivar quem apoia a amamentação, independentemente de suas profissões, a dar um passo à frente e capacitar-se no apoio às mães e seus bebês.

4- Identificar apoio comunitário a quem as mães que amamentam possam recorrer.

5- Convocar governos e centros de saúde para que cumpram os 10 passos para uma Amamentação Bem Sucedida, principalmente o Passo 10 para melhorar a duração e os índices de amamentação exclusiva.

A assistente social de Formiga, Ana Kelly Arantes, que foi mãe há pouco menos de dois meses, fala sobre a experiência do aleitamento materno. “Amamentar além de oferecer o leite com tudo que meu filho precisa, é nosso momento de maior intimidade e amor!”.

Secretaria de Saúde de Formiga

No município, não foram divulgadas ações específicas para a semana. Porém, a Secretaria de Saúde de Formiga já realiza, por meio do Centro Especializado de Atendimento à Mulher, um acompanhamento de todas as gestantes atendidas pelo setor público.

O trabalho consiste em estimular a amamentação, tirando todas as dúvidas das gestantes e acompanhando após o nascimento do bebê para que o aleitamento seja feito de forma adequada e pelo maior tempo possível.

Fonte: Portal Últimas Notícias

Coordenação pede a pacientes cirúrgicos que antecipem chegada ao Hospital

altDevido à alta demanda dos diversos serviços prestados pelo Hospital, as coordenações dos setores de Atendimento e do Centro Cirúrgico da Santa Casa de Formiga comunicam aos pacientes cirúrgicos que cheguem com, no mínimo, 30 minutos de antecedência para o momento da internação no Hospital.

A medida se faz necessária, principalmente, pelo setor de Atendimento, onde estão ocorrendo atrasados durante as internações para os procedimentos cirúrgicos, tendo em vista que os pacientes chegam em cima da hora marcada para o procedimento, o que tem afetado todo o fluxo do Centro Cirúrgico.

A Administração da Santa Casa conta com a colaboração e o apoio de todos os clientes e reafirma que a solicitação exigida tem como objetivo atender e satisfazer os pacientes.

 

Equipe da Secretaria de Estado de Saúde realiza mamografias em Formiga

altUm programa “ Viva Mulher” do Governo do Estado, atenderá milhares de mulheres, em Formiga, com exames de mamografias. Os atendimentos começaram nessa segunda-feira (29), em um veículo da Secretaria de Estado de Saúde, estacionado a praça Ferreira Pires.

Os procedimentos estão sob a responsabilidade da Coordenadora de Unidade Técnica em Radiografia da Secretaria de Estado de Saúde, Marcela Cardoso. A equipe deverá permanecer na cidade até 30 de agosto ou enquanto houver demanda, porém a coordenadora acredita que realizando 50 atendimentos/dia previstos, os exames serão encerrados antes da data limite.

O agendamento para as mamografias devem ser feitos na sede da Secretaria de Saúde do município. Os resultados deverão ser entregues com um prazo entre 10 e 15 dias, após a realização do exame no Posto de Saúde do bairro onde reside a paciente.

Os exames são feitos de segunda à sexta-feira, de 8h às 12h e de 13h às 17h.

Santa Casa ficará sem telefonia por uma hora, na próxima terça-feira, para mudança no sistema

altCom o intuito de melhorar o serviço de telefonia da Santa Casa de Formiga, na próxima terça-feira, 30 de julho, o sistema de PABX do Hospital será interrompido, por no máximo uma hora, para a instalação de um novo e moderno sistema de atendimento eletrônico, relacionado ao serviço de telefonia da Instituição.

Alguns telefones celulares estarão disponíveis para urgência e emergência. As pessoas que precisarem falar no Hospital poderão ligar nos seguintes telefones: (37) 8403 – 1958; 8401 – 2204; 8401-2001 e 8404-9508.

De acordo com o gestor de Recursos Humanos, Weberth Vilela, a nova medida tem como objetivo descongestionar o atual PABX. Assim, a Recepção e as telefonistas terão um eficiente controle das ligações com tarifador, agilidade na transferência de ramais, além de permitirem menor tempo de espera e economia na conta telefônica.

O gestor pede que, na terça-feira (29), dia da mudança, funcionários, médicos, Equipe Multiprofissional, pacientes e clientes do Hospital compreendam e colaborem com as possíveis dificuldades.

 

 

 

Equipe da Recepção e telefonistas participam de capacitação sobre Código Azul

altDepois da capacitação com a equipe de Enfermagem, setor da Recepção e telefonistas foram apresentados ao Código Azul, uma medida que estabelece condutas específicas para atendimento a pacientes adultos, com suspeita de Parada Cardiorrespiratória – PCR e Insuficiência Respiratória Aguda – IRA, em setores de internação, da Santa Casa de Formiga.

A capacitação foi realizada nos dias 24 e 25 de julho, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuados – CEPEC, e ministrada pelo enfermeiro e responsável técnico da Unidade de Terapia Intensiva – UTI, José Orlando Reis, que abordou aos profissionais dos setores como eles poderão contribuir para o novo procedimento.

José Orlando explicou que as telefonistas terão o papel de informar e comunicar, com urgência, ao enfermeiro do Pronto Socorro e ao médico plantonista. Numa situação de urgência e no período em que não se encontram as telefonistas, os recepcionistas terão o papel de comunicar.

Com esse ganho de tempo, até a chegada do carro de emergência e do médico, o enfermeiro inicia, precocemente, a manobra de ressuscitação, a qual aumenta a sobrevida do paciente.

A iniciativa do Código Azul teve início no dia 20 de julho, na Santa Casa de Formiga.

Gestor da Santa Casa é selecionado para MBA Hospitalar da ESP-MG

altO enfermeiro e responsável técnico da Unidade de Terapia Intensiva – UTI, José Orlando Fernandes Reis, foi aprovado para o curso de Especialização em Gestão Hospitalar, na Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais – ESP-MG.

Dentre diversos candidatos, José Orlando foi selecionado para representar a Santa Casa de Formiga, que também investirá no profissional.

As aulas do curso terão início no dia 08 de agosto, em Belo Horizonte.

José Orlando se formou no ano de 2007, em Enfermagem, pelo Centro Universitário de Formiga. Em 2009, especializou-se em Trauma e Emergência, pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, em Belo Horizonte. Em 2012, finalizou a especialização em Terapia Intensiva, pelo Instituto de Ensino e Pesquisa, pelo Grupo Santa Casa de Belo Horizonte/MG.

 

 

 

 

 

Funcionários se reúnem para celebrar aniversários

altA última quinta-feira do mês é dia de comemorar, com um café especial, o dia dos aniversariantes. Nesta quinta, 31, aniversariantes de julho foram homenageados. A equipe noturna também foi lembrada.

Houve ainda um sorteio para os aniversariantes. A sorteada foi a funcionária do setor do Centro de Imagem, Andreza Lais da Silva.

No mês de agosto, o café dos aniversariantes será feito no dia 29, a partir das 15h15.

Hospital divulga medidas preventivas para funcionários e visitantes contra a influenza H1N1

altO Serviço de Controle de Infecção Hospitalar da Santa Casa de Formiga, preocupado com os números de casos suspeitos e outros confirmados da gripe H1N1 na região, tem se organizado para divulgar e informar a todas as pessoas que trabalham e frequentam o ambiente hospitalar orientações e medidas mais comuns para evitar a disseminação do vírus da H1N1. 

De acordo com as últimas estatísticas da Superintendência do Centro-Oeste, 63 casos e cinco mortes pela doença foram registrados na região. Na cidade de Formiga não há casos confirmados.

Veja como se prevenir:

·         Frequente higienização das mãos;

·         Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

·         Cobrir nariz e boca, quando espirrar ou tossir;

·         Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

·         Higienizar as mãos, após tossir ou espirrar;

·         Evitar tocar superfícies com luvas ou outros EPIs contaminados ou com mãos contaminadas. As superfícies envolvem aquelas próximas ao paciente (ex.: mobiliário e equipamentos para a saúde) e aquelas fora do ambiente próximo ao paciente, porém, relacionadas ao cuidado com o paciente (ex.: maçaneta, interruptor de luz, chave, caneta, entre outros);

·         Não circular dentro do hospital usando os EPI. Esses devem ser imediatamente removidos, após a saída do quarto, enfermaria ou área de isolamento;

·         Restringir a atuação de profissionais de saúde com doença respiratória aguda na assistência ao paciente.

De acordo com a coordenadora do serviço de Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH, enfermeira Riquelme Pinheiro, haverá um novo acesso de entrada para as pessoas que frequentam ou participam das missas e orações na Capela da Santa Casa. As mesmas deverão se dirigir à entrada pela rua Rodolfo Almeida – lateral ao Hospital. “A medida também é de prevenção, evitando circulação de pessoas nas dependências do Hospital, pelo menos neste momento crítico da gripe”, comentou a enfermeira.

Riquelme Pinheiro também comenta sobre as orientações, medidas de precauções e controle para os visitantes de pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva – UTI. Seguem algumas:

·         A higienização das mãos é fundamental, antes e após a visita, para evitar a disseminação de microrganismos patogênicos;

·         Não será permitida a entrada de pessoas com doença infectocontagiosa para visitar os pacientes;

·         As visitas serão restritas aos pacientes em isolamento. Serão fornecidos EPI’s aos visitantes, se necessário;

·         A entrada de gestantes não é recomendada, visto que, no ambiente hospitalar, se concentra pacientes com diagnósticos variados;

·         Não é recomendado trazer crianças ao hospital;

·         Não é permitido circular pelas dependências do hospital, antes e após a visita;

·         Não é recomendado trazer flores e alimentos para os pacientes internados. Eles podem ser veículos de micro-organismos;

·         Não é recomendado usar sapatos abertos no ambiente hospitalar.

 

Representantes da Santa Casa participam de capacitação sobre ações de combate à Influenza

altNa manhã do dia 15 de julho, na cidade de Divinópolis/MG, o provedor da Santa Casa de Formiga, Dr. Geraldo Couto, e a enfermeira da Comissão de Controle da Infecção Hospitalar, Riquelme Pinheiro, participaram de uma capacitação sobre enfrentamento assistencial da influenza H1N1.

Durante o treinamento, os profissionais tiraram dúvidas sobre a síndrome respiratória aguda grave.

De acordo com as últimas estatísticas da Superintendência do Centro-Oeste, 63 casos e cinco mortes pela doença foram registrados na região.

Diversos profissionais da saúde, de 55 municípios, estiveram presentes ao encontro.

A Influenza - H1N1

O vírus da Influenza causa a gripe, que, geralmente, inicia-se com a instalação abrupta de febre alta, acima de 38ºC, seguida de dores musculares, dor de garganta, prostração, dor de cabeça e tosse seca.

A gripe é, geralmente, mais grave que o resfriado e pode levar a complicações, principalmente nos extremos de idade, crianças menores de 9 anos e adultos com 60 ou mais anos; gestantes; puérperas; pessoas portadoras de doenças crônicas; imunodeprimidos (pessoas com redução das atividades ou eficiência do sistema imunológico); obesos; indivíduos menores de 19 anos, em uso prolongado de ácido acetilsalicílico (o uso de medicamentos à base de ácido acetilsalicílico está associado ao aumento de risco para o desenvolvimento da Síndrome de Reye - a doença pode causar um aumento agudo de pressão dentro do cérebro e, frequentemente, acúmulos volumosos de gordura nos demais órgãos); e população indígena.

Mesmo sendo comum durante o ano inteiro, é preciso ter cuidado redobrado no inverno. Nesse período, é importante a adoção de medidas que visam à redução do número de casos, como cuidados higiênicos e medidas de precaução, como a etiqueta da tosse, lavagem das mãos e vacinação, que são os hábitos mais adequados para se combater a Influenza, explicam os médicos.

Prevenção

- Cubra a boca e o nariz com um lenço de papel, quando tossir ou espirrar;

- Cubra a boca e o nariz, usando a parte superior das mangas da roupa, e não as suas mãos, sempre que tossir ou espirrar;

- Tenha sempre lenço de papel e o jogue no lixo, sempre que utilizá-lo;

- Lave sempre as mãos com água e sabão;

- Se for visitar um hospital ou uma instituição de cuidados pessoais e estiver com tosse ou uma constipação, use uma máscara cirúrgica para proteger as outras pessoas contra a infecção.

 

 

 

Associação Médica promoverá Jornada Médica, no próximo dia 20

A Associação Médica Regional de Formiga promoverá, no próximo dia 20, a partir das 09h00, no Auditório da Câmara dos Dirigentes Lojistas – CDL, a Jornada Médica.

A edição deste ano terá como tema central “Ato Médico – vetos do governo”. A palestra principal será ministrada pelo conselheiro do Conselho Federal de Minas Gerais, Dr. Hermann Alexandre Vivacqua Von Tiesenhausen. Haverá, ainda, a presença do presidente da Associação Médica de Minas Gerais, Dr. Lincoln Lopes Ferreira, que abordará sobre as exigências do governo na distribuição dos médicos no Brasil e alterações no curso de Medicina.

A Jornada Médica é específica para profissionais de medicina e gratuita. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (37) 3322-6560 ou pelo endereço eletrônico amrfga@gmail.com. 

Equipe de Enfermagem se prepara para aplicar Código Azul no Hospital

altHá alguns meses, a coordenação da Enfermagem do Hospital tem se preparado e se organizado para aplicar o Código Azul dentro da Instituição. O Código Azul é uma medida que estabelece condutas específicas para atendimento a pacientes adultos, com suspeita de Parada Cardiorrespiratória – PCR e Insuficiência Respiratória Aguda – IRA, em setores de internação, da Santa Casa de Formiga.

Nos dias 08 e 09 de julho, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuados – CEPEC, as duas equipes de enfermeiros e técnicos em enfermagem participaram de uma capacitação sobreo novo procedimento, que, muito breve, será aplicado dentro do Hospital. O minicurso foi ministrado pelo enfermeiro Weynderson da Silva Fonseca e pelo responsável técnico da Unidade de Terapia Intensiva – UTI, José Orlando Fernandes Reis, que abordaram sobre o suporte básico de vida, reanimação cardiopulmonar e todo o protocolo do Código Azul.

De acordo o responsável técnico, José Orlando, na semana anterior à capacitação, a equipe estruturou os carros de emergência das Unidades de Internação - UI, que ficam nos Postinhos de Saúde das Unidades, e houve, ainda, a revisão e conferência do material de urgência. Conforme José Orlando, com a equipe capacitada e o material organizado, o Hospital está preparado para iniciar o novo atendimento.

O Código Azul terá início no próximo dia 20.

Enfermeiros e nutricionistas participam de treinamento sobre nova bomba de infusão

altNa manhã do dia 08 de julho, às 13h00, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuados – CEPEC, enfermeiros e nutricionistas do Hospital estiveram reunidos para a capacitação sobre o novo modelo de bomba de infusão Lifemed, que é um aparelho médico-hospitalar utilizado para administrar dietas enterais com controle de fluxo e volume nas vias nasoentéricas.

A capacitação foi ministrada pelo enfermeiro e instrutor da empresa Viamed, Júlio César de Paula. O aparelho é um modelo mais atualizado e moderno, o qual será utilizado pela Instituição.

Mãos limpas são mãos seguras. Suas mãos estão limpas?

alt

 

1)    Antes de contato com o paciente

Quando? Higienize as mãos antes de entrar em contato com o paciente.

Por quê? Para a proteção do paciente, evitando a transmissão de microrganismos presentes nas mãos do profissional e que podem causar infecções.

 

2)    Antes da realização de procedimento asséptico

Quando?Higienize as mãos imediatamente antes da realização de qualquer procedimento asséptico.

Por quê?Para a proteção do paciente, evitando a transmissão de microrganismos das mãos do profissional para o paciente, incluindo os microrganismos do próprio paciente.

 

3)    Após risco de exposição a fluidos corporais

Quando? Higienize as mãos imediatamente após rico de exposição a fluidos corporais (e após a remoção de luvas).

Por quê?  Para a proteção do profissional e do ambiente de assistência à saúde, incluindo superfícies e os objetos próximos ao paciente, evitando a transmissão de microrganismos do próprio paciente.

 

4)    Após contato com o paciente

Quando? Higienize as mãos após contato com o paciente, com as superfícies e objetos próximos a ele e ao sair do ambiente de assistência ao paciente.

Por quê?Para a proteção do profissional e do ambiente de assistência à saúde, incluindo superfícies e os objetos próximos ao paciente, evitando a transmissão de microrganismos do próprio paciente.

 

5)    Após contato com as áreas próximas ao paciente

Quando? Higienize as mãos após tocar qualquer objeto, mobília e outras superfícies nas proximidades do paciente – mesmo sem ter tido contato com o paciente.

Por quê?Para a proteção do profissional e do ambiente de assistência à saúde, incluindo superfícies e objetos imediatamente próximos aos pacientes, evitando a transmissão de microrganismos do paciente a outros profissionais ou pacientes.

 

Contra a Gripe

alt

Laje da Maternidade Regional e UTI Neonatal é concluída


altA construção da Maternidade Regional e da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal começa a ganhar forma. Na manhã do dia 04 de julho, a equipe de trabalho, coordenada pela Lacosta Engenharia, terminou a construção da laje do novo setor, quando toneladas de cimento foram colocadas sobre a estrutura.

A UTI Neonatal terá dez leitos, além da adequação da Maternidade para Maternidade de Alto Risco, transformando, assim, a Maternidade da Santa Casa em uma Maternidade Regional, podendo atender à população de Formiga e microrregião. Os recursos destinados à área são da ordem de R$3 milhões.

A obra está prevista para terminar até meados de outubro de 2013.

O novo Plano Diretor Arquitetônico da Santa Casa é ousado, moderno e feito de acordo com as exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA.

 

 

Obras de ampliação da Farmácia são finalizadas

altNo início do mês de junho, assim que foram finalizadas as obras de ampliação da Farmácia Central, a equipe começou a mudança para o novo espaço.

As obras fazem parte do Plano Diretor Arquitetônico do Hospital e, devido à crescente demanda, foram ampliadas para uma melhor administração.

Além da ampliação do espaço físico, a Farmácia Central conta com uma equipe de dez pessoas, coordenadas pelas farmacêuticas Luiza Gomes de Castro e Chirley Aparecida de Morais.

Recepção tem nova coordenadora

altO setor da Recepção da Santa Casa tem nova coordenação. Viviane Tavares Campos está à frente da área desde junho. Ela é responsável pela organização, administração e controle da equipe e do setor.

A nova coordenadora tem formação em Engenharia Ambiental e se formou no ano de 2012, pelo Centro Universitário de Formiga.

 

Hospital conta com mais um profissional em Serviço Social

altAtendendo à alta demanda dos últimos tempos no Hospital, principalmente com a implantação da Unidade de Terapia Intensiva Adulta e a futura UTI Neonatal, a Santa Casa de Formiga contratou mais um profissional na área de Serviço Social.

Greicielly Ribeiro Couto faz parte da Equipe Multiprofissional, desde meados de junho. Ela atende de segunda a sexta-feira, variando os turnos, juntamente com a assistente social Maria Aparecida de Melo.

Greicielly se formou no ano de 2012, em Serviço Social, pelo Centro Universitário de Formiga.

Santa Casa recebe novos profissionais

altO gestor de Recursos Humanos, Weberth Vilela, recebeu, no início da semana, uma nova equipe de trabalho. 

Os funcionários foram contratados para diversos setores do Hospital, como Administrativo e Enfermagem. 

No primeiro semestre de 2013, a Santa Casa de Formiga contratou 79 funcionários, ligados a todos os setores do Hospital, representando um crescimento de 493,75% em relação ao mesmo período de 2012, quando foram contratadas 16 pessoas.

 

Equipe de radiologistas participa de capacitação para exames de Ressonância Magnética

altDesde o dia 27 de junho, a equipe técnica em radiologia da Santa Casa está participando de uma capacitação para exames de Ressonância Magnética, ministrada pelo técnico em radiologia, Luciano de Sá Gomes, da Santa Casa de Campos, da cidade do Rio de Janeiro-RJ.

A equipe inicial é composta por quatro técnicos, que está se aprimorando e aprofundando sobre o conteúdo teórico e prático relacionado à máquina, que é um dos mais modernos equipamentos na realização de exames de Ressonância Magnética.

De acordo com o técnico Luciano, durante o treinamento, a equipe estará se aprofundando sobre anatomia, cortes, posicionamento, transformação e reconhecimento de imagens e rotina de trabalhos.

O curso tem uma carga horária de 150 horas e os técnicos estarão reunidos até o dia 11 de julho, nas novas dependências do Centro de Imagem do Hospital, que será inaugurado este mês.

Ressonância Magnética

altO exame de Ressonância Magnética é um método de diagnóstico por imagem que não utiliza radiação e permite retratar imagens de alta definição dos órgãos do corpo. O equipamento que realiza o exame trabalha com campo magnético e, por isso, algumas precauções devem ser tomadas durante a realização do exame, como não utilizar joias e maquilagem, entre outros.

 

UND promove campanha educativa com funcionários

altDevido ao aumento no quadro de funcionários, além de médicos e acompanhantes que realizam as refeições no Hospital, nos horários de almoço e café da tarde, é grande o número de pessoas se alimentando, fazendo com que o espaço se torne pequeno.

Com a situação, a coordenação da Unidade de Nutrição e Dietética – UND, juntamente com a Psicologia Estratégica, promoveu uma campanha educativa e de conscientização sobre o tempo que os funcionários permanecem no Refeitório.

Durante alguns dias, foram divulgados cartazes informativos e distribuídas mensagens educativas.

De acordo com a coordenadora da UND, Michelle Verçosa, a iniciativa é uma forma de organizar e atender bem a todos que frequentam o espaço. “Resolvemos distribuir algumas mensagens para chamar a atenção e, ao mesmo tempo, pedir a colaboração de todos. Não queremos que as pessoas ‘engulam’ a comida, queremos que todos saboreiem e comam, de forma correta e saudável. Só pedimos que, à medida que acabarem de almoçar ou lanchar, não fiquem de papo, ocupando o espaço. Acredito que, se todos fizerem a sua parte, teremos uma melhor organização e poderemos atender a todos bem, com as condições que temos”, comentou a nutricionista.

Conforme a Administração da Santa Casa, o correto seria a ampliação do Refeitório, porém, no momento, não é possível tal realização, devido às grandes obras que estão sendo construídas. Mas, no futuro, a possibilidade de ampliação do espaço já está sendo discutida.

Parte elétrica começa a ser instalada no Centro Cirúrgico

altNos últimos dias, o eletricista responsável pelas obras do Centro Cirúrgico, coordenado por Luis Pedrosa, tem realizado a instalação da parte elétrica no Centro Cirúrgico, como colocação de cabos de energia, eletrocalhas e quadros de distribuição. Ao todo, serão, aproximadamente, 402 metros lineares de peças perfiladas, no tamanho 38x38 e 18 quadros de distribuição.

De acordo com o mestre de obras Nilson Cipriano, essa fase da construção ocorre em três etapas: colocação das calhas, fiação, iluminação e tomadas.

O eletricista Luis ressalta que duas salas são destinadas à cirurgia pequena e já foram finalizadas com a colocação das calhas e o quadro de distribuição. Na nova estrutura, a unidade contará com oito salas para cirurgias de pequeno, médio e grande porte.

O novo Plano Diretor Arquitetônico da Santa Casa é ousado, moderno e feito de acordo com as exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA.

UTI Neonatal e Maternidade Regional

Outra obra que está a todo vapor é a Unidade de Terapia Intensiva – UTI Neonatal e a Maternidade Regional. A obra, que começou em novembro do ano passado, está em fase de levantamento das vigas, sendo que parte da laje está sendo concretada.

Conforme Nilson, a próxima etapa, prevista para a primeira semana de julho, será o levantamento das laterais e alvenaria da UTI e da Maternidade.

 

Gestão reforça importância dos protocolos

A medida gera maior cuidado à saúde e mais organização do serviço no ambiente hospitalar

altProtocolos são considerados importantes instrumentos para o enfrentamento de diversos problemas na assistência e na gestão de serviços, principalmente dentro do ambiente hospitalar.

Como hábito, a gestão da Santa Casa de Formiga, em especial nos últimos tempos, devido à alta demanda, vem atualizando e reestruturando os protocolos, normas e regras da Instituição. Abordando o emprego dos protocolos no ambiente hospitalar, a administração consegue mostrar um serviço ordeiro e qualificado, além de propiciar processos ricos e resultados assistenciais almejados.

Durante diversas reuniões com gestores, coordenadores e supervisores, uma pauta tem sido reforçada ativamente, por parte da Mesa Administrativa e provedoria do Hospital, a de seguir, rigorosamente, a organização dos serviços. 

O provedor, Dr. Geraldo Couto, afirma que o aumento de serviços no Hospital e o emprego diário dos protocolos podem, e muito, ajudar na gestão dos serviços de saúde. “Seguir o passo a passo das normas pode significar a garantia permanente de avanços, imprimindo melhor qualidade às ações de saúde e de atendimento e/ou mesmo permitir a redução de gastos desnecessários”, comenta o provedor.

Funcionários comemoram aniversários com café especial

altA equipe da Santa Casa promoveu uma homenagem a todos os aniversariantes do mês. Em junho, 22 funcionários fizeram aniversários e, para comemorar a data, todos participaram de um café especial.

Em julho, a comemoração será no dia 25, última quinta-feira, no horário do café. Para os funcionários do dia, o encontro será das 15h15 às 15h45, no espaço anexo à Rouparia; para a equipe noturna, a comemoração será das 18h45 às 19h00, no Refeitório.

 

Funcionários participam de capacitação para Brigadista

altAlguns funcionários e representantes dos setores da Santa Casa de Formiga participaram, durante quatro dias, de uma capacitação sobre Suporte Básico de Vida e Técnicas de Combate a Incêndio, ministrado pelo Cabo Márcio Nascimento, do 6º Pelotão do Corpo de Bombeiros de Formiga.

Os funcionários tiveram aulas teóricas e práticas, além de fazerem uma prova escrita. De acordo com o Cabo Nascimento, todos os participantes foram aprovados.

O militar comentou que a capacitação foi além de um complemento para muitos que já são da área da saúde, sendo mostrado sobre o pré-hospitalar, ou seja, antes da entrada no hospital. “Podemos classificar que esse treinamento foi uma novidade para todos. Por mais que os profissionais atuem dentro de um hospital, eles estão acostumados com os procedimentos intra-hospitalares”, explicou.

A iniciativa do curso foi do Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho – SESMT, coordenado pela técnica de segurança Wanny Carolina de Brito e pelo técnico de segurança Norberto Pereira da Silva, que prestou um trabalho voluntário junto à equipe.

Wanny comentou que a iniciativa foi realizada, pela primeira vez, para os funcionários e em parceria com os militares do Corpo de Bombeiros. A técnica ainda contou que, com a capacitação, será criada uma equipe para Brigadista dentro da Instituição, a qual foi treinada, especificamente, para prevenção e combate a incêndios e primeiros socorros pré-hospitalar.

Enfermagem e Administração reformulam novas normas para o Centro Cirúrgico

altHá tempos, o Centro Cirúrgico da Santa Casa vem trabalhando numa escala disparada, devido à grande demanda de cirurgias. Houve um aumento de 50,79% no total de cirurgias, num comparativo de janeiro a maio do mesmo período deste ano, com o ano de 2012.

Com o avanço, a coordenação da Enfermagem, juntamente com a Administração do Hospital, revisou e reformulou as normas, regras e procedimentos internos do Centro Cirúrgico da Instituição, para melhor atender o paciente e aprimorar as condições de trabalho da equipe, profissionais e médicos que ali atuam.

De acordo com a coordenadora do Centro Cirúrgico, enfermeira Fernanda Carolina da Costa Santos, a proposta para as novas normas passará a valer a partir do dia 01 de julho, por um período de 120 dias de experiência. A coordenação operacional ficará a cargo da equipe de Anestesia.

O Centro Cirúrgico, nesta nova etapa contará com uma secretária que irá atender no período das 08h00 às 18h00, de segunda a sexta. No final de semana, as marcações de cirurgias deverão ocorrer com a coordenadora do Centro Cirúrgico.

 

 

 

 

 

Representante da Santa Casa participa de encontro sobre enfretamento da Dengue

altNa tarde do dia 12 de junho, no auditório do Centro Municipal de Apoio e Aprendizagem – CEMAP, aproximadamente 75 combatentes estiveram reunidos para um treinamento e discussões sobre o fortalecimento das ações de enfrentamento da Dengue em Formiga e o calendário de execução das ações da Equipe de Mobilização para o Enfrentamento da Dengue no município.

A representante e membro da Mesa Administrativa da Santa Casa, Rita Salazar, participou do evento.

UTI registra redução na taxa de mortalidade no mês de maio

altDe acordo com o responsável técnico e de gestão assistencial, José Orlando Fernandes Reis, os dados estatísticos referentes ao mês de maio apontam uma redução da taxa da mortalidade, de 37,2% em abril, a mesma foi para 10,2% em maio. A taxa de úlcera por pressão, de 6,97% em abril, foi para 4,1% em maio.

O responsável técnico ainda afirma que é preciso melhorar os dados, principalmente em relação à perda de sondas e extubação acidental.

A taxa de ocupação mensal na Unidade também está alta, aproximadamente, de 93,13 a 100%.

 

Médico da UTI participa de Congresso Mineiro de Terapia Intensiva

altO médico intensivista da Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa de Formiga, Dr. Luiz Magalhães, participou, nos dias 16 a 18 de maio, no Hotel Ouro Minas, em Belo Horizonte, do Congresso Mineiro de Terapia Intensiva.

Dr. Luiz Magalhães comenta que foi excelente o congresso, em termos de conteúdo científico e troca de experiências em relação aos principais tópicos da Medicina Intensiva. Ele afirma que houve participação dos maiores especialistas do estado, além de colegas da Espanha e Uruguai, que também agregaram experiências.

O médico ressaltou, também, o conteúdo do congresso, como gravidade das infecções e uso racional de antibióticos, além de novas estratégias para tratamento da sepse. Segundo ele, foi abordado, ainda, sobre ventilação mecânica, com uma revisão sistemática do assunto.

“Já participei de vários congressos brasileiros promovidos pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira – AMIB, além de paulistas, como o Congresso Paulista de Terapia Intensiva – COPATI. Mas, no Congresso Mineiro, foi a primeira vez e gostei muito dos conteúdos”, detalha o médico.

 

Novos profissionais na equipe de Enfermagem

altDevido à crescente demanda, nos últimos meses, a Santa Casa de Formiga tem ampliado, constantemente, o quadro de funcionários, principalmente, do setor de Enfermagem.

De janeiro até maio deste ano, 33 profissionais foram admitidos na área, sendo 21 enfermeiros e 12 técnicos em enfermagem. Os mesmos vieram de vários lugares da região.

Só no início de junho, mais uma novaequipe começou a trabalhar na Instituição. Os profissionais são das cidades de Arcos, Bom Despacho, Córrego Fundo, Candeias e Belo Horizonte.

 

Sejam todos bem-vindos!

Vejam os novos horários e procedimentos para a UTI

alt

Horário de visitas à UTI é alterado

altA partir do dia 10 de junho, o horário de visitas da Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa será alterado. Os familiares poderão obter informações por intermédio do boletim médico e pessoalmente.

O boletim médico será informado, na parte da manhã, às 09h30, quando os visitantes deverão estar no Hospital, para se cadastrarem na Recepção. A entrada para o boletim médico será a partir das 10h00. Os familiares serão chamados, conforme ordem definida pela equipe da UTI. É importante que dois representantes compareçam para receber as notícias, diariamente, facilitando o acompanhamento, dia a dia, da evolução do paciente.

Após o boletim médico, das 10h00, dois familiares poderão entrar e visitar o paciente, os quais serão encaminhados à visita, conforme ordem definida pela equipe da UTI.

No período da tarde, os visitantes deverão estar no Hospital às 14h30, para se cadastrarem na Recepção. A partir das 15h00, serão iniciadas as visitas, encerrando-se às 16h00. Os familiares serão chamados para visitação, conforme ordem definida pela equipe da UTI.

A entrada será permitida para dois visitantes no período da manhã e quatro no período da tarde.

Não será permitido permanecer na UTI com aparelhos celulares, bolsas e/ou sacolas. O Hospital não se responsabiliza pela guarda dos pertences dos visitantes, portanto, os familiares poderão levar para a UTI apenas produtos de higiene do paciente (escova de dente e sabonete), os quais deverão ser entregues à enfermeira responsável.

De acordo com a coordenação do Hospital, não será fornecida notícia do paciente por telefone, exceto, pacientes cujos familiares residem em outras cidades e não tiverem coparecido para visitação durante o dia.

 

 

 

Administração e Estratégia

alt

A Santa Casa tem buscado, constantemente, se organizar, administrativamente, para melhor atender seus clientes. No último mês, contratou uma enfermeira responsável pelo controle da Órteses, Próteses e Materiais Especiais – OPME, Talita Lopes Soares.

A enfermeira contou que, com o constante aumento e melhoramento das tecnologias, tais materiais, que têm um alto custo, oneraram muito para hospitais e convênios, o que levou à necessidade de um maior controle. “Espero contribuir e agregar, com conhecimento e vivência, para com os processos já implantados na Santa Casa de Formiga, para uma melhoria contínua”, comentou a enfermeira.

Talita se formou em 2008, em Enfermagem, pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas, núcleo Coração Eucarístico.

 

 

 

 

 

Administrativo

alt

 

 

 

 

 

 

   

 

No setor administrativo, também foi contratada uma gestora, Mirelle Alvarenga de Sousa, que será responsável por: convênios, projetos, controle de escalas médicas e prestação de contas. Mirelle é administradora e se formou pelo Unifor, em 2011.

 

Enfermagem: Vanessa Simões está à frente da equipe

Desde o dia 27 de maio, a enfermeira e coordenadora assistencial Vanessa Simões está à frente do Setor de Enfermagem, como responsável técnica, junto ao gestor José Orlando Fernandes Reis. Vanessa irá auxiliar os coordenadores na parte assistencial, operacional e estrutural e ajudará na organização das escalas e do quadro de funcionários. A enfermeira ressalta que está à disposição da equipe! Vanessa formou-se em Enfermagem no ano de 2003, na UNIT, hoje UNITRI, em Uberlândia, e, há 10 anos, trabalha na Santa Casa de Formiga.

alt

Voluntária da Santa Casa doa utensílios para o setor da UND

altNeusa Maria Rosa, há oito meses, realiza, dentro da Santa Casa, um trabalho voluntário, no setor da Unidade de Nutrição e Dietética – UND, na Cozinha. A voluntária, duas vezes por semana, no período das 09h00 às 16h00, dedica seu tempo à Instituição. Recentemente, Neusa doou à UND, três bacias, sendo duas plásticas e uma de inox. A voluntária disse que, como a demanda no Hospital cresceu, e muito, nos últimos meses, percebeu a necessidade de ajudar, ainda mais. A Santa Casa agradece a dedicação e o carinho para com o Hospital!

 

Funcionários recebem carinho por parte dos pacientes

altDiariamente, os funcionários do Hospital, em especial, a equipe de Enfermagem, são tratados com carinho pelos pacientes que passam pela Instituição. Em geral, os mesmos desejam retribuir toda a dedicação recebida dos enfermeiros, que não medem esforços para cuidar do próximo. A enfermeira do Pronto Atendimento, Denise Marra, foi presenteada, recentemente, por um paciente que passou pela Santa Casa. Para a maioria deles, não há como agradecer tudo o que os profissionais fazem pela vida de quem passa pelo Hospital.

Vereador homenageia enfermeiros com Moção Elogiosa

Na reunião ordinária da Câmara dos Vereadores, no dia 13 de maio, o vereador José Geraldo da Cunha (Cabo Cunha) registrou e enviou uma Moção Elogiosa aos Enfermeiros da Santa Casa, pelo dia 12 de maio, data em que se comemora o dia desses profissionais. No ofício, o vereador cumprimenta e ressalta: “cuidar das pessoas é uma arte e, mesmo em face de procedimentos pré-estabelecidos, o contato humano é único, diferenciado e, sobretudo, restaurador. Parabéns aos profissionais de Enfermagem, que fazem a diferença na vida de todos os pacientes”. 

Novos médicos fazem parte do Corpo Clínico da Santa Casa

Recentemente, mais cincos médicos entraram para o Corpo Clínico da Santa Casa. Os profissionais são: o urologista Dr. Andrei Salvioni da Silva; o médico cirurgião Dr. Yuri Araújo da Silva; o ginecologista e obstetra Dr. Décio Amaral Faria; a pediatra Dra. Raquel Aparecida da Silveira Marconcini Magalhães; e o cirurgião cardiovascular Dr. Hélcio Rubens Santos Rezende. Os médicos já atuam, há algum tempo, na Instituição. Com a inserção dos profissionais, o Corpo Clínico da Santa Casa conta, agora, com 64 membros.

Amigos prestam homenagem à enfermeira Wanessa Vaz

Na tarde do dia 24 de maio, amigos e colegas de trabalho da enfermeira Wanessa Vaz prestaram uma homenagem à colega. Ela irá se ausentar da Santa Casa de Formiga, por alguns meses, para um tratamento de saúde. Por isso, eles promoveram um café especial, como forma de demostrar o carinho e o afeto pela enfermeira. Durante a confraternização, também houve um momento de oração, quando os presentes pediram pelo sucesso da cirurgia que Wanessa fará. Emocionada, ela agradeceu a todos pelo carinho. A equipe da Santa Casa aguarda, ansiosa, a volta da enfermeira e deseja que Deus a abençoe!

alt

Aprovado convênio entre a Santa Casa e a Secretaria de Saúde

altO projeto de lei 058/2013, relativo a um convênio no valor de R$1.306.800 entre a Santa Casa de Caridade e a Secretaria de Saúde, para o custeio de serviços médicos de urgência e emergência foi aprovado na reunião do Legislativo, na segunda-feira (3). O projeto não estava na pauta de votações, porém o presidente da Câmara, Josino Bernardes/PSC solicitou que o mesmo fosse votado. 

Há algumas semanas, por não detalhamento dos gastos, algumas informações foram solicitadas à Secretaria de Saúde, por parte dos vereadores. Não satisfeitos, os edis foram convidados e se reuniram, na terça-feira passada (28), na Secretaria de Saúde. O secretário da pasta, Rafael Alves Tomé, a adjunta, Maria Inês Macedo e o provedor da Santa Casa, Geraldo Couto explicaram sobre o repasse. O provedor disse que não há como detalhar, já que não se trata de gastos com cirurgias agendáveis (eletivas). 

Na reunião desta semana, Cabo Cunha/PMN destacou sobre a qualidade da saúde no município. “Fizemos vários questionamentos e o que ouvimos da população é que não temos dois médicos 24 horas. As explicações foram clínica médica, clínica cirúrgica e clínica obstétrica/ ginecologia. Quis saber sobre esses três serviços e explicaram que contamos com esses serviços 24 horas, na porta do hospital. Eu perguntei para a secretária se havia dado uma publicidade para esse assunto e ela disse que não. A gestante pode ir até a Santa Casa, que lá estará um ginecologista e um obstetra aguardando e serão custeados pelos cofres municipais”, explicou. 

Luciano Duque explicou que a reunião com o servidor e secretários serviu para que os vereadores fiscalizem projetos dessa natureza. Já Manoel Messias/PV disse que é de se alegrar que a gestante entre pela porta da frente do hospital. “Estivemos nessa reunião com o provedor para fiscalizar. Não é porque veio uma emenda para a saúde que não vamos fiscalizar. É importante que haja transparência”. 

 Meirinha/PMDB explicou que o repasse será por meio de 12 parcelas fixas.

Fonte: Gleison Arantes - Últimas Notícias

Estoque de sangue da Santa Casa está baixo por falta de transporte adequado para doadores

A técnica em enfermagem, Helena Oliveira, responsável pela captação, disse que não pode estimular novos doadores, pois não tem como leva-los até Divinópolis.

altHá pelo menos dez meses, a estrutura montada para levar doadores voluntários de sangue de Formiga até Divinópolis, onde funciona um Núcleo de Doação da Fundação Hemominas, está longe do ideal. 

O trabalho é feito por meio de parceria, entre o setor de captação de doadores da Santa Casa de Caridade de Formiga, coordenado pela técnica de enfermagem, Helena Oliveira, responsável por conseguir voluntários para fazerem as doações de sangue. Já o transporte, incluindo veículo, combustível e pagamento das diárias do motorista, é de responsabilidade da Secretaria de Saúde. E é aí que se encontra o problema.

Desde agosto passado, após meses de dificuldades, com um micro-ônibus da secretaria de Cultura, que sempre estava estragado, levando a cancelamentos de viagens em cima da hora, o transporte é feito em um veículo Kombi, também da pasta de Cultura, onde cabem apenas nove pessoas, (sete doadores, a coordenadora do setor de captação, Helena Oliveira e o motorista). 

As doações são feitas, uma vez por semana, às sextas-feiras e, hoje, Formiga não consegue levar mais que 28 pessoas/mês. 

Com a inauguração dos novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e da Enfermaria de Cuidados Intermediários (ECI) na Santa Casa, aumentou consideravelmente o uso de bolsas de sangue para transfusões. 

De acordo com a coordenadora do Setor de Captação, no mês de abril, foram enviadas pelo Hemominas, 91 bolsas de sangue para a Santa Casa. Dentro do convênio entre a Fundação e a entidade, para cada bolsa de sangue com tipagem positiva que vem, duas pessoas devem doar sangue em Divinópolis, e se a tipagem for negativa (mais rara), três pessoas de Formiga devem ir ao Hemominas. 

Conclusão: somente no mês passado, deveriam ter ido ao Hemominas, pelo menos, 182 pessoas, isso se todas as bolsas fossem de tipagem positiva, o que é impossível, um déficit de 154 doações. “Mesmo com uma triagem prévia que fazemos aqui, há um segundo problema, muitas pessoas saem de Formiga, mas não passam na triagem médica do Hemominas, que é bem criteriosa. Com isso, é uma bolsa a menos de sangue, isso sempre acontece, mas hoje, cada bolsa que se perde é um grande problema”, explica Helena. 

A técnica em enfermagem disse ainda que, atualmente, a Fundação não consegue mandar o número de bolsas requeridas para Formiga, justamente por causa do déficit e por atender dezenas de cidades do Centro-Oeste de Minas. 

Doadores passam mal 

Há ainda um terceiro problema, a desistência de doadores pela falta de conforto e segurança do veículo. “A Kombi é conhecida por não ser muito segura, desde janeiro a Prefeitura disponibiliza um veículo mais novo, inclusive com todos os cintos de segurança em ordem. Porém, a Kombi é apertada e como não há janelas na parte de trás, pessoas passam mal, porque a queda de pressão é normal, após a doação, e sem ventilação, isso piora. Já tivemos que parar várias vezes na estrada para socorrer doadores que passaram mal”, contou a técnica em enfermagem. 

altA frente do setor de captação de doadores desde novembro de 2008, Helena Oliveira diz que essa é a pior fase do seu trabalho. “Antes o micro-ônibus tinha 24 lugares, eram quase cem doadores por mês. Hoje, nem me empenho nas campanhas periódicas da Hemominas. Não posso estimular novos doadores, não tenho como leva-los e isso é desanimador, porque esse é o meu trabalho”, ressaltou Helena, que já cientificou o médico responsável pelo estoque de bolsas, Eduardo Câmara, que também já entrou em contato com o provedor da Santa Casa, Geraldo Couto que prometeu buscar soluções. 

Na Secretaria de Saúde 

O secretário de Saúde, Rafael Alves Tomé, disse estar ciente do problema e que há projetos para melhorar essa situação, porém, o orçamento que receberam da gestão anterior não possibilita investimentos. O período é de contenção de despesas. “Estamos fazendo malabarismos para gerir áreas mais urgentes”. 

Rafael Tomé comentou ainda que o provedor da Santa Casa já entrou em contato para buscar apoio e que, na reunião que ocorrerá entre os nove municípios da microrregião de Formiga, será enviada, por meio de ofício, a proposta para que essas cidades, que como outras fazem uso dos serviços da Santa Casa, apoiem as doações de sangue, seja enviando voluntários, ou possibilitando o transporte ou motorista. “Afinal eles são beneficiados pela estrutura da Santa Casa e também pelo PAM, mantido pela Prefeitura. Nada mais justo que colaborarem para manter o estoque de sangue da cidade”, disse. 

O secretário deixou claro que todo o processo de busca por melhorias no setor está sendo feito em uma parceria entre Secretaria de Saúde e Santa Casa, sendo que o provedor, Geraldo Couto foi convidado a comparecer na reunião da microrregião para expor o problema e buscar soluções.

 

Matéria Lorene Pedrosa - Portal Últimas Notícias

 

 

Primeira cirurgia de colocação de Marcapasso Definitivo é realizada na Santa Casa

altO dia 22 de maio de 2013 foi um marco para o paciente Ricardo Antonio de Melo, de 41 anos, da cidade de Formiga, que recebeu o primeiro Marcapasso Definitivo na Santa Casa. O procedimento cardiovascular foi realizado pelo médico e cirurgião Dr. Hélcio Rubens Santos Rezende, juntamente com a equipe do Bloco Cirúrgico do Hospital.

Após uma hora de cirurgia, o paciente, consciente, pôde acompanhar todo o procedimento. Depois de passar pela observação, Ricardo foi encaminhado à Enfermaria, onde recebeu os cuidados devidos. Ao lado da esposa, Maria Felicio Estevão de Melo, Ricardo se recuperou, rapidamente, e até recebeu visitas. O paciente, que teve alta no dia seguinte à cirurgia, estava bastante feliz com o procedimento, feito em sua cidade natal.

“Há um mês, realizei um cateterismo no Hospital Santa Mônica, em Divinópolis. Em seguida, fiz alguns exames que apontaram uma frequência cardíaca muito baixa. Por esse motivo, eu estaria suscetível, a qualquer momento, a ter um infarto. Então, fui conduzido a colocar um Marcapasso Definitivo. Hoje, a medicina evolui muito e, mais ainda, os hospitais, que estão, a cada dia, buscando atender, de forma melhor, os pacientes. Quando poderíamos imaginar que, em Formiga, seria realizada uma cirurgia desse porte! Estou passando bem e muito feliz com o resultado!”, disse. 

Ricardo é eletricista e tem uma filha de seis anos.alt

Marcapasso Provisório

Em fevereiro deste ano, na Santa Casa de Formiga, a equipe conduzida pelo médico cirurgião Dr. Hélcio colocou o primeiro Marcapasso Provisório. Agora, durante o procedimento, foi colocado o primeiro Marcapasso Definitivo.

Dr. Hélcio se formou em Medicina, em 2008, pela Faculdade de Medicina de Teresópolis, no estado do Rio de Janeiro. Fez residência no Hospital Madre Tereza, em Belo Horizonte, e é pós-graduado em Cirurgia Endovascular e Angioradiologia, pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG.

Reunião da Mesa Administrativa promove o debate de assuntos relevantes para o Hospital

altFoi realizada, no dia 21 de maio, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC, mais uma edição da Reunião Ordinária da Mesa Administrativa da Santa Casa. Cerca de 13 pessoas, entre membros da Mesa e gestores, estiveram presentes.

Durante o encontro, foram apresentados e discutidos o posicionamento contábil e financeiro e as receitas e despesas do mês de março de 2013, também foram apresentados os projetos que estão em andamento para o credenciamento da Santa Casa como um Hospital de Alta Complexidade. Projetos como o de Cirurgia Cardiovascular, Ortopedia e Ressonância Magnética já foram enviados aos Estudos de Viabilidade e aprovados pela Secretaria de Estado e Saúde – SES. O credenciamento de mais 05 (cinco) leitos daUnidade de Tratamento Intensivo- UTI Adulta, também foi aprovado pela SES. Falta, ainda, a aprovação da Comissão de Intergestores Bipartite - CIB Micro. O projeto de Neurologia já foi encaminhado ao Estudo de Viabilidade, porém, ainda não foi emitido nenhum parecer pela SES.

O gestor de Enfermagem, José Orlando Reis, apresentou as despesas da UTI no mês de abril, as quais superam o valor de 164 mil reais. A gestora Financeira, Eliane Nunes, mostrou a prestação de contas relacionada às obras feitas no Hospital, pela Lacosta Engenharia. Ainda foi ressaltada, pela gestora de Suprimentos, Alessandra Rocha, a nova estruturação dos setores da Farmácia e do Almoxarifado. Em breve, a Farmácia estará funcionando em um novo local, mais amplo e bem distribuído, otimizando os serviços da Instituição.

O gestor Webert Vilela, mostrou aos presentes a necessidade de uma nova estrutura tecnológica dentro da Santa Casa, como reformulação e atualização da rede de informática, serviço de telefonia digitalizado, serviços de segurança e monitoramento por câmeras mais complexas, reestruturação e centralização do sistema de TV e aquisição de novos equipamentos de informática. O gestor ainda mostrou os melhores orçamentos, formas de pagamento e o valor médio do novo investimento, cerca de 42 mil reais. Conforme a maioria dos membros da Mesa,é notável e necessário colocar em prática o projeto, porém, o mesmo ainda deverá ser estudado numa nova reunião, marcada para o dia 04 de junho, às 18h00, no CEPEC. Na ocasião, uma nova proposta financeira para executar os serviços também será analisada.

Mais investimentos

Ainda em pauta, foram apresentadas as novas Parceiras Públicas e Privadas – PPP. A proposta é a participação dos membros do Corpo Clínico para a aquisição de novos equipamentos para o setor de Imagens do Hospital.

Antes de encerrar a reunião, Dr. Geraldo Couto apresentou, ainda, a Carta Convite que será enviada a todos os Irmãos Benfeitores, para o Processo Eleitoral da Mesa Administrativa e Conselho Fiscal (Gestão 2013/2016) da Santa Casa de Formiga, que será realizada em 13 de setembro de 2013.

Funcionários participam de curso sobre segurança

altNos dias 20 e 21 de maio, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC, foi realizada uma capacitação sobre “Dicas Básicas de Autoproteção”, com todos os funcionários da equipe da Recepção e Portaria.

O curso foi ministrado pelos sargentos da 13ª Companhia Independente da Polícia Militar de Formiga, Adriano Alves da Costa e Jarbas Ronaldo da Cunha. O objetivo da palestra foi orientar os trabalhadores quanto à aplicação de medidas de segurança em seus locais de trabalho. 

A iniciativa da direção do hospital foi pautada na realidade dos funcionários no atendimento a pessoas oriundas de diversas cidades da microrregião de Formiga, uma vez que, o hospital é referência regional e que por várias vezes, os funcionários se deparam com situações de risco. 

O militar orientou os funcionários quanto à utilização de medidas de prevenção contra furtos, roubos, pessoas suspeitas, indivíduos que chegam ao local com o intuito de perturbar a paz e até mesmo cometer algum tipo de delito. Os funcionários também receberam informações de como proceder nesses casos e a melhor forma de acionamento da Polícia Militar. As palestras tiveram um resultado satisfatório, com um grande envolvimento dos participantes que fizeram várias perguntas e participaram de forma intensa.

Dia do Enfermeiro é comemorado com um especial café da manhã

 

altNa manhã dos dias 16 e 17 de maio, a Santa Casa de Formiga, juntamente com a coordenação de Enfermagem promoveram um café da manhã caprichado para a equipe de Enfermagem em comemoração ao Dia do Enfermeiro e o Dia do Técnico de Enfermagem.

A equipe também foi homenageada com um mural com todas as fotos dos colaboradores do setor da Instituição.

 

Parabéns a todos desta brilhante equipe!

 

Instituição é destaque na Revista Rochenews da empresa Roche

 

altA edição da Revista Rochenews dos meses de abril e maio, trouxe em uma de suas páginas sobre o novo serviço ofertado na Santa Casa de Formiga, o exame de gasometria arterial.

Na matéria consta sobre a aquisição do novo equipamento, as vantagens da máquina como realizar um exame em pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva – UTI e no Pronto Socorro do Hospital e a entrega do resultado ocorre em apenas quatro minutos. Ressalta também sobre o treinamento realizado com a equipe da enfermagem.

A Roche

A Roche é uma empresa pioneira na área da saúde. Com produtos e serviços inovadores para detecção precoce, prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças,contribuímos, em várias frentes, para melhorar a saúde e a qualidade de vida das pessoas. Agora, a Roche está lançando os primeiros produtos desenvolvidos para as necessidades de grupos específicos de pacientes. Nossa missão, hoje e no futuro, é agregar valor na área da saúde, aproveitando nossa experiência nas áreas farmacêutica e de diagnóstico.

A Rochenews é uma  revista com publicação bimestral da Roche Diagnóstica Brasil.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Coordenação do SESMT retorna com o Desafio de Segurança para os funcionários

 

altA nova coordenação do Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho – SESMT, representada pela Técnica em Segurança do Trabalho, Wanny Carolina de Brito, retornou no mês de abril com o Desafio de Segurança para os funcionários. A iniciativa é para que todos possam estar envolvidos e a par dos protocolos de segurança de casa setor.

De acordo com Wanny, o desafio estimula os funcionários usar corretamente os Equipamentos de Proteção Individual – EPI e também de agirem de forma correta no setor.

O primeiro desafio de abril teve como pergunta: “Quais os EPIs que devem ser utilizados no setor de trabalho?”. Ao todo, 88 pessoas responderam a pergunta do 1º Desafio de Segurança foi a auxiliar de limpeza, Jane Maria que ganhou um prêmio da loja Pimenta Doce.

A Técnica de Segurança deixa o convite e conta com a participação de todos os funcionários.

 

Equipe da UND realiza momento de oração

 

altOrar, parar um momentinho do dia para entregar e agradecer a Deus nunca é demais. E é desta forma que a equipe da Unidade de Nutrição e Dietética – UND, coordenada pela nutricionista Michelle Verçosa tem promovido nos últimos meses.

Após, o café da tarde, alguns funcionários se reúnem cerca de 20 minutos para orar e partilhar a palavra de Deus.

De acordo com a nutricionista Michelle, que também é evangélica, comenta que a iniciativa não é apenas para evangélicos e sim para todos os funcionários que queiram participam de uma pequena reflexão da palavra de Deus.

 

 

Prefeitura de Campo Belo e Santa Casa estudam parcerias

 

altO prefeito da cidade de Campo Belo, Marco Túlio Lopes Miguel e a Secretária Municipal de Saúde, Lúcia Rabelo Duarte Alvarenga, estiveram presentes na Santa Casa de Formiga, no início de maio, em reunião com provedor Dr. Geraldo Couto, para estudarem uma possível parceria.

O provedor Dr. Geraldo Couto disse que a parceria é bem vinda e que a Santa Casa de Formiga está aberta e à disposição da população de Campo Belo e região.

 

 

Hospital homenageia Mães funcionárias

 

altA Santa Casa de Formiga também lembrou uma das datas mais que especial e comemorativa do ano, o Dia das Mães.

A Instituição homenageou, em especial, as mães funcionárias que, além de, dedicarem à vida à família também cuidam com amor e carinho de outras famílias, em especial àquelas que estão em um momento frágil.

A Direção da Santa Casa presenteou as mães com um caderno personalizado. No setor da Unidade Nutricional e Dietética, a coordenadora e nutricionista Michele Verçosa reuniu a equipe e promoveu um momento de oração, em especial às mães do Hospital.

Novos brinquedos são doados à Brinquedoteca do Hospital

 

altEstar internado, doente, com febre ou passando mal já uma situação horrível pra qualquer pessoa, para uma criança então é ainda pior.

O ambiente hospitalar não é nada agradável e para amenizar o local, em especial, a Pediatria da Santa Casa possui uma Brinquedoteca, um espaço reservado para descontração e relaxamento para as crianças internadas.

Neste espaço existe diversos brinquedos , material didático, kit pedagógico acompanhado de TV com DVD e filmes infantis e livros. Recentemente, a brinquedoteca recebeu a doação de mais brinquedos que irão complementar o acervo.

As pessoas que tiverem interessadas em doar material didático, brinquedos e livros pode entrar em contato com a Santa Casa, pelo (37) 3329- 1300 e falar no setor de Comunicação.

A Brinquedoteca funciona de segunda a sexta-feira, das 07h00 às 11h00 e das 13h00 às 16h00. alt

CCIH e Psicologia estão em novo local

altAs equipes de trabalho das Comissões de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH e da Psicologia estão atendendo em novo local. As salas ficam onde, antes, era a sala de descanso dos funcionários, ao lado do Serviço de Arquivo Médico e Estatístico – SAME, na parte térrea do Hospital.

Provedoria, Comunicação e CEPEC

O provedor, Dr. Geraldo Couto, atenderá na antiga Sala da Provedoria, onde, atualmente, é a sala dos diretores clínicos, próximo à Recepção Administrativa II. O setor de Comunicação está funcionando na sala anexa ao setor de Recursos Humanos.

O novo espaço para reuniões, o Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC, ficará no local anexo à Rouparia e ao descanso dos funcionários, também na parte térrea do Hospital.

A mudança das equipes é devido à construção da Unidade de Terapia Intensiva – UTI Neonatal e da Maternidade Regional, onde funcionava o atendimento dos setores.

 

Equipe Psicologia

alt

Equipe CCIH

Campanha do Silêncio na Santa Casa conta com a colaboração dos funcionários

 

Aproximadamente há um mês, foi criado e distribuído, em todas as dependências da Santa Casa, um cartaz relacionado à Campanha do Silêncio.

A arte conta com diversos funcionários fazendo gestos de pedido de silêncio, além de uma mensagem que fala sobre a importância das pessoas respeitarem o silêncio dentro do ambiente hospitalar.

A campanha, desenvolvida pelos setores de Atendimento, Recepção, Psicologia e Comunicação, tem como objetivo educar e conscientizar todos os que frequentam o Hospital, começando pelo público interno.

alt

Santa Casa de Formiga é elogiada pela Comissão Hospitalar da Macrorregião Oeste

 

altA equipe da Santa Casa de Formiga recebeu, na manhã do dia 26 de abril, a Comissão de Mediação Sanitária Diagnóstica Hospitalar. A equipe é responsável por fazer uma análise dos 34 hospitais da Macrorregião Oeste.

Durante o encontro, estiveram presentes o promotor de Justiça de Divinópolis, Dr. Ubiratan Domingues (representando o Ministério Público); a superintendente regional de Saúde, Kênia Silveira Carvalho Damásio (representando a Gerência Regional de Saúde – GRS); a coordenadora de regulação da GRS, Rosângela Lara Cândida dos Reis (representando a GRS); o coordenador central da Macrorregional de Regulação Assistencial, Dr. Cláudio Fernandes de Castro; e o coordenador de Vigilância Sanitária, Alan Rodrigo da Silva. As representantes da Federação das Santas Casas  e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais -  Federassantas, Kátia Rocha e Lourdes Paiva, também compareceram. O Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais – COSEMS foi representado por Márcia Aparecida Nogueira Pivato e o Colegiado Microrregional de Conselhos Municipais de Saúde por Neide Maria Costa. Houve, também, a presença de todos os gestores da Santa Casa, da presidente do Conselho Municipal de Saúde, Rita Salazar, de membros da Mesa Administrativa da Instituição, além do secretário de Saúde de Formiga, Rafael Tomé, e da secretária adjunta de Saúde, Maria Inês Macedo.

A avaliação teve início com a fala da superintendente da GRS, Kênia Damásio, que comentou um pouco do trabalho desenvolvido pelos membros da Comissão, a qual teve início em fevereiro deste ano. Kênia explicou que a equipe encerraria o trabalho de avaliação da Microrregião com a cidade de Formiga, seguindo para a próxima Micro, na cidade de Itaúna. Os membros, primeiramente, farão um estudo por Micro para, somente depois, fechar, num único documento, a Macrorregião Oeste de Minas Gerais.

Em seguida, os gestores da Santa Casa, Fernanda Bittencourt, Marcos Caetano e Eliane Nunes, apresentaram, de forma rápida e objetiva, a evolução e o crescimento do Hospital.  

Foi com a impressão de mudanças e melhorias que a Comissão de Avaliação Hospitalar da Macrorregião Oeste deixou a Santa Casa. Os membros da Comissão elogiaram toda a equipe da Instituição pelos bons resultados e ficaram surpresos com as transformações ocorridas nos últimos tempos. Segundo os visitantes, a Santa Casa de Formiga, atualmente, tem atendido, e muito bem, à Macrorregião.alt

Após a reunião, os presentes percorrem as dependências da Santa Casa, em especial, as obras e finalizaram a visita com um almoço de confraternização.

 

 

Integrantes do “Asas da Liberdade” retomam apresentações na Santa Casa de Formiga

 

altOs alunos dos cursos de graduação de Biblioteconomia, Pedagogia, Ciências da Computação e Estética do Unifor, que fazem parte do “Projeto Leitura: Asas da Liberdade”, voltaram a se apresentar e a levar alegria, por meio de histórias, para pacientes e funcionários da Santa Casa de Formiga.

O grupo de alunos visita as dependências do Hospital todas as terças-feiras, a partir das 14h00.

“Projeto Leitura: Asas da Liberdade”

O projeto foi criado em abril de 2002, com o desejo de ir ao encontro de um público que se encontrava afastado, por algum motivo, de sua rotina do lar, seja em creches, escolas, instituições para menores, cárceres ou acamados em um leito hospitalar.

A Profa. Ms. Tânia de Fátima Gontijo Fonseca e a coordenadora do curso de Biblioteconomia, Profa. Margarita Rodrigues, são as idealizadoras do projeto. Elas chegaram à conclusão de que “se não há condições de levar livros, levaremos histórias”. Com esse firme propósito, formou-se uma equipe de cinco estagiários, os quais seriam preparados para contar histórias na Pediatria e Clínicas da Santa Casa de Formiga.

 

SESMT conta com nova técnica de segurança do trabalho

 

altO Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho – SESMT da Santa Casa de Formiga está sendo coordenado pela técnica em segurança do trabalho, Wanny Carolina de Brito, que, desde o início do mês de abril, está à frente do setor.

Wanny se tornou técnica em outubro de 2012, pelo Colégio Técnico Cecon, em Formiga. Começou a trabalhar na Santa Casa em abril de 2011, como auxiliar administrativo, no setor de Atendimento. Após, trabalhou no setor de Recursos Humanos. Atualmente, é responsável pelo SESMT da Instituição. “Certamente, será um grande aprendizado profissional e pessoal”, comenta ela.

Provedor participa de encontro entre Federassantas e Ministério Público

 

altNo dia 19 de abril, o provedor da Santa Casa de Formiga, Dr. Geraldo Couto, esteve naAssociação Mineira do Ministério Público – AMMP, emBelo Horizonte, para participar do encontro da Federassantas – Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais, em parceria com o Ministério Público de Minas Gerais.

Na oportunidade, foi debatido entre os hospitais filantrópicos e o Poder Público de Minas Gerais os grandes desafios enfrentados, atualmente, pelas instituições de saúde. Entre os objetivos do encontro, esteve a busca para diminuir as tensões entre os usuários do Sistema Único de Saúde – SUS, os filantrópicos e o Poder Público. A proposta também inclui a criação de espaços democráticos, os quais tornem possível o diálogo, evitando as demandas judiciais e favorecendo a apresentação dos resultados já lançados com a Ação Institucional de Mediação Sanitária, criada pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais, que conta com a participação da Federassantas. 

O encontro contou com a presença do coordenador do CAO SAÚDE – Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde do Ministério Público de Minas Gerais, Dr. Gilmar Assis.

Na parte da manhã, no pré-encontro, houve uma palestra com o diretor de Políticas e Gestão Hospitalar da Secretaria de Estado e Saúde de Minas Gerais, Thiago Lucas.

Na parte da tarde, o encontro teve como tema central “Os grandes desafios frente à situação atual dos hospitais filantrópicos de Minas Gerais”.

Houve, ainda, três mesas redondas para os participantes, com os temas: “O papel dos hospitais filantrópicos na rede assistencial do SUS – A segurança jurídica nas relações firmadas entre hospitais e Poder Público para execução de serviços de saúde no âmbito do SUS”; “A responsabilidade de dirigentes de hospitais filantrópicos ou sem fins lucrativos na prestação de serviços públicos de saúde e o conceito de uma gestão profissional na visão do Ministério Público”; e “Os resultados práticos das ações de mediação sanitária: Direito, Saúde e Cidadania”.

Para encerrar, houve uma palestra intitulada “A responsabilidade da gestão pública no planejamento e contratação de hospitais filantrópicos para participação complementar na rede pública”.

 

Vigilância Epidemiológica Hospitalar convoca funcionários para vacinação contra a gripe

 

 

alt

 

Nos dias 25 e 26 de abril, das 07h15 às 10h30, no anexo ao lado da Rouparia, haverá vacinação contra a gripe para todos os funcionários da Santa Casa de Formiga, em especial, os profissionais da saúde.

A coordenação da Vigilância informa que todos deverão comparecer, portando cartão de vacina.

Vacinar é o melhor remédio! Participem!

Comissão de Avaliação da Assistência Hospitalar visitará a Santa Casa

Os membros da Comissão de Avaliação da Assistência Hospitalar da Macrorregião Oeste estarão presentes na Santa Casa de Formiga, no dia 26 de abril, a partir das 9h00, para uma reunião.

O encontro faz parte do processo de visitas aos municípios, que está sendo realizado desde meados de fevereiro deste ano. O objetivo do trabalho é fazer um diagnóstico da atual situação de assistência hospitalar da Macrorregião, com uma avaliação sucinta, a respeito da estrutura física e em caráter descritivo, sobre: recursos tecnológicos/equipamentos, recursos humanos, assistência (de forma quantitativa), recursos financeiros recebidos, números de procedimentos executados e serviços que oferece, tanto para a população própria quanto de referência. Pretende-se, com base nas informações colhidas, identificar a resolutividade de cada hospital para sua região de saúde, perfil da mesma e possível vocação.

Os membros também estarão em visita, no dia 25 de abril, às 09h30, no Hospital Municipal Regina Vilela, em Pains. Às 13h00, na Santa Casa Municipal de Saúde de Pimenta, em Pimenta. E, às 15h00, na Unidade de Pronto Atendimento – UPA, na cidade de Córrego Fundo.

 

Médicos realizam primeira cirurgia de hérnia incisional por vídeo na Santa Casa

 

altOs procedimentos cirúrgicos estão cada vez mais avançados e os profissionais de saúde devem acompanhar tal evolução. Para a Santa Casa de Formiga, contar com especialistas é poder oferecer serviços modernos e de qualidade, o que tem sido frequente.

Nos últimos tempos, profissionais da Instituição têm realizado cirurgias feitas, geralmente, apenas nos grandes centros. Aos poucos, a população formiguense e da região poderá contar ainda mais com novas e modernas cirurgias.

No dia 06 de abril, os médicos e especialistas em cirurgia do aparelho digestivo, Dr. Cláudio Almada e Dr. Gustavo Soares (da cidade de Divinópolis), realizaram, pela primeira vez na Santa Casa de Formiga, uma cirurgia de hérnia incisional por videolarapascopia.

A ação foi uma iniciativa pioneira do médico Dr. Cláudio, em pacientes de Formiga e região. Ele foi auxiliado pelo especialista Dr. Gustavo, que, há dois anos, realiza cirurgias de hérnia incisional por videolarapascopia e hérnia inguinal bilateral por videolarapascopia, no Hospital Santa Mônica, em Divinópolis.

Dr. Gustavo explica que procedimento de hérnia incisional por videolarapascopia não é uma cirurgia comum no Brasil e apenas grande centros realizam o método. Nos Estados Unidos, apenas 20% dos casos de cirurgia de hérnia são feitos por vídeo.

Para Dr. Claúdio, realizar uma cirurgia desse porte em Formiga foi uma grande satisfação. “Fiquei muito feliz! Feliz por contribuir com um tratamento moderno e eficaz e espero poder trazer ainda mais procedimentos que possam ajudar as pessoas a terem um tratamento de melhor qualidade.”

O médico também agradeceu a equipe e a presença do especialista Dr. Gustavo, que, segundo ele, muito o ajudou na primeira de muitas cirurgias que ainda serão realizadas na Santa Casa de Formiga.

A cirurgia de hérnia

A hérnia é um problema que afeta a vida de muitas pessoas e pode surgir em qualquer região do corpo. Até porque, existem mais de mil tipos de hérnias, inclusive oftalmológica. O problema pode ter origem de nascença ou ser adquirida ao longo da vida e ter maior ou menor gravidade. 

Um dos avanços mais recentes para a cura da doença é uma nova forma de cirurgia, que se vale da videolaparoscopia para operar a hérnia incisional. Ela surge em algumas pessoas, após uma cirurgia abdominal.  

 

Médico infectologista apresenta relatório à equipe da UTI

 

altNo dia 16 de abril, o médico infectologista e coordenador do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar – SCIH, Dr. Lécio Vasconcelos Júnior, esteve na Santa Casa e apresentou aos médicos plantonistas e enfermeiros da Unidade de Terapia Intensiva – UTI o relatório das infecções notificadas no setor, no primeiro trimestre de 2013.

O objetivo do encontro foi sensibilizar a equipe atuante na Unidade sobre a importância de aplicar, corretamente, os protocolos na prevenção das Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde – IRAS.

 

 

 

Sobe número de casos suspeitos de Dengue em Formiga

 

altO último Informativo Epidemiológico, registrando a 15ª Semana de Controle de Endemias, enviado pelo Setor Municipal de Epidemiologia, aponta que houve um crescimento no número de notificações de casos suspeitos de Dengue no município.

Os dados divulgados se referem aos dias 07 a 13 de abril, período em que foram realizadas 3.005 visitas em residências. Foram registrados, pela equipe do setor, 516 casos suspeitos de Dengue, o que representa um aumento relativo no gráfico abaixo, o qual demonstra o acompanhamento dos casos da doença em Formiga.

 

 
   

alt

 

PREVENÇÃO

No dia 11 de abril, foi realizada uma palestra interativa no CRAS I – Centro de Referência de Assistência Social, com o Grupo Valorizando a Vida. Aproximadamente, 15 pessoas estiveram presentes e puderam obter informações sobre a Dengue (doença, tratamento, vetor, prevenção), de forma lúdica e descontraída.

No dia 12, os alunos do 3º ano da E. E. Jalcira Santos Valadão participaram de uma palestra, ministrada por Adriely Borges e Luciene Cristina, agentes de saúde da Secretaria Municipal de Saúde, na qual alertaram sobre a gravidade da doença e apresentaram a situação atual do município.

Ainda no dia 12, às 15h00, foi realizada uma capacitação para agentes de saúde dos bairros Bela Vista, ASADEF, Vargem Grande e Centro, sobre tratamento de piscinas e ralos de passagem de águas de chuvas, que são os principais criadouros encontrados nessas regiões. O objetivo da capacitação foi formar mais multiplicadores para a conscientização da população local.

CCIH realiza capacitação junto à equipe de profissionais da UTI

 

altNos dias 10 e 11 de abril, a equipe formada pelas enfermeiras Riquelme Pinheiro e Laura Cravo, da Comissão de Controle de Infecções Hospitalares – CCIH, realizou uma capacitação para os técnicos e enfermeiros da Unidade de Terapia Intensiva – UTI.

Conforme Riquelme, o material apresentado teve como objetivo assegurar uma assistência de qualidade aos pacientes da UTI. “É fundamental alinhar as informações, para padronizar as ações e validar os procedimentos operacionais padrão, os Pops”, comentou.

As enfermeiras abordaram assuntos como o fluxo de materiais da Central de Materiais de Esterilização – CME, serviço de copa, abastecimento e retirada das roupas sujas hospitalares da Rouparia e segregação e coleta dos resíduos.

Equipe de Limpeza e CCIH

A CCIH também realizou um treinamento, junto à equipe de Limpeza do Hospital, durante dois dias. Na ocasião, eles discutiram, aprenderam e trocaram informações e experiências sobre os principais assuntos do setor. Entre eles: a classificação das áreas hospitalares, o uso correto do jaleco, a proibição de adornos e acessórios durante o trabalho, a técnica correta de limpeza, os Equipamentos de Proteção Individual – EPIs, além da rotina de coleta de resíduos.

A enfermeira da CCIH, Riquelme Pinheiro, enfatizou que a higienização do ambiente hospitalar é diferente de uma limpeza domiciliar, o que justifica o frequente treinamento dos funcionários. 

alt

 

Campanha de vacinação contra gripe iniciou em 65 mil postos pelo país

 

Ministério da Saúde vai distribuir 43 milhões de doses de vacina. Público-alvo inclui gestantes, idosos com 60 anos ou mais e indígenas.

 

altA campanha nacional de vacinação contra a gripe, que começa na segunda-feira, 15 e vai até o dia 26 de abril, oferecerá imunização gratuita em 65 mil postos de saúde de todo o país, segundo o Ministério da Saúde. 

Em sua 15ª edição, a campanha tem como público-alvo gestantes, indígenas, presidiários, profissionais de saúde, idosos com 60 anos ou mais e crianças de seis meses a dois anos. Doentes crônicos e mulheres no período de até 45 dias após o parto também devem receber a vacina. 

Neste ano, vão ser distribuídas 43 milhões de doses da vacina, que protegem contra três subtipos do vírus influenza: A (H1N1) – conhecido popularmente como gripe suína –, A (H3N2) e B. Estes são os subtipos que mais circularam no inverno passado, segundo o ministério. 

O objetivo, segundo nota divulgada pela pasta, é vacinar cerca de 32 milhões de pessoas pertencentes ao público-alvo. Em 2012, 26 milhões de pessoas foram imunizadas, o que representou 86,3% do público previsto no ano passado. 

"A vacinação é segura e feita com o objetivo de diminuir o risco de ter doença grave e evitar o óbito. Ao mesmo tempo, as pessoas que apresentarem os sintomas de gripe devem procurar o posto de saúde, porque tem tratamento", afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, em nota oficial. 

Com a inclusão de novos grupos na campanha de vacinação, o número de pessoas consideradas público-alvo deve aumentar em 30%, saltando de 30 milhões para 39,2 milhões neste ano, diz a pasta. 

Padilha ressalta que o governo federal quer estimular estados e municípios a terem uma estratégia de busca ativa das pessoas que pertencem ao grupo que pode ser vacinado. Há, inclusive, equipes que irão a abrigos atrás de idosos que podem receber a vacina, disse Padilha recentemente. 

No chamado "Dia D" da campanha – uma mobilização nacional prevista para o dia 20 de abril –, o ministro deve visitar Unidades Básicas de Saúde (UBS) de São Paulo e do Rio Grande do Sul. 

Novidade 

A novidade de 2013 é que os doentes crônicos terão acesso ampliado a todos os postos de saúde, e não apenas aos Centros de Referência de Imunobiológicos Especiais (Cries). Para isso, é preciso apresentar apenas a prescrição médica no ato da vacinação.  

Pacientes da Santa Casa passam por primeira sessão de hemodiálise beira-leito

 

altRecentemente, o Hospital adquiriu um equipamento moderno, de última geração, para o serviço de hemodiálise beira-leito, ou seja, as sessões são realizadas fora da Unidade de Diálise. Assim, na Santa Casa, os pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva – UTI recebem o tratamento no local.

As equipes de Enfermagem e Médica da UTI passaram por um treinamento específico sobre a utilização da máquina. De acordo com um dos médicos intensivistas da Unidade, Dr. Rodrigo Coelho, a aquisição do equipamento e o serviço in loco melhora a qualidade do atendimento e do tratamento do paciente. Além da qualidade, o médico ressalta que a equipe da UTI fica independente da Unidade de Diálise, facilitando o trabalho.

Dr. Rodrigo Coelho ressalta, também, que o tratamento de hemodiálise, feito dentro da UTI, é para pacientes com Insuficiência Renal Aguda – IRA, e não crônica, como é o problema tratado em uma Unidade de Diálise.

Até o momento, dois pacientes internados na UTI já estão utilizando o novo serviço prestado pela Santa Casa de Formiga.

O Hospital investiu 62 mil reais na compra do equipamento. alt

Psicólogas participam de curso sobre ouvidoria

 

altAs psicólogas da Santa Casa de Formiga, Luciane Saporetti e Fernanda Bitencourt, participaram, no dia 22 de março, em Belo Horizonte, do Curso de Capacitação em Ouvidoria Hospitalar, promovido pelo Centro de Educação Continuada da Federassantas – CEC. O treinamento foi ministrado por Maysa de Paula Pacheco, bacharel em Economia Doméstica e com MBA em Gestão Hospitalar.

O curso teve como objetivo promover melhorias na comunicação entre cliente e hospital, estabelecendo um canal único e eficaz para esse fim, além de aumentar a satisfação do cliente e melhorar a percepção que ele tem sobre o atendimento.

De acordo com a psicóloga Luciane Saporetti, a participação das representantes da Santa Casa foi para conhecer as tendências do serviço no Brasil. “A ouvidoria, hoje, é evidenciada como uma importante ferramenta de gestão hospitalar, oportunizando a melhoria da qualidade dos serviços, em todos os níveis. Com certeza, iremos atualizar e aprimorar a ouvidoria da Santa Casa, buscando adequá-la, visando atender aos clientes internos, externos e à Instituição, em todos os aspectos”, afirmou a psicóloga.

Ouvidoria na Santa Casa

A Santa Casa de Formiga conta com o serviço de ouvidoria hospitalar, desde outubro de 2011, sendo o setor de Psicologia Estratégica o responsável pelo projeto no Hospital. Nesse tempo, cerca de 200 manifestações foram realizadas por pacientes, acompanhantes e funcionários da Instituição.

O serviço de ouvidoria na Santa Casa é realizado por meio de formulários, e-mail, telefone e pessoalmente.

Conforme Luciane, a maioria das manifestações é enviada após a alta do paciente. “Essas têm sido muito importantes para a melhoria dos processos, sendo utilizadas pela gestão como forma de prevenção de futuros problemas”, disse.

 

Prefeitura e Santa Casa assinam contratos de prestação de serviços

 

altNa tarde do dia 11 de abril, o provedor da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto, esteve reunido, no prédio da Secretaria de Saúde, com o secretário municipal do setor, Rafael Alves Tomé, para a assinatura do contrato de prestação de serviços de saúde, como os plantões médicos de sobreaviso para o ano de 2013.

Os outros convênios ainda estão sendo estudados, de forma a oferecer o melhor em serviços de saúde para a população, podendo até ser aumentado o número de atendimentos de consultas e cirurgias, por intermédio da Prefeitura.

Pendências

A Secretaria Municipal de Saúde ainda precisa acertar com a Santa Casa a prestação de serviços realizados no ano de 2012. Nos meses de maio a dezembro, os convênios relacionados a raios-X, internações psiquiátricas, medicamentos, refeições para os pacientes, cirurgias de urgência e emergência, fisioterapia e plantões médicos apresentam um déficit de R$393.600,00.

A situação ainda está pendente e as Instituições estão em negociação.

Casos de dengue sobem para 52 mil e mortes chegam a 41 em Minas Gerais

 

altAté o momento, foram notificados 198.502 casos de dengue em Minas Gerais, segundo a Secretaria Estadual.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que o número de casos confirmados de dengue aumentou em quase 10 mil em apenas uma semana em Minas Gerais. O número passou de 43.119 para 52.342.  

Já as mortes provocadas pela doença mais que dobrou em 2013, em comparação com o registrado em todo o ano passado. Conforme o balanço, são 41 óbitos contra 18 em 2012. 

Com a promessa de contornar a situação, o governador Antonio Anastasia anunciou a contratação de mais 1.000 agentes epidemiológicos para atuar nas cidades que registram maior número de casos. Eles se somarão aos outros 1.000 já com contratação anunciada. 

Na opinião do vice-presidente da Associação Mineira de Infectologia, Marcelo Simão Ferreira, a medida é importante, mas a principal necessidade é ampliar a capacidade de atendimento nos hospitais para socorrer as pessoas que já estão doentes. "O combate tem que ser permanente e não só nos picos. Essas medidas deveriam ter sido tomadas antes. O foco deveriam ser as unidades de saúde", disse. 

O governador afirmou ainda que pediu que a Defesa Civil Estadual atue auxiliando a comunicação das prefeituras do interior no momento em que elas decretam situação de emergência. 

 Mortes 

Na terça-feira (9) duas mulheres morreram com suspeita da doença. Em Contagem, uma jovem de 28 anos, que não teve a identidade revelada, morreu no hospital da cidade. No mesmo dia, Gleycimara da Silva Siqueira, de 21 anos, faleceu em decorrência de complicações da doença. A jovem, que morava em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, deu entrada no dia 30 de março no Hospital Odilon Behrens. Segundo a certidão de óbito, o que causou a morte foi insuficiência respiratória e dengue hemorrágica. 

Municípios com óbitos confirmados em 2013: Uberaba (12), Uberlândia (2), Carangola (1), Frei Gaspar (1), Buritizeiro (1), Ituiutaba (2), Ipanema (1), Teófilo Otoni (3), Pirapetinga (1), Pirapora (1), São Geraldo do Baixio (1), Montes Claros (3), São João da Ponte (1), Campos Altos (1), Contagem (2), Muriaé (2), Sete Lagoas (1), Itauna (1), Belo Horizonte (2), Pedro Leopoldo (1), Santa Luzia (1). 

Legislação 

As residências concentram 80% dos focos do mosquito, segundo dados do Estado. 

Os donos dos imóveis podem ser punidos com multas, interdição do imóvel e até cassação da autorização do funcionamento, em caso de imóveis comerciais. "As pessoas se acomodaram. Há um certo descompromisso", apontou o subsecretário de Vigilância e Saúde da Secretaria de Estado de Saúde, Carlos Alberto Pereira.

 

Fonte: O Tempo Online

 

Prefeitura repassa R$202.400 para a Santa Casa

 

O projeto de lei 028/2013 que autoriza o município de Formiga a destinar recursos financeiros até o valor de R$202.400, para o pagamento de serviços realizados pelo Hospital nos meses de janeiro a março de 2013, foi aprovado na última reunião, dia 08 de abril, do Legislativo,

Conforme informações no projeto, o referido déficit foi gerado em decorrência de diversos atendimentos prestados pela Santa Casa à Secretaria de Saúde no período de janeiro a março e ainda atendimentos que estão sendo realizados no mês de abril. Com isso, fica o Poder Executivo autorizado a incluir no Plano Plurianual para o período 2010/2013, dentro do programa 0021 –Prestação de Serviços de Saúde. 

Alguns vereadores falaram sobre a importância do repasse ao hospital. Arnaldo Gontijo/PSL explicou sobre as dívidas do Executivo para com a santa Casa. “Tenho em mãos, uma planilha de débitos que a Prefeitura tem com a Santa Casa. Convênio de 2012, atendimento e pagamentos de maio a dezembro de 2012, totalizando R$250 mil. São mil atendimentos mensais de fisioterapia, durante oito meses, totalizando R$40 mil. O hospital prestou, em seis meses, o serviço de pediatria, o valor é de R$153.600. A dívida que a Prefeitura tem com a Santa Casa é de R$432.690,36. Essa dívida deveria ter sido incluída também no projeto, ela foi contraída na última gestão. Peço que mandem projeto com urgência, para sanar essa dívida”. 

Já Pastor Manoel/PV falou sobre o Pronto Atendimento Municipal (PAM) e a quantidade de pessoas que estão com dengue em Formiga. “Está impressionante o índice de pessoas com a doença. O hospital é uma ‘santa causa’ e lá melhorou muito. Fizeram uma reforma, já contamos com a UTI e nada mais justo que esse repasse, para termos uma saúde abençoada”, disse. 

Luciano Duque/PCdoB disse que era favorável ao projeto e é importante fiscalizar, pois a população cobra dos vereadores. 

Cabo Cunha/PMN destacou que é importante o apoio ao hospital, pois a saúde é um direito de todo o cidadão. “É importante fiscalizar, principalmente, as melhorias na área da saúde. Quero avisar que não está fazendo mais tomografia pelo SUS e o aparelho foi comprado com dinheiro público”. 

De acordo com Juarez Carvalho/PP qualquer quantidade que se coloca da Saúde ainda é pouco. “É preciso resolver os problemas no Ponto Atendimento. O Brasil todo está enfrentando dificuldades por causa da dengue”, ressaltou.

 

Fonte: www.ultimasnoticias.inf.br

Obras: cerca de 80% da ampliação do Centro Cirúrgico está pronto

 

altO Centro Cirúrgico e o Centro de Diagnóstico por Imagem caminham para a fase de finalização, cerca de 80% da ampliação do Bloco está pronto.

A equipe de trabalho, coordenada pela Lacosta Engenharia, tem realizado diariamente pintura, colocação de piso, parte elétrica e acabamentos.

No Centro Cirúrgico, serão construídas cinco salas para cirurgia. A obra está prevista para terminar até meados de junho de 2013.

O novo Plano Diretor Arquitetônico da Santa Casa é ousado, moderno e feito de acordo com as exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA.

Lideranças da cidade de Pimenta visitam Santa Casa

 

altO gestor de atendimento Marcos Caetano e o responsável técnico, José Orlando Reis, pela Unidade de Terapia Intensiva - UTI da Santa Casa de Formiga recebeu na manhã do dia 04 de abril, a vice-prefeita da cidade de Pimenta, Rosilene Inácio de Oliveira, a secretária de Saúde, Linara Mirelle Domingos e o diretor Santa Casa de Pimenta, Isaac Antonio de Oliveira, para uma conversa administrativa entre as duas Instituições.

Após a reunião, José Orlando Reis, levaram os visitantes para conhecer as dependências do Hospital, em especial o espaço da Unidade de Cuidados Intermediários e o novo espaço da UTI.

Funcionários do Bloco Cirúrgico receberão novos sapatos

 

altA Santa Casa buscando aprimorar e preservar pela segurança de seus funcionários investirá em novos sapatos para a equipe do Centro Cirúrgico., depois que houve  a substituição dos propés por sapatos tipo crocs ou botas indicadas para ambientes hospitalares. A iniciativa é uma forma de garantir mais segurança e proteção ao trabalhador, em especial, profissionais que lidam, diretamente, dentro dos blocos.

Um quesito que gera discussão é a opção pela substituição dos propés ou tamancos cheios de "furinhos" de ventilação que não protegem o profissional contra respingo de substâncias orgânicas ou queda de objetos perfuro-cortantes. Afinal, eles pisoteiam sujidades, inclusive sangue, que podem ser transportadas para outras áreas (funcionando, antes, como disseminadores de contaminação). Os propés, apesar de também carrearem as mesmas substâncias, ao menos são retirados e lavados ou descartados todos os dias.

Seja qual for a barreira protetora, deve ser totalmente fechada, mesmo no caso do uso de propés. De qualquer forma, os propés, na verdade, vêm sendo recomendados mais para a proteção do trabalhador (desde que adequados) do que como risco de infecção para o paciente. 

NR 32

Para a NR 32, os resíduos de serviço de saúde, dentre eles, os oriundos do Centro Cirúrgico, devem ser descartados adequadamente e com segurança. Chegando à conclusão que os trabalhadores que atuam nesse setor devem conhecer todos os riscos aos quais estão submetidos, como também para possibilitar um ambiente de trabalho com segurança. Para isso, se faz necessário que seja feito o uso de equipamentos de proteção, de acordo com cada função exercida.

 

 

Qual a importância de seguir os POPs dentro de uma organização

 

altSeguir os procedimentos pode ser chato em alguns momentos, mas funciona. Os Procedimentos Operacionais Padrão – POP, são instruções detalhadas descritas para alcançar a uniformidade na execução de uma função específica dentro de uma organização ou empresa.

O POP pode ser aplicado, por exemplo, numa empresa cujos colaboradores trabalhem em três turnos, sem que os trabalhadores desses três turnos se encontrem e que, por isso, executem a mesma tarefa de modo diferente.

A maioria das empresas que empregam este tipo de formulário possuem um Manual de Procedimentos que é originado a partir do fluxograma da organização.

A Santa Casa de Formiga têm para cada setor do Hospital um POP detalhado para cada tipo de função ou atividade seja ela desenvolvida individualmente ou em equipe.

Os POPs do Hospital são criados pelos enfermeiros da Instituição e validados pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH.

 

Saiba como usar água sanitária no combate à dengue

altA Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) está com uma nova estratégia de combate à dengue, que é a utilização de água sanitária para acabar com os focos da doença. Está cientificamente comprovado que o produto é eficaz no combate às larvas do mosquito da dengue. Diante da necessidade de buscar medidas alternativas para evitar a doença, que teve um aumento expressivo no início do ano, a SES-MG está investindo neste recurso.

Segundo a Diretora de Vigilância Ambiental, Marcela Lencine, o hipoclorito de sódio será entregue pelo agente de saúde para os moradores, durante visita às residências, juntamente com o manual de utilização do produto. A previsão é que sejam distribuídos cerca de 1,5 mil de frascos do produto, cerca de 4 mil de pessoas serão atendidas. “Estamos focando em municípios menores, temos a previsão de distribuir para 340 municípios, que apresentam alta transmissão, mas todos os municípios estão sendo orientados e incentivados a participar da campanha, por meio do estímulo da população, visto que se trata de um produto de uso comum.”

A água sanitária é barata e de fácil uso, mas a população deve estar ciente de que isso é apenas uma alternativa. O primordial na prevenção à dengue continua sendo a eliminação dos potenciais focos do vetor. A água sanitária deve ser empregada em potenciais criadouros, ajudando a evitar a proliferação do mosquito da dengue.

Distribuição


A definição do ponto de instalação ficou sob responsabilidade de cada município, cabendo a SES o acompanhamento e assessoramento. O município pode fazer a solicitação do produto na SES. “Faremos a distribuição uma única vez por imóvel, como estímulo, acompanhado de campanha de divulgação, para fortalecer a mensagem que a própria população pode adquirir o produto,” conclui.
Recomendações de utilização da água sanitária:

1) A utilização de 2 ml de água sanitária por litro de água é suficiente para o combate das larvas do mosquito da dengue.

2) Destaca-se que nesta concentração, a solução aquosa de água sanitária só deve ser utilizada para desinfecção, não sendo própria para ingestão de humanos ou animais. Essa diluição é aproximadamente 20 vezes maior que a concentração máxima permitida para ingestão que é de 2mg/l de cloro residual livre.

3) Recomenda-se a utilização de água sanitária pela população para combate as larvas do mosquito da dengue nos seguintes criadouros:
- Vasos sanitários que não são de uso diário: adicionar 1 colher de chá (5ml) de água sanitária;
- Caixa de descarga sanitária que não é de uso diário: adicionar 2 colheres de sopa (30ml) de água sanitária;
- Ralos externos (captam água de chuva e de limpeza) e internos que não são de uso diário: adicionar 1 colher de sopa (15ml) de água sanitária;
- Tambores de armazenamento (200 litros) de água não utilizada para consumo humano: adicionar 2 copos americanos (400ml) de água sanitária;
- Bromélia: Preparar previamente a solução com 1 colher de café (2ml) para cada litro de água e preencher os locais onde acumulam água.

4) O tratamento deve ser repetido semanalmente, preferencialmente em dia fixo, de modo a garantir que a solução continue efetiva no combate as larvas.

5) Essa é uma ação adicional e não exclui as atividades de remoção e proteção dos potenciais criadouros, que são fundamentais para o controle da dengue.

Mortes


A epidemia de dengue em Minas já matou, nos três primeiros meses de 2013, mais que o dobro de pessoas do que o registrado em todo o ano passado. Até o momento, foram 37 mortes, contra 18 em 2012. Somente nos três primeiros meses deste ano, foram confirmados 43.119 casos. O número já é quase o dobro do registrado durante todo o ano de 2012, quando foram 22.105. Outros 165.845 foram notificados e estão sob investigação, contra 46.681.

Com a promessa de contornar a situação, o governador Antonio Anastasia anunciou a contratação, de 1.000 agentes epidemiológicos para atuar nas cidades que registram maior número de casos. Eles se somarão aos outros 1.000 já com contratação anunciada.

Agência Minas

Taxa de ocupação hospitalar e exames crescem 20% na Santa Casa

 

altOs indicadores dos meses de janeiro e fevereiro deste ano apontaram um crescimento de 20% na taxa de ocupação de leitos dentro da Santa Casa de Formiga, em relação ao mesmo período do ano passado.

A taxa de internação via Sistema Único de Saúde – SUS, dentro do Hospital, subiu para 70%. Atualmente, a Santa Casa tem realizado cerca de 30 cirurgias de pequeno, médio e grande porte por dia, além das cirurgias via SUS, entre elas, ortopédicas, plásticas, otorrinolaringológicas, neurológicos, cirurgias de urgência e eletivas, feitas diariamente. O Bloco Cirúrgico da Instituição tem funcionando das 07h00 às 23h00, de segunda a segunda.

A elevada demanda tem sido desde o mês de novembro de 2012, quando a Unidade de Terapia Intensiva – UTI começou a funcionar com cinco leitos. Em dezembro do mesmo ano, a Santa Casa se tornou referência em cirurgias ortopédicas, para55 municípios da região. O convênio foi feito entre a Secretaria Estadual de Saúde, depois que ortopedistas de Divinópolis se descredenciaram do Hospital São João de Deus.

 

 Alto volume de exames

De acordo com a coordenação do Centro de Diagnóstico por Imagem, nos primeiros dois meses do ano de 2013, em relação ao ano de 2012, o setor teve um aumento de 20% mensal em relação à demanda dos serviços de exames, como raios-X, tomografia, sendo por convênios, particulares e Sistema Único de Saúde.

 

 

 

 

 

Saiba porque é importante a lavagem diária das roupas hospitalares

 

altUma preocupação da administração de qualquer ambiente hospitalar é a diminuição e controle de infecção. São diversas as formas de controle e uma delas é a lavagem das roupas hospitalares utilizadas, diariamente, na instituição de saúde.

A Santa Casa de Formiga também não foge à regra. A preocupação com o baixo índice de risco de infecção é uma luta diária, a começar pelo controle das roupas hospitalares, que são lavadas dia a dia.

As roupas hospitalares representam todo e qualquer material de tecido utilizado dentro de hospitais e que necessitam passar por um processo especial de lavagem e secagem para sua reutilização. Roupas hospitalares, por exemplo, incluem lençóis, fronhas, cobertores, toalhas, colchas, cortinas, roupas de pacientes e roupas de funcionários, fraldas, compressas, campos cirúrgicos, máscaras, propés, aventais, gorros, panos de limpeza, entre outros.

Pelo exemplo, pode-se perceber a grande variedade, origem, diferentes utilizações, sujidades e contaminação das roupas utilizadas dentro dos hospitais. As roupas hospitalares difere das utilizadas em outros  tipos de instituições ou residências, porque alguns itens apresentam-se contaminados com sangue, secreções ou excreções de pacientes, em maior quantidade de contaminação e volume de roupa, mas não diferentemente das sujidades encontradas nas roupas da comunidade em geral. 

O processamento das roupas hospitalares abrange todas as etapas pelas quais as roupas passam, desde sua utilização até seu retorno em ideais condições de reuso. Essas etapas são, geralmente, classificadas em seleção acondicionamento; coleta e transporte da roupa suja utilizada nos diferentes setores do hospital; recebimento e lavagem da roupa suja na lavanderia; secagem e calandragem da roupa limpa; separação e transporte da roupa limpa da lavanderia para os diversos setores do hospital; armazenamento; e controle de estoque da roupa limpa nos setores do hospital. Também podem estar incluídas nesse processo a confecção e o reparo das roupas.

A lavanderia hospitalar tem o objetivo de transformar toda a roupa suja ou contaminada utilizada no hospital em roupa limpa. O processo é extremamente importante para o bom funcionamento do hospital, em relação à assistência direta ou indireta prestada ao paciente. O processamento de roupas dentro dos hospitais deve ser dirigido de forma que a roupa não represente um veículo de infecção, contaminação ou mesmo irritação aos pacientes e trabalhadores.

Desgastes dos cobertores da Santa Casa

altQuestionada a aparência dos cobertores da Santa Casa, na maioria das pesquisas de satisfação, por parte dos pacientes e acompanhantes, os itens têm apresentado uma forma física bastante desgastada.

De acordo com o provedor e médico do Hospital, Dr. Geraldo Couto, os cobertores podem, frequentemente, representar mais uma fonte de contaminação. Por isso, são trocados diariamente e lavados com muita frequência.

O provedor ainda ressalva que o modo de lavagem dos cobertores hospitalares é bem diferenciado das cobertas caseiras. “Os cobertores hospitalares são lavados em máquinas industrializadas, com produtos apropriados para evitar o risco de contaminação, e ainda são lavados diariamente, o que não acontece em casa, onde se lava uma ou duas vezes ao ano. Por isso, o aspecto feio dos cobertores do Hospital. Porém, garantimos que os mesmos estão longe de qualquer contaminação”, detalha.

 

Enfermagem participa de capacitação sobre Úlcera por Pressão: prevenção e tratamento

 

altNa tarde de quinta-feira, 28, às 17h00, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC, a equipe de Enfermagem, composta por enfermeiros e técnicos em enfermagem, participou de uma capacitação sobre Úlcera por Pressão: prevenção e tratamento.

A capacitação foi ministrada pela enfermeira assistencial da Santa Casa, Georgia Soares, que, durante uma hora e meia, repassou à equipe, de forma clara e objetiva, o assunto. Georgia explicou o que é a úlcera por pressão, a classificação, como pode ser medida a incidência da úlcera e ainda mostrou o protocolo de prevenção e quais as medidas preventivas e mais corretas a serem aplicadas e específicas para cada paciente.

A enfermeira ainda abordou que a forma de prevenção aplicada corretamente é um indicador de qualidade de assistência. “Se o enfermeiro, no seu trabalho em loco e com a ajuda do profissional de Fisioterapia, sendo um trabalho multiprofissional, pode, de certa forma, contribuir para os altos indicadores de assistência dentro do ambiente hospitalar e ainda diminuir o risco de infecção”, comentou.

Para a enfermeira e assistente das Comissões de Controle de Infecções Hospitalares – CCIHs, Laura Cravo, a capacitação foi de grande valia para a equipe, que deve estar sempre atualizada com as novas formas, conceitos de prevenção e tratamento da úlcera por pressão, principalmente, com o funcionamento da Unidade de Terapia Intensiva – UTI, que possui pacientes em estado crítico e restritos ao leito.

O provedor do Hospital, Dr. Geraldo Couto, também esteve presente. O médico comentou que a capacitação foi interessante, tratando de assuntos atualizados, e sugeriu que fosse estendida aos médicos do Corpo Clínico.

Santa Casa prepara Ambulatório Emergencial da Dengue para pacientes do PAM

 

altA partir desta quinta-feira, 04 de abril, todos os pacientes confirmados com Dengueficarão em observação no Ambulatório Emergencial, que foi criado, em caráter de urgência, pela Secretaria Municipal de Saúde, em parceira com a Santa Casa de Formiga.

De acordo com a supervisora de enfermagem da Santa Casa, Wanessa Vaz, as pessoas que chegarem ao Pronto Atendimento Municipal – PAM passarão por uma triagem, junto à equipe de enfermagem do setor, onde receberá hidratação até a consulta médica.

Após o diagnóstico do médico do PAM, em caso de pacientes com Dengue dos grupos A e B (não precisa de internação e nem de observação e tratamento via oral), os mesmos serão orientados pela equipe de enfermagem e poderão realizar o tratamento em casa. Caso seja diagnosticado um estado emergencial (grupos C e D), o paciente ficará em observação, no Ambulatório Emergencial preparado pela Santa Casa de Formiga, que será localizado no novo espaço da recepção do Hospital.

Wanessa Vaz ainda explica que a Santa Casa está disponibilizando para o Pronto Atendimento, além do espaço, parte dos equipamentos permanentes e seis leitos com suporte para soro. Os outros leitos são todos do PAM. Haverá um local para o Posto de Enfermagem e espaço separado para pacientes da Pediatria do PAM. Na área da Pediatria do Ambulatório Emergencial, as crianças  e pessoas acima de 60 anos terão direito a um acompanhante.

A supervisora de enfermagem da Santa Casa ainda comenta que a equipe assistencial é própria do Pronto Atendimento Municipal e será composta por quatro técnicos em enfermagem, dois enfermeiros e dois médicos.

A entrada de acesso para o Ambulatório Emergencial da Dengue deverá ser feita pelo Centro de Imagens e Raios-X da Santa Casa de Formiga.

 

Minas se prepara para a campanha nacional de Vacinação

altA campanha que acontece de 15 a 26 de abril tem como objetivo reduzir a mortalidade, as complicações e as internações decorrentes das infecções pelo vírus da influenza nos grupos prioritários. Além de indivíduos com 60 anos ou mais de idade, estão neste grupo os trabalhadores de saúde que exercem suas atividades em unidades que fazem atendimento para a influenza, os povos indígenas, as crianças na faixa etária de seis meses aos menores de dois anos, as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinicas especiais e a população privada de liberdade. “Nosso objetivo é proteger a parcela da população que corre mais risco de ter a doença na forma mais grave. A contra-indicação é válida somente nos casos de alergia grave. Ou seja, são aquelas pessoas que não podem comer sequer alimentos feitos que levem ovo”, diz a coordenadora estadual de imunização, Tânia Brant.

Em Minas, o público alvo representará aproximadamente 3,9 milhões de pessoas, num investimento de R$ 2,7 milhões. Com o slogan “Não Vacile! Vacine-se”, a SES vai disponibilizar a vacina em 5.500 postos fixos e volantes, 13 mil profissionais envolvidos e 1.525 veículos disponibilizados. Para estimular a conscientização da importância da vacina, ações de comunicação foram criadas pela SES/MG. Entre elas, serão distribuídos um milhão de flyers e 50 mil cartazes, também será veiculada propaganda em 159 emissoras de rádio no estado.

A campanha também será veiculada em 90 mil sacos de pães enviados para padarias de Belo Horizonte, Ribeirão das Neves, Betim, Sabará e Santa Luiza. Com 4,3 milhões de doses destinadas para o Estado, a meta continua a mesma dos anos anteriores: vacinar 80% dos grupos prioritários. A vacina é composta por diferentes cepas do vírus Myxovirus influenzae inativados, fragmentados e purificados. A composição e concentração de antígenos hemaglutinina (HA) são atualizadas a cada ano, em função de dados epidemiológicos, segundo as recomendações da organização mundial de saúde (OMS).

A Influenza ou Gripe A (H1N1)

A influenza constitui-se em uma das grandes preocupações das autoridades sanitárias, devido ao seu impacto na mortalidade decorrente das suas variações antigênicas cíclicas sazonais. A Organização Mundial de Saude (OMS) por meio do Programa Global de Influenza monitora a atividade da doença mundialmente. É uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório e de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais.

A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém contaminadas por secreções respiratórias podem levar o agente infeccioso direto a boca, aos olhos e ao nariz. Os vírus influenza são da família dos Ortomixovirus e subdividem-se em três tipos: A, B e C, de acordo com sua diversidade antigênica, podendo sofrer mutações. Os vírus A e B são responsáveis por epidemias de doenças respiratórias que ocorrem em quase todos os invernos, com duração de quatro a seis semanas e frequentemente associadas com o aumento das taxas de hospitalização e morte.

Os sintomas, muitas vezes, são semelhantes aos do resfriado, que se caracterizam pelo comprometimento das vias aéreas superiores, com congestão nasal, rinorreia, tosse, rouquidão, febre variável, mal-estar, mialgia e cefaléia. A maioria das pessoas infectadas se recupera dentro de uma a duas semanas sem a necessidade de tratamento médico. No entanto, nas crianças muito pequenas, idosos e portadores de quadros clínicos especiais, a infecção pode levar a formas clinicamente graves, pneumonia e morte.

O tratamento antiviral e importante no manejo clinico da gripe severa ou complicada. Assim, a vacinação anual é recomendada para proteção contra a gripe, sendo recomendada para os grupos alvos definidos pelo Ministério da Saúde, mesmo que já tenham recebido a vacina na temporada anterior. Os casos graves da doença evoluem para a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) levando ate mesmo ao óbito. Essas complicações são bem mais comuns entre menores de 2 anos, idosos, gestantes e pessoas com historia de patologias crônicas, podendo elevar as taxas de mortalidade nestes grupos específicos.

A OMS estima que há no mundo cerca de 1,2 bilhão de pessoas com risco elevado de complicações por gripe: 385 milhões de idosos acima de 65 anos de idade, 140 milhões de crianças, e 700 milhões de crianças e adultos com doença crônica. Além disso, há necessidade de proteger os profissionais que atuam na assistência a doentes visando a preservação desta força de trabalho e secundariamente evitar a propagação da doença para a população de alto risco.

CONTRA INDICAÇÕES

A vacina contra a influenza sazonal e pandêmica não deve ser administrada em:
• Pessoas com história de reação anafilática prévia ou alergia severa relacionada a ovo de galinha e seus derivados, assim como a qualquer componente da vacina;
• Pessoas que apresentaram reações anafiláticas graves a doses anteriores também contraindicam doses subsequentes.

PRECAUÇÕES
• Em doenças agudas febris moderadas ou graves, recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro com o intuito de não se atribuir à vacina a manifestação;
• Para pessoas com história pregressa de síndrome de Guillain Barré - SGB,recomenda-se realizar avaliação médica criteriosa de risco-benefício da vacina.

EVENTOS ADVERSOS PÓS-VACINAL
• Manifestações locais: 
Dor no local da aplicação, eritema e enduração ocorrem em 10% a 64% dos pacientes. São benignas e autolimitadas geralmente resolvidas em 48 horas. 
• Manifestações sistêmicas:
Febre, mal estar e mialgia podem começar entre 6 e 12 horas após a vacinação e persistir por um a dois dias. mais frequentes em primo vacinados.
• Manifestações de hipersensibilidade:
São raras e podem ser devido à hipersensibilidade a vacina. Reações anafiláticas graves contraindicam doses subsequentes.

Fonte: www.saude.mg.gov.br

Parecer do Conselho Fiscal aponta preocupação com o aumento das atividades do Hospital

 

altA última apuração realizada pelo Conselho Fiscal, no dia 31 de dezembro de 2012, apontou como preocupação o aumento das atividades do Hospital.

Desde novembro do ano passado, a Santa Casa de Formiga teve um aumento de 30% na demanda administrativa, passando a realizar uma média de 30 cirurgias e 200 atendimentos por dia. A demanda explica-se pelo fato do Hospital ter se tornado referência em cirurgias ortopédicas da Macrorregião Oeste.

Com toda essa evolução, acontecida em pouco tempo, algumas falhas administrativas foram apontadas na reunião do Conselho. Os conselheiros observaram, também, e sentiram, por parte da gestão da Santa Casa, um certo descomprometimento de alguns setores para com a Entidade, gerando erros, em especial, na conferência do estoque da Farmácia, que foi motivo de ressalva pelo auditor independente, em 2013 e em anos anteriores.

O parecer também foi apresentado à Mesa Administrativa e aos Irmãos Benfeitores na última Assembleia Geral, realizada no dia 26 de março, na Santa Casa.

De acordo com o provedor do Hospital, Dr. Geraldo Couto, medidas como contratação e reuniões diárias com os gestores estão sendo realizadas, para organizar a situação. “Estamos nos juntando e estudando a melhor maneira para uma melhor estrutura operacional da Santa Casa, que precisa acompanhar a evolução e o crescimento dos últimos meses”, comentou o provedor.

 

 

 

 

 

 

Hospital presta serviços, mesmo sem a renovação de contratos com a Prefeitura

Administração da Santa Casa não interrompe serviços para não prejudicar a população

alt

Depois de quatro reuniões, duas com a presença do promotor, Dr. Marco Aurélio Carvalho, do provedor da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto, e alguns médicos do Corpo Clínico, agendadas com o objetivo de resolver a situação da Prefeitura de Formiga, por meio da Secretaria de Saúde, que, atualmente, deve cerca de 400 mil reais à Santa Casa, nada ficou decidido.

Apenas no ano de 2012, de maio a dezembro, os convênios referentes à prestação de serviços, como raios-X, internações psiquiátricas, medicamentos, refeições para os pacientes, cirurgias de urgência e emergência, fisioterapia e plantões médicos, apresentavam um déficit de R$393.600,00.

Em janeiro e fevereiro deste ano, os valores dos serviços prestados somam um montante de R$101.200,00.

A direção da Santa Casa informa que o Hospital está dando continuidade aos serviços, mesmo sem receber os do ano passado e sem a renovação do contrato para este ano, para não prejudicar o atendimento à população. Segundo os representantes da Entidade, a situação não pode continuar como está, pois Corpo Clínico e funcionamento do Hospital já estão comprometidos.

Santa Casa recebe Secretário Estadual Antonio Jorge, na inauguração da UTI

 

altFoi realizada na sexta-feira, 22 de março, a solenidade de inauguração da  Unidade de Terapia Intensiva - Dr. Geraldo Magela Chaves Leite,  da Santa Casa de Formiga.Representantes dos governos federal, estadual e municipal, além da equipe da Santa Casa, participaram do evento.

A mesa foi composta pelo provedor do Hospital Dr. Geraldo Couto, pelo médico homenageado Dr. Geraldo Magela Chaves Leite, pelo prefeito do município Moacir Ribeiro, pelo presidente da Câmara dos Vereadores, Josino Bernardes, pelo Deputado Federal Jaime Martins, pelo Secretário de Esportes e Juventude, Eros Biondini e o Secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques. 

Além deles, marcaram presença alguns vereadores, prefeitos das cidades de Córrego Fundo, Iguatama, Pimenta e Candeias, membros do corpo clínico e funcionários do hospital, autoridades civis e militares, membros da imprensa, de clubes de serviço, ex-prefeitos e ex-vereadores.

Agora, a unidade conta com dez leitos da Unidade de Terapia Intensiva – UTI e mais cinco leitos extras de Unidade de Cuidados Intermediários UCI.

Segundo o provedor da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto, os novos leitos, cinco já estavam em funcionamento desde novembro do ano passado.Agradeceu a todos que de alguma forma contribuíram para que este dia chegasse e mencionou a importância ajuda trazida àquela casa, por vários daqueles que compunham a mesa, em especial Jaime Martins. “À medida que se tem uma UTI, consegue-se melhorar a qualidade dos procedimentos. A Secretaria de Estado de Saúde tem nos orientado para melhorias no atendimento, pois a saúde é um bem primordial. Sem o seu corpo clínico, a Santa Casa não seria o que é. É importante ressaltar que essa inauguração conta com a participação de nossos parceiros, profissionais e comunidade. O objetivo da UTI é atender a macrorregião. A ideia agora, naSanta Casa, é conseguirmos a viabilização de uma UTI neonatal e de uma maternidade regional”, ressaltou o provedor.

O prefeito de Formiga, Moacir Ribeiro também destacou os trabalhos realizados no município pelo homenageado, Geraldo Magela Leite e disse ainda que sua administração está voltada para a saúde, além de registrar algumas reivindicações ao secretário de Estado de Saúde.

Em seu pronunciamento, o deputado federal, Jaiminho Martins destacou que foram entregues 40 leitos de UTI em Minas Gerais, destes, 20 na região Centro-Oeste. “Foram entregues leitos nas cidades de Campo Belo, Lagoa da Prata e Oliveira. Hoje é um dia marcante para a Santa Casa e para a cidade de Formiga. A partir de agora, as pessoas vão passar por cirurgias e mais tranquilas”, disse.

Relembrou sua trajetória em Formiga há quase duas décadas e se comprometeu a auxiliar em tudo que for necessário para que mais 10 leitos de UTI neo-natal  sejam inauguradas ainda neste ano.

Já o secretário Eros Biondini ressaltou que o resultado na saúde em Formiga não poderia ser outro. “O município conta com pessoas de alto nível e sensibilizadas, além de contar com o apoio do deputado Jaiminho Martins”.

Por último falou o secretário Antônio Jorge. “É um prazer estar à frente da Secretaria de Saúde do Estado. A agenda da saúde é desafiadora e temos muito ainda o que fazer. O Governo de Minas tem essa consciência UTI é um grande desafio na saúde. Em 2005, tínhamos 35 leitos de UTI na região Centro-oeste, hoje, são 90 leitos de UTI. Temos muito para festejar, mas não se pode esquecer que também precisamos de homens comprometidos com a saúde.O secretário ainda reafirmou durante seu discurso que não faltará os recursos para concluir o plano de construção da Santa Casa de Formiga e os recursos para a compra de equipamentos da Unidade de Pronto Atendimento – UPA”.

Em seguida, o médico homenageado Dr. Geraldo Leite e Antônio Jorge foram convidados ao descerramento da placa de inauguração da UTI.

Atendimento

altA Santa Casa de Formiga recebe, em medida, entre cinco e sete pedidos de vaga para UTI por dia. Segundo o médico intensivista Luís Aparecido Magalhães Filho, para que o atendimento seja possível, os profissionais avaliam o caso em primeiro lugar. “Casos neurológicos, pacientes de cardiologia ou nefrologia frequentemente complicam e são transferidos para uma UTI”, explicou. Antes do funcionamento dos leitos da UTI, os pacientes eram atendidos em outros hospitais.

A Secretaria de Estado de Minas Gerais, por meio do Programa de Fortalecimento e melhoria da Qualidade dos hospitais  do Sistema Único de Saúde - Pro-Hosp, investiu R$ 2.597.703, 14 em Formiga.

Com 200 m2, a UTI beneficia, desde novembro de 2012, Formiga e outras 54  cidades da região , num total de  1,2 milhão de habitantes  Desde então, a população conta com uma equipe formada por um médico plantonista, cinco enfermeiros e doze técnicos de enfermagem. Além do atendimento, os pacientes e familiares contam também com uma equipe multiprofissional composta por fisioterapeutas, assistentes Sociais, psicólogos e médicos especialistas (otorrino,cirurgiões bucomaxilofacial, neurologistas e ortopedistas).

 

 

 

 

 

Assembleia dos Irmãos Benfeitores será no dia 26 de março

 

altA Mesa Administrativa convida todos os Irmãos Benfeitores para participar da Assembleia Geral Ordinária, que será realizada no próximo dia 26, a partir das 18h00, nas dependências do Hospital.

Em pauta, serão apresentados e discutidos a Prestação de Contas do exercício anterior, o parecer do Conselho Fiscal sobre a Prestação de Contas do exercício anterior e outros assuntos de interesse do dia a dia da Santa Casa.

Santa Casa inaugura UTI, oficialmente, na próxima sexta-feira, 22

 

altHá mais de quatro meses funcionando dentro do Hospital, a Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa de Formiga será inaugurada, oficialmente, no próximo dia 22, às 14h00. A Unidade receberá o nome do médico cardiologista Dr. Geraldo Magela Chaves Leite. A escolha foi realizada pela Mesa Administrativa e pelo Conselho Técnico do Hospital.

Haverá a presença de várias autoridades do município e região, de deputados, do secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques.

Governador e secretário estaduais estarão presentes para o momento de descerramento da placa da UTI, que atenderá o município de Formiga e região.

Além dos dez leitos de UTI, o Hospital contará com mais cinco leitos extras, que farão parte da Unidade de Cuidados Intermediários – UCI, proporcionando e facilitando a rotatividade na UTI. Pela alteração, os pacientes que apresentarem melhora serão transferidos para a UCI. Com a modificação, o Hospital possuirá uma UTI e uma UCI, totalizando quinze leitos para pacientes que necessitam de cuidados especiais.

O começo de tudo

No dia 31 de outubro de 2011, tiveram início as obras da Unidade na Instituição. Ao todo, são 200 m². No dia primeiro de novembro de 2012, a UTI começou a funcionar, oficialmente, no Hospital. A equipe é formada por um médico plantonista, cinco enfermeiros, doze técnicos de enfermagem e equipe multiprofissional para assistência ao paciente e aos familiares.

A obra da UTI foi construída com recursos do PROHOSP (Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais do Sistema Único de Saúde) e recursos da Santa Casa.

Todas as adequações físicas realizadas na Santa Casa seguem as exigências determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, as normas da RDC50 e o Plano Diretor Arquitetônico do Hospital.

 

 

 

Santa Casa recebe equipamentos da UTI

 

altNa manhã da sexta-feira, 15 de março, equipes de manutenção e da enfermagem, médicos e setor financeiro acompanharam a chegada dos equipamentos da Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa.

Durante a entrega, o técnico responsável e supervisor da UTI, José Orlando Fernandes Reis, conferiu os equipamentos. Ele ressaltou o seu contentamento em relação à chegada das novas máquinas. “Depois de todo esse tempo de luta pela UTI, ficamos muito felizes com a chegada dos equipamentos. Isso dá mais motivação para realizar nosso trabalho, pois sabemos que os pacientes poderão, também, se sentir mais seguros em relação ao tratamento.”

Os novos equipamentos da UTI Formiga são compostos por um conjunto de doze ventiladores mecânicos; camas elétricas; monitores multiparâmetros; e monitores hemodinâmicos invasivos multiparâmetros. Há, também, um desfibrilador, uma máquina de hemodiálise e uma máquina de osmose reversa.

A UTI Formiga está funcionando desde o dia primeiro de novembro do ano passado, com cinco leitos. Com a chegada dos novos equipamentos, a Unidade atenderá dez leitos de UTI e cinco leitos extras de Unidade de Cuidados Intermediários – UCI, totalizando quinze leitos para pacientes que necessitam de cuidados especiais.

 

UCI Formiga recebe nova reforma para atendimento

 

O antigo espaço onde funcionava a Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa de cinco leitos está recebendo uma nova reforma, para melhor atender os pacientes que necessitarão da Unidade de Cuidados Intermediários – UCI.alt

Novos pontos de energia, pintura e fixação dos tubos de oxigênio estão sendo aprimorados para a colocação de mais cinco leitos de UCI.

A UCI

No ambiente de Cuidados Intermediários ou Semi-Intensiva, os pacientes em estado mais delicado ou que necessitam de cuidados hospitalares prolongados contam com o mesmo atendimento exclusivo da UTI, com um diferencial: a presença do acompanhante.

A equipe de saúde multidisciplinar compreende que esse é um momento em que o paciente necessita não só dos cuidados médicos, mas também de acolhimento e proteção mais íntima, fornecida pelos cuidadores.

 

Toneladas de papel serão doadas à Recifor

Reciclar é a ordem da vez! Regra da qual não foge a Santa Casa, onde são acumulados, diariamente, papéis, papelões e outros resíduos que podem ser reciclados. Mais uma vez, a Instituição atua como agente de responsabilidade social, em defesa do meio ambiente e em colaboração com a comunidade.

altDesde o dia 18 de março, os funcionários do Serviço de Arquivo Médico e Estatístico – SAME estão trabalhando no arquivo morto e no serviço de picotar documentos e prontuários, arquivados há mais de vinte anos, que, antes, eram incinerados. A picotagem está sendo feita com a ajuda de uma máquina especializada.

Depois do trabalho realizado, o Hospital doará todo o papel à Associação dos Recicladores de Formiga – RECIFOR, que, com a venda dos resíduos, aumenta a renda familiar dos associados.

Prontuários médicos arquivados

Legalmente, no âmbito do Conselho Federal de Medicina e de acordo com a Resolução 1821/2007, vinteanos é o prazo para guardar prontuários e exames que ficam no hospital. Tudo écolocado em um arquivo morto, pois, caso o juiz solicite, por alguma situação, o hospital deve apresentar os documentos referentes ao paciente solicitado. Se caso houver uma ação, após esses vinte anos, o juiz saberá que a empresa não precisa mais ter os documentos. Então, a ação será cancelada. 

 

Funcionários e visitantes deverão respeitar novo fluxo operacional da UTI

 

altDevido ao funcionamento e atendimento no novo espaço da Unidade de Terapia Intensiva – UTI, Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH e equipe de Enfermagem estão instruindo, de maneira especial, todos os funcionários em relação ao novo fluxo e ao procedimento operacional da Unidade.

De acordo com a enfermeira do CCIH, Riquelme Pinheiro, a UTI é um setor crítico dentro do Hospital, portanto, a entrada de pessoas deve ser restrita. 

A enfermeira também explica aos funcionários dos setores da Limpeza, Rouparia e da Unidade de Nutrição Dietética - UND que há padrões de como manusear ou operacionalizar dentro do espaço. “Gostaria de pedir a colaboração dos funcionários e dos médicos, quanto ao uso correto e adequado da paramentação, quando forem entrar na Unidade. Os funcionários também deverão usar a entrada secundária da UTI e respeitar os horários de acesso para desenvolver os trabalhos. A porta principal permanecerá trancada, pois será usada somente para entrada e saída dos pacientes. Os visitantes utilizarão a porta secundária para entrar e a porta principal para sair”, comentou Riquelme

A enfermeira também comentou que não será permitida a entrada de funcionários de outro setor na UTI.

 

Pacientes da UCI são transferidos para o novo espaço da UTI

altNo final da tarde do dia 11 de março, os pacientes que se encontravam na Unidade de Cuidados Intensivos – UCI da Santa Casa de Formiga foram transferidos para o novo espaço da Unidade de Terapia Intensiva – UTI de dez leitos. A equipe, com cuidado, transferiu, um a um, os cinco pacientes que se encontram, agora, na UTI.

Com a mudança, as pessoas que necessitarem da UTI poderão contar com um espaço maior, equipe especializada e estrutura apropriada para situações de média e alta complexidade.

A Santa Casa de Formiga contará com uma UTI de dez leitos e mais cinco leitos extras, que farão parte da Unidade de Cuidados Intermediários – UCI, proporcionando e facilitando a rotatividade na UTI. Pela alteração, os pacientes que apresentarem melhora serão transferidos para a UCI. Com a modificação, o Hospital possuirá uma UTI e uma UCI, totalizando quinze leitos para pacientes que necessitam de cuidados especiais.

O começo de tudo

No dia 31 de outubro de 2011, tiveram início as obras da Unidade na Instituição. Ao todo, são 200 m².

No dia primeiro de novembro de 2012, a UTI começou a funcionar, oficialmente, no Hospital. A equipe é formada por um médico plantonista, cinco enfermeiros, doze técnicos de enfermagem e equipe multiprofissional para assistência ao paciente e aos familiares.

A obra da UTI foi construída com emendas parlamentares, por parte dos deputados federais Jaiminho Martins, Eros Biondini e Domingos Sávio, do PROHOSP (Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais do Sistema Único de Saúde), além de recursos da Santa Casa.

Todas as adequações físicas realizadas na Santa Casa seguem as exigências determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, as normas da RDC50 e o Plano Diretor Arquitetônico do Hospital.

 

 

 

Sacerdote abençoa novo espaço da UTI

 

altNa tarde do dia 11 de março, o vigário da Paróquia São Vicente Férrer, Pe.Júlio Ferreira esteve presente nas dependências físicas da Unidade de Terapia Intensiva – UTI, da Santa Casa para dar uma benção.

O sacerdote espergiu água benta, leu parte do evangelho e fez uma oração juntamente com alguns funcionários.

A UTI na Santa Casa com cinco leitos está funcionando desde novembro de 2012. O novo espaço e de dez leitos será inaugurado no início de abril deste ano, onde haverá a presença do governador do Estado, Antônio Anastasia.

Hospital homenageia às Mulheres no dia 08 de Março

 

altNo Dia Internacional da Mulher, 08 de Março, a  Santa Casa de Formiga, também homenageou as mulheres do Hospital. Durante o café da tarde, as funcionárias estiveram reunidas para escutar uma pequena mensagem. Houve ainda a presença do vice-provedor Valdir Arantes.

As mulheres foram presenteadas com uma pequena lembrança e ainda houve o sorteio de uma linda orquídea, em que a sortuda foi à funcionária Lílian Karla Aparecida Dias.

Depois da homenagem todas se reuniram para saborear uma deliciosa torta salgada feita pela equipe da Cozinha.

 

Santa Casa se preocupa com destinação correta de pilhas, baterias e coleta seletiva

 

altMais uma vez o setor de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), coordenado pela enfermeira Riquelme Pinheiro, destinou dezenas de pilhas e baterias que contêm metais pesados, como chumbo (Pb), cádmio (Cd) e mercúrio (Hg), substâncias altamente contagiosas para o homem e para o meio ambiente à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, dando ao material a destinação correta.

A enfermeira entregou uma grande quantidade de papelões que também são resíduos gerados na Instituição. 

Fiscal do COREN visita Santa Casa e se reúne com enfermeiros

 

altEm visita ao Hospital, na tarde do dia 07 de março, o fiscal do Conselho Regional de Enfermagem de Minas Gerais – COREN-MG, Paulo Cezar Soares, ministrou uma palestra à equipe de Enfermagem sobre atribuições do COREN, composição da diretoria e anuidades, além das funções dos profissionais da área, de acordo com a Lei 7498/86 e o Decreto nº 94.406/87.

O fiscal ainda relatou os deveres, responsabilidades, direitos e proibições, conforme o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, e sobre o Projeto de Lei 9135, referente ao piso salarial, jornada de trabalho e assinatura de petição.

Ao final do encontro, os enfermeiros participaram, fazendo várias perguntas ao palestrante.

 

 

Aparelho de Ressonância Magnética chega à Santa Casa

 

alt

Na manhã desta sexta-feira, 08 de março, chegou à Santa Casa o aparelho para exame de Ressonância Magnética, que, em breve, será o novo serviço prestado pela Instituição.

O equipamento, de 16 toneladas, foi colocado na futura sala da Ressonância, com a ajuda de um guincho e uma equipe especializada.

O novo serviço em saúde é mais uma conquista para a cidade de Formiga e região.

Integração entre profissionais da Santa Casa de Formiga e do Hospital São Carlos, de Lagoa da Prata

 

altCom o funcionamento das Unidades de Terapia Intensiva – UTIs, no Hospital São Carlos, de Lagoa da Prata, e na Santa Casa de Formiga, os profissionais de saúde das duas Instituições têm trabalhado, lado a lado, para melhor atender os pacientes da região.

Nos últimos meses, a Santa Casa de Formiga tem sido uma grande parceira da Fundação de Lagoa da Prata, que iniciou as atividades na Unidade em primeiro de março.

Já nos primeiros dias de funcionamento, a auxiliar administrativa do São Carlos, Bárbara Andrade, a assistente social, Janaína Ferreira de Brito, e a psicóloga, Luciene Morais Batista, estiveram presentes nas dependências da Santa Casa, para acompanhar a rotina da UTI. As visitantes foram auxiliadas pela assistente administrativa Norma Lúcia Ribeiro de Souza, pela assistente social Maria Aparecida Melo e pela psicóloga Fernanda Bittencourt.alt

 

 

 

 

 

 

 

 

 

altSão Carlos

Na Unidade da Fundação São Carlos, o supervisor técnico da UTI da Santa Casa de Formiga, José Orlando Reis, a fisioterapeuta Danusa Rios e a assessora de comunicação Bernadete Seixas também têm auxiliando o Hospital de Lagoa da Prata.

 

Membros da CIPA conscientizarão funcionários do Hospital contra o tabagismo

 

altUma vez por mês, os membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA se reúnem, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC, para discutir os diversificados assuntos relacionados à proteção dos funcionários dentro do Hospital.

Durante a última reunião, realizada na tarde do dia 05 de fevereiro, os membros falaram sobre a realização de uma campanha interna de conscientização contra o tabagismo, já que, em 31 de março, celebra-se o Dia Mundial Contra o Tabagismo.

De acordo com os cipistas, a iniciativa é para alertar, especialmente os funcionários, quanto aos malefícios do tabaco. “Todo fumante tem consciência das consequências desse ato e sabe que, tendo força de vontade e ajuda dos amigos, principalmente no ambiente de trabalho, o resultado pode ser positivo”, comentou a cipista Tatiane Paula Macedo Nunes.

Os membros da CIPA da Santa Casa ainda se reunirão para fechar os últimos detalhes da campanha. 

Santa Casa conta com mais um médico cirurgião e intensivista


altRecentemente, a Santa Casa de Formiga contratou o médico cirurgião e intensivista Dr. João Paulo de Campos.

Ele é natural da cidade de Bambuí e se formou em Medicina em janeiro de 2013, pela Universidade Federal de Uberaba. Fez residência médica no Hospital Regional de Betim.

Dr. João Paulo irá atender na Santa Casa de Formiga em sistema de plantão. Além disso, prestará serviços na UTI do Hospital São Carlos, em Lagoa da Prata. 

Câmara Municipal entrega Moção Elogiosa à Santa Casa

 

O provedor da Santa Casa de Formiga, Dr. Geraldo Couto, representando a Instituição, recebeu, da Câmara Municipal, pelas mãos do vereador Arnaldo Gontijo, no dia 18 de fevereiro, uma Moção Elogiosa, devido à finalização das obras no Hospital, referente aos dez leitos da Unidade de Terapia Intensiva – UTI e aos cinco da Unidade de Cuidados Intermediários – UCI.

O provedor agradeceu à Câmara e ressaltou que o apoio e parceria dos vereadores são de extrema importância para a Instituição. Dr. Geraldo ainda lembrou o ex-vereador Cid Corrêa, que não mediu esforços para a concretização da UTI em Formiga. “Não posso esquecer o Cid, que esteve e está do lado da Santa Casa, em todos os momentos das obras, em especial, a UTI”, disse. 

Crachás têm novas cores de identificação

 

altA recepção administrativa do Hospital, com o intuito de aprimorar a segurança no ambiente hospitalar, criou novas cores para os crachás de identificação das pessoas que têm acesso à Santa Casa.

Cada grupo, como prestadores de serviços, visitantes, pessoas que irão participar de processos seletivos, ao setor de Psicologia ou até mesmo à Capela, passará a usar crachás de identificação, com cores diferenciadas.

De acordo com a coordenadora administrativa, Laura Candiani, a utilização das cores é para uma melhor diferenciação e controle da entrada e saída das pessoas no ambiente hospitalar.

Comissão Multiprofissional discute sobre dieta industrializada e terapia nutricional dos pacientes

 

altA reunião mensal da Comissão Multiprofissional de Terapia Nutricional foi realizada na tarde desta segunda-feira, 04 de março, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC.

Durante o encontro, os membros, representados por enfermeiros, nutricionistas e farmacêutica da Santa Casa, estiveram reunidos, junto ao coordenador e também médico nutrólogo, Dr. Victor Haddad Fonseca, quando foram discutidos o uso da dieta industrializada disponível no Hospital e a terapia nutricional dos pacientes.

A Dieta Enteral Industrializada

A dieta enteral é fornecida na forma líquida, por meio de uma sonda, que, colocada no nariz ou na boca do paciente, vai até o estômago. Assim, é possível fornecer os nutrientes que a pessoa necessita, independente da sua cooperação, fome ou vontade de comer. A alimentação por sonda é utilizada nas seguintes situações:

·         Para ajudar na cicatrização de feridas;

·         Para controlar a diarreia, prisão de ventre e vômitos;

·         Para preparar o organismo para algumas cirurgias e tratamentos de quimioterapia, radioterapia e diálise;

·         Quando a pessoa não pode se alimentar pela boca;

·         Quando a quantidade de alimentos que a pessoa come não está sendo suficiente;

·         Quando há necessidade de aumentar a quantidade de calorias, sem aumentar a quantidade de comida.

Hospital marca presença no primeiro “Café com as Fontes”, promovido pela TV Oeste

 

altA assessora de comunicação da Santa Casa de Formiga, Bernadete Seixas, esteve presente, na manhã do dia 04 de fevereiro, no primeiro “Café com as Fontes”, promovido pelo telejornal “Oeste Notícias”, da TV Oeste.

O evento foi realizado às oito da manhã, no Auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL Formiga. Participaram do encontro cerca de 50 pessoas, entre autoridades civis e militares, secretários da administração municipal, empresários, párocos e pastores. 

O principal intuito do evento foi promover um momento de interação entre a produção do “Oeste Notícias” e as fontes, pessoas que, rotineiramente, fazem parte do noticiário do telejornal, além de comemorar os dez anos do programa, que foram completados em fevereiro de 2013.

Na oportunidade, o desenvolvedor de sites Chrystian Resende falou sobre o projeto do site da TV Oeste, que deverá ser implantado nos próximos meses. A página terá espaço para a divulgação do telejornal e dos programas regionais transmitidos pela TV Oeste, afiliada da Rede Minas.

Durante o evento, o mestre em Comunicação, Firmino Júnior, ministrou a palestra “Eu vi na TV: a importância da televisão na comunicação com o público". Em sua fala, o jornalista ressaltou a importância de manter um bom relacionamento com o telejornal, as particularidades da TV, enquanto meio de comunicação, e sobre o “Oeste Notícias”, enquanto produto de uma TV Comunitária. 

O evento foi aberto pelo diretor financeiro da TV, Márcio Gato, que deu boas-vindas aos presentes. Ao final, a equipe que produz o “Oeste Notícias” foi apresentada aos participantes, que tiveram a oportunidade de conhecer as pessoas que atuam atrás das câmeras, como cinegrafistas, editoras e gerência. 

Enfermeiros e médicos da Santa Casa participam do I Manejo Clínico da Dengue

 

altNa manhã do dia 28 de fevereiro, o médico infectologista da Gerência Regional de Saúde de Divinópolis, Dr. Lécio Vasconcelos Júnior, esteve em Formiga, no Auditório do Edifício Antônio Vieira, na Secretaria Municipal de Saúde, para uma capacitação sobre o I Manejo Clínico da Dengue de 2013.

O encontro foi direcionado a enfermeiros e médicos do município de Formiga. Houve também a presença de profissionais da saúde das cidades de Pains, Pimenta e Córrego Fundo.

O médico infectologista ressaltou a atual situação da doença no Brasil, em especial, em Minas Gerais. Mostrou, também, os dados gerais notificados relativos à taxa de letalidade por Dengue. Conforme os mesmos, cerca de 6% no Brasil morreram em decorrência da Dengue. Em Minas Gerais, já são 11%. Dr. Lécio Vasconcelos comentou que a meta prevista seria de apenas 1%.

Durante o evento, a enfermeira substituta do Setor Epidemiológico, Luciene Cardoso, destacou a situação em Formiga e apresentou os dados da 7ª semana (10 a 17 de fevereiro), quando 95 casos de Dengue foram notificados e 13 confirmados.  

Primeiro marcapasso cardíaco provisório é implantado em paciente na Santa Casa

 

altUma data histórica para a Santa Casa de Formiga, 24 de fevereiro de 2013, domingo. Histórica porque, exatamente, de agora em diante, o Hospital começará a realizar procedimentos cardiovasculares. O primeiro passo foi a colocação de um Marcapasso Cardíaco Provisório.

Nesse dia, a cirurgia foi realizada em um paciente de 81 anos, da cidade de Arcos. O médico responsável foi Dr. Hélcio Rubens Santos Rezende.  

Dr. Hélcio se formou em Medicina, em 2008, pela Faculdade de Medicina de Teresópolis, no estado do Rio de Janeiro. Fez residência no Hospital Madre Tereza, de Belo Horizonte, e é pós-graduado em Cirurgia Endovascular e Angioradiologia, pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG.

Enfermeiros supervisores se reúnem para discutir sobre Auditoria dos Prontuários

 

altOs enfermeiros supervisores da Santa Casa se reuniram, na tarde do dia 26 de fevereiro, com a coordenadora assistencial, Wanessa Vaz, e o coordenador técnico da UTI – Unidade de Terapia Intensiva, José Orlando, para discutir sobre a Auditoria dos Prontuários que são revisados diariamente.

Na oportunidade, o coordenador técnico também apresentou o Procedimento Operacional Padrão – POP da implantação dos Marca-passos Provisório e Definitivo, que está sendo executada em procedimentos cardiovasculares, na Santa Casa de Formiga.

 

Secretários de Saúde e equipe Santa Casa definem regularização de documentos

 

altNa tarde do dia 27 de fevereiro, nas dependências da Secretaria Municipal de Saúde, o secretário de saúde Rafael Alves Tomé  e Geraldo Reginaldo de Oliveira (futuro secretário), juntamente com a gestora financeira, Eliane Nunes, a coordenadora do setor de Faturamento, Maria Aparecida Sousa Silva, e o gerente de atendimento, Marcos Caetano.

Durante a reunião, foram revistos a prestação de serviços e os convênios prestados pela Santa Casa, para com a Secretaria Municipal de Saúde. Os dirigentes das Instituições chegaram à conclusão quanto à melhor forma de regularizar os pagamentos atrasados e organizar os futuros convênios e pagamentos da Secretaria junto ao Hospital.  

Representantes da Santa Casa expõem novos serviços ao Conselho Municipal da Saúde

altNa noite do dia 26 de fevereiro, no plenário da Câmara Municipal de Formiga, foi realizada a primeira reunião do ano de 2013, do Conselho Municipal de Saúde.

Na edição, houve a presença do diretor técnico da Santa Casa, Dr. Ronan Rodrigues, da gestora financeira, Eliane Nunes, e da representante da Mesa Administrativa e também presidenta do Conselho Municipal de Saúde, Rita Salazar.

Os representantes da Santa Casa explanaram, durante a reunião, sobre a evolução das obras na Instituição, sobre a inauguração da Unidade de Terapia Intensiva – UTI, que está agenda para março ou abril deste ano, e sobre os novos serviços ofertados, que serão: Ressonância Magnética, UTI, Cirurgias Cardíacas e Marca-passo Transvenoso.

O diretor técnico, Dr. Ronan Rodrigues, ainda comentou sobre a parceria com a Secretaria de Estado de Saúde, sobre a rede de urgência e emergência e convênios assinados para o custeio da UTI e equipamentos da UTI Neonatal.alt

Supervisor técnico da Santa Casa apresenta atividades iniciais na UTI do hospital de Lagoa da Prata

alt

Sexta-feira, primeiro de março de 2013, uma data histórica para o Hospital São Carlos. Nesse dia, a Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Instituição começou a funcionar.

A partir das 09h00, toda a equipe estava no local para atendimento. Conforme a gerente administrativa, Danielle Saraiva, o grupo é formado por enfermeiros e multiprofissionais (psicóloga, assistente social, nutricionista e fisioterapeutas), que participaram de um treinamento específico e aprofundado para a UTI. Eles elaboraram os protocolos e os procedimentos operacionais padrões exigidos. Além das novas normas de visitação na Unidade.

A equipe composta pela UTI do Hospital São Carlos será formada por um médico plantonista, cinco enfermeiros, doze técnicos de enfermagem e equipe multiprofissional para assistência ao paciente e aos familiares.

Ao todo, a UTI São Carlos possui dez leitos para atendimento 100% pelo Sistema Único de Saúde – SUS, os quais estarão à disposição da população de Lagoa da Prata e região.

No primeiro dia de funcionamento da Unidade, o técnico responsável e supervisor da UTI da Santa Casa de Formiga, José Orlando Fernandes Reis, esteve presente durante a apresentação das atividades iniciais na Instituição de Lagoa da Prata.

Também estiveram presentes o médico intensivista Dr. Hélcio Rubens e a coordenadora de enfermagem do São Carlos, Simoni Inácio da Cunha Correia, que receberam e saudaram a equipe de trabalho  da UTI.

O começo de tudo

Em 2008, teve início a obra da UTI no Hospital São Carlos, que, agora, está sendo inaugurada. Ao todo, são 254 m², onde haverá dez leitos e capacidade para atender pacientes de Lagoa da Prata e região.

A obra da UTI foi construída com recursos do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, além de recursos da Fundação. Houve, ainda, o apoio dos deputados estaduais Thiago Ulisses, Fábio Ramalho e Maria Olívia.

Todas as adequações físicas realizadas no São Carlos seguem as exigências determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, as normas da RDC50 e o Plano Diretor Arquitetônico do Hospital.

 

 

 

Santa Casa de Formiga presente no 3º Encontro Estadual de Saúde de Minas

 

altNa manhã do dia 26 de fevereiro, começaram as atividades do 3º Encontro Estadual de Saúde, evento que acontece a cada quatro anos, sempre no início das novas gestões municipais. O objetivo é acolher os novos gestores e técnicos de saúde dos 853 municípios do Estado e permitir vislumbrar, de forma abrangente, as políticas públicas de saúde e intersetoriais desenvolvidas pelo Governo de Minas, o encontro é realizado pela Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SES/MG) e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (COSEMS/MG).

O  provedor da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto esteve presente no evento como representante da Instituição de Saúde do Município de Formiga.

Durante a solenidade de abertura que contou com quase 2 mil pessoas no Expominas, em Belo Horizonte, o Governador do Estado de Minas Gerais, Antonio Anastasia, reconheceu as dificuldades ainda enfrentadas pela Sistema Único de Saúde (SUS), mas destacou que  o sistema, com 25 anos de implantação, é eficaz em sua proposta.  “O SUS é uma revolução plena e um sistema observado pelo mundo inteiro, com as experiências exitosas de municípios, consórcios e hospitais, onde há recursos das três esferas do poder concebidos de maneira democrática para assistir a todos os brasileiros”, disse.

Já o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques, disse que o estado caminha para superar os problemas de financiamento e gestão ainda enfrentados pelo SUS e destacou programas hoje indispensáveis para a população mineira, como o Mães de Minas, Sistema Estadual de Transporte em Saúde (SETS), a Rede de urgência e Emergência, entre outros. “Há muito o que fazer ainda, mas estamos no norte certo e convictos de nossas conquistas”.

Compondo a mesa, o Presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (COSEMSMG), Mauro Junqueira, também saiu em defesa do SUS e destacou alguns números do sistema em 2012, como a internação de 1,1 milhão de pessoas, 443 mil cirurgias, 708 mil procedimentos clínicos e mais de sete milhões de vacinas aplicadas. “Temos que divulgar esses números, pois eles demonstram a grandeza do que fazemos. Para continuarmos em frente, é preciso mais recursos e não há como tirá-los dos cofres dos municípios. É necessária uma gestão mais eficaz, com articulação regional e que todos assumam suas responsabilidades perante essa agenda prioritária”, completou.

O Vice-presidente do Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais, Geraldo Heleno, disse que o conselho tem sido um parceiro constante na busca da melhoria da saúde em Minas Gerais.  “É o momento de nos unirmos e travarmos uma luta em favor do fortalecimento do SUS, com o apoio da população e autoridades”.

Convidado para conhecer os programas estruturadores e a experiência exitosa do SUS em Minas, o secretário de Estado de Saúde do Amazonas, Wilson Alecrim, também compôs a mesa e discursou dizendo que eventos como estes são de extrema importância na busca de uma saúde pública com mais qualidade e recursos. “É necessário que tenhamos do Governo Federal mais aporte e para isso estamos colhendo assinaturas para projeto de lei complementar de iniciativa popular que pede o aumento do repasse federal para a saúde. Hoje, os dois maiores problemas do SUS são financiamento e gestão. Temos que fazer do SUS aqui, um exemplo para o país inteiro, de gestão pública séria e honesta. Mesmo existindo os planos privados de saúde, o SUS ainda é o sistema que vacina a toda a população, controla estabelecimentos por meio da vigilância sanitária, controla e erradica muitas doenças que afetam a qualidade de vida das pessoas. É, ainda, o sistema que oportuniza o maior número de transplantes no mundo, sem ônus para o paciente e a família”.

Novidades do Prohosp

Durante a solenidade, o Governador Antonio Anastasia, anunciou a aplicação de R$ 735,2 milhões pelo Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais do SUS-MG (Pro-Hosp) neste ano. O anúncio foi feito durante a abertura do 3º Encontro Estadual de Saúde, no Expominas, em Belo Horizonte, quando assinou despacho governamental determinando que a Secretaria de Estado de Saúde (SES) tenha, por prioridade, a execução do Pro-Hosp 2013.

“O ProHosp é um programa muito bem-sucedido, que está comemorando dez anos de êxito e conseguiu mudar muito a estrutura de hospitais no interior do Estado. São 140 hospitais atendidos pelo Pro-Hosp e isso pôde diminuir o grande peso sobre os hospitais de Belo Horizonte. Nós queremos agora atingir cerca de 500 hospitais que atendem pelo SUS em todo o Estado. Reconheço que são muitos os desafios e precisamos, cada vez mais, ser criativos para melhorar a saúde pública”, afirmou o governador.
O Pro-Hosp já investiu cerca de R$ 1 bilhão em hospitais de todo o Estado desde a sua implementação. O programa é um dos mais importantes para o fortalecimento da gestão hospitalar em saúde pública, criado para melhorar as Redes de Atenção à Saúde Prioritária.

Selo comemorativo   

Durante o evento, foram lançados um selo e um carimbo dos Correios em comemoração aos dez anos do programa. A iniciativa foi acordada com o Correios, que irá comercializar cerca de 7 mil unidades do selo criado com a nova logomarca do programa em suas agências, além de ser usado também em todas as correspondências emitidas pelo SES em 2013. Haverá também carimbo que será usado nas correspondências durante trinta dias a partir de hoje. Após essa data, o carimbo irá para o museu do Correios, em Brasília.
Implantado em 2003, o Pro-Hosp tem como meta a melhoria da estrutura física e tecnológica das instituições de saúde, custeio das atividades, compra de insumos hospitalares e capacitação de pessoal. Tem como foco principal fazer com que o paciente se desloque o mínimo possível de seu município para receber assistência médica adequada, evitando que tenha que viajar grandes distâncias ou ser transportado para outros centros.

Fonte: Agência Minas

Grávidas serão vacinadas contra coqueluche a partir do 2º semestre de 2013

 

altMulheres grávidas vão passar a receber a vacina contra a coqueluche a partir do segundo semestre deste ano. A inclusão da DTPa (vacina tríplice acelular que protege contra difteria, tétano e coqueluche) ao calendário de imunização da gestante quer garantir que o bebê já nasça com alguma proteção contra a doença, evitando que a infecção ocorra antes dos 6 meses de idade.

Por meio de nota, o Ministério da Saúde explicou que negocia com dois produtores internacionais a aquisição das doses, com a possibilidade de transferência de tecnologia. Outra estratégia do governo é alertar os profissionais de saúde para que o diagnóstico da coqueluche seja feito de maneira precoce e que o tratamento adequado com antibióticos seja prescrito.

Ainda segundo a pasta, países europeus e os Estados Unidos têm registrado aumento de casos da doença desde 2010 – sobretudo entre crianças menores de 6 meses, que ainda não estão protegidas por completo pela vacina pentavalente.

“Outro ponto a ser considerado é que nem a vacinação nem a infecção conferem imunidade a longo prazo. Infecções em adultos podem acontecer. Por isso, a vacinação da gestante pode também evitar que ela seja a fonte de infecção para o seu filho, no período de vida em que ele ainda não esteja devidamente imunizado”, informou o ministério.

Dados do governo federal indicam que, em 2011, foram registrados 2.258 casos de coqueluche no Brasil. Desse total, 70% foram em menores de 1 ano. Em 2012, o número passou para 4.453 casos (aumento de 97%), sendo que 85% dos registros foram em menores de 6 meses.

Em 2011, 97,8% das crianças foram imunizadas contra a doença. Em 2012, a cobertura vacinal chegou a 88,78% (dados preliminares até novembro). A letalidade pela doença é baixa (2%). Em 2011, foram 56 óbitos. No ano seguinte, 74 mortes foram registradas.

Fonte: Ministério da Saúde

 

Casos de dengue no país aumentam 190% em 2013, diz governo

 

O Ministério da Saúde informou no dia 25 de fevereiro, que aumentou em 190% os casos notificados de dengue em todo o país. Segundo os números divulgados, entre 1º de janeiro e 16 de fevereiro de 2013, foram registrados 204.650 casos. No mesmo período de 2012 foram 70.489 notificações.

Os casos de mortes caíram no mesmo período, de acordo com o governo. Foram 33 óbitos entre janeiro e fevereiro deste ano, contra 41 no mesmo período de 2012.

Para o Ministério da Saúde, a elevação na quantidade de casos de dengue se deve à circulação de um novo tipo da doença, o DENV-4, um dos quatro sorotipos existentes no país.

Casos por estado e regiões*

  2012 2013 Variação (%)
SUDESTE 25.062 80.876 223
MG 3755 35.334 841
ES 1.445 9.013 524
RJ 16.398 14.838 -10
SP 3.464 21.691 526
SUL 423 12.420 2.836
PR 361 12.040 3.235
SC 30 172 473
RS 32 208 550
CENTRO-OESTE 8.984 80.976 801
MS 865 42.015 4.757
MT 3.791 10.765 184
GO 4.080 27.376 571
DF 248 820 231
NORTE 11.446 18.435 61
RO 514 3.711 622
AC 688 3.116 353
AM 1.883 4.866 158
RR 218 155 -29
PA 4.819 1.985 -59
AP 78 181 132
TO 3.246 4.421 36
NORDESTE 24.574 11.943 -51
MA 1.128 313 -72
PI 1.154 346 -70
CE 3.481 1.711 -51
RN 2.310 955 -59
PB 244 522 114
PE 6.837 476 -93
AL 2.316 378 -84
SE 835 199 -76
BA 6.269 7.043 12
BRASIL 70.489 204.650 190
* Fonte: Ministério da Saúde

 Dados indicam que essa cepa foi responsável por 52,6% das amostras verificadas nos casos confirmados.

"Um sorotipo em local onde nunca circulou encontra vários indivíduos suscetíveis. [...] Encontra um país todo suscetível. Atingiu municípios grandes, como Cuiabá, Campo Grande, Goiânia, Uberaba. Isso fez subir o número de casos", afirmou Jarbas Barbosa, secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

Oito estados concentraram 84,6% do total de casos no começo deste ano: Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Goiás, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Mato Grosso e Espírito Santo.

A pior situação, segundo o governo, ocorre em Mato Grosso do Sul. Enquanto em todo o país a incidência de casos é de 105,5 para cada grupo de 100 mil habitantes, no estado a taxa sobe para 1.677,2 casos a cada 100 mil habitantes. "A mensagem principal é de alerta. Estamos no verão e está tendo transmissão em todos os estados. Temos que redobrar a atenção", disse Jarbas Barbosa.

Epidemia
O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, destacou que cinco estados do país vivem uma epidemia de dengue: Mato Grosso do Sul, Goiás, Acre, Mato Grosso e Tocantins. É considerado estado de epidemia quando há incidência maior do que 300 casos a cada 100 mil habitantes.

"Temos epidemia em estados e municípios do país. Oito estados concentram 83% dos casos nessas primeiras sete semanas do ano. E aqueles lugares que não estão classificados como epidemia não podem reduzir os cuidados", disse o ministro.

Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) mostrou que, em janeiro deste ano, 267 municípios estavam em situação de risco para dengue e 487 em situação de alerta. Foram analisados, ao todo, 983 municípios.

Considerando as capitais, há risco de epidemia em Palmas (TO) e Porto Velho (RO). Estão em situação de alerta Belém (PA), Manaus (AM), Rio Branco (AC), Aracaju (SE), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Recife (PE), Salvador (BA), São Luís (MA), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Campo Grande (MS) e Goiânia (GO).

Imagem de arquivo mostra exemplar do mosquito Aedes Aegypt picando braço na Flórida de integrante do setor epidemiológico  (Foto: Wilfredo Lee/AP)Imagem mostra exemplar do mosquito Aedes
Aegypt
, transmissor da dengue
(Foto: Wilfredo Lee/AP)

       Casos graves e óbitos em queda
O governo divulgou ainda que houve retração na quantidade de casos graves e óbitos em razão da doença;

Entre 1º de janeiro e 16 de fevereiro de 2013 foram 324 casos graves contra 577 no mesmo período de 2012, número 44% menor.

Foram contabilizados ainda 33 mortos pela doença até fevereiro deste ano -- queda de 20% na comparação com o ano anterior, quando 41 pessoas morreram. "Os dados mostram o quanto a luta para reduzir casos de óbito e casos graves é permanente em todo o país", afirmou o ministro Alexandre Padilha.

Segundo o governo, a redução nos casos graves e óbitos se deve às medidas adotadas pelo Ministério da Saúde em parceria com estados e municípios, como capacitação de profissionais e reforço na área de vigilância à saúde.

Os sintomas da dengue são os mesmos para os quatro tipos da doença que circulam pelo país: febre alta, dores no corpo e nas articulações, vômitos, manchas vermelhas no corpo, entre outros.

Para Jarbas Barbosa, as famílias devem atentar para a forma de armazenamento da água nas residências. "É possível armazenar água de forma segura. Com menos de 15 minutos, é possível fazer a verificação de seu ambiente. Isso reduz a oferta de criadouros para que o mosquito da dengue não se multiplique."

Cuidados
Alexandre Padilha destacou, após a divulgação dos números, que a DENV-4 não é mais mortal que os demais tipos. No entanto, ele lembrou que quem já teve algum outro tipo da doença pode desenvolver um caso mais grave ao pegar um sorotipo diferente.

"Toda pessoa que já teve algum tipo de dengue, se pegar outro tem chance maior de desenvolver doença grave", lembrou. Segundo Padilha, as pessoas que já tiveram dengue devem procurar o serviço de saúde o mais rápido possível no caso de sintomas da doença.

Fonte: Minsitério da Saúde

Mesa Administrativa se reúne para discutir assuntos do Hospital

 

altNa última reunião ordinária da Mesa Administrativa, realizada no dia 19 de fevereiro, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC, estiveram reunidos os membros da Mesa, gestores e alguns representantes dos Irmãos Benfeitores da Santa Casa.

Durante a reunião, o provedor, Dr. Geraldo Couto, juntamente com a gestora financeira, Eliane Nunes, e o gestor de atendimento, Marcos Caetano, apresentou o posicionamento contábil e financeiro relacionado ao mês de dezembro de 2012. A gestora ressaltou que o resultado melhorou em relação a dezembro de 2011. “O movimento tem aumentado, principalmente nos últimos meses. Com essa demanda, há um aumento de funcionários, médicos plantonistas, exames e, com isso, a Santa Casa cresce, em todos os sentidos”, afirmou Eliane.

O provedor também destacou o relatório de auditoria. “Ficou firmado que o serviço será realizado trimestralmente dentro da Instituição e que, na última visita do auditor, realizada em fevereiro deste ano, vários pontos foram apresentados e as ações apontadas já estão em pauta para as Comissões buscarem recursos e soluções para acertarem as inconformidades”, disse Dr. Geraldo.

Ainda durante o encontro, foi apresentado o cronograma da evolução das obras, como a entrega do espaço para o serviço de Ressonância Magnética, que ocorrerá no final de fevereiro. Em março, a entrega da lanchonete. Em meados de maio, a conclusão do Bloco Cirúrgico e do Centro de Diagnóstico por Imagem. No início de março, a Unidade de Terapia Intensiva – UTI estará funcionando com dez leitos e será inaugurada, oficialmente, no final de março ou início de abril. No dia, haverá a presença do governador de Minas Gerais, Antônio Anastasia, o do secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge Souza Marques, além de outras autoridades do Estado.

Dr. Geraldo ainda colocou, durante a reunião, como o Estado, em especial a Secretaria de Estado de Saúde e a Gerência Regional de Saúde da Macrorregião, tem sido um parceiro indispensável para a Santa Casa de Formiga. “Podemos afirmar que estamos muito bem relacionados e apoiados pelo Estado. Essa união e integração são indispensáveis para o crescimento do Hospital”, diz. O provedor ainda afirma que, atualmente, a Santa Casa não é apenas para servir à população formiguense, e sim a população da Macrorregião Centro-Oeste, que atende mais de um milhão de habitantes.

Para finalizar, Dr. Geraldo ainda falou à Mesa sobre o processo jurídico que o médico Dr. Carlos Franco entrou contra a Santa Casa, o qual o profissional ganhou, em todas as instâncias, mas que o setor jurídico do Hospital irá recorrer. Falou, também, sobre uma lanchonete dentro do Hospital e que, para isso, será aberto um edital para a terceirização do serviço, dando preferência aos funcionários da Instituição. Por último, comentou sobre a nova central de oxigênio instalada e que, com essa iniciativa, a Santa Casa estima uma economia de até 30% de oxigênio, além de uma melhora na qualidade dos serviços hospitalares. Falou, também, sobre o novo serviço, o exame de Gasometria Arterial, que atenderá pacientes internados na UTI e pacientes atendidos no Pronto Socorro, por intermédio de convênios e particulares.

 

Compromisso e integração foram temas da reunião com Comitê Operacional

 

altNa manhã do dia 19 de fevereiro, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC, o provedor, Dr. Geraldo Couto, se reuniu com o Comitê Operacional para discutir assuntos de todos os setores da Instituição

O provedor pediu mais compromisso e integração por parte da equipe, em especial, do setor operacional do Hospital. Ele ressaltou, ainda, que todos devem ter mais dedicação e atenção, principalmente em relação aos Procedimento Operacional Padrão - POPs, sendo necessárias cobranças e persistência nas tarefas normalizadas.

Dr. Geraldo finalizou a reunião do Comitê Operacional reforçando que os encontros serão feitos de 15 em 15 dias, a partir de fevereiro, no horário das 08h30 às 09h30. Este ano, a pauta principal da equipe será a discussão para o melhor nivelamento do trabalho operacional, com o objetivo de atingir o máximo da Matriz de Responsabilidade. 

Nova central de oxigênio será instalada no Hospital

 

altO equipamento chegou à Instituição e técnicos da empresa Ox-Genium estiveram presentes para acompanhar a instalação da máquina.

De acordo com o provedor, Dr. Geraldo Couto, a Central de Oxigênio ou Central de Vácuo irá funcionar a partir do dia 25 de fevereiro, com a produção central vinda diretamente de dentro da Instituição. A estimativa é uma economia de até 30% de oxigênio, além de uma melhora na qualidade dos serviços hospitalares.

 A Central de Oxigênio ou bombas de vácuo rotativas de paletas em grafite garante excelente vedação e sucção, com baixo atrito, proporcionando alta qualidade.

 

Secretaria de Saúde divulga Informe Epidemiológico da Dengue

 

altDurante a sétima semana epidemiológica, que foi de 10 a 16 de fevereiro, foram notificados 17 casos suspeitos de Dengue, sendo que cinco pessoas colheram sorologia. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, cerca de 2.504 imóveis foram visitados e 848 recipientes tratados com larvicida. O número de casas abrangidas foi inferior ao de costume, devido ao feriado de Carnaval.

Na oitava semana, que vai de 17 a 23 de fevereiro, acontece o início da “Operação Limpeza”, com término previsto para 11 de março. Nesse trabalho, o mutirão de profissionais passará nos bairros, recolhendo todo material que possa acumular água, como garrafas, latas e vasilhas plásticas, nos terrenos baldios e lotes vagos. Além disso, também teve início, em 20 de fevereiro, na E. M. Benedita Gomide Leite, o “Projeto Escolas Contra a Dengue”, que promove um teatro interativo com os alunos. Hoje, 21, terá início a “Operação Tampa Pratinhos”, na área de abrangência do PSF Rosário. Agentes de saúde irão passar nas residências, para colocar areia em todos os pratos de plantas. O término do trabalho está previsto para 07 de março.

Segundo dados da Secretaria, durante a “Operação Limpeza”, os moradores devem recolher os materiais que possam acumular água nos quintais e colocá-los na esquina mais próxima das casas, para que os mesmos sejam recolhidos pelo caminhão da Recifor.

 

Exame de Gasometria Arterial é o mais novo serviço ofertado na Santa Casa

 

altDesde o dia 20 de fevereiro, a Santa Casa de Formiga oferta mais um serviço, o Exame de Gasometria Arterial.

O mesmo é voltado para pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva - UTI e pacientes atendidos no Pronto Socorro da Santa Casa, por intermédio de convênios e também particulares.

Todos os pacientes deverão ter uma solicitação médica para o exame. Em seguida, será realizada a coleta e o processamentodo material. A entrega do resultado ocorre em quatro minutos.

Capacitação

Nos dias 18 e 19 de fevereiro, a equipe da UTI, juntamente com o responsável técnico e gestor assistencial da Unidade, José Orlando Fernandes Reis, participou do treinamento técnico do aparelho, Cobas B 123, que realiza a medição de gases sanguíneos (Gasometria), íons e lactato.

O treinamento foi realizado pelo assessor científico, Fábio Luiz de Souza, da empresa Conceito Diagnóstico.

Gasometria Arterial

Refere-se a um tipo de exame de sangue colhido de uma artéria e que possui por objetivo a avaliação de gases (oxigênio e gás carbônico) distribuídos no sangue, do pH e do equilíbrio ácido-básico.

Na mesma amostra, podem ser dosados, ainda, alguns eletrólitos, como sódiopotássiocálcio iônico e cloreto, a depender do aparelho (gasômetro) utilizado.alt

Governador de MG confirma presença na inauguração da UTI Formiga

Governador Anastasia e Secretário de Saúde, Antônio Jorge, foram convidados pelo Deputado Federal Jaime Martins e Diretoria da Santa Casa para inauguração das obras

altUma das lutas mais ferrenhas do deputado federal Jaime Martins é a busca por apoio, investimentos e cada vez mais recursos para a Santa Casa de Formiga, no centro-oeste mineiro. Por isso, a agenda que o parlamentar cumpriu ontem (18) na Cidade Administrativa de Minas Gerais, junto ao Secretario de Estado de Saúde, Antônio Jorge e o Governador Antônio Anastasia, foi motivo de alegria e comemoração.  

Na companhia do Provedor da Santa Casa de Formiga, Geraldo Couto e do ex-vereador Cid Correa, Jaime Martins realizou formalmente o convite para que o Governo do Estado de Minas Gerais esteja presente na inauguração dos 10 leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e dos 05 Unidades de Cuidados Intermediários (UCI).

De acordo com Jaime Martins, o espaço físico e as obras de adequação e organização já estão concluídos. Pintura, piso, instalação elétrica, ar condicionado, divisão dos leitos e todo o acabamento necessário, dentro dos padrões de saúde exigidos pelos órgãos de fiscalização, como Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), estão prontos. “É uma grande alegria poder realizar este convite ao Governador Anastasia e também ao Secretário Antônio Jorge, pois ambos foram parceiros fundamentais destas obras. Assim como, o Dr. Geraldo Couto e do ex-vereador Cid Correa, parceiros de todos os momentos desta conquista. Nossa conversa hoje foi de pleitos e também de alegria, pois a UTI da Santa Casa de Formiga já esta pronta e nossa expectativa é inaugurá-la agora no próximo mês, no mais tardar, no inicio de abril. A data, o dia e horários exatos serão definidos nos próximos dias, pois iremos atender a agenda do Secretário Antônio Jorge e também ao Governador Anastasia. É possível que nesta mesma agenda, também possamos realizar a inauguração dos leitos de UTI do Hospital São Carlos em Lagoa da Prata, uma importante conquista também para nossa região. Nesse sentido, a despeito de muitas dificuldades que o setor da saúde enfrenta, estamos aqui construindo um verdadeiro cinturão de saúde e de recursos assistenciais em nossa região que com certeza trará maior qualidade de vida para nossa população”, relatou Jaime.

A UTI da Santa Casa de Formiga passa a contar agora com dez leitos, além de cinco da Unidade de Cuidados Intermediários (UCI). No total, são 15 dedicados a cuidados intensivos, para atender Formiga e toda a região.  “É uma alegria receber o Deputado Federal Jaime Martins, a Diretoria da Santa Casa de Formiga e as demais autoridades, pois é um momento de alegria. Receber esse convite é motivo de satisfação e iremos construir a agenda da inauguração nos dias a seguir. Dentro da nossa politica de descentralização da saúde, ou seja, de desafogar os grandes centros, iremos com muita alegria inaugurar esses 10 leitos de UTI e por isso quero aqui publicamente parabenizar o parlamentar e o Dr. Geraldo Couto pelo trabalho”, afirmou o Governador Antônio Anastasia, que também citou a inauguração dos 10 leitos de UTI no Hospital São Carlos em Lagoa da Prata. alt

De imediato, foram investidos cerca de R$3,4 milhões em parceria com o Governo do Estado de Minas Gerais (Construção e equipamentos para a UTI Neo Natal e Maternidade Regional de Alto Risco, bem como os equipamentos para a UTI Adulto) na Santa Casa de Formiga. Além disso, por meio de emendas e ação parlamentar do Deputado Federal Jaime Martins junto ao Governo Federal, foi alocado R$1,2 milhão para equipamentos do Bloco Cirúrgico, perfazendo o total de R$4,600 milhões para investimentos na unidade de saúde. Investimentos que com certeza irão atender Formiga e vários municípios circunvizinhos e da microrregião. “Estamos realizando um trabalho assertivo aqui na Santa Casa de Formiga e essa é mais uma etapa cumprida. Estamos no caminho certo, com as parcerias e apoios que nunca nos faltaram. Com o apoio do Deputado Federal Jaime Martins, Governo do Estado e Governo Federal, a Santa Casa de Formiga segue seu caminho de referencia de qualidade e prestação de serviços para toda a região centro-oeste e estado de Minas”, finalizou Dr. Geraldo Couto. 

 

Fonte: Informações e fotos da  Assessoria do Deputado Federal Jaiminho Martins 

Por: Elias Costa 

CCIH realiza treinamento de integração para novos funcionários

 

altDepois do encontro de ambientação, os novos funcionários da Santa Casa de Formiga, participaram de mais um treinamento de integração, desta vez orientados pela enfermeira da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH, Riquelme Pinheiro.

A enfermeira abordou a nova equipe do Hospital  sobre o controle de infecção,e enfatiza medidas simples como a higienização das mãos; as medidas de precaução e isolamento; imunização dos funcionários,e ainda sobre a correta segregação,acondicionamento,coleta e transporte dos resíduos gerados na Instituição.

Riquelme finaliza ressaltando que a CCIH está presente em todos os segmentos do Hospital.

 

Eros Biondini e autoridades da região visitam Santa Casa

altNa tarde do dia 15 de fevereiro, a equipe da Santa Casa Formiga, recebeu o Secretário de Estado de Esportes e Juventude, Eros Biondini, o vereador e presidente da Câmara Municipal de Arcos-MG, Halph Carvalho, o prefeito da cidade de Córrego Fundo, João Vaz e secretários da Fazenda, Educação e Saúde de Córrego Fundo também estiveram presentes na Santa Casa de Formiga. 

Na oportunidade os visitantes conheceram as futuras instalações da Unidade de Terapia Intensiva -UTI de 10 leitos que em breve será inaugurada.

Ainda durante o encontro o Prefeito de Córrego Fundo e equipe entregaram ao Secretário Eros Biondini alguns ofícios pleiteando recursos destinados à obras e atividades para o Esporte e Educação para a cidade vizinha de Córrego Fundo.

Houve ainda a presença de alguns gestores e membros da mesa administrativa da Santa Casa durante o encontro.
alt

Secretaria de Saúde distribui 10 mil testes rápidos para diagnóstico da dengue

 

altA Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) distribuiu 10 mil testes rápidos para diagnóstico da dengue no Estado. As regionais contempladas foram: Coronel Fabriciano, Diamantina, Divinópolis, Governador Valadares, Ituiutaba, Manhumirim, Montes Claros, Pirapora, Teófilo Otoni e Uberaba. Juntos, os municípios destas regionais reúnem mais de 80% do total dos casos confirmados em 2013 no Estado.

Com o objetivo de diagnosticar precocemente a dengue e identificar com maior rapidez casos ainda nos primeiros sintomas da doença, o teste rápido é realizado com algumas gotas de sangue, plasma ou soro do paciente que apresentar algum sintoma da doença. O resultado do teste é obtido em apenas 20 minutos.

Segundo a referência técnica do Programa de Controle da dengue da SES-MG, Ana Carolina Rabelo, o teste rápido possibilita o diagnóstico precoce da dengue, contribuindo nas ações de vigilância epidemiológica e de assistência ao paciente. “Com o teste é possível ampliar o monitoramento de circulação viral em Minas, identificar áreas com circulação de mais de um sorotipo viral e agilizar o processo de confirmação de casos suspeitos da doença”, explica.

Os testes estão sendo disponibilizados, de acordo com a demanda de cada município e da avaliação da Unidade Regional de Saúde. A fase inicial de implantação do teste buscou priorizar os municípios com histórico de elevados números de casos e registro de óbitos nos últimos anos. Outros municípios poderão ser incluídos à lista de contemplados segundo critérios epidemiológicos.

Fonte: Agência Minas

Horário de verão chega ao fim à meia noite de domingo, 17

 

altOs moradores da Bahia e das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deverão atrasar seus relógios em uma hora à 0h de domingo (17), com o fim do horário de verão. A medida tem como objetivo diminuir o consumo de energia nos horários de pico, aumentando a segurança do sistema.

A expectativa da ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) era economizar R$ 282 milhões. O valor é 56% maior que os R$ 180 milhões economizados no ano passado.

No Brasil, o horário de verão foi instituído pela primeira vez no verão de 1931/1932, pelo então presidente Getúlio Vargas. A medida é adotada sempre nesta época do ano por causa do aumento na demanda por energia, resultante do calor e do crescimento da produção industrial por causa do Natal. Nesse período, os dias têm maior duração por causa da posição da Terra em relação ao Sol, e a luminosidade natural pode ser mais bem aproveitada.

A mudança no horário ocorrerá, todos os anos, no terceiro domingo de outubro e terminará no terceiro domingo de fevereiro. Se a data coincidir com o domingo de Carnaval -como será em 2012-, o final do horário de verão é transferido para o próximo domingo.

Dicas para encarar a mudança

- Se você trabalha no dia seguinte, volte para casa cedo, mesmo sendo sábado de festa,

- Deite num ambiente escuro, silencioso e com temperatura agradável,

- Tente não consumir cafeína (presente no café ou no chimarrão) antes de ir deitar, pois são bebidas estimulantes,

- Deite num ambiente escuro, silencioso e com temperatura agradável,

- Iluminar o quarto ao amanhecer ajuda a driblar o sono, nos primeiros dias após o fim do horário de verão,

- Não faça exercícios intensos, principalmente após as 21h00, porque será mais demorando para dormir,

- Tente não comer demais no jantar, nem dormir sem comer;

- Não tome banho muito frio e nem muito quente

Ressonância Magnética: Santa Casa se prepara para a instalação da Gaiola de Faraday

 

altNos próximos dias, a Santa Casa de Formiga receberá a Gaiola de Faraday para o Sistema de Ressonância Magnética, que será um dos mais novos serviços prestados pelo Hospital.

A Gaiola de Faraday evita que as imagens do sistema possam ser distorcidas pela interferência do exterior. A gaiola reveste as paredes da sala com painéis de cobre ou de metal, tipo sanduíche ou bandeja. Com a sala blindada, o equipamento de ressonância reduz todo o possível efeito de campos magnéticos gerados pelo sistema de ressonância magnética, para que eles não interfiram em áreas próximas. É conseguido, através da colocação estratégica de placas de aço-silício, de acordo com as características e disposição do equipamento.

As obras e o atendimento para o Centro de Diagnóstico por Imagens devem ficar prontas ainda no primeiro semestre de 2013.

alt

 

 

Santa Casa poderá digitalizar imagens de Raios-X

 

altSerá apresentado como assunto de pauta, na próxima Reunião Ordinária da  Mesa Administrativa, no dia 19 de fevereiro, a proposta de digitalização dos Raios-X na Santa Casa.

A iniciativa é para aprimorar o serviço e garantir um diagnóstico mais rápido e eficaz das imagens.

Digitalização

Os Raios-X digitalizados não utilizam filmes ou produtos químicos para revelação. O equipamento possui uma placa de fósforo, semelhante à de um scanner, que digitaliza a imagem obtida.

Essa imagem de alta definição é enviada diretamente ao computador do médico, agilizando o atendimento e possibilitando ajustes finos, que permitem um diagnóstico mais preciso. As imagens digitalizadas ficam arquivadas no banco de dados do Hospital, à disposição do paciente, quando houver necessidade.

Atualmente, a Santa Casa oferece o serviço convencional, que é realizado no Centro de Diagnóstico por Imagem. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, no horário das 07h00 às 19h00, e urgência de 24 horas.alt

Santa Casa de Formiga faz parte da proposta operacional da Macrorregião Oeste

 

Santa Casa será representada pelo provedor, que participará, diretamente, da proposta operacional para o diagnóstico hospitalar de 2013

 

altNo próximo dia 19 de fevereiro, terá início, nos 34 hospitais da Macrorregião Oeste, um trabalho de assistência hospitalar. O mesmo será realizado por uma comissão, da qual o provedor da Santa Casa de Formiga, Dr. Geraldo Couto, será representante.

Também fará parte da comissão Dr. Ubiratan Domingues e Dr. Alessandro Garcia (representando o Ministério Público); a superintendente regional de Saúde, Kênia Silveira Carvalho Damásio (representando a Gerência Regional de Saúde – GRS); a coordenadora de regulação da GRS, Rosângela Lara Cândida dos Reis (representando a GRS); o coordenador central da Macrorregional de Regulação Assistencial, Dr. Cláudio Fernandes de Castro; e o coordenador de Vigilância Sanitária, Alan Rodrigo da Silva. O Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais – COSEMS será representado por Márcia Aparecida Nogueira Pivato e o Colegiado Microrregional de Conselhos Municipais de Saúde, por Neide Maria Costa.

A comissão irá traçar um diagnóstico da atual assistência hospitalar da Macrorregião, com uma avaliação sucinta a respeito da estrutura física e em caráter descritivo sobre recursos tecnológicos/equipamentos, recursos humanos, assistência de forma quantitativa, recursos financeiros recebidos e números de procedimentos executados, e os serviços que ela oferece, tanto para a população própria quanto de referência. Pretende-se, com base nas informações colhidas, identificar a resolutividade de cada hospital para sua região de saúde, perfil das mesmas e possível vocação.

Para o provedor da Santa Casa, representar a Instituição nessa proposta da Macrorregião é um reconhecimento do trabalho desenvolvido nos últimos tempos, pela equipe da Santa Casa de Formiga. “Para nós, é uma honra participar, estarmos envolvidos e dentro desse trabalho. É mostrar como a Santa Casa evoluiu e reforçar seu papel, que tem sido fundamental e de grande  importância dentro da Macro para a prestação de serviços na área da saúde”, comentou Dr. Geraldo Couto.

O provedor ainda ressaltou que, com o diagnóstico em mãos, será possível não apenas ajudar os outros hospitais como também observar como a Santa Casa pode crescer com a experiência de outros.

A visita da comissão a Formiga, na Santa Casa, está agendada para o dia 08 de março deste ano.

 

 

Provedor fala sobre obras e planejamento de 2013 em programa de rádio

 

altEm um bate papo com o radialista Jaime Mendonça, o provedor da Santa Casa de Formiga, Dr. Geraldo Couto, esteve presente, na manhã do dia 08 de fevereiro, na Rádio Líder (102,5 FM), para falar sobre a finalização das obras da Unidade de Terapia Intensiva – UTI, que, em breve, será inaugurada com dez leitos, e também o planejamento do Hospital para de 2013.

O radialista começou a entrevista perguntando ao provedor sobre a evolução da Santa Casa nos últimos tempos e ainda sobre a situação da dívida de quase 400 mil reais que a Prefeitura tem para com o Hospital, referente aos serviços prestados em meados de 2012. Segundo Jaime, a população está apreensiva e preocupada com o possível cancelamento dos atendimentos, principalmente em relação ao serviço de obstetrícia.

O provedor relatou que as obras estão a todo vapor. “Estamos fazendo o possível para terminar tudo em tempo hábil! Para isso, contamos com grandes apoios, principalmente do Deputado Federal Jaiminho Martins, que não tem medido esforços para nos ajudar, principalmente na implantação da UTI e também da UTI Neonatal e da Maternidade Regional, que, até o início de 2014, estará funcionando. Ainda este ano, teremos o serviço de ressonância magnética, o Bloco Cirúrgico e o Centro de Diagnóstico por Imagem, que estão em fase final de ampliação e reforma.” O provedor falou também sobre como a equipe do Hospital e a Mesa Administrativa estão felizes com o reconhecimento regional e como o Hospital tem crescido nos últimos meses e até tornado-se referência em cirurgias ortopédicas. “Quanto ao possível cancelamento dos serviços prestados junto a convênios com a Prefeitura de Formiga, já estamos negociando e afirmo que a Santa Casa não tem, e nunca teve, interesse de cancelar, nosso compromisso é servir e cuidar da população ou de quem precisar. Fiquei muito surpreso e feliz em saber que começamos, junto à atual administração, com um bom relacionamento, isso é muito importante! Nunca tivemos uma reunião com o secretário municipal de Fazenda, o que já foi possível, em uma conversa franca. Isso mostra transparência e, de fato, interesse do prefeito Moacir Ribeiro, além de sua dedicação e prioridade com a saúde”, comentou o provedor, durante a entrevista.

O radialista ainda perguntou ao provedor qual seria sua opinião sobre o possível Hospital Regional que o prefeito Moacir Ribeiro quer fazer em Formiga. O provedor e médico deixou claro que sua resposta seria uma opinião dele. “Como médico e provedor, vejo que é um sonho ousado do prefeito. Sabemos que construir um hospital não é fácil! Aliás, construir, todo mundo constrói, o problema maior da saúde é a manutenção, que é caríssima. A Santa Casa tem 120 anos. Agora que podemos dizer que estamos 'decolando', o custo mensal chega a mais de R$1.300.000,00. Acredito que tornar a Prefeitura parceira da Santa Casa seja uma melhor escolha. Se for bem administrado e planejado, a Prefeitura, junto à Santa Casa, consegue oferecer uma saúde de referência à população formiguense. Então, vejo dessa forma, nos unirmos para melhor atendermos”, comentou.

Antes de finalizar a entrevista, Dr. Geraldo Couto agradeceu ao radialista a oportunidade de levar a público como a Santa Casa de Formiga evoluiu e agradeceu, em especial, ao povo formiguense, pela compreensão e apoio, durante os últimos três anos de construção, reformas e ampliações dentro do Hospital. “Não é fácil para um doente, num leito de Hospital, sentir, ao seu lado, construção, poeira, barulho. Tivemos que passar por isso e ainda estamos passando. Quem vai à Santa Casa pode conferir e ver como estamos trabalhando”, disse o médico.

 

 

 

 

 

 

Santa Casa recebe doação de 70 camisolas hospitalares

 

altHá pouco tempo, uma iniciativa voluntária e beneficente, de familiares e amigos da senhora Vera Lúcia Corrêa Amim Costa, fizeram uma grande doação ao Hospital. Mais de 200 jogos de lençóis personalizados foram doados à Instituição.

A iniciativa dos amigos não parou por aí! Dessa vez, os doadores entregaram ao setor de Rouparia, 70 camisolas hospitalares, todas personalizadas com o emblema do Hospital.

De acordo com a coordenadora do setor, Célia Vilela, toda doação é muito bem-vinda. “O uso de lençóis, fronhas e camisolas são intensos e, devido à grande demanda, em pouco tempo, estão desgastadas.”

A Administração do Hospital afirma que qualquer doação é bem recebida dentro da Santa Casa e é sempre uma alegria receber esse carinho da comunidade. 

Representantes da Prefeitura e do Hospital discutem como regularizar repasses dos convênios

 

Na tarde do dia 06 de fevereiro, o provedor da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto; a gestora financeira, Eliane Nunes; e representantes da Prefeitura Municipal – secretário de Fazenda, Antônio Carlos de Alvarenga; controlador municipal, Cleuton Lima; responsável pelo Departamento de Orçamento, Everaldo Alves Pacheco; e diretora do Departamento de Tesouraria, Maria Cristina de Oliveira –estiveram reunidos na Santa Casapara discutir sobre a regularização da dívida que a Secretaria Municipal de Saúde, no valor de 393.600 reais, tem para com o Hospital. O valor é referente aos convênios e serviços prestados, como fisioterapia, plantão médico e sobreaviso (ginecologia, obstetrícia, ortopedia, pediatria, anestologista), pela Instituição, desde meados de 2012.

Durante o encontro, foi discutido como as Instituições podem resolver a situação, de forma que o povo não fique prejudicado. Conforme o secretário de Fazenda, Antônio Carlos de Alvarenga, a equipe da Secretaria da Saúde teria uma reunião, junto à equipe da Procuradoria Municipal, para verificar uma melhor forma de realizar os repasses ao Hospital. “Vamos fazer a vontade do prefeito Moacir Ribeiro, que é não deixar o povo sem atendimento, principalmente na área da saúde”, comentou o secretário.

De acordo com o provedor, Dr. Geraldo Couto, Administração, Mesa Administrativa e Corpo Clínico da Instituição querem prestar os serviços ao município. “Estamos à disposição da sociedade formiguense, em relação à prestação de serviços ligados à saúde, principalmente os de urgência e emergência”, comentou.

No dia 25 de janeiro, numa outra reunião realizada no Gabinete do prefeito, junto à equipe administrativa da Secretaria de Saúde, ficou firmado entre as Instituições o compromisso com a prestação de serviços em saúde, para mais 60 dias, até a renovação do contrato ou criação de um novo documento.

 

 

 

Deputado Federal Jaiminho Martins celebra conclusão das obras da UTI na Santa Casa Formiga

Unidade passa a contar agora com dez leitos de UTI, além de cinco leitos de Unidade de Cuidados Intermediários – UCI

altFalta muito pouco para que os dez leitos da Unidade de Terapia Intensiva - UTI da Santa Casa de Formiga possam ser utilizados. O espaço físico e as obras de adequação e organização já estão concluídos. Pintura, piso, instalação elétrica, ar condicionado, divisão dos leitos e todo o acabamento necessário, dentro dos padrões de saúde exigidos pelos órgãos de fiscalização, como Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, já estão prontos.

Em entrevista, o Deputado Federal Jaime Martins celebrou a conclusão das obras. “Fico feliz com a conclusão das obras, pois teremos agora condição de prestar um serviço de excelência aqui. É obvio que faço votos de que ninguém, de que nenhuma família necessite utilizar os serviços da UTI, mas estamos investindo e criando uma rede de proteção e prevenção. Discriminadamente, estão sendo investidos cerca de R$3,4 milhões em parceria com o Governo do Estado (Construção e equipamentos para a UTI Neo Natal e Maternidade Regional de Alto Risco, bem como os equipamentos para a UTI Adulto). Além disso, por meio de nossa ação e emendas parlamentares junto ao Governo Federal temos cerca de R$1,2 milhão para equipamentos do Bloco Cirúrgico, perfazendo o total de R$4,600 milhões para investimentos na unidade de saúde. Investimentos que com certeza irão atender Formiga e vários municípios circunvizinhos e da microrregião. Em breve, estaremos aqui para realizar a inauguração desta importante obra", informou Jaiminho Martins.

De acordo com a Gestora Administrativa da Santa Casa de Formiga, Luísa Coelho, o que falta para o pronto funcionamento da UTI é a instalação de parte dos aparelhos da unidade. “A verba já foi liberada, faltam apenas os detalhes burocráticos, para a aplicação. Assim que o dinheiro estiver na conta do Hospital, compraremos os equipamentos. Está tudo pronto, até os orçamentos e cotações dos aparelhos”, disse Luísa.

A UTI da Santa Casa de Formiga passa a contar agora dez leitos de UTI, além de cinco leitos de Unidade de Cuidados Intermediários – UCI. No total, são quinze leitos dedicados a cuidados intensivos, para atender Formiga e região. Atualmente, a Santa Casa conta com 101 leitos e existe um Plano Diretor de Crescimento, que poderá ampliar as atividades do hospital e oferecer 300 leitos.

Estado lança campanha de conscientização do uso de preservativo no Carnaval


Festa das mais populares do mundo, o Carnaval é também momento em que as pessoas ficam mais vulneráveis às doenças sexualmente transmissíveis, entre elas a AIDS. Para alertar sobre este risco, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais – SES/MG - começou a divulgar em diversos meios de comunicação a campanha de conscientização da doença que estimula o uso de preservativo.Intitulada “Nesse Carnaval, se prepare que eu vou usar!”, a ação conta com postais, abadás e adesivos, outdoor, mídia digital em vários portais eletrônicos e mídia nas rodoviárias e metrôs, além de uma marchinha de carnaval sobre o tema, que será divulgada em rádios por todo o Estado. Ao todo, neste mês, serão fornecidos 5 milhões de preservativos e distribuídos 1,5 milhão de folders e 1 milhão de adesivos alusivos.

Eles serão entregues por mobilizadores em dezenas de cidades mineiras, entre elas as mais movimentadas neste período como: Ouro Preto, Mariana, Diamantina, Pompéu, São João del-Rei, Tiradentes, Capitólio, Escarpas do Lago, Januária, Prados, São Sebastião do Paraíso, Abaeté. “Na empolgação da comemoração, as pessoas têm o costume de se excederem, principalmente no uso abusivo do álcool, tornando-se bem mais vulneráveis às doenças sexualmente transmissíveis e à AIDS”, diz a coordenadora do Programa Estadual de DSTs e AIDS, Fernanda Junqueira.

Informação nas estradas

A SES/MG, em parceria com a Polícia Militar, a Secretaria de Estado de Esportes e Juventude e a Secretaria de Estado de Turismo, também fará blitze nas entradas das cidades com histórico de Carnaval de rua, distribuindo folheteria e preservativos sobre o tema. O material informativo está sendo distribuídos para todas as 28 Superintendências e Gerências Regionais de Saúde que distribuirão para os municípios de sua jurisdição e também para as 50 instituições da Sociedade Civil do Estado, que farão atividades de prevenção nas ruas e em suas instituições.

Ainda antes da folia, no dia 6 de fevereiro, acontece o lançamento da campanha em um evento intersetorial, na Cidade Administrativa de Minas Gerais, com ações de várias secretarias. Em stand da SES, haverá material informativo, adesivos e dois personagens do imaginário popular (uma noiva e uma camponesa), com roupas de camisinhas, distribuindo-as para as pessoas que circularem pelo espaço.

Dados epidemiológicos

Dos 34 mil casos registrados no Estado desde 1983, 22.957 (67,52 %) são casos notificados em homens e 11.042 (32,48 %) casos em mulheres.  A maioria dos casos de AIDS está concentrada na faixa etária de 20 a 34. São 15.115 casos notificados nessa faixa etária, o que significa 44,5 % dos casos. Na faixa etária que vai de 35 a 49 anos são 13.231 casos, outros 39 % dos casos notificados. De < 01 a 09 anos somam 675 casos (2 %) e entre 10 e 19 anos outros 558 casos (1,90 %).  Na população acima de 50 anos são hoje um pouco mais de 4.200 mil casos notificados (12,60%).

Do total de notificações, na transmissão vertical – via perinatal, contabiliza-se 624 casos de AIDS em crianças. De 2010 a janeiro de 2013, a Secretaria de Estado de Saúde possui registro de 50 crianças com AIDS. No que se refere à categoria de exposição, os casos ainda estão concentrados nos heterossexuais, que contabilizam 17.420 casos notificados (51,23 %).

Entre os homossexuais as notificações somam 5.286 (15,55%); e entre os bissexuais são 2.777 casos (8,17%). Os hemofílicos, os ignorados, os usuários de drogas injetáveis, bem como as pessoas que se submetem a transfusão de sangue e acidentes com material biológico somam 8.517 casos de AIDS (25,05%).

O Programa de AIDS

A rede estadual de atendimento às pessoas que vivem com AIDS é constituída por 54 municípios que recebem incentivo financeiro fundo a fundo do Ministério da Saúde para ações de prevenção e assistência às DSTs e a AIDS.

Além disso, uma rede de laboratórios dá sustentação ao diagnóstico do Vírus da Imunodeficiência Humana – HIV.  Há os Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA), os Serviços de Atendimento Especializados (SAE) e as Unidades Dispensadoras de Medicamentos (UDM), que fazem a coleta de sangue, aconselhamento pré e pós-teste, acompanhamento multidisciplinar ao paciente e distribuição de medicamentos: antirretrovirais, para as infecções oportunistas, para o tratamento da Lipoatrofia e Lipodistrofia facial e para as doenças sexualmente transmissíveis - DSTs.

A Coordenação Estadual também credencia e capacita outros serviços que são portas de entrada para o atendimento de vitimas de violência sexual, de acidentes com materiais biológicos /Biossegurança e maternidades por todo o Estado para o atendimento das gestantes HIV positivas, reduzindo assim a transmissão vertical (de mãe para filho).

Fonte: Agência Minas

Secretaria de Saúde realizará Mutirão de Coleta de Sangue para controle da Leishmaniose

 

altA Secretaria Municipal de Saúde, obedecendo ao Programa de Controle de Leishmaniose, realizará no próximo dia 22, um Mutirão de Coleta de Sangue de cães e gatos. O programa necessita que seja atingida uma quatidade considerável para amostragem.

O Mutirão será realizado no dia 22 de fevereiro, de 09h00 às 16h00. Interessados podem levar seus animais de estimação nos seguintes endereços:

- VetCenter – Rua Nenê Belo, 120 – Quinzinho (Dr. Euller)

- Pet Shop e Veterinária São Francisco de Assis – Av. Abílio Machado, 82 – Sagrado Coração de Jesus ( Dra. Dayane)

- Espaço Animal – Av. Dr. Henrique Braga, 98 – Centro (Dra. Luciene)

- Clínica Veterinária Mimosa – Av. Paulo Lins, 321 - Centro

- Pet Shop e Veterinária Tô Limpinho - Rua Vereadora Maria Hilda - Centro (Dra. Mônica)

Mais informações na Secretaria Municipal de Saúde pelo telefone (37) 3329-1165.

Secretaria de Saúde cria programação especial de combate à Dengue

 

altPara enfrentar o alto índice de infestação do mosquito transmissor da Dengue na cidade, a Secretaria Municipal de Saúde organizou uma programação especial, com ações que têm como objetivo alertar o povo quanto à importância de adotar medidas para a prevenção da doença.

Dentre as atividades, está o desfile de um Bloco Carnavalesco. No dia 08 de fevereiro, sexta-feira, às 8h00, profissionais da pasta sairão da Rua Barão de Piumhi (em frente ao Kit Sacolão), rumo à Praça Getúlio Vargas. O evento contará com o apoio da Secretaria de Cultura, SAAE, Equipes de PSF – Programa de Saúde da Família, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Secretaria de Trânsito e comerciantes locais. Ainda no dia 08, entre 14h00 e 19h00, um Pedágio Educativo será realizado no Terminal Rodoviário.

Na sexta-feira, dia 01 de feveiro, profissionais da Secretaria de Saúde participarão de um encontro com os diretores das escolas municipais. Na ocasião, algumas ações específicas, voltadas para os alunos, serão traçadas pelas equipes da Saúde e da Educação. Palestras e teatros relacionados aos cuidados e aos perigos da doença serão realizados nas instituições de ensino públicas e privadas.

Uma parceria com os meios de comunicação da cidade também será feita, para que todos os órgãos possam colaborar, incentivando a população formiguense a tomar iniciativas de prevenção contra a Dengue.

Uma Troca Ambiental, em parceira com a Recifor, será feita em bairros de maior risco da cidade. Dessa forma, a população poderá trocar materiais descartáveis, que podem vir a se tranformar em criadouros do mosquito, em sabão.

Uma Operação Tampa Pratinhos será promovida, em todos os bairros de Formiga, gradativamente. Durante a ação, a equipe de epidemiologia irá colocar areia nos pratos e vasilhas que contêm plantas nas residências.

Entre 18 de fevereiro e 11 de março, uma Operação Limpeza será feita também em todos os bairros. Profissionais da Secretaria de Saúde e da Recifor sairão às ruas, munidos de sacos de lixo, fazendo a coleta de lixos espalhados pelas vias.

Um Alerta de Som irá percorrer a cidade, alertando a população dos riscos e dando informações sobre a prevenção da Dengue.

Todas as ações foram pensadas no intuito de evitar que o LIRA (Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti), que, atualmente, está em 8,6 em Formiga, não aumente. A intenção é esgotar os focos da doença com a ajuda da população, já que o maior índice encontrado pelos profissionais da equipe de endemias é dentro das casas. Portanto, a Secretaria de Saúde pede que todos ajudem nesse combate, tomando as medidas indicadas e também participando as manifestações que estão sendo organizadas. Outro pedido feito é que todos os casos de suspeita de Dengue sejam informados, pois só assim é possível formalizar as confirmações e traçar as medidas corretas contra o mosquito.

Coletiva

Na manhã de quinta-feira, 31, uma coletiva de imprensa foi realizada na Secretaria de Saúde. Representantes de vários órgãos compareceram, entre rádio, televisão e mídias impressa e eletrônica. A secretária adjunta da Saúde, Maria Inês Macedo, e a enfermeira e agente de controle de endimas, Ariane Costa, falaram aos jornalistas sobre as ações que serão tomadas em Formiga e também dos cuidados para prevenir a doença e medidas para os que já se encontram infectados ou com suspeita.

Principais medidas

Dentre as principais medidas contra a Dengue, estão:

Evitar água parada;

Manter totalmente fechados cisternas, caixas d'água e reservatórios provisórios;

Não acumular latas, pneus e garrafas;

Encher, com areia ou pó de pedra, pratos de plantas, poços desativados ou depressões de terreno;

Não despejar lixo em valas, valetas, margens de córregos e riachos, mantendo-os desobstruídos;

Não cultivar plantas aquáticas.

Fonte: Secom

Secretaria de Saúde afirma que maioria dos focos da dengue está dentro das casas

É alarmante a situação da dengue em Formiga. Um levantamento feito pela Secretaria Municipal de Saúde mostra que o risco de infestação da cidade é bastante alto. E o maior número de focos está dentro das residências, e não em lotes vagos, como supõe grande parte da população. Os criadouros mais frequentes são: vasos e pratos de plantas e bebedouros de animais. Os pneus também são grandes vilões.

Para medir o índice de infestaaltção de um determinado local, é feito o LIRAa (Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti). Ele é dividido em três níveis: de 0 a 0,9, o risco de infestação é considerado baixo; entre 1,0 e 3,9, o risco é médio; para que o risco de infestação seja considerado alto, o índice precisa estar acima de 4. Em Formiga, ele está em 8,6.

A região onde foi encontrado o maior número de focos abrange os bairros Maringá, Sousa e Silva, Saudade, Ouro Negro, Sagrado Coração de Jesus e adjacências. Nesses locais, o LIRAa já ultrapassa 17. O levantamento que apontou os índices foi feito de 14 a 17 de janeiro, em 1809 imóveis.

Para conter o avanço da doença, a Secretaria de Saúde realiza um trabalho ininterrupto. Visando a uma melhor organização das ações, a cidade foi divida em quatro regiões. Nelas, estão distribuídos 50 agentes, que são os responsáveis pelo trabalho de eliminação dos focos. “O problema é que as pessoas não mudam seus hábitos. Isso dificulta bastante o trabalho. A solução do problema da dengue em Formiga está praticamente nas mãos da população”, comentou a diretora de epidemiologia da Secretaria, Ana Carolina Castro Oliveira.

A diretora garantiu que todas as medidas para reduzir esses números estão sendo tomadas, o que inclui a contratação de mais agentes da dengue, uma das primeiras ações da atual administração.

A assistente de saúde, Vânia Pulhez dos Santos Sales, ressaltou também a importância de a população entrar em contato com a secretaria sempre que surgir qualquer suspeita de contaminação pela dengue. Essa atitude deve ser tomada ainda que o exame tenha sido feito em laboratório particular. “Mesmo que a doença ainda não seja confirmada, é importante que a população e que os médicos nos informem da ocorrência para que possamos intensificar as ações na região onde a pessoa mora, visando a ‘bloquear’ o mosquito transmissor da dengue.”

Fonte: Secom

Prefeitura de Formiga manterá parceria com a Santa Casa

 

altNa tarde do dia 25 de janeiro, o provedor da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto; a gestora administrativa, Eliane Nunes; e o representantedo Corpo Clínico, Dr. Carlos Eduardo Sene Moraes, estiveram reunidos no gabinete do prefeito de Formiga, Moacir Ribeiro, juntamente com o secretário municipal de saúde, Rafael Alves Tomé (interino), a equipe de saúde municipal; e a equipe da Gerência Regional de Saúde – GRS, formada pela superintendente regional, Kênia Silveira Carvalho Damásio, Rosângela Cândida Lara Reis e Dr. Cláudio Fernando Castro; além do promotor de Justiça, Dr. Marco Aurélio Carvalho.

Em pauta, foram apresentadas as pendências administrativas que a Prefeitura de Formiga, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, tem com o Hospital, as quais representam um saldo devedor no valor de mais de R$ 393 mil reais, e discutida a possível renovação dos convênios.

De acordo com o provedor, Dr. Geraldo Couto, Administração, Mesa Administrativa e Corpo Clínico da Instituição quer prestar os serviços ao município. “Estamos à disposição da sociedade formiguense, em relação à prestação de serviços ligados à saúde, principalmente os de urgência e emergência”, comentou.

 

Segundo o prefeito, Moacir Ribeiro, a área da saúde é prioridade em sua gestão e, portanto, o mesmo fará tudo o que for preciso para não deixar o povo sem atendimento. “Vamos fazer tudo para não deixar os formiguenses sem atendimento seja com a Santa Casa ou com quem for. A minha intenção é a construção do Hospital regional em nossa cidade, farei o que for preciso para concluir este meu sonho e o sonho dos formiguenses”, comentou o prefeito.

 

Conforme o promotor de Justiça, Dr. Marco Aurélio Carvalho, o melhor para a sociedade formiguense, é que a Secretaria Municipal de Saúde e a Santa Casa de Formiga cheguem a um acordo, para que todos saiam ganhando. “Agora, o mais importante é a manutenção da parceria e também deve ser intensificada a fiscalização, por parte de convênios e dos serviços prestados por ambas”, disse o promotor.

Antes de finalizar o encontro, a superintendente da GRS, Kênia Damásio, disse que o Estado está à disposição do município e da Santa Casa já que deseja, e muito, contribuir para o crescimento e otimização da saúde na cidade.

Ao final da reunião, firmou-se, novamente, a parceria entre a Santa Casa de Formiga e a Secretaria Municipal de Saúde. Além disso, oficializou-se a prorrogação dos contratos vencidos para mais 60 dias, até a renovação ou criação de um novo contrato.

 

 

Equipe da GRS visita dependências da Santa Casa de Formiga

 

altApós uma reunião, realizada na tarde do dia 25 de janeiro, no gabinete do prefeito de Formiga, Moacir Ribeiro, o provedor do Hospital, Dr. Geraldo Couto, juntamente com a gestora administrativa, Eliane Nunes, e o gestor de atendimento, Marcos Caetano, acompanharam a equipe da Gerência Regional de Saúde – GRS de Divinópolis, formada por Kênia Silveira Carvalho Damásio, Rosângela Cândida Lara Reis e Dr. Cláudio Fernando Castro, numa visita às dependências da Santa Casa.

Na oportunidade, os representantes da GRS conheceram as obras de ampliação e reforma dentro da Instituição. Puderam acompanhar, também, a finalização da Unidade de Terapia Intensiva – UTI, que, em poucos dias, estará atendo com mais cinco leitos, totalizando dez leitos de UTI e mais cinco leitos de Unidade de Cuidados Intermediários – UCI. No total, são quinze leitos dedicados a cuidados intensivos, para atender Formiga e região.

Durante o percurso, o médico da GRS, Dr. Cláudio Castro, ficou admirado em ver como a Santa Casa de Formiga evolui e tem certeza de que a Instituição está entre os melhores hospitais do Centro-Oeste.

A superintendente, Kênia Damásio, também afirmou que, com essa evolução, a saúde no município de Formiga, através da Santa Casa, só tem a ganhar. “Estaremos sempre à disposição de Formiga, para oferecer o melhor em relação à área da saúde”.

 

 

Obra da UTI é finalizada na Santa Casa

 

altFalta pouco para o atendimento com dez leitos na Unidade de Terapia Intensiva - UTI da Santa Casa de Formiga ser iniciado. Espaço físico e obra já estão concluídos. Pintura, piso, instalação elétrica, ar condicionado, divisão dos leitos e todo o acabamento necessário, dentro dos padrões de saúde exigidos pelos órgãos de fiscalização, como Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa,  estão prontos.

De acordo com a gestora administrativa, Luísa Coelho, o que falta para o funcionamento completo da UTI é a instalação dos aparelhos da Unidade. “A verba já foi liberada, faltam apenas os detalhes burocráticos, que, infelizmente, não estão diretamente ligados à Santa Casa. Assim que o dinheiro estiver na conta do Hospital, compraremos os equipamentos. Está tudo pronto, até os orçamentos e cotações dos aparelhos”, disse Luísa.

A UTI da Santa Casa Formiga possuirá dez leitos, além de cinco leitos de Unidade de Cuidados Intermediários – UCI. No total, são quinze leitos dedicados a cuidados intensivos, para atender Formiga e região.

 

 

Secretaria de Saúde realiza “Semana da Mancha”

 

altDe 21 à 25 de janeiro, a Secretaria Municipal de Saúde realiza um trabalho em todo município em comemoração ao Dia Mundial da Hanseníase (25 de janeiro). Durante essa semana, que foi denominada “Semana da Mancha”, profissionais da Saúde estarão nas ruas e Unidades Básicas de Saúde de Formiga, orientando a população sobre os sinais e sintomas na Hanseníase e as formas de tratamento.

Nesta segunda-feira, 21, uma equipe da Secretaria esteve durante todo o dia na Praça Getúlio Vargas orientando as pessoas e realizando uma panfletagem com informações sobre a Hanseníase. Além disso, as UBS realizaram um trabalho especial, realizando exames para identificar a doença. Os agentes de saúde, durante as visitas às residências, também prestaram este serviço de orientação.

O objetivo da “Semana da Mancha” é sensibilizar a população para a importância de avaliar manchas com perda ou dimuição da sensibilidade que são os principais sinais da hanseníase. Além de detectar e tratar precocemente a hanseníase na forma paucibacilar, quando o paciente não apresenta alterações de sua capacidade física.

Hanseníase

A hanseníase é uma doença infecciosa, crônica, de grande importância para a saúde pública devido à sua magnitude e seu poder incapacitante, atingindo principalmente a faixa etária economicamente ativa. A doença comete principalmente a pele e os nervos periféricos, mas também manifesta-se como uma doença comprometendo articulações, olhos, testículos, gânglios e outros órgãos.

Como se trata a Hanseníase

O tratamento da Hanseníase é feito nos serviços de saúde. Pode durar de 6 a 12 meses, se seguido corretamente.

Os comprimidos devem ser tomados todos os dias em casa e uma vez por mês no serviço de saúde. Também fazem parte do tratamento de Hanseníase, exercícios para prevenir incapacidades e deformidades físicas, e as orientações das equipes de saúde.

As pessoas atingidas pela Hanseníase e que apresentam mãos, pés e olhos inseníveis ou com atrofias devem adotar medidas e cuidados especiais no seu dia-dia.

As pessoas que moram com alguém que recebeu o diagnóstico de Hanseníase devem ser examinadas nos serviços de saúde e orientadas para reconhecer os sinais e sintomas da doença.

Fonte: Secom - Prefeitura de Formiga

Formiga apresenta alto risco de transmissão de Dengue

 

De acordo com o Levantamento de Índice Rápido – LIRA – realizado pela Secretaria Municipal de Saúde, Formiga apresenta um alto risco de infestação do mosquito transmissor.

altA Secretaria Municipal de Saúde divulgou nesta sexta-feira, 18, o resultado do último Levantamento de Índice Rápido – LIRA - realizado no município. De acordo com o coordenador do Setor de Controle de Endemias, Ismael Geraldo da Silva (Lobão), o resultado está bem acima do previsto.

Segundo os dados levantados pelo LIRA, o índice de infestação encontrado na cidade foi de 8.6. Esse resultado mostra que, de acordo com os parâmetros estabelecidos pelo Ministério da Saúde, a cidade apresenta um alto risco para transmissão da Dengue. O Ministério da Saúde estabelece os seguintes parâmetros de classificação da infestação: 0 a 0,9% de baixo risco, 1% a 3,9% de médio risco e acima de 4,0% de alto risco.

A educadora em Saúde Luciene Cristina da Silva informou que 75,2% a dos focos da doença foram encontrados nas residências. Todos os bairros da cidade apresentaram altos índices do mosquito transmissor da doença, mas nos bairros Industrial, Maringá, Sousa e Silva, Mangabeiras, Planalto, Saudade, Del Rei, Nirmatele, Palmeiras, Por do Sol, São Lourenço, São Sebastião, Vila Imperial, Vila Maria Cristina, Nossa Senhora Aparecida, Sagrado Coração de Jesus, São Luiz, e Vila São Vicente, a situação é ainda mais preocupante.

“Precisamos apresentar o problema à população para que todos fiquem alertas e possam ajudar ao combate à Dengue. A equipe da Secretaria de Saúde já está trabalhando e o secretário da pasta (Rafael Alves Tomé) estuda a possibilidade de se decretar Estado de Emergência no município”, disse o coordenador do Setor de Endemias.

Casos suspeitos

Existem quatro casos suspeitos e todos os quatro casos estão em investigação.

A educadora em Saúde Luciene Silva explicou que nesses casos, o Setor de Controle de Endemias realiza um trabalho de bloqueio. Esse trabalho consiste na delimitação de uma área de 150 metros em torno da casa onde mora o paciente, e nessa área é realizado um trabalho de eliminação do foco e/ou tratamento do foco com larvicída.

Apoio da População

A Secretaria Municipal de Saúde pede a colaboração de toda população no combate aos focos da Dengue.

A equipe de Educação em Saúde explicou que nas residências, os recipientes onde são encontrados os focos com mais frequência são: os depósitos móveis (bebedouros de animais, utensílios domésticos (baldes, bacias, panelas) e nos pratinhos e vasos de plantas)). Outro foco de dengue são os pneus que estão armazenados de forma incorreta nas residências.

A Secretaria de Saúde pede também à população que em caso de suspeita de Dengue, a pessoa entre em contato com autoridades de Saúde para que possa ser feita a investigação e os trabalhos necessários para o controle da doença.

“É importante não só para a pessoa que está doente este trabalho de informação às autoridades de Saúde, mas também para toda população. Com essas informações podemos ter mais controle e realizar os trabalhos de bloqueio”, explicou Luciene Silva.

Ações Programadas

A Secretaria Municipal de Saúde, vem, desde o início de 2013, preparando uma série de ações para auxíliar na conscientização da população para a importância do combate à Dengue. Confira algumas dessas ações:

23/01 – Reunião com moradores do bairro Souza e Silva e adjacência com a equipe da Secretaria de Saúde. Na oportunidade a equipe irá explicar a situação e alertar a população sobre os perigos da Dengue. O encontro será realizado às 19h00 na Escola Municipal Arlindo de Melo.

25/01 – Pedágio Educativo a partir de 13h00 na Rua Bernardes de Faria, próximo à Caixa Econômica Federal.

- Intensificação dos trabalhos de rotina: tratamento focal

- Operação Especial com agendes de sáude e de endemias nas moradias. Os agentes irão orientar os moradores, principalmente sobre a importância de se manter os pratinhos das plantas limpos e com areia, para evitar o acúmulo de água.

“Mutirão: Operação Limpeza”

A partir de 18 de fevereiro, a equipe de agentes de saúde e combate à Dengue estará visitando os bairros de Formiga para a realização de mais um Mutirão de Limpeza. Confira as datas:

18/02 - Bairros: Maringá, Souza e Silva, Industrial

19/02 – Bairros: Mangabeiras, São Sebastião, Vila Maria Cristina, Nirmatele

20/02 – Bairros: Planalto, Água Vermelha, São Vicente, Palmeiras, Pôr do Sol, Del Rei, São Lourenço

21/02 – Bairros:São Luiz, Sagrado Coração de Jesus, Vila Imperial

22/02 – Bairros: Belvedere, Esplanada do Castelo, Eldorado, Santa Teresa

25/02 – Bairros: São Geraldo, Universitário, Vila Giarola, Beira Rio, Leal, Vila Irba

26/02 – Bairros: Cidade Nova, Cel. Balbino, Jardim Minas Gerais, Cidade da Serra, Bom Pastor

27/02 – Bairros: Santa Luzia, São Raimundo, Jardim Guanabara, Rosário, Vila Esperança, Vila Padre Remaclo

28/02 – Bairros: Quartéis, Nossa Senhora das Mercês, Vista Alegre

01/03 – Bairros: Maria Conceição de Castro, Camilo Batista, Vila Carmelita, Vila Ferreira

04/03 – Bairros: José Branco, Rosa Mística, Ouro Verde, Jardim Montanhês

05/03 – Bairros: Nossa Senhora de Lourdes, Jardim Alvorada, Vila Castro, Quinzinho

06/03 – Bairros: Alvorada, José Operário, Jardim Oliveira, Alto da Praia

07/03 – Bairros: Bela Vista, Novo Horizonte, Areias Brancas, Morada do Sol, Centenário, Vila Licínio

08/03 – Bairros: Centro, Novo Santo Antônio, Santo Antônio, Recanto da Praia

11/03 – Bairros: Nova Vista, Jardim Morumbi, Ércio Rocha, Vila Nova.

 

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde - Setor de Controle de Endemias

 

 

 

 

Secretaria de Saúde alerta sobre medidas de prevenção contra influenza

Hábitos de higiene ajudam a evitar o contágio com os vírus e ainda são a melhor medida contra a gripe

altAo contrário do que a maioria das pessoas acredita, a influenza pode ocorrer em todas as épocas do ano e não apenas no inverno. A doença é transmitida facilmente por meio de gotículas e pequenas partículas produzidas pela tosse, espirro ou durante a fala, além do contato das mãos com superfícies contaminadas. Por isso, a Secretaria de Estado de Saúde – SES - alerta a população sobre a importância de adotar medidas de prevenção da doença. Hábitos de higiene ajudam a evitar o contágio com os vírus e ainda são a melhor medida contra a gripe.

Lavar as mãos regularmente, depois de tossir ou espirrar, de usar o banheiro e antes de comer; evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies potencialmente contaminadas, como corrimãos, bancos e maçanetas; e utilizar lenços descartáveis quando tossir e espirrar são alguns hábitos que devem fazer parte da vida das pessoas durante o ano inteiro.

Além disso, é necessário manter uma alimentação balanceada, ingestão de líquidos e atividade física regular, pois esses hábitos fortalecem o organismo contra contaminações. “A infecção da gripe dura aproximadamente uma semana, sendo reconhecida por apresentar febre alta de início repentino, acompanhada por dores musculares, dor de cabeça, mal-estar intenso, tosse não produtiva e coriza”, explica a coordenadora Estadual de Doenças e Agravos Transmissíveis, Janaina Fonseca Almeida.

Vacinação

A vacinação contra a influenza é realizada durante a campanha nacional (que normalmente começa em abril) do Ministério da Saúde e tem eficácia de um ano. O objetivo é proteger a parcela da população que corre mais risco de ter a doença na forma mais grave. Por isso, é recomendada para os grupos de risco, que são os maiores de 60 anos, as grávidas, os índios, os trabalhadores de saúde e as crianças de seis meses a um ano. Em 2012, 2.761.677 pessoas foram vacinadas contra a influenza em Minas Gerais.

Nas últimas décadas, a imunização anual tem sido a principal medida para redução da morbimortalidade relacionada à doença. O principal benefício da vacina é diminuir a incidência de internações por complicações ligadas à gripe, como pneumonia e doenças pulmonares crônicas.

Os idosos, por exemplo, recebem vacinação desde 1999, contribuindo para prevenir a doença e suas complicações, além de causar impacto considerável: queda de 45% no número de hospitalizações por pneumonias e redução de 60% na mortalidade entre os residentes em casas de repousos e/ou asilos.

Os vírus predominantes no Brasil são: Influenza A/H1 sazonal, Influenza A/H3 sazonal, Influenza A (H1N1)pdm09 e o vírus Influenza B.

Fonte: Secretaria de Estado de Saúde

 

 

Santa Casa conta com profissional para cirurgia cardiovascular

altDesde o dia 03 de janeiro, a Santa Casa de Formiga conta com um novo profissional na área de cirurgia cardiovascular, o médico Dr. Hélcio Rubens Santos Rezende. O profissional da saúde estará na Instituição para atendimento de consultas de segunda a sexta-feira e também em sistema de plantão.

Dr. Hélcio formou em medicina no ano de 2008, pela Faculdade de Medicina de Terezópólis, no Estado do Rio de Janeiro. Fez residência no Hospital Madre Tereza, e, Belo Horizonte e pós-graduado em Cirurgia Endovascular e Angioradiologia pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG.

De acordo com o provedor, Dr. Geraldo Couto, o Hospital vem se projetando, para daqui a alguns meses, realizar cirurgias vasculares.

  

Novo médico

 

altA Santa Casa de Formiga conta com mais um profissional, o médico clínico geral Dr. Bianco Cassiano de Souza Couto. Bianco se formou em Medicina no ano de 2009, na Faculdade de Medicina de Barbacena, e é pós-graduando em Terapia Intensiva, pela Unimed, em Belo Horizonte.

O médico está atuando na Santa Casa desde o dia 22 de dezembro, na UTI do Hospital.

Natal Solidário na Santa Casa

Há anos, uma senhora mais que especial faz parte do dia-a-dia da Santa Casa. Dona Filinha, como, carinhosamente, é conhecida, é responsável pelo lanche noturno dos pacientes. 


Semanalmente, ela doa diversos mantimentos à Instituição e, em datas especiais, como o Natal, prepara uma surpresa para os que estão no Hospital. 

Todos os anos, ela organiza uma ceia especial para pacientes e acompanhantes. Além disso, se dedica, com carinho, à ceia dos funcionários que passam a noite e o dia do Natal trabalhando.

Na ceia deste ano, alguns funcionários da Unidade de Nutrição Dietética – UND, e os voluntários do café noturno estiveram presentes e ajudando na organização da ceia. Houve a presença do Papai Noel e também distribuição de brindes aos pacientes e brinquedos para as crianças internadas na pediatria. 

A equipe da Santa Casa de Formiga registra seu imenso carinho a essa pessoa maravilhosa, que não mede esforços para fazer o bem ao próximo. Todos desejam que Deus a abençoe sempre. Muito obrigado!

Reunião do Comitê Gestor define propostas para 2013

 

altA última reunião do Comitê Gestor da Santa Casa de Formiga, realizada no dia 18 de dezembro, no Centro de Estudos e Pesquisas Continuadas – CEPEC, reuniu membros do comitê, supervisores e coordenadores de setor. O provedor do Hospital, Dr. Geraldo Couto, também esteve presente e destacou o plano de ação e as propostas que serão desenvolvidas na Instituição, no ano de 2013.

O provedor ressaltou, ainda, o funcionamento da Unidade de Terapia Intensiva – UTI, que contará com dez leitos, a partir de janeiro de 2013, além dos treinamentos e capacitações diárias e permanentes, realizados junto à equipe da Enfermagem. O médico reforçou, ainda, que tudo o que é feito dentro do Hospital deve ser sempre registrado, de maneira formal.

Dr. Geraldo ainda contou aos presentes sobre o encontro com os profissionais dos Hospitais Lifecenter e Madre Tereza, que estiveram na Santa Casa, no dia 15 de dezembro, para firmar novas parcerias, como os serviços de Hemodinâmicas e futuras cirurgias cardíacas e cardiovasculares arteriais. O provedor comentou que a Santa Casa dará um novo salto e que o momento atual é de muitas mudanças. “São novos desafios, novas oportunidades. Estamos vivendo um momento de mudanças e melhorias. Nesse tempo, é preciso que sejamos bons, melhores ainda, em todos os aspectos. É o que contamos com cada um de vocês”, comentou.

O provedor propôs, também, mais um grande desafio à equipe. Ele sugeriu o prazo de um ano para que a Santa Casa esteja totalmente implantada e preparada para o serviço de cirurgia vascular.

Ao final do encontro, Dr. Geraldo, em nome da Mesa Administrativa, agradeceu e parabenizou aos presentes, dizendo que cada um foi fundamental no processo de crescimento da Santa Casa. “Chegamos onde chegamos porque cada um contribuiu, com excelência, a favor do Hospital. Agradecemos a todos! A Instituição está sendo renovada e estamos fazendo a diferença. Tenho certeza de que vamos crescer, ainda mais, em 2013!”, concluiu.

Equipe da Santa Casa celebra o encerramento do ano de 2012

 

altFuncionários, Mesa Administrativa, Corpo Clínico e prestadores de serviços se reuniram, no dia 22 de dezembro, nas dependências do Hospital, para um momento de confraternização e encerramento do ano de 2012.

O encontro teve início com a celebração da Santa Missa, na Capela do Hospital, presidida pelo Padre Sebastião Andrade, da Paróquia São Vicente Férrer. Após a missa, a equipe da Santa Casa participou da confraternização.

Durante o encontro, houve homenagens e cada funcionário recebeu uma lembrança e um brinde para festejar com a família.

Santa Casa firma parcerias com hospitais da região

A administração da Santa Casa tem firmado parcerias operacional e de gestão administrativa em prestação de serviços, na área da saúde, com Secretarias Municipais de Saúde e hospitais de cidades vizinhas, como Lagoa da Prata, Córrego Fundo, Pimenta e Pains.

A assessoria prestada nessas instituições, por parte da equipe da Santa Casa de Formiga, tem como foco a padronização dos serviços, principalmente, tornando-se referência no setor de urgência e emergência desses hospitais.

No Hospital São Carlos, em Lagoa da Prata; na Santa Casa Municipal de Saúde, em Pimenta; e no Hospital Municipal de Córrego Fundo, a assessoria terá início a partir de janeiro de 2013. No Hospital Municipal Regina Vilela, na cidade de Pains, as negociações estão em fase de finalização.

 

 

Santa Casa de Formiga vence licitação para coordenar plantão médico do PAM

altA administração da Santa Casa de Formiga será a nova responsável pela coordenação do plantão médico do Pronto Atendimento Municipal – PAM. A Instituição venceu o pregão de nº 0229/2012, do dia 17 de dezembro.

Conforme o provedor do Hospital, Dr. Geraldo Couto, na direção do plantão médico, a Santa Casa irá padronizar o atendimento médico e implantar o Protocolo de Manchester, que é uma metodologia científica que confere classificação de risco para os pacientes que buscam atendimento em uma Unidadede Pronto Atendimento. O Sistema de Classificação de Risco (SCR) dispõe de 52 entradas, que se entende por fluxos ou algoritmos para a classificação da gravidade, avaliação esta codificada em cores. Osfluxogramas estão agrupados de forma a identificar sinais, sintomas ou síndromes que, habitualmente, motivam a ida do paciente a um Pronto Atendimento.

 

 

Hospital recebe 212 jogos de lençóis

 

altA iniciativa foi resultado de uma campanha beneficente realizada pela senhora Vera Lúcia Corrêa Amim Costa, que reuniu amigos e familiares, os quais doaram 212 jogos de lençóis do mesmo padrão e personalizados à Santa Casa de Formiga.

De acordo com a coordenadora da rouparia, Célia Vilela, o uso de lençóis e fronhas é muito intenso na Instituição e toda doação é muito bem-vinda. A coordenadora do setor de suprimentos, Alessandra Nogueira D`Alessandro Rocha , também ressaltou como a doação chegou numa boa hora. 

De quem é essa voz?

 

altQuem circula pelos corredores da Santa Casa e até mesmo os funcionários, no dia-a-dia, escutam a nova voz que anuncia nos altos falantes do Hospital.

Recentemente contratado, o auxiliar administrativo Saulo Bueno tem deixado muita gente surpresa e curiosa com sua voz. É que o novo funcionário da recepção e do som também é locutor e músico. 

 

Cirurgia de câncer de bexiga já pode ser realizada na Santa Casa de Formiga

O procedimento só é possível devido à instalação da UTI no Hospital

altO médico urologista Dr. Andrei Salvionirealizou, recentemente, na Santa Casa de Formiga, uma cirurgia pouco comum em pacientes com tumor invasivo de bexiga, ou seja, câncer na bexiga. A cirurgia consistiu na retirada da bexiga, próstata, vesículas seminais e confecção de reservatório para amarzenamento e drenagem da urina. O novo procedimento só foi possívelde ser realizado no Hospital devido à existência da Unidade de Terapia Intensiva – UTI.

De acordo com o especialista, o paciente passa bem e permanecerá de oito a dez dias internado na Instituição.

Em janeiro de 2013, a Santa Casa inaugurará a UTI com dez leitos. Atualmente, cinco leitos já estão em funcionamento. Após a inauguração, o Hospital, além dos leitos da UTI, também terá mais cinco leitos de Unidade de Cuidados Intensivos – UCI, totalizando quinze leitos para pacientes que necessitam de cuidados especiais.

Entenda

O câncer de bexigaé o segundo tumor mais comum do aparelho urinário. É uma doença na qual células anormais se multiplicam, sem controle, na bexiga urinária. A bexiga é um órgão muscular oco que armazena urina, estando localizada na pelve. O tipo mais comum de câncer de bexiga inicia nas células que recobrem o interior da bexiga e é chamado de carcinoma de células uroteliaisou carcinoma de células transicionais (CCT). O principal fator causador deste tumor é o tabagismo.

Mais cirurgias

Outro procedimento também realizado pelo médico e especialista Dr. Andrei Salvioni, na Santa Casa, tem sido a cirurgia endoscópica para cálculo renal.

Os cálculos renais, popularmente chamados de ‘pedra no rim’, são formações sólidas de sais minerais e/ou uma série de outras substâncias, como oxalato de cálcio e ácido úrico, que se cristalizam. Essas cristalizações podem migrar pelas vias urinárias, causando muita dor e complicações. Os cálculos podem atingir variados tamanhos, que vão de pequeninos grãos até o tamanho do próprio rim. Eles se formam tanto nos rins quanto na bexiga. O cálculo renal é também chamado de litíase urinária ou urolitíase.

Os procedimentos cirúrgicos são realizados por via endoscópica, sem a necessidade de incisões cirúrgicas, onde os aparelhos são introduzidos através de orifícios naturais do corpo.

Para os cálculos renais, são realizadas cirurgias,através da introdução de um endoscópio fino flexível, chamado ureteroscópio,introduzido através do ureter,onde os cálculos podem ser fragmentados e/ou removidos com pinças especiais.

Outro procedimento cirúrgico é a cirurgia percutânea, na qual se realiza um punção com agulha fina sobre o rim, visualizando o cálculo, que pode ser removido inteiro ou fragmentado. Através desses procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos, é possível tratar a maioria dos cálculos renais e ureterais, sem a necessidade de cirurgia aberta.

Encontro com profissionais define novos serviços na Santa Casa de Formiga

 

Serviços de Hemodinâmica e Cirurgias Cardíacas serão realizados a partir de janeiro de 2013 na Instituição

altNo dia 15 de dezembro, no Centro de Estudo e Pesquisas de Educação Continuada – CEPEC, houve uma reunião entre profissionais da Santa Casa de Formiga, do Lifecenter Hospital e do Hospital Madre Tereza.

O encontro foi uma apresentação da recente parceria que a Santa Casa fez com os profissionais em Serviços de Hemodinâmica, coordenados pelo diretor clínico do Lifecenter Hospital, Dr. Fabrini Garcia Leão Vidal, e Cirurgias Cardíacas, coordenadas pelo cirurgião cardiovascular e coordenador de cirurgias cardíacas do Hospital Madre Tereza, de Belo Horizonte, Dr. Rodrigo Bernardes.

Os novos serviços serão ofertados na Santa Casa, a partir de janeiro de 2013. Assim, a Instituição estará preparada para dar assistência a 55 municípios do Centro-Oeste.

O provedor da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto, apresentou à nova equipe de médicos os espaços onde serão instaladas as máquinas para os Serviços de Hemodinâmica. Na oportunidade, os visitantes também conheceram as obras de ampliação do Bloco Cirúrgico e do Centro de Diagnóstico por Imagem, que deverão ser inaugurados em fevereiro do próximo ano. Além disso, foram à Unidade de Terapia Intensiva – UTI, onde, em janeiro, serão inaugurados mais cinco leitos, totalizando dez leitos de UTI e cinco leitos de Unidade de Cuidados Intensivos – UCI.

 

O coordenador de Cirurgias Cardíacas do Hospital Madre Tereza, Dr. Rodrigo Bernardes, comentou que a parceria com a Santa Casa é uma grande possibilidade da cidade de Formiga se tornar, num futuro próximo, uma referência em saúde em Minas Gerais.alt

Após o encontro, médicos, gestores, Mesa Administrativa e diretores clínicos da Santa Casa participaram de um almoço de confraternização.

 

 

 

 

 

Forro e aparelhos de ar condicionado são instalados na UTI da Santa Casa

 

altFalta pouco para a inauguração da Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa, prevista para janeiro de 2013, mês em que o Hospital também completará 120 anos de fundação.

Nesta semana, estão sendo instalados os 200 m² de forro de PVC e seis aparelhos de ar condicionado. Na próxima semana, chegarão os equipamentos da Unidade.

No momento, cinco leitos já estão funcionando na Instituição. No total, serão dez leitos na UTI. Além desses, haverá, ainda, mais cinco leitos extras, que farão parte da Unidade de Cuidados Intermediários – UCI, proporcionando e facilitando a rotatividade na UTI. Pela alteração, os pacientes que apresentarem melhora serão transferidos para a UCI. Com a modificação, a Santa Casa de Formiga possuirá uma UTI e uma UCI.

 

 

Aparelho de TV para informações é instalado na recepção

 

altNo início da semana, a recepção da Santa Casa de Formiga recebeu um aparelho de TV, modelo LCD, 32 polegadas, que ficará fixado na entrada do Hospital.

O equipamento será utilizado como um novo canal de comunicação. Nele, serão exibidas, 24 horas por dia, todas as informações dos serviços ofertados pelo Hospital, além de mensagens e comunicados.

De acordo com o provedor, Dr. Geraldo Couto, a intenção é colocar outros aparelhos de TV, em locais estratégicos e de espera dos pacientes.

 

Vírus da Aids é usado para combater leucemia em menina de 7 anos

Menina leucemia (Foto: Jeff Swensen/The New York Times)

A garota americana Emma Whitehead, de 7 anos, conseguiu combater uma leucemia – câncer que atinge os glóbulos brancos do sangue, responsáveis pela defesa do organismo – graças a uma técnica experimental que usa o vírus da Aids para alterar as células do sistema imunológico e fazer com que o próprio paciente elimine a doença. As informações são do site do jornal "The New York Times".

Os resultados obtidos por pesquisadores da Universidade da Pensilvânia em 12 pessoas foram apresentados neste domingo (9) e nesta segunda-feira (10) em uma reunião da Sociedade Americana de Hematologia, em Atlanta.

Emma já havia passado por sessões de quimioterapia, mas a doença voltou duas vezes. Desesperados, os pais procuraram um tratamento novo no Hospital Infantil da Filadélfia, que começou em abril e utilizou uma forma deficiente de HIV para reprogramar o sistema de defesa dos pacientes e matar as células cancerosas.

O tratamento com o remédio tocilizumab, porém, quase matou a menina – que teve 40,5° C de febre, ficou inconsciente e quase irreconhecível de tão inchada. Ela precisou respirar por aparelhos, e familiares e amigos chegaram a se despedir dela.

Hoje, mais de sete meses depois, o câncer desapareceu – mas a cura só é considerada total após um período de cinco anos. Emma voltou à escola, tem tirado notas altas e lê até 50 livrinhos por mês. Ela foi a primeira criança e um dos primeiros seres humanos a ter sucesso com a nova técnica, que dá ao sistema imune do próprio paciente a capacidade permanente de combater a doença.

A garota, que é filha única, foi diagnosticada em 2010 com leucemia linfoide (ou linfoblástica) aguda, que danifica o DNA de um grupo de células na medula óssea, que acabam sendo substituídas por células doentes.

Três adultos com leucemia crônica também tiveram remissão completa do câncer durante o estudo, e dois deles estão bem há mais de dois anos. Outros quatro adultos melhoraram, mas a doença não desapareceu completamente, e um quinto foi tratado muito recentemente, motivo pelo qual ainda é cedo para ser avaliado.

A outra criança submetida ao processo melhorou, mas depois teve uma recaída. E, em dois adultos, o tratamento não funcionou.

Apesar dos diferentes resultados, especialistas em câncer dizem que a pesquisa é uma grande promessa, porque conseguiu reverter casos aparentemente sem esperança em uma fase de testes ainda inicial.

Os cientistas acreditam que o mesmo método de reprogramação do sistema imune possa ser usado contra tumores de mama e próstata. Segundo o médico Carl June, que lidera os trabalhos, o novo tratamento poderia, no futuro, substituir o transplante de medula óssea – última esperança para indivíduos com leucemia e doenças similares.

Em agosto, a farmacêutica suíça Novartis resolveu apostar na equipe da Pensilvânia e destinará R$ 41,5 milhões para a construção de um centro de pesquisas no campus da universidade, com o objetivo de levar essa terapia para o mercado.

Como funciona o tratamento
Durante o processo, os médicos retiram dos pacientes milhões de células T – um tipo de glóbulo branco do sangue – e inserem novos genes que permitem que essas células matem as cancerosas. Elas fazem isso ao atacar as células B, parte do sistema imune responsável pela "malignização" celular, que leva à leucemia.

A técnica emprega uma forma deficiente do HIV, que é boa para transportar material genético nas células T. As células T alteradas, então, multiplicam-se e começam a destruir o câncer.

Um sinal de que o tratamento está funcionando é que o paciente fica doente, com febre, calafrios, queda na pressão arterial e problemas nos pulmões.

Muitas questões sobre o novo tratamento ainda permanecem, como o fato de se ele realmente funciona e por que às vezes falha. Além disso, ainda não está claro se o corpo dos pacientes precisará passar por alterações permanentes nas células T.

Outro problema é que, assim como elas destroem as células B cancerosas, matam também as saudáveis, deixando as pessoas vulneráveis a certos tipos de infecções – razão pela qual os voluntários precisam receber regularmente proteínas chamadas imunoglobulinas.

Fonte: G1

 

Santa Casa programa credenciamento para receber médicos residentes

 

altNa manhã do dia 04 de dezembro, a equipe de gestores, multiprofissionais e o diretor da clínica médica da Santa Casa, Dr. Ronan Rodrigues de Castro Júnior, estiveram reunidos com os representantes da Associação de Apoio à Residência Médica de Minas Gerais, que são: a médica da Secretaria de Estado de Saúde, Dra. Tânia Maria Marçal, e o coordenador da Residência Médica do Hospital Eduardo Menezes, Dr. Dário Broch Ramalho. O objetivo do encontro foi uma oficina de orientação para credenciamento de programas de residência médica, junto à Santa Casa de Formiga.

Na ocasião, os gestores da Santa Casa conheceram melhor a proposta, orientações e documentação necessária para o credenciamento do Hospital, com o objetivo de receber futuros profissionais do curso de Medicina, que estejam no período de residência médica.

Conforme o provedor da Instituição, Dr. Geraldo Couto, a iniciativa é para aprimorar a qualidade, o atendimento e o quadro de profissionais da saúde na Santa Casa, além, ainda, de irem se preparando para que, num futuro próximo, a Instituição possa se transformar em um Hospital Universitário, atendendo ao curso de Medicina do UNIFOR, que, há tempos, tem se preparado, junto ao Ministério da Educação e Cultura – MEC, para o credenciamento da graduação no Centro Universitário.

Dr. Geraldo Couto ressalta que, inicialmente, a Santa Casa irá pedir o credenciamento para os programas de: anestesiologia, cirurgia geral, clínica médica, obstetrícia ginecológica e pediatria.

Após a oficina, a administração providenciará a documentação necessária para o credenciamento do programa.

 

Santa Casa será parceira do Hospital São Carlos, de Lagoa da Prata

 

altO provedor da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto, a gestora financeira, Eliane Nunes, e o gestor de enfermagem, José Orlando Ferreira Pires, estiveram no Hospital São Carlos, a pedido da Secretaria de Estado de Saúde – SES, por meio do coordenador estadual do Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade aos Hospitais de Minas Gerais – Pro-Hosp/MG, Thiago Lucas, e do coordenador estadual da Rede de Assistência à Saúde, Dr. Maurício Botelho, para firmar uma nova parceria entre as instituições.

De acordo com a gestora financeira, Eliane Nunes, a visita dos gestores da Santa Casa ao Hospital São Carlos poderá ser o início de um trabalho em comum entre as instituições. “A SES pediu que fôssemos parceiros do São Carlos. A intenção é promover uma troca de experiências, junto à implantação da Unidade de Terapia Intensiva – UTI em Lagoa da Prata, já que a mesma foi implantada em Formiga. Estamosajudando-os nesse sentido, transmitindo nossa experiência”, comentou.

Em Formiga, a UTI está funcionando com cinco leitos. Em janeiro de 2013, mais cincos leitos serão inaugurados, além dos cinco leitos da Unidade Cuidados Intermediários – UCI, totalizando quinze leitos de cuidados intensivos e intermediários na Santa Casa de Formiga.

 

Convênio de liberação de recursos para melhorias na Santa Casa é assinado em BH

 

altFoi assinado na manha de hoje (05/12) na Secretaria de Estado de Saúde, em Belo Horizonte, o convênio de liberação de recursos para a construção da UTI Neonatal, Maternidade Regional de Alto Risco e equipamentos da UTI Adulto na Santa Casa de Formiga, na região centro-oeste do estado. Com a assinatura do convênio, somados os recursos de ação e emenda parlamentar do Deputado Federal Jaime Martins, a unidade de saúde está recebendo investimentos da ordem R$4,6 milhões.

 

Em entrevista, Jaiminho Martins elencou os investimentos e sua importância para a saúde no centro-oeste mineiro. “É muito importante a assinatura desse convênio, pois dessa forma, temos garantidos os investimentos da ordem de R$3,4 milhões em parceria com o Governo do Estado (Construção e equipamentos para a UTI Neo Natal e Maternidade Regional de Alto Risco, bem como os equipamentos para a UTI Adulto).  Além disso, por meio de nossa ação e emendas parlamentares junto ao Governo Federal temos cerca de R$1,2 milhão para equipamentos do Bloco Cirúrgico, perfazendo o total de R$4,600 milhões para investimentos na unidade de saúde. Além disso, cabe destacar que teremos ainda mais cinco leitos extras, que farão parte da Unidade de Cuidados Intermediários – UCI proporcionando e facilitando a rotatividade na UTI ADulto. Dessa forma, a Santa Casa, possuirá uma UTI Adulto, UTI Infantil e uma UCI totalizando quinze leitos para pacientes que necessitam de cuidados especiais. Investimentos que com certeza irão atender Formiga e vários municípios circunvizinhos e da microrregião", informou Jaiminho Martins salientando que atualmente, a Santa Casa conta com 101 leitos e existe com um Plano Diretor de Crescimento, ou seja, com isso o hospital pode chegar a oferecer 300 leitos.

 

Para o Provedor do Hospital, Geraldo Couto esse é um importante passo no processo de transformação e fortalecimento da unidade de saúde “Esse convênio é fundamental, pois nos já vamos poder atender à população da microrregião de Formiga com a UTI Adulto com 10 leitos, pois com a liberação de recursos do Estado, esta resolvida a questão dos equipamentos. Além disso, estão garantidos os recursos para construção da UTI Neo Natal e Maternidade Regional de Alto Risco, que irá oferecer toda uma infraestrutura para que a mãe acompanhe a criança internada no hospital. Pois nos queremos um alojamento específico para essa mãe, que terá um pré-parto individualizado, com um acompanhamento do familiar que ela quiser. Esse é um dos projetos mais recentes do Ministério da Saúde”, disse.

 

Previsões de funcionamentos

 

Geraldo Couto, Provedor da Santa Casa de Formiga falou sobre a previsão de funcionamento de cada setor no hospital. “Assinado o convênio, teremos agora os trâmites legais, licitação e homologação da empresa vencedora das obras e serviços. Dentro do nosso plano de trabalho, nossa expectativa é de que a UTI adulta, esteja em funcionamento agora em janeiro. Já á UTI Neo Natal e a Maternidade de Alto Risco, uma vez que se trata da construção, teremos um prazo médio de 12 meses para a conclusão dos trabalhos. Eu coloco sempre mais, cerca de uns 3 ou 4 meses a mais. Provavelmente em março ou abril de 2014 estejamos com ela funcionando. A área maior de construção é essa. Em relação ao bloco cirúrgico, que conta com os recursos do Deputado Jaime Martins, a obra segue avançada, inclusive já esta pronto a colocação de gases e oxigênio. Nesse setor, a empreiteira tem que nos entregar tudo pronto até o final do mês de fevereiro. Nesse ponto, cabe aqui destacar a parceria fundamental  nestes projetos, prestado pelo Deputado Federal Jaime Martins e também, á nível local, do vereador Cid Correa, que tem nos acompanhado nas reuniões no Governo do Estado. São parceiros de primeira hora dessas nossas conquistas”, ressaltou.

 

Ainda em entrevista, Geraldo Couto informou que todos os serviços de saúde mencionados serão por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). “Aqui na Santa Casa não diferenciamos a condição de atendimento, pois queremos prestar o melhor serviço possível para nossos assistidos. Por isso, todos os projetos, as adequações físicas realizadas na Santa Casa seguem cumprem as exigências determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, as normas da RDC50 e o Plano Diretor Arquitetônico do Hospital”, finalizou Geraldo.

 

Texto: Elias Costa/Assessoria de Imprensa 

Deputado Jaiminho Martins

Santa Casa de Formiga será referência em cirurgias ortopédicas

 

Imagem ilustrativa- InternetA Santa Casa de Formiga será a nova referência em cirurgias ortopédicas para 55 municípios da região. O convênio foi feito entre a Secretaria Estadual de Saúde, depois que ortopedistas de Divinópolis se descredeciaram do Hospital São João de Deus. A expectativa é de que a medida acabe com o sofrimento de quem está na fila de espera por uma operação.

Pela Santa Casa de Formiga passam diariamente 120 pessoas, sendo que 70% dos atendimentos são feito pelo Sistema Único de Saúde (SUS), índice que deve aumentar a partir do dia 01 de dezembro. O hospital vai receber um repasse mensal de R$ 100 mil da Secretária de Estado da Saúde.

Serão disponibilizados 15 leitos de internação, além de toda a estrutura de diagnóstico de imagens. Atualmente, seis ortopedistas se revezam em escala de plantão na Santa Casa. Agora, os médicos responsáveis pelas cirurgias poderão contar com uma Unidade de Cuidado Intensivo - UCI, com capacidade para cinco pacientes.

"Isso vai exigir uma maior capacitação do hospital, além de ir nos preparando para que tenhamos a possibilidade de nos tornarmos referência e, com isso, nossa infraestrutura ter maior aporte de recursos do SUS. Consequentemente, isso vai gerar mais possibilidades de outros serviços serem oferecidos através da Santa Casa", explicou o diretor clínico do hospital, Reginaldo Santos.

As obras de ampliação da estrutura do hospital já estão sendo realizadas. Estão sendo construídos cinco blocos cirúrgicos. A partir de janeiro de 2013 serão mais dez leitos na Unidade de Tratamento Intensivo - UTI. A intenção da diretoria é de que a Santa Casa de Formiga se torne referência também em outras especialidades, conforme explicou o tesoureiro do Hospital, João Reis Soares. "Estamos trabalhando uma série de meios para conseguir melhorias para a cidade de Formiga", contou.

Com o descredenciamento de Divinópolis, o movimento no Pronto Socorro da cidade deve apresentar queda. A dúvida agora é em relação ao transporte dos pacientes até a cidade de Formiga. "Nos casos de pacientes que serão atendidos mediante esse novo convênio, eles serão encaminhados por meio de veículos da secretaria municipal de Saúde de Divinópolis", revelou Chérrie Mourão, secretária municipal de Saúde de Divinópolis.

Veja mais sobre o assunto: 

http://globotv.globo.com/tv-integracao-triangulo-mineiro/mgtv-2-tv-integracao/t/veja-tambem/v/santa-casa-de-formiga-mg-sera-referencia-em-cirurgias-ortopedicas/2274762/

 

Texto: G1 Triângulo Mineiro

Informações: Santa Casa de Formiga

Foto: Imagem Ilustrativa da Internet

Santa Casa oferecerá serviço de tomografia dos maxilares

 

altA Santa Casa de Formiga irá oferecer, em breve, um novo serviço.O Dental Scan, uma técnica de Tomografia Computadorizada,foi desenvolvido, especialmente, para o estudo dentário, permitindo adquirir imagens dos maxilares superior e inferior, de modo que todas as estruturas possam ser analisadas.

O atendimento da tomografia dos maxilares terá início após o treinamento da equipe do Centro de Diagnóstico por Imagem, que será realizado nos dias 04 a 06 de dezembro, na Santa Casa, com o técnico especializado no programa.

Tomografia dos maxilares

Através do programa de software apropriado, permite reconstruções, em tamanho real, incluindo panorâmicas, o que possibilita o planeamento cirúrgico, por meio da avaliação quantitativa e qualitativa do osso, no caso de se pretender colocar implantes dentários para reabilitação oral, orientando o médico ou dentistana colocação segura e rápida dos implantes (angulação, altura e espessura) e determinando a existência ou não de anomalias que possam limitar ou mesmo impedir a intervenção terapêutica, determinando a localização correta de estruturas anatômicas vitais, de modo a não invadi-las e que variam, frequentemente, entre indivíduos.

Serve, igualmente, para o estudo de anomalias congénitas dentárias e no estudo de patologia oro-dental, incluindo a tumoral.

As imagens são facultadas em formato digital, de modo que possam ser manipuladas por outros softwares dentários dirigidos para implantologia, bem como em película. Todos os exames são acompanhados de relatório médico, elaborado por médico-radiologista. 

Apesar de ser uma técnica que utiliza radiação ionizante, esta não é significativa.

É um exame rápido na aquisição, que necessitada colaboração do paciente,o qual deve manter-se imobilizado durante a realização do mesmo.

Estado investe 100 mil reais em Urgência e Emergência na Santa Casa

A Secretaria de Estado de Saúde irá investir, mensalmente, a partir do dia 01 de dezembro deste ano, o valor de 100 mil reais para o Atendimento de Urgência e Emergência da Santa Casa de Formiga.

De acordo com o provedor do Hospital, Dr. Geraldo Couto, a Instituição será beneficiada com o recurso porque é uma referência macrorregional em urgência e emergência. Atualmente, cerca de 250 mil habitantes fazem parte do atendimento na Santa Casa.

O médico ainda explica que, após a publicação do credenciamento de dez leitos da Unidade de Terapia Intensiva – UTI, que está para ocorrer em janeiro de 2013, o recurso passará para 200 mil reais.

Entenda mais sobre os níveis de urgência!

Hospital Geral de Urgência Nível III- Hospital Microrregional de referência populacional acima de 100.000 habitantes.

Plantão presencial 24 horas: médicos clínicos, pediatra, enfermeiro e equipe de técnicos e auxiliares de enfermagem;

Plantão médico alcançável das especialidades: gineco-obstetra, cirurgião geral, traumato-ortopedista e anestesista;

Recursos tecnológicos presentes no hospital: análises clínicas laboratoriais, eletrocardiografia, radiologia convencional, agência transfusional, sala de ressuscitação com RX móvel e ultrassonografia, sala cirúrgica disponível para o Pronto-Socorro.

 

Hospital Geral de Urgência Nível II- Hospital Microrregional de referência populacional acima de 200.000 habitantes.

Plantão presencial 24 horas: médicos clínicos, pediatra, cirurgião geral, traumato-ortopedista, gineco-obstetra, anestesista, enfermeiro e equipe de técnicos e auxiliares de enfermagem;

Plantão médico alcançável das especialidades: cirurgião vascular e neurologista;

Recursos tecnológicos presentes no hospital: análises clínicas laboratoriais, endoscopia digestiva, eletrocardiografia, radiologia convencional, agência transfusional, sala de ressuscitação com RX móvel e ultrassonografia, tomografia computadorizada, sala cirúrgica disponível para o Pronto-Socorro e Terapia Intensiva Geral.

Médicos se reúnem para Assembleia Geral do Corpo Clínico

 

No dia 22 de novembro, no Centro de Estudo e Pesquisas de Educação Continuada – CEPEC, os médicos do Corpo Clínico da Santa Casa de Formiga estiveram reunidos para a Assembleia Geral.

Na oportunidade, o provedor do Hospital, Dr. Geraldo Couto, apresentou todo o funcionamento da Unidade de Terapia Intensiva – UTI aos presentes, que possui cinco leitos em funcionamento no Hospital. O médico também mostrou a finalização das obras da Unidade, que, em janeiro de 2013,funcionará com mais cinco leitos, além de mais cinco na Unidade de Cuidados Intermediários – UCI, totalizando quinze leitos à disposição da comunidade. Dentro da UTI, também permanecem o médico, a equipe de enfermagem 24 horas e a equipe de Multiprofissionais da Santa Casa. 

Os médicos presentes foram informados que a UTI em Formiga segue os protocolos padrões da Lifecenter Hospital, empresa referência em saúde em Minas Gerais.

O médico intensivista pela UTI da Santa Casa, Dr. Luiz Magalhães, também se apresentou e falou sobre os protocolos de admissão, os quais serão modelos aplicados no dia-a-dia do trabalho da UTI. Esses modelos se aplicam em prioridades que identificam a situação do paciente dentro da Unidade. Eles estão divididos em 4 prioridades, cada uma com seu grau de complexidade. Essa ação ajuda no tratamento do paciente e praticidade da UTI.

Dr. Luiz ressaltou aos colegas de trabalho sobrea importância do preenchimento do formulário no Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde – CNES (iniciativa cumprida que contribui para a recebimento de recursos),o apoio e as responsabilidades das especialidades do Corpo Clínico, junto à UTI.

Em pauta

Ainda em pauta na reunião, Dr. Geraldo Couto explicou aos médicos sobre os recursos do Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade aos Hospitais de Minas Gerais – Pro-Hosp/MG, sobre o cumprimento de metas das taxas (taxa de mortalidade institucional; taxa de referência; taxa de cumprimento de pactos regionais; taxa de ocupação hospitalar; e taxa de mortalidade infantil hospitalar) impostas pelo Programa para o recebimento de recursos para o Hospital. Para o ano de 2013, o recurso do Pro-Hosp para a Santa Casa é no valor de R$ 387.684,00.

Para finalizar, o provedor comentou sobre a parceria com a Secretaria de Estado de Saúde, como são viabilizados os recursos para os projetos, como aquisição de equipamentos e materiais permanentes para a UTI, Bloco Cirúrgico, UTI Neonatal, Maternidade de Alto Risco e material de consumo para o Hospital.Além disso, apresentou aos colegas os novos profissionais, os quais integram o Corpo Clínico: o urologista Dr. Andrei Salvioni da Silva, o psiquiatra Dr. Marcelo Pereira dos Santos.

 

 

Funcionários aderem à Campanha contra a Aids

 

altNo dia 1º de dezembro, comemora-se o Dia Mundial contra a Aids. Em Formiga, a Secretaria Municipal de Saúde promoveou uma programação especial para lembrar a data.

Os funcionários da Santa Casa também aderiram à campanha, que, neste ano, tem como tema: “Não fique na dúvida, fique sabendo”. Cartazes, distribuição de preservativos e uma palestra informativa serão as ações desenvolvidas dentro do Hospital e para os funcionários.

A Campanha contra a Aids para os colaboradores da Santa Casa é uma parceria da Secretaria de Saúde e da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA do Hospital.

O teste de HIV

O programa de DST/AIDS incentiva as pessoas a fazerem o diagnóstico precoce para HIV. Sempre que uma pessoa não sabe da sua condição sorológica para HIV, é orientada a fazer o teste. O diagnóstico precoce evita muitas complicações e oferece uma melhor qualidade de vida para a pessoa.

O teste pode ser solicitado em todas as unidades de saúde do município, pelos profissionais de saúde. O exame é gratuito e o resultado é sigiloso.

Vale lembrar que fazer o teste de HIV é importante, mas, o mais importante, é usar o preservativo, em todas as relações sexuais, e não compartilhar seringas e agulhas. Essa é a melhor estratégia para “não ficar na dúvida”.

Representantes do Hospital participaram de palestra em Formiga

 

altNo dia 27 de novembro, Associação Comercial, Indústrial de Serviços e Agronegócios de Formiga - A CIF, a Câmara de Dirigentes Lojistas - CDL e Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas - Sebrae, com o apoio do Sicoob Centro-Oeste, realizaram a palestra “Venda Mais”, ministrada por RaulCandeloro. Cerca de 480 pessoas participaram do evento.

O coordenador de área, Flávio Ribeiro, e as auxiliares administrativas, Carla Oliveira e Pérsia Clíbia, estiveram presentes, representando a Santa Casa de Formiga no evento.

Para o coordenador, o tema da palestra foi muito positivo. “Foi um momento de conhecimento e aprendizado, que nos permitiu viabilizar a qualidade do atendimento, otimizando custo-benefício, para melhor satisfação dos clientes”, comentou Flávio.

Raul Candeloro é formado em Administração de Empresas e possui MBA pela Babson College, nos EUA.O palestrante reúne em seus trabalhos um espírito empreendedor, treinador e escritor, se tornando um dos maiores especialistas da área de vendas e gestão do Brasil.

Durante o evento, Candeloro abordou, de forma dinâmica e divertida, diversas dicas e estratégias de vendas; atitude e foco; qualidades do profissional de sucesso; metas; mercado; entre outros assuntos.

Essa foi a última palestra promovida pelas entidades no ano de 2012.

Relógio de ponto em novo local

 

A partir do dia 03 de dezembro, o relógio de ponto do Hospital estará em novo local. O relógio ficará em frente aos vestiários e próximo ao futuro espaço de descanso dos funcionários.

A mudança permite que o relógio fique próximo ao local de descanso, viabilizando a praticidade da entrada e saída do trabalho, e também próximo ao gerador de energia, evitando que o relógio pare com as possíveis quedas de energia.

 

Funcionários e médicos participam de Campanha Solidária de Natal

 

altOs funcionários e médicos da Santa Casa estão participando da Campanha Solidária de Natal, iniciativa feita em parceria com o Núcleo Espírita Irmão José.

Os interessados em colaborar devem doar alimentos não perecíveis e materiais de limpeza, que servirão para montar cestas básicas para serem doadas a famílias carentes assistidas pelo Núcleo.

Os alimentos devem ser entregues até o dia 14 de dezembro (sexta-feira), à captadora de doadores de sangue, Helena Oliveira, no setor de Captação de Doadores de Sangue.

 Seja também solidário e participe!

 

Assembleia aprova orçamento da Santa Casa para 2013

 

altNo dia 27 de novembro, às 18h00, no novo espaço para reuniões da Santa Casa, cerca de 30 pessoas, na maioria Irmãos Benfeitores, estiveram reunidas para acompanhar a apresentação dos trabalhos e projetos desenvolvidos pela Instituição, durante o ano de 2012, e o planejamento administrativo e estratégico para 2013.

O provedor e médico da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto, iniciou a Assembleia, apresentando o planejamento estratégico criado e adaptado para o Hospital nos últimos tempos. Mostrou, ainda, os procedimentos e investimentos aplicados na Unidade de Terapia Intensiva – UTI, além das ampliações do Bloco Cirúrgico e do Centro de Diagnóstico por Imagem. Segundo ele, ações que tornam a Santa Casa, cada vez mais, um centro de referência em saúde, para Formiga e região.

Dr. Geraldo explicou como a Mesa Administrativa e gestores lidam para garantir a sustentabilidade econômica e financeira da Instituição, em especial, para receber os recursos do Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade aos Hospitais de Minas Gerais – Pro-Hosp/MG e manter uma boa parceria com a Secretaria de Estado de Saúde e com deputados estaduais e federais. Também apresentou a geração de receitas do ano de 2012 e o comparativo contábil previsto para 2013.

Após as apresentações, a Assembleia, por unanimidade, aprovou o orçamento esperado para 2013. Dr. Geraldo ressaltou que a previsão para o próximo ano será maior. “O gasto, com certeza, será maior, devido ao funcionamento dos dez leitos da UTI, que têm um custo altíssimo de despesas dentro de um Hospital”.

Para encerrar a Assembleia, a psicóloga Fernanda Bittencourt trabalhou uma mensagem junto aos presentes.alt

Após o encontro, os convidados conferiram o andamento das obras no Hospital.

Santa Casa em 2013

Em 2013, a Santa Casa irá priorizar: a finalização dos cinco leitos da UTI (Unidade de Tratamento Intensivo Adulto), para início de janeiro, totalizando dez leitos; a finalização da ampliação do Bloco Cirúrgico e do Centro de Diagnostico por Imagem; e o serviço de Ressonância Magnética. Além disso, irá priorizar o início das obras da UTI Neonatal e da Maternidade de Alto Risco e outros procedimentos de alta complexidade. 

Justiça do Trabalho decide por SINTIBREF na Santa Casa

 

altNo dia 13 de novembro, o Tribunal Regional do Trabalho – Terceira Região, pela 2ª sentença relativa ao processo 570/11, extinguiu os serviços prestados pelo Sindicato dos Trabalhadores em Serviços de Saúde de Formiga– STSSF.

A ação declara que o legítimo representante da categoria profissional composta pelos empregados do Hospital é o Sindicato dos Empregados em Instituições Beneficentes, Religiosas e Filantrópicas do Estado de Minas Gerais – SINTIBREF.

Para o provedor da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto, essa ação é mais uma vitória para o Hospital. “Perdemos muito tempo e dinheiro. Enquanto as questões ainda são tratadas pela Justiça, não podemos fazer nada. Agora, com a decisão final, caso o Sindicato dos Trabalhadores em Serviços de Saúde de Formiga não recorra, aí, sim,poderemos continuar caminhando.”

 1ª sentença

Em 13 de março, o Tribunal Regional do Trabalho determinou o enquadramento sindical e oficial do SINTIBREF-MG, dentro da Santa Casa. Com a determinação judicial, os funcionários do Hospital passaram a ser integrados somente ao SINTIBREF, não prevalecendo mais na Instituição o Sindicato dos Trabalhadores em Serviços de Saúde de Formiga – STSSF.

Mas, em relação à primeira sentença, o STSSF recorreu.

O SINTIBREF e a Santa Casa

O SINTIBREF está presente na Santa Casa de Formiga desde o dia 10 de maio de 2011, após a sentença judicial de uma ação de cumprimento, movida pelo Sindicato dos Empregados em Instituições Beneficentes, Religiosas e Filantrópicas no Estado de Minas Gerais.

O SINTIBREF é um sindicato específico dos empregados das instituições beneficentes, religiosas e filantrópicas no estado de Minas Gerais. A Santa Casa de Formiga é uma entidade filantrópica e, dessa forma, assim como as demais entidades filantrópicas, é filiada à Federassantas (Federação das Santas Casas do Estado de Minas Gerais).

 

 

Hospital poderá ter Comissão de Voluntários e ampliar quadro de Irmãos Benfeitores

 

altNa última Assembleia Geral, realizada no dia 27 de novembro, na Santa Casa, foi aprovada, pelos Irmãos Benfeitores, Mesa Administrativa e gestores, a criação de uma Comissão de Voluntários para trabalhar em prol da Instituição.

A iniciativa é para aprimorar os serviços. De acordo com o provedor, Dr. Geraldo Couto, a ideia é criar uma entidade sem fins lucrativos, visando o bem-estar físico e emocional dos pacientes, priorizando os mais carentes, com ênfase em um trabalho de humanização e responsabilidade social em relação a quem utiliza os serviços da Santa Casa.

A psicóloga Fernanda Bittencourt será a responsável pelos trabalhos iniciais da futura Comissão de Voluntários.

Novos Irmãos Benfeitores

Durante a Assembleia, os presentes também apoiaram estudar melhor a proposta de ampliação do quadro de Irmãos Benfeitores, de forma voluntária, para trabalhar em prol da Santa Casa.

Tal aprovação poderá ser realizada na próxima Assembleia da Instituição.

Atualmente, o Hospital conta com 51Irmãos Benfeitores.

 

 

 

 

Novos médicos são vinculados à Santa Casa

 

altA Santa Casa não para! São obras, novos serviços, contratações e aumento do número de profissionais que integram o Corpo Clínico.

Nos últimos meses, a Administração admitiu o urologista Dr. Andrei Salvioni da Silva; o cardiologista Dr. Giovanny Justiniano Salazar; o médico pneumologista e também intensivista da Unidade de Terapia Intensiva, Dr. Luiz Magalhães; a pediatra Dra. Raquel Marconcini Magalhães e o psiquiatra Dr. Marcelo Pereira dos Santos, que são vinculados diretamente aos serviços da Instituição.

Durante a Assembleia Geral da Instituição, no dia 27 de novembro, os novos médicos estiveram presentes e se apresentaram. Dr. Andrei disse aos presentes estar honrado por fazer parte da equipe. Os médicos Dr. Luiz Magalhães e Dra. Raquel Marconcini também comentaram estar bastante entusiasmados com os novos trabalhos na Santa Casa. Já o cardiologista Dr. Giovanny ficou agradecido com a receptividade de todos e ressaltou que veio para integrar e colaborar, ainda mais, para com a equipe do Hospital.

Os novos médicos atendem na Santa Casa de segunda a sexta e em dias alternados, das 08h00 às 18h00, exceto o Dr. Luiz Magalhães, que atende na UTI, de segunda a sexta-feira, das 07h00 às 19h00.

 

 

Obras na Santa Casa seguem em frente

 

Confira como estão as obras no Hospital! São ampliações e construções realizadas com o objetivo de atender, ainda melhor, à população formiguense e da região.

alt

Unidade de Terapia Intensiva

Após a colocação da eletrocalha e começo da pintura interna da UTI, a nova etapa é a armação do forro de PVC. Ao todo, são 236m².

alt

Futura lanchonete

O espaço da futura lanchonete e a via de acesso entre Recepção e Centro de Imagem também estão recebendo o contrapiso.

alt

Bloco Cirúrgico

As futuras salas que farão parte do Bloco Cirúrgico já estão recebendo a tubulação de oxigênio. Além disso, paredes e portas estão sendo preparadas para receber a pintura.

 

alt

Nova estrutura

Uma estrutura foi colocada ao lado do prédio do Centro de Estudo e Pesquisas de Educação Continuada - CEPEC. A iniciativa é para proteger quem utiliza o acesso às salas de reunião, Provedoria, setor de Compras e coordenação da Enfermagem. Futuramente, o espaço será anexo à Maternidade Regional.

Dia Nacional de Combate ao Câncer é lembrado em Formiga

 

altO dia 27 de novembro, é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Câncer. Para marcar a data, em Formiga, a Associação Mãe Amiga promoveu algumas atividades especiais em sua sede, na rua Lassance Cunha, com a colaboração de estudantes do Unifor.

A Associação promoveu algumas atividades gratuitas, como aferição de pressão e glicose, além de fornecer panfletos informativos sobre o Câncer.

Dia Nacional de Combate ao Câncer

O Dia Nacional de Combate ao Câncer foi criado em 1988 para ampliar o conhecimento da população sobre o tratamento e, principalmente, sobre a prevenção da doença.

A Portaria do Ministério da Saúde GM nº 707, de dezembro de 1988, que regulamenta as comemorações, estabelece que a data seja uma oportunidade para “evocar o importante significado histórico das entidades de combate ao câncer, de consagração aos inumeráveis e valiosos serviços prestados ao país, e proporcionar importante mobilização popular quanto aos aspectos educativos e sociais de luta contra o câncer”.

Fonte: Secretaria de Comunicação - Formiga/MG

Secretaria de Saúde alerta sobre os cuidados para evitar febre amarela

 

altMuito parecida com a Dengue, a febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, de curta duração (no máximo 10 dias) e de gravidade variável. Existem dois tipos de febre amarela, a silvestre, transmitida pela picada do mosquito Haemagogus, e a urbana transmitida pela picada do Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue. Embora os vetores sejam diferentes, o vírus e a evolução da doença são absolutamente iguais. O vírus da febre amarela, pertencente ao gênero Flavivirus, da família Flaviviridae.

Segundo a Referência Técnica em febre amarela da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais – SES/MG - , Ludmila Santana, dependendo da gravidade, os principais sintomas de início súbito são: febre, calafrios, cefaléia, dores musculares, prostração, náuseas, diarreia, vômitos com aspecto de borra de café, evoluindo para um quadro ictérico podendo estar acompanhado de manifestações hemorrágicas.

“Não há transmissão pessoa a pessoa. A contaminação se dá pela picada dos mosquitos transmissores infectados. A melhor maneira de prevenir é evitar a permanência das pessoas em ambientes silvestres de áreas endêmicas, sem o uso de equipamentos de proteção individual como repelentes e vestimenta adequada (calça, camisa de manga comprida, botas, etc), retirar do ambiente doméstico todo objeto que possa acumular água e também atentar para manutenção do cartão de vacinação em dia, principalmente no período de férias“, completa.

A vacinação é uma importante forma de evitar a doença. A vacina pode ser administrada em indivíduos a partir dos nove meses de idade que residam ou irão se deslocar para as áreas com recomendação de vacina. O Estado de MG inteiro é área de recomendação de vacina. “Recomenda-se cautela e avaliação do risco benefício da aplicação da vacina para aquelas pessoas com histórico de alergia a ovo e seus derivados, grávidas e imunocomprometidos”, alerta a referência técnica. Em 2012 ainda não foi registrado nenhum caso de febre amarela humana.

Cuidado no período chuvoso

A doença tem caráter sazonal, ocorrendo com maior frequência entre os meses de janeiro a abril, períodos quentes e chuvosos, que são mais propícios para a proliferação do mosquito. Deve-se ficar alerta para a manutenção de altas taxas de cobertura vacinal em áreas endêmicas e para o uso de proteção individual (ex. repelentes) pelas pessoas que vivem ou adentram ambientes silvestres.

“A vacina deve ser aplicada pelo menos, dez dias antes do deslocamento para as áreas de risco e a revacinação realizada a cada dez anos. Outro cuidado muito importante que se deve ter ao longo de todo o ano é a observação e notificação às autoridades competentes do achado de macacos mortos e/ou doentes. Tais animais atuam como evento sentinela no combate à febre amarela,” conclui Ludmila.

Dengue X Febre amarela

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, transmitida por vetores artrópodes, que possui dois ciclos (urbano e rural). Reveste-se da maior importância epidemiológica, por sua gravidade clínica, alta taxa de letalidade e elevado potencial de disseminação em áreas urbanas. A forma grave caracteriza-se clinicamente por manifestações de insuficiência hepática e renal, que pode levar o paciente à morte em no máximo doze dias. Podendo ser prevenida com vacina.

A dengue também é uma doença febril aguda caracterizada por dores musculares e articulares intensas, podendo apresentar também as formas da febre hemorrágica da dengue ou a síndrome do choque da dengue. A principal diferença é que a dengue não é imunoprevenível, isso é, não possui vacina.

Fonte: Agência Minas

Departamentos da Santa Casa são enfeitados para o Natal

 

altFalta pouco menos de um mês para o Natal e alguns setores do Hospital já estão se preparando para uma das festas mais importantes do ano.

A equipe do setor de Faturamento e do Raio X enfeitou o espaço com motivos natalinos, para alegrar, ainda mais, o departamento. Arranjos nas portas, festões dependurados anunciam o clima e deixam o ambiente aconchegante para o dia-a-dia. 

A recepção central do Hospital também receberá decoração natalina, dentro das normas e padrões da Santa Casa, para acolher quem passa pela Instituição.

UTI recebe eletrocalhas e passa por pintura interna

 

altA cada dia, mais uma etapa da obra da Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa é finalizada. Nesse momento, seguem a colocação das eletrocalhas e dos relógios de energia e a finalização da pintura interna.

Ao todo, serão 50 metros lineares de eletrocalha e 50 metros de perfilado, para passar a fiação elétrica da Unidade. Os quadros de tomadas e de iluminação também estão sendo colocados e o ambiente já está recebendo a pintura interna.alt

De acordo com a direção do Hospital, em janeiro de 2013, a UTI de Formiga estará atendendo à população, com quinze leitos. Nesse primeiro momento, cinco leitos já estão funcionando. No total, serão dez leitos na UTI. Além desses, haverá, ainda, mais cinco leitos extras, que farão parte da Unidade de Cuidados Intermediários – UCI, proporcionando e facilitando a rotatividade na UTI. Pela alteração, os pacientes que apresentarem melhora serão transferidos para a UCI. Com a modificação, a Santa Casa de Formiga possuirá uma UTI e uma UCI.

 

 

 

Médicos e assistentes sociais se destacam em pesquisa de satisfação

 

altOs dados da última pesquisa, referente ao mês de outubro, coordenada pelo auxiliar administrativo João Carlos Costa, mostrou que 70% (500 pessoas) dos pacientes e acompanhantes atendidos por diversos convênios, particulares ou pelo Sistema Único de Saúde – SUS ressaltaram que o atendimento médico e o serviço de assistência social foram apontados como os melhores para quem utilizou os serviços no período.

No questionário, também é perguntado aos entrevistados qual o nível e o conceito de satisfação geral em relação à Santa Casa de Formiga. Cerca de 55% apontou como bom.

Ainda assim, mesmo com um grau satisfatório por parte dos entrevistados, há um espaço para criticas e sugestões relacionadas ao funcionamento do Hospital. Foram muitas as sugestões e críticas. Entre elas, o que mais foi sugerido pelos entrevistados foi: acomodação mais confortável para os acompanhantes, roupas de cama mais novas e aumento no quadro de profissionais de enfermagem.

 

Equipe da UTI se aprimora em treinamentos de capacitação

 

altHá tempos que a administração do Hospital, juntamente com a coordenação de Enfermagem, está em planejamento para a Unidade de Terapia Intensiva – UTI.

Desde seu funcionamento oficial, em 1º de novembro, junto ao médico plantonista e à equipe multiprofissional, os funcionários pertencentes à UTI estão se aperfeiçoado, em treinamentos de capacitação.

O cronograma dos encontros de aprofundamento começou no dia 08 de novembro e será encerrado no dia 13 de dezembro. Diversos profissionais participaram, ministrando os módulos.

Estagiários de Enfermagem da PUC Minas visitam a Santa Casa

 

altRecentemente, os estagiários do 9ª ano do curso de Enfermagem da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC/MG) – Campus Arcos estiveram presentes à Santa Casa de Formiga, para uma visita técnica.

Os estagiários vieram acompanhados da professora Manuela Sobreira e foram recebidos pelo gestor de Enfermagem, José Orlando Fernandes Reis, que apresentou toda a estrutura organizacional e operacional da Instituição, além dos procedimentos do departamento de Enfermagem e as obras da Santa Casa, como a construção da UTI e ampliação do Bloco Cirúrgico e do Centro de Imagem.

Os universitários também participaram de uma palestra com a coordenadora da CCIH, Riquelme Pinheiro, que apresentou o trabalho realizado pelas comissões que integram a CCIH.

Campanha quer mobilizar população para testes de HIV, sífilis e hepatites B e C

 

altParceria entre estados, municípios, sociedade civil e Ministério da Saúde vai realizar uma mobilização nacional para testagem de sífilis, HIV e hepatites B e C. A estratégia faz parte das ações que marcam o Dia Mundial de Luta contra a Aids, lembrado em 1º de dezembro.

Durante 10 dias, as pessoas que desejarem saber se têm o vírus devem procurar as unidades da rede pública de saúde e os Centros de Testagem e Aconselhamento - CTA. A campanha deste ano terá a seguinte abordagem: “Eu vivo com HIV e sei disso. A diferença entre nós é que você pode ter o vírus e não saber. Vá à unidade de saúde e faça o teste de aids”.

Cerca de 70% dos pacientes que vivem com aids no Brasil, e que estão em terapia antirretroviral, apresentam cargas virais indetectáveis. Isso significa que as pessoas que têm a infecção e recebem medicamentos pelo Sistema Único de Saúde – SUS - estão vivendo cada vez mais. "O Ministério da Saúde considerou como prioridade trabalhar, não apenas o dia de combate à Aids, como também essa ação de mobilização. A campanha serve para alertar sobre a importância do diagnóstico precoce, com ampliação do acesso da população aos testes rápidos nas unidades básicas de saúde”, frisou o ministro da Saúde Alexandre Padilha.

Entre as ações, está o lançamento do novo boletim epidemiológico, que traz, como novidade, a inclusão de informações sobre monitoramento clínico dos pacientes, carga viral, contagem de CD4 (situação do sistema imunológico) e tratamento.

Estudo do Ministério da Saúde destaca a ampliação da testagem em pacientes que realizam o pré-natal. De acordo com o boletim, foi revelado que, em 2004, 63% das mulheres gestantes realizaram o teste. Entre 2010 e 2011, esse índice foi de 84%, um aumento de 21 pontos percentuais.

O boletim mostra ainda queda de 12% no coeficiente de mortalidade padronizado (número de óbitos para cada 100 mil habitantes utilizando-se uma população padrão). A taxa de 6,3 óbitos por 100 mil habitantes em 2000 caiu para 5,6 em 2011.

Para a mobilização nacional, o Ministério da Saúde enviou às capitais, 386.890 testes rápidos para HIV, 182.500 para sífilis, 93 mil para hepatite B e 93 mil para a C. No total, foram 755.390 unidades de insumos, conforme a solicitação de cada estado. Os testes rápidos para diagnóstico de HIV/aids, hepatites virais e sífilis estão disponíveis, gratuitamente, em toda a Rede Pública de Saúde.

Exames

A partir dessa quinta-feira até 1º de dezembro – as unidades da estratégia de mobilização “Fique Sabendo” estarão em todos os estados do País, oferecendo a testagem para HIV/aids, sífilis e hepatites B e C. Com apenas uma gota de sangue colhida, o resultado do teste rápido sai em 30 minutos. A pessoa recebe aconselhamento antes e depois do exame, e em caso positivo, é encaminhada para o serviço especializado.

A realização do teste é recomendada para toda a população, especialmente para alguns grupos populacionais em situação de maior vulnerabilidade para a infecção pelo HIV, como homens que fazem sexo com homens (HSH) (54%), mulheres profissionais do sexo (65,1%) e usuários de drogas ilícitas (44,3%). Isso porque a epidemia no Brasil é concentrada e o País focaliza, prioritariamente, as ações de prevenção do governo federal nessas populações.

Desde a sua implantação em 2005, foi registrado aumento de 340% no número de testes ofertados (de 528 mil, 2005, para 2,3 milhões, em 2011). De janeiro a setembro deste ano, já foram distribuídas 2,1 milhões de unidades do exame. A expectativa é fechar 2012 com a remessa de cerca de 2,9 milhões, apenas para detecção do HIV.

Dados

A taxa de incidência de aids no Brasil tem se mantido nos mesmos patamares, nos anos recentes, embora apresente diferenças regionais. Os dados apontam que a taxa de incidência da aids no Brasil, em 2011, foi de 20,2 por 100.000 habitantes. Nesse ano, foram registrados 38,8 mil casos novos da doença. O maior volume de casos continua concentrado nos grandes centros urbanos.

Enquanto o Sudeste apresenta redução na taxa de incidência de 27,5, em 2002, para 21, em 2011, as regiões Sul, Norte e Nordeste registraram tendência de aumento de casos. No Centro-Oeste, a epidemia é considerada estável.

Segundo o balanço, o coeficiente nacional de mortalidade caiu de 6,3 mortes para cada 100 mil habitantes, em 2000, para 5,6, em 2011. Na última década, o país apresentou uma média de 11.300 mortes por ano provocadas pela aids.

Em outubro desse ano, o Ministério da Saúde assinou acordo com os laboratórios Farmanguinhos, Fundação Ezequiel Dias e Laboratório Farmacêutico do Estado de Pernambuco para a fabricação da dose fixa combinada (uma só pílula) dos antirretrovirais tenofovir, lamivudina e efavirenz, o chamado tratamento 2.0. A iniciativa vai facilitar a adesão do paciente ao tratamento da aids, seguindo tendência mundial de simplificar os esquemas de terapia. A expectativa é que o comprimido único já esteja disponível no SUS em 2013.

Campanha

O tema da campanha pelo Dia Mundial de Luta contra a Aids deste ano irá destacar a importância de se realizar o teste, tendo como porta-vozes pessoas que vivem com HIV/aids. A estratégia prevê veiculação de mensagens de promoção ao diagnóstico de HIV, com base nos direitos humanos e no combate ao estigma e preconceito. A divulgação nacional será feita em TV, rádio, salas de cinema e internet.

As mensagens irão mostrar que o teste é um processo seguro, sigiloso e acessível na rede pública. Os protagonistas da campanha, que vivem com HIV e descobriram sua sorologia por meio do teste, irão incentivar a realização do exame. Das 530 mil pessoas que vivem com HIV no Brasil atualmente, 135 mil desconhecem sua situação e cerca de 30% dos pacientes ainda chegam ao serviço de saúde tardiamente.

A campanha também incentiva os profissionais de saúde a recomendarem a testagem aos pacientes, independente de gênero, orientação sexual, comportamento ou contextos de maior vulnerabilidade.

Fonte: Portal Brasil - Ministério da Saúde

25 de novembro: Dia Nacional do Doador de Sangue

alt

Normas e visitas da UTI Santa Casa de Formiga

 

alt

Diabetes mata quatro vezes mais que Aids no Brasil, diz Ministério da Saúde

Um levantamento do Ministério da Saúde publicado no dia 13 de novembro, mostrou que a diabetes mata quatro vezes mais pessoas do que a Aids e supera também o número de mortos em acidentes de trânsito.

Como comparação, no mesmo ano o HIV provocou a morte de em torno de 12 mil pessoas, enquanto os acidentes automobilísticos causaram cerca de 42 mil óbitos.Os dados divulgados nesta terça se baseiam em números de 2010, quando cerca 54 mil morreram por consequência direta da diabetes. Outros 68,5 mil, aproximadamente morreram de outras doenças, como câncer e problemas cardíacos, mas tinham a diabetes como um fator associado, que agrava o quadro dessas enfermidades. No total, quase 123 mil diabéticos faleceram.

Entre 2000 e 2010, mais de 470 mil pessoas morreram em todo o Brasil em decorrência da diabetes. A taxa de mortalidade saltou de 20,8 por 100 mil habitantes, em 2000, para 28,7 por 100 mil habitantes, em 2010.

O Ministério da Saúde divulgou ainda que, nos primeiros semestres de 2010 a 2012, foram registradas, em média, 72 mil hospitalizações decorrentes da doença. Os dados foram publicados na véspera do Dia Mundial do Diabetes, celebrado nesta quarta.

Segundo dados da pesquisa Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), apresentada em maio pelo Ministério da Saúde e baseada em entrevistas telefônicas feitas em todas as capitais, 5,6% dos adultos brasileiros – o que corresponde a aproximadamente 7,5 milhões de pessoas – têm a doença.

Academia da Saúde
Para tentar frear o avanço da doença, o Ministério da Saúde anunciou que pretende implantar o programa Academia da Saúde, com pontos que facilitem a prática de exercícios físicos na comunidade. Os postos devem oferecer ainda orientação nutricional. Até 2014, o Ministério prevê inaugurar 4 mil locais deste tipo.

O Ministério lançou também um portal voltado aos pacientes com diabetes, que inclui informações sobre a doença e dicas sobre alimentação e atividade física. O site inclui ainda uma lista de sintomas da diabetes, para facilitar o diagnóstico de quem ainda não sabe que tem a doença. O endereço é autocuidado.saude.gov.br.

O SUS precisa se reorganizar para enfrentar essa nova realidade e está se reorganizando"
Alexandre Padilha, mnistro da Saúde

O portal tem uma linguagem bastante simples, para atingir a população em geral. Contudo, parte do público-alvo são os próprios profissionais de saúde, responsáveis pelo atendimento direto à população. “É o trabalho desses profissionais de saúde que acreditamos que tem um papel fundamental”, afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

O ministro destacou que a mortalidade pela doença é bem mais alta entre as pessoas com baixa escolaridade, e que isso serve como um alerta para a necessidade de orientar melhor a população. “O Sistema Único de Saúde (SUS) precisa se reorganizar para enfrentar essa nova realidade e está se reorganizando”, apontou.

Hoje, o SUS fornece gratuitamente os medicamentos para o controle da diabetes, incluindo a insulina e as seringas, assim como o aparelho e as fitas reagentes necessários para o controle dos níveis de glicemia.

A doença
A diabetes se caracteriza pelo acúmulo de açúcar no sangue. A doença aumenta o risco de doenças do coração e do rim e pode levar à cegueira, entre outras complicações.

A variação mais comum é a chamada diabetes tipo 2, que aparece em cerca de 90% dos diabéticos. Nela, o pâncreas, responsável por produzir a insulina, hormônio que leva o açúcar para dentro das células, começa a falhar aos poucos.

A doença tem carga genética, mas geralmente está ligada à obesidade e ao sedentarismo, e aparece na fase adulta. É o tipo que mais cresce, ligado ao avanço da obesidade – segundo a pesquisa Vigitel, quase metade da população está acima do peso. Pode ser controlada com remédios e dieta, e injeções de insulina são usadas apenas em alguns casos.

O tipo 1 costuma surgir na infância ou na adolescência. Uma falha no sistema de defesa do corpo leva à destruição das células que produzem a insulina no pâncreas. Esses pacientes dependem da injeção de insulina pelo resto da vida.

Fonte: Ministério da Saúde

SES orienta sobre os cuidados com o diabetes

Perda de peso, visão borrada, sede excessiva, fadiga, micção freqüente e fome recorrente são alguns dos sintomas de uma doença que afeta cerca de 13 milhões de brasileiros, a diabetes. No dia nacional de combate à doença, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) orienta sobre os cuidados para prevenir a diabetes que é considera pela Organização Mundial da Saúde (OMS) um problema de saúde pública.

alt

Em Minas, mais de 1,3 milhão de pessoas são portadores do diabetes. A doença é caracterizada pelo excesso de açúcar no sangue e pela incapacidade do organismo de produzir a insulina, hormônio responsável por levar a glicose da corrente sanguínea até as células dos músculos, de gordura e do fígado, onde esse açúcar é utilizado como fonte de energia.

Segundo a coordenadora da Rede de Hipertensão e Diabetes da SES-MG, Flávia Gomes de Carvalho, ter hábitos saudáveis de vida é essencial para evitar o diabetes e prevenir complicações causadas pela doença. “Praticar atividade física regularmente, consumir com regularidade frutas e verduras, diminuir o consumo de gorduras, evitar ficar mais de 3 horas sem se alimentar são ações que evitam a doença, e para o portador do diabetes estas medidas previnem complicações”, explicou.

As formas mais populares da doença são o tipo 1, 2 e Gestacional. O tipo 1 costuma ser diagnosticado na infância e  expressa quando o organismo deixa de produzir a insulina. São necessárias injeções diárias do hormônio. O tipo 2, compreende a maioria dos casos de diabetes. Ocorre geralmente em adultos e é caracterizada pela produção insuficiente de insulina pelo pâncreas e está ligada ao sedentarismo, má-alimentação, obesidade, stress e tabagismo.

Na diabetes gestacional a alta quantidade de glicose na corrente sanguínea é ocasionada pela gravidez. Mulheres com diabetes gestacional têm alto risco de desenvolverem diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares.

Tratamento

O governo de Minas disponibiliza em toda rede pública e em todas as unidades básicas de saúde medicamentos hipoglicemiantes orais e insulinas para o tratamento do diabetes mellitus.  Para pacientes portadores do diabetes tipo 1, 2 e gestacional, o estado também disponibiliza tiras reagentes que indicam a quantidade de glicose no sangue. Para portadores com o tipo 1 e gestacional, são distribuídas três unidades por dia. Para o tipo 2, o paciente tem direito a uma unidade por dia.

De acordo com a Referência Técnica da Assistência Farmacêutica da SES-MG, Maria Luisa da Costa Machado, além dos os medicamentos para tratar a doença, o paciente tem direito ao aparelho de medição da glicose. “Para o recebimento das tiras reagentes e dos aparelhos glicosímetros, os portadores do Diabetes tipo 1,2 e gestacional devem estar cadastrados no questionário de Triagem do Sistema de Gerenciamento da Assistência Farmacêutica/SIGAF”, orientou.

Ainda de acordo com Maria Luisa, “para o paciente ter acesso aos medicamentos do componente básico na unidade da Rede Farmácia de Minas ou nos postos de saúde é necessário apresentar documento de identificação e prescrição médica ou documentação específica definida pela Secretaria Municipal de Saúde do município”, finalizou.

O tratamento medicamento aliado aos hábitos de vida saudáveis possibilita ao diabético melhor qualidade de vida, além de reduzir os sintomas e impedir as complicações relacionadas à doença, como ocorrências de infartos, lesões na retina, insuficiências renais, doenças cerebrovasculares, vasculares periféricas e neuropatias. Todos os medicamentos distribuídos pelo governo de Minas são preconizados pelo Ministério da Saúde.

Hiperdia Minas

Os centros Hiperdia Minas são unidades de atenção secundária à saúde da população portadora de diabetes mellitus e hipertensão arterial. As unidades desenvolvem ações especializadas voltadas para o aumento da prevenção, detecção, tratamento e controle das doenças.

 

Os usuários são atendidos na atenção primária, por meio das Unidades Básicas de Saúde (UBS) são encaminhados ao centro para o acompanhamento e tratamento da doença.

No Estado, já foram implantados 13 Centros do Hiperdia Minas. As unidades abrangem 24 regiões e proporcionam atendimento à pacientes de 179 cidades. Os Centros estão localizados nos municípios de Brasília de Minas, Diamantina, Itabira, Itabirito, Janaúba, Jequitinhonha, Juiz de fora, Patos de Minas, Patrocínio, Pirapora, Santa Luzia, Santo Antônio do Monte e Viçosa

Fonte:www.saude.mg.gov.br

CIPA Gestão 2012/2013

 

altConheça os representantes da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA, gestão 2012/2013, da Santa Casa de Formiga:

Representantes dos empregados

Titulares

Jose Edílson (Enfermagem)

Patrícia do Carmo Borges (PABX)

Lázara Reis Ferreira (Limpeza)

Dávila Cristina da Silva (Centro de Imagens)

Suplentes

Márcia Oliveira da Silva (Centro de Imagens)

Saulo Henrique de Sousa (Raios-X)

Arnaldo Viemar Lares (Manutenção)

 Representantes do empregador

 Titulares

Webert Otaviano Vilela (RH)

Sônia Aparecida da Silva Luz (Bloco Cirúrgico)

Helena Maria de Oliveira (Captadora de Doadores de Sangue)

Tatiane Paula Macedo Nunes (Bloco Cirúrgico)

 Suplentes

Divino Pedro da Rocha (Almoxarifado)

Lourdes Maria Nogueira (Limpeza)

Silvane Maria Costa (Enfermagem)

 

Nova pediatra na Santa Casa

 

altO Pronto Atendimento conta com mais uma profissional, a pediatra Dra. Raquel Marconcini Magalhães, que atenderá de 2ª a 6ª, das 08h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00, além dos finais de semana de sobreaviso. A pediatra atende por todos os convênios ofertados pela Santa Casa.

 

UTI da Santa Casa de Formiga inicia atividades amanhã, quinta-feira

 

altNesta quinta-feira, primeiro de novembro, será uma data histórica para a Santa Casa de Formiga, neste dia, a Unidade de Terapia Intensiva - UTI estará funcionando, oficialmente, no Hospital.

A partir das 07h00 da manhã, toda a equipe estará em local para o atendimento. Conforme o gestor de enfermagem, José Orlando Fernandes Reis, a equipe é formada por enfermeiros e multiprofissionais (psicólogas, assistentes sociais, nutricionistas e fisioterapeutas), que participaram de um treinamento específico e aprofundado para a UTI. Eles elaboraram os protocolos e os procedimentos operacionais padrão exigidos. Além das novas normas de visitação na Unidade.

A equipe composta na UTI da Santa Casa será formada por um médico plantonista, cinco enfermeiros, 12 técnicos de enfermagem e equipe multiprofissional para assistência ao paciente e aos familiares.

Neste primeiro momento cinco leitos foram credenciados pela Gerência Regional de Saúde – GRS e até janeiro de 2013, mais cinco leitos estarão a disposição da comunidade formiguense e região. Além destes dez leitos, haverá ainda mais cinco leitos extras, que farão parte da Unidade de Cuidados Intermediários – UCI proporcionando e facilitando a rotatividade na UTI. Pela alteração, os pacientes que apresentarem melhora serão transferidos para a UCI. Com a modificação, a Santa Casa de Formiga possuirá uma UTI e uma UCI totalizando quinze leitos para pacientes que necessitam de cuidados especiais.

Segundo o responsável técnico e gestor assistencial da UTI, José Orlando Fernandes Reis, “por ser um o serviço oferecido pela Santa Casa, o mesmo possuirá normas e regras próprias. Por isso, pedimos a compreensão e a participação de todos, nessa nova fase, apresentando sugestões quanto à supervisão do serviço. Há, também, um atendimento especializado aos pacientes oriundos do Sistema Único de Saúde – SUS Fácil, internados na Clínica Médica, que contarão com um ‘médico horizontal’, o qual ficará responsável por todos os pacientes internados na clínica médica, via SUS Fácil”.

O começo de tudo

No dia 31 de outubro de 2011, tiveram início as obras da Unidade de Terapia Intensiva na Santa Casa de Formiga. Ao todo são 200 m², onde haverá dez leitos e capacidade de atender pacientes de Formiga e região.

A obra da UTI foi construída com emendas parlamentares, por parte do Deputado Federal Jaiminho Martins (PR), PROHOSP (Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais do Sistema Único de Saúde), além de recursos da Santa Casa.

Todas as adequações físicas realizadas na Santa Casa seguem cumpre as exigências determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, as normas da RDC50 e o Plano Diretor Arquitetônico do Hospital.

 

Santa Casa de Formiga divulga procedimentos de visita para a UTI

 

altA Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa de Formiga funcionará, oficialmente, nesta quinta-feira, primeiro de novembro. Nessa etapa, cinco leitos estarão disponíveis para o atendimento especializado e, até janeiro de 2013, mais cinco leitos serão credenciados pela Gerência Regional de Saúde – GRS.

Durante todo o tempo de construção da Unidade, as equipes: administrativa, de enfermagem e multiprofissional da Instituição estiveram, constantemente, reunidas para a elaboração dos protocolos e procedimentos padrões de visita dentro da UTI.

Conforme o responsável técnico e gestor assistencial da UTI, José Orlando Fernandes Reis, há diversas normas e procedimentos para a equipe de trabalho e também para os familiares e visitantes, os quais deverão cumpri-las.

Conheça as normas de visita para a UTI da Santa Casa:

Ø      Horário de visita na UTI: 14h00 às 15h00;

Ø      Cada paciente tem direito a receber até seis visitantes, sendo que esses entram de dois em dois, nos seguintes horários: 14h00,14h20 e14h40;

Ø      Os visitantes serão cadastrados na recepção, a partir das 13h45;

Ø      Às 14h00, são chamados os dois primeiros (o responsável e um familiar) para a visita. Esses são encaminhados à notícia médica, primeiramente (somente para os dois primeiros visitantes);

Ø      O acolhimento e encaminhamento dos visitantes serão realizados pelo Serviço Social, Psicologia e Enfermagem;

Ø      Ao entrar na UTI, os visitantes não devem estar portando aparelhos celulares, bolsas ou quaisquer objetos;

Ø      Ao entrar, deverão lavar as mãos, finalizando com o álcool em gel;

Ø      Os visitantes serão encaminhados e orientados ao leito do familiar pela Psicologia e Serviço Social;

Ø      Ao sair, cada visitante deverá lavar, novamente, as mãos, finalizando com o álcool em gel;

Ø      Os visitantes deverão retornar para a recepção e devolver o crachá;

Ø      Será permitida a entrada de crianças acima de 12 anos;

Ø      A entrada de religiosos para a assistência espiritual na UTI ocorre durante o horário de visita. Porém, deverão ser cadastrados na recepção do Hospital e terão que portar o crachá de identificação. O religioso deverá ser acompanhado, o tempo todo dentro da UTI, por um profissional da enfermagem;

Ø      Caso ocorra atraso para a liberação da visita, devido a procedimentos da Unidade, será solicitado aos visitantes que aguardem. Caso não seja possível a entrada, o visitante será orientado acerca da perspectiva do horário para entrada, a fim de poder decidir se lhe é conveniente aguardar ou retornar no outro dia. Caso ocorra a necessidade de um procedimento durante a visita, essa será interrompida, sendo solicitado que os visitantes aguardem do lado de fora, afim de não prejudicarem o atendimento ao paciente;

Ø      Boletim médico por telefone: o familiar deverá informar a senha disponibilizada nas orientações ao familiar do paciente internado na UTI para receber a notícia por telefone. O boletim só será emitido ao familiar, mediante o fornecimento de uma senha a ser repassado ao responsável pelo paciente. A direção do Hospital solicita que apenas um familiar responsável ligue para saber notícias e repasse para os outros interessados, facilitando o acesso dos familiares dos outros pacientes à notícia;

Ø      Horário do Boletim Médico por telefone: manhã – 09h00 às 09h30 e noite: 20h00 às 20h30. O telefone de contato para informações é o (37) 3329-1345.

Ø      Exceções poderão ser avaliadas pela supervisão médica e de enfermagem.

 

Santa Casa prepara equipes de enfermagem e multiprofissional para o funcionamento da UTI

 

altFalta pouco para a Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa de Formiga começar a funcionar, oficialmente. Para isso, as equipes de enfermagem e multiprofissional (psicólogas, assistentes sociais, nutricionistas e fisioterapeutas) estão se preparando, em um treinamento específico para o atendimento que será realizado na Unidade.

Desde o dia 19 de outubro, as equipes têm se reunido para a capacitação e elaborado os protocolos e os procedimentos exigidos dentro das instalações da UTI.

De acordo com o gestor de Enfermagem, José Orlando Fernandes Reis, o treinamento ocorre em dois módulos. No primeiro, as equipes participam de uma capacitação no Centro de Estudo e Pesquisas de Educação Continuada –CEPEC.  Já no segundo, o treinamento ocorreu nos setores e na UTI.

A Unidade de Terapia Intensiva da Santa Casa de Formiga possuirá dez leitos. Cinco já estão em funcionamento interno e, no próximo dia 01 de novembro, os mesmos estarão funcionando, oficialmente. Os outros cinco serão liberados até janeiro de 2013. A equipe da UTI da Santa Casa será formada por um médico plantonista, cinco enfermeiros, 12 técnicos de enfermagem e equipe multiprofissional para assistência do paciente e familiares.

O começo de tudo

No dia 31 de outubro de 2011, tiveram início as obras da Unidade de Terapia Intensiva da Santa Casa de Formiga. Ao todo, são 200m² de construção, onde haverá dez leitos, com capacidade para atender pacientes de Formiga e região.

A obra da UTI foi construída com emendas parlamentares, por parte do Deputado Federal  Jaiminho Martins (PR), além do PROHOSP (Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais do Sistema Único de Saúde) e de recursos da Santa Casa.

Todas as adequações físicas realizadas na Santa Casa seguem as exigências determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, as normas da RDC50 e o Plano Diretor Arquitetônico do Hospital. 

Casos de hanseníase diminuíram 26% nos últimos 10 anos

 

altOs casos de Haseníase no Brasil reduziram em 26% nos últimos dez anos.divulgação é um dos destaques do estudo Saúde Brasil 2011, apresentado durante a 12ª Mostra Nacional de Experiências Bem-Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças – Expoepi -, realizado pelo Ministério da Saúde.

A publicação também mostra que o número de novos casos de hanseníase em menores de 15 anos caiu 32% no mesmo período. Em 2011, foram registrados 2.420 casos e um coeficiente de detecção de 5,2 por 100 mil habitantes. Em 2001, o coeficiente era de 6,96. O estudo, que faz uma análise da situação de saúde dos brasileiros, revela ainda que o coeficiente de detecção de casos novos por 100 mil habitantes também reduziu: 26,61 (2001) para 17,65 (2011) – queda de 34%

A redução pode ser justificada pela ampliação da oferta de tratamento nas unidades públicas de saúde, pelo aumento da capacidade de profissionais para realizar diagnósticos e, ainda, pelo esforço dos profissionais da rede básica e dos centros de referência.

Até 2015, o Ministério da Saúde tem como meta eliminar a hanseníase como problema de saúde pública, o que significa alcançar menos de um caso por 10.000 habitantes. Em 2011, o Brasil registrou 1,54 casos para cada 10.000 habitantes, correspondendo a 29.690 casos em tratamento.

Combate

Para impulsionar o combate à hanseníase como problema de saúde pública, foi lançado o “Plano Integrado de Ações Estratégicas para Enfrentamento das Doenças em Eliminação”. O plano está focado nas atividades de busca ativa de casos e oferta de tratamento para este grupo de doenças. O Ministério da Saúde também disponibilizou recursos de R$ 25 milhões para 796 municípios prioritários, com a maior carga de Hanseníase, Tracoma, Geohelmintíases e Esquistossomose.

Hanseníase

A hanseníase é uma doença infecciosa que atinge a pele e os nervos dos braços, mãos, pernas, pés, rosto, orelhas, olhos e nariz. O tempo entre o contágio e o aparecimento dos sintomas é longo e varia de dois a cinco anos. É importante que, ao perceber algum sinal, a pessoa com suspeita de hanseníase não se automedique e procure imediatamente um serviço de saúde mais próximo.

Os sinais e sintomas mais frequentes da hanseníase são manchas nas áreas da pele com diminuição de sensibilidade térmica (ao calor e frio), tátil (ao tato) e à dor, que podem estar em qualquer parte do corpo, principalmente nas extremidades das mãos e dos pés, na face, nas orelhas, no tronco, nas nádegas e nas pernas.

É preciso observar manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas em qualquer parte do corpo e áreas da pele. Estas manchas não causam coceiras, mas produzem a sensação de formigamento e ficam dormentes, com diminuição ou ausência de dor e da sensibilidade.

A transmissão se dá entre pessoas. Uma pessoa doente que apresenta a forma infectante da doença, estando sem tratamento, elimina o bacilo pelas vias respiratórias (secreções nasais, tosses, espirros), podendo assim transmiti-lo para outras pessoas suscetíveis.

O bacilo de Hansen tem capacidade de infectar grande número de pessoas, mas poucas pessoas adoecem porque a maioria tem capacidade de se defender contra o bacilo.

Assim que a pessoa doente começa o tratamento, deixa de transmitir a doença. Portanto, ela não precisa ser afastada do trabalho, nem do convívio familiar e pode manter relações sexuais com seu parceiro ou parceira.

A doença é provocada pelo bacilo Mycobacterium leprae, também conhecido como Bacilo de Hansen. A hanseníase é de grande importância para a saúde pública devido à sua magnitude e seu alto poder incapacitante, atingindo principalmente as pessoas em faixa etária economicamente ativa, comprometendo seu desenvolvimento profissional e/ou social.

Tratamento

Todos os casos de hanseníase têm tratamento e cura. A doença pode causar incapacidades físicas, evitadas com o diagnóstico precoce e o tratamento imediato, disponíveis no Sistema Único de Saúde – SUS - . O tratamento, que é gratuito e eficaz, pode durar de seis a 12 meses. Os medicamentos devem ser tomados todos os dias em casa e, uma vez por mês, no serviço de saúde. O tratamento é complementado com exercícios, para prevenir as incapacidades físicas, e com as orientações da equipe de saúde.

Toda pessoa que reside ou residiu nos últimos cinco anos com doente de hanseníase, sem presença de sinais e sintomas de hanseníase no momento da avaliação, deve ser examinada e orientada a receber a vacina BCG para aumentar a sua proteção contra a hanseníase. Deve também receber orientação no sentido de que não se trata de vacina específica para a hanseníase. Estudos realizados no Brasil e em outros países verificaram que o efeito protetor da BCG na hanseníase variava de 20% a 80%, concedendo maior proteção para as formas multibacilares da doença.

Em alguns casos o aparecimento de sinais clínicos de hanseníase, logo após a vacinação, pode estar relacionado com o aumento da resposta imunológica em indivíduo anteriormente infectado.

Fonte: Ministério da Saúde

 

 

 

Mais de cinco milhões de reais estão sendo investidos em melhorias para a Santa Casa

alt

 

Na manhã do dia 23 de outubro, a imprensa formiguense foi convidada para participar de uma coletiva com a equipe administrativa da Santa Casa de Formiga e o Deputado Federal Jaiminho Martins/PR, que apresentaram as emendas parlamentares obtidas para os investimentos no Hospital.

Além do provedor da Instituição, Dr. Geraldo Couto, compareceram à reunião os gestores administrativos, membros da mesa administrativa e os vereadores Cid Corrêa/PR e Reginaldo Henrique dos Santos (Dr. Reginaldo PCdoB).

De acordo com o Deputado Jaiminho Martins e Dr. Geraldo Couto, R$5.100 milhões estão sendo investidos na Santa Casa. As melhorias incluem ampliação no Centro de Imagem, reestruturação no bloco cirúrgico, Unidade de Terapia Intensiva - UTI Adulta e UTI Neonatal, juntamente com Maternidade de Alto Risco.

Dr. Geraldo Couto fez uma prestação de contas de verbas parlamentares e convênios com a Secretaria Estadual de Saúde e o Ministério da Saúde, por intermédio do deputado federal. É importante que todos conheçam os investimentos feitos por meio desses recursos. A Santa Casa tem uma confiabilidade na região de Formiga e está integrada à rede de assistência da saúde. É importante divulgar como esses recursos são utilizados, pois a Santa Casa vem passando por um processo de transformação”.

No dia 1º de novembro, ainda este ano, será implantada a UTI, com cinco novos leitos.Vamos entregar à população da microrregião de Formiga a UTI com dez leitos, que já está em fase final. Será um presente de Natal para a população. Faltam apenas a liberação de recursos do Estado e a questão dos equipamentos. A ideia é dar início ao funcionamento da UTI a partir de janeiro de 2013”,explicou.

Jaiminho Martins destacou a importância da divulgação das melhorias realizadas na Santa Casa. O deputado falou, ainda, sobre a dificuldade dos hospitais da região em proporcionar um bom atendimento ao paciente.“Temos uma emenda parlamentar de R$600 mil para a aquisição de equipamentos para o Bloco Cirúrgico. Serão seis salas, com algumas permitindo cirurgias mais complexas, como as ortopédicas. A Santa Casa vai ficar muito bem atendida. Há outra emenda, de R$400 mil, num total de R$1 milhão, para equipamentos do Bloco”, comentou Jaiminho.

O deputado ressaltou que foi entregue, no dia 19 de outubro, para o Governo do Estado, um convênio de, aproximadamente, R$700 mil para obras na UTI. Há, ainda, R$1.297 milhão para a instalação da Maternidade Regional de Alto Risco e UTI Neonatal, com dez leitos. Há, também, mais R$1.618 milhão para essa finalidade. Um total de, aproximadamente,R$2.900 milhões”.

Para a UTI adulta, estão sendo investidos R$700 mil, mais R$1.200 milhãopara os equipamentos. Estão sendo construídos dez leitos. Os cinco atuais serão desativados. Estamos falando em recursos de R$5.100 milhões para essa finalidade.”

Segundo informou Dr. Geraldo Couto, a UTI Neonatal deve oferecer toda uma infraestrutura, para que a mãe acompanhe a criança internada. “Tem que ter um alojamento específico para as mães. Elas tomam banho e fazem suas refeições no hospital. É um alojamento conjunto, por isso, o custo é elevado. Em relação aos partos, a mulher terá um pré-parto individualizado, com o acompanhamento do familiar que quiser. Esse é um dos projetos mais recentes do Ministério da Saúde”, disse.

Funcionamento da UTI Adulta

O provedor da Santa Casa falou sobre a previsão de funcionamento de cada setor no Hospital. “A UTI adulta deverá estar em funcionamento até janeiro de 2013. A UTI Neonatal e a Maternidade de Alto Risco, a empresa responsável pelas obras solicitou doze meses para a conclusão dos trabalhos. Porém, deve-se colocar mais uns três ou quatro meses. Provavelmente, em março ou abril de 2014,já esteja funcionando. A área maior de construção é essa. Em relação ao Bloco Cirúrgico, está praticamente pronta a colocação de gases e oxigênio. A empreiteira tem que nos entregar até o final do mês de fevereiro de 2014”, ressaltou.

Serviços

Todos os serviços mencionados, de acordo com Dr. Geraldo Couto, serão por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). “Na Santa Casa, não diferenciamos a condição de atendimento. O próprio Ministério da Saúde deixa alguns leitos reservados para convênios e particulares, ele não credencia todos os dez leitos para o SUS”.

Em relação a convênios com a Secretaria de Saúde, o provedor da Santa Casa disse que não vê necessidade, mas, se houver, serão feitos. A demanda será atendida pelo próprio Ministério da Saúde.

Atualmente, a Santa Casa conta com 101 leitos. O Plano Diretor Arquitetônico do Hospital permite oferecer até 300 leitos.

Texto: Gleiton Arantes e Bernadete Seixas

Santa Casa homenageia Corpo Clínico pelo Dia do Médico

alt

Em 18 de outubro, comemora-se o Dia do Médico. Na Santa Casa de Formiga, a data foi celebrada com um delicioso café da manhã. A maioria dos médicos compareceu para se cumprimentar.

Na oportunidade, os profissionais também receberam uma mensagem personalizada.

O encontro foi realizado no Centro de Estudo e Pesquisa de Educação Continuada – CEPEC, com a presença de alguns membros da Mesa Administrativa.

 Atualmente, o Corpo Clínico da Santa Casa de Formiga é composto por 58 médicos, de diversas especialidades.

 

Secretaria de Estado de Saúde aprova projetos para UTI Neonatal e Maternidade Regional para a Santa Casa de Formiga

alt

Na tarde de terça-feira, 09 de outubro, o provedor da Santa Casa de Formiga, Dr. Geraldo Couto, o vereador Cid Corrêa e o Deputado Federal Jaiminho Martins, estiveram presentes na Subsecretaria de Políticas e Ações de Saúde, em Belo Horizonte, em reunião para a aprovação dos projetos para a Unidade de Terapia Intensiva – UTI Neonatal e a Maternidade Regional para a Santa Casa de Formiga. 

Na próxima terça-feira, 16 de outubro, o provedor do Hospital e o vereador Cid Corrêa, estarão protocolando junto à Secretaria de Estado de Saúde as adequações finais dos projetos.

Além da aprovação dos projetos o subsecretário Maurício Botelho, a coordenadora estadual de UTI, Shelley Pereira e o coordenador do ProHosp,  Thiago Lucas, autorizaram o credenciamento dos cinco leitos da UTI para o funcionamento a partir de novembro deste ano e a liberação do recurso de R$ 2 milhões para a conclusão das obras e compra de equipamentos para os 10 leitos da UTI.

Conforme o provedor Dr. Geraldo Couto, o subsecretário Maurício Botelho, solicitou a adequação do projeto já enviado a esta secretaria para a criação da UTI Neonatal de cinco para dez leitos, além, da adequação da Maternidade para Maternidade de alto risco, transformando assim, a Maternidade da Santa Casa em uma Maternidade Regional para atender a população de Formiga e microrregião, os recursos destinados para esta são da ordem de R$ 3 milhões.

 

Santa Casa poderá se tornar Hospital Universitário

 

Caso o curso de Medicina seja aprovado pelo Mec, a Santa Casa se tornará uma parceira do UNIFOR
 
altNa manhã do dia 28 de setembro, no Centro de Estudo e Pesquisa de Educação Continuada – CEPEC, o provedor da Santa Casa,Dr. Geraldo Couto, e os gestores do Hospital estiveram reunidos com o reitor do Unifor, Prof. Ms. Marco Antonio de Sousa Leão, a diretora geral de ensino, Profª. Ms. Inêidina Sobreira, e a assessora educacional, Profª. Ms. Marilene Nepomuceno, para apresentarem as atuais mudanças e as obras do Plano Diretor Arquitetônico do Hospital.
 
Na oportunidade, Dr. Geraldo Couto mostrou a planta das obras que estão sendo construídas e também das futuras adequações, como ambulatório, UTI neonatal e maternidade regional. O provedor comentou sobre a atual situação do Hospital, como a organização e a regularização burocrática. “Está tudo dentro da legislação e das normas exigidas pelo Ministério da Saúde, ANVISA e órgãos que fiscalizam as unidades de saúde”.
 
O reitor, Marco Leão, ficou admirado com as obras desenvolvidas nos últimos meses na Santa Casa e ressaltou a importância e a parceria entre o Centro Universitário e o Hospital. “Atrevemos, nos últimos tempos, a planejar o projeto do curso de Medicina no Unifor e sabemos que, se houver uma parceria e o suporte da Santa Casa, teremos o sucesso desejado”. O reitor também agradeceu a oportunidade e a cortesia dos gestores e do provedor em apresentar os projetos de crescimento contínuo e gradativo da Santa Casa.alt
 
O médico e provedor ainda ressaltou que a Santa Casa estará à disposição para o que for preciso para servir ao Unifor, em especial, caso seja aprovado o curso de Medicina. “A Instituição estará pronta para ser parceira e se tornar o Hospital Universitário, para atender à população de Formiga e região”, disse Dr. Geraldo Couto.
Após a reunião, o provedor, junto à gestora administrativa, Luiza Coelho, percorreram as obras da Santa Casa com a equipe do Unifor, para que pudesse conhecer, de perto, o andamento das construções, em especial, a Unidade de Terapia Intensiva – UTI, que, ainda neste ano, receberá mais dez leitos, sendo que cinco já estão em funcionamento, na Enfermaria de Cuidados Intensivos – ECI, totalizando quinze leitos.

Piso e acabamentos são instalados na UTI da Santa Casa

 


altAs obras da Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa seguem firmes, rumo à concretização do projeto no Hospital. Nesta etapa, a equipe de obras faz a colocação e a regularização do piso.

Primeiro, a cimentação é nivelada, depois, ocorre a aplicação do piso Epoxi, feito de um material bastante resistente, liso e antiderrapante, utilizado, especialmente, em ambientes hospitalares.

Ao todo, são 200 m² de construção da UTI na Santa Casa. No espaço, além dos dez leitos da Unidade, há uma sala de equipamentos, banheiros, Depósito de Material de Limpeza – DML e um quarto de isolamento com banheiro.

Conforme o mestre de obras da empresa Lacosta, Nilson Sipriano, a previsão para a entrega da UTI é até o final de outubro.

Nilson adianta, também, que o novo apartamento da Clínica Médica da Ala III está em fase de pintura e, em poucos dias, estará pronto e à disposição para atender, ainda com mais conforto, aos pacientes da Santa Casa. Outra parte das obras que também está prestes a ficar pronta é o novo espaço dos Raios-X e a colocação da laje da lanchonete do Hospital, que ficará próxima ao Centro de Diagnóstico por Imagens.

Todas as adequações físicas realizadas na Santa Casa seguem as exigências determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, normas da RDC50 e Plano Diretor Arquitetônico do Hospital. alt

A ação é resultado de uma parceria entre o Sistema Único de Saúde – SUS, Ministério da Saúde, Governo Estadual, recursos de emendas parlamentares Federais e Estaduais, PROHOSP (Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais do Sistema Único de Saúde), além de recursos da Santa Casa.

 

XX Congresso Médico do Centro-Oeste de Minas será realizado em outubro

 

altNos dias 05 e 06 de outubro, no Centro de Convenções da Faculdade Pitágoras, em Divinópolis, será realizado o XX Congresso Médico do Centro-Oeste de Minas.

No dia 05, haverá ‘Workshop de Hipertensão’, ‘Encontro das Ligas Estudantis’ e ‘Simpósio de Psiquiatria – Bento Menni’. No sábado (06), o congresso será dividido por áreas: Clínica Médica, Cirurgia Geral, Pediatria e Ginecologia e Obstetrícia. A programação ocorre das 08h00 às 17h00.

A abertura do congresso será no dia 05, às 20h00, com a palestra sobre ‘Humanismo no Exercício da Medicina’, ministrada pela Dra. Andréa Lúcia Rezende Martins Donato.

Outras informações pelos telefones (37) 3221-6288 e 3222-1093 ou pelo site www.amdiv.org.br.

 

Minas anuncia fila zero para transplantes de córnea e novo hospital referência

 

altNo dia Nacional da Doação de Órgãos, comemorado no dia 27 de setembro, o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, anunciou a criação de um hospital público estadual especializado em transplantes e a fila zero para receptores de córnea. “Atualmente, Minas apresenta uma captação de 150 córneas mensais para atender uma espera de 100 pessoas. Em 2011, eram 492 pessoas na fila de espera pelo tecido”, enfatizou.

Segundo o Secretário, a criação de um hospital público estadual especializado é uma conquista para as pessoas que aguardam por um transplante. “O Governo de Minas vai investir R$ 20 milhões na adequação do Hospital Julia Kubitschek para ele seja uma referência em cirurgias. Nele, serão construídos leitos de CTI e centro cirúrgico”, finalizou.

Em 2012, até setembro, foram realizados 1.613 transplantes em Minas, uma média mensal de 179 cirurgias. Em 2011, no total, foram feitos 2.192 transplantes de órgãos e tecidos, sendo 1.437 de córnea.

Estes números fazem de Minas Gerais uma referência nacional no tema. Um levantamento publicado nesta quinta-feira (27) pelo Ministério da Saúde posiciona o Estado como o segundo maior do país em números de transplantes, atrás somente de São Paulo.

No primeiro semestre desse ano, foram realizadas 12,7 captações/por milhão de população, isto representa um crescimento percentual de 353% em comparação ao mesmo período de 2006, que obteve uma média de 3,6 doações por milhão de população (PMP).

O transplante de Córnea é o mais comum e pode ser realizado até seis dias depois que o coração do doador parou de bater. Até setembro de 2012, foram realizados 1.079 transplantes do tecido. Atualmente, cerca de 100 pessoas aguardam pelo transplante. A fila de receptores de córnea, que já esteve acima de 1.800 receptores, possui hoje uma espera menor que trinta dias.

Trabalho em equipe e tempo integral

Segundo o coordenador estadual de Transplantes, Charles Simão, o sucesso da experiência mineira se deve ao trabalho das Organizações – OPO’s - e das Comissões Intra-hospilar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes - CIHDOTT’s.

“As CIHDOTT possuem profissionais em tempo integral que trabalham dentro das dependências do hospital, oferecendo às famílias a possibilidade de doação de órgãos e tecidos dos seus entes falecidos. Esta mesma equipe também organiza o processo para tornar efetiva a doação, mantendo os registros do número de óbitos ocorridos e enviando notificações e estatísticas para o MG Transplantes” explica.

O MG Transplantes, vinculado ao Governo de Minas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, já realizou mais de 25 mil procedimentos em seus 20 anos de criação. Responsável pela coordenação da política de transplantes de órgãos e tecidos no estado mineiro, o órgão registrou, entre 2006 a 2012, um crescimento de cerca de 350% na captação de doações.

O complexo possui seis Centrais Estaduais de Notificação e Captação de Órgãos, instaladas em Governador Valadares, Uberlândia, Pouso Alegre, Montes Claros, Juiz de Fora e Belo Horizonte. Também fazem parte do MG Transplantes dois bancos de olhos públicos, sendo um na capital e o outro em Juiz de Fora.  Essas centrais são responsáveis pela procura de doadores.

Estado lança Cartilha do Receptor

Na quinta-feira, 27, associações de familiares e de pacientes se reuniram no estúdio do Canal Minas Saúde e nas sedes das Gerências Regionais de Saúde – GRS - para participar de uma Roda de Conversa sobre transplantes. No programa, transmitido ao vivo para todo o Estado, foi lançada a Cartilha do Receptor.

A publicação contém informações e esclarecimentos sobre a doação de órgãos no Estado. “Trata-se de um informativo que vai atender a uma solicitação de pacientes receptores. São perguntas e respostas que esclarecem como funciona a lista de espera e a distribuição dos órgãos, além de anunciar as organizações de procuras de órgãos que irão até as regiões nas quais as centrais não conseguem dar coberturas necessárias”, finalizou Charles Simão.

José Bahia Silva, de 52 anos, portador de doença renal crônica, considera essa iniciativa muito importante. “Esse evento de hoje foi muito importante para que nós, pacientes que aguardamos pela cirurgia, possamos tirar as dúvidas, saber como funciona o processo de espera pelo doador e aguardar com segurança pela cirurgia”, enfatizou.

As cartilhas estão disponíveis nas Centrais Estaduais de Transplantes e nos hospitais onde são realizados os procedimentos.

Fonte: Agência Minas

Quarta Científica abordará sobre lesões na dermatologia

Mais uma edição do projeto Quarta Científica será promovida no Unifor, nesta quarta-feira, 26 de setembro, às 19h00, na Sala de Multimeios 2.

O palestrante será o médico Marcelo Batista, que abordará o tema: “Lesões elementares na dermatologia” O evento é destinado aos acadêmicos de enfermagem, de fisioterapia, de estética e às pessoas interessadas.

O Projeto Quarta Científica é uma parceria entre o Unifor e a Associação Médica Regional de Formiga e consiste na promoção de palestras mensais gratuitas. As ações são realizadas sempre no Centro Universitário e destinadas a professores, alunos e profissionais da área da saúde e também a pessoas da comunidade em geral.

Tomar café da manhã todo dia faz bem à saúde

 

alt

A maioria dos brasileiros tem a vida agitada, vive com pressa e sem tempo para fazer coisas simples do dia a dia, como tomar o café da manhã. Mas pular essa refeição pode trazer prejuízos para a saúde e até ajudar a engordar. 

Como é a primeira refeição do dia, o café da manhã é importante para quebrar o jejum prolongado após a noite de sono.

Reservar um tempo para essa refeição pode prevenir o ganho de peso e beneficiar a saúde, como explicou o endocrinologista Alfredo Halpern no Bem Estar no dia 19 de setembro..

Isso acontece porque o hormônio da fome aumenta muito em longos períodos sem comer e, para compensar, a pessoa come mais depois, o que favorece o aumento de peso e faz engordar.

Fora isso, ao acordar, os níveis de açúcar no sangue estão muito baixos e devem ser repostos para fornecer energia para o resto do dia. 

Quando a pessoa fica sem se alimentar, ela fica sem energia e pode ter dificuldade para realizar tarefas durante a manhã. Além disso, a falta do café da manhã pode também diminuir o desempenho intelectual e a resistência na hora de realizar atividades físicas. Para mostrar que a falta de tempo não pode ser uma desculpa para não comer pela manhã, a nutricionista Sonia Tucunduva preparou três sugestões de café da manhã para preparar em 5, 10 e 15 minutos. 

Para ajudar, ela sugere que a refeição seja planejada e alguns alimentos sejam pré-preparados na noite anterior.

No caso das crianças, algumas adaptações podem ser feitas. Por exemplo, no cardápio para 15 minutos pode ser acrescentado o leite e trocado o iogurte desnatado pelo iogurte integral. Mas, para as pessoas que estão acostumadas a ficar sem essa refeição, é preciso um pouco de esforço e insistência para mudar os hábitos: acordar cinco minutos antes e comer mesmo sem fome podem ajudar e fazer grande diferença.

alt

Fonte: G1

Senado aprova projeto para vacinar meninas contra HPV pelo SUS

A Comissão de Assuntos Sociais do Senado (CAS) aprovou no dia 12 de setembro, um projeto de lei que propõe a aplicação de vacinas contra o papilomavírus humano (HPV) em meninas entre 9 e 13 anos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A proposta agora será analisada pela Câmara dos Deputados.

O HPV é um vírus sexualmente transmissível responsável pela maior parte dos casos de câncer de colo de útero – por isso é dada prioridade à imunização das mulheres. Ele também pode causar câncer no pênis, no ânus, na boca e na garganta. Nem todos os vírus levam ao câncer – alguns provocam verrugas e feridas nos genitais.

O projeto inicial da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB/AM) era vacinar todas as mulheres entre 9 e 40 anos. Porém, a proposta foi alterada pela senadora Marta Suplicy (PT/SP) – antes de deixar o cargo para assumir o Ministério da Cultura.

A vacinação é mais eficaz antes do início da vida sexual das meninas, por isso foi escolhida a faixa etária entre 9 e 13 anos. A vacina contra o HPV tem alto custo – somente no primeiro ano, o governo deve gastar cerca de R$ 600 milhões com as doses. Depois, o custo cai para R$ 150 milhões por ano, já que somente as meninas que entrarem na faixa etária deverão receber a vacina.

Fonte G1

Santa Casa adquire novas TVs para apartamentos

Com o intuito de oferecer mais conforto para pacientes e acompanhantes, recentemente, foram adquiridas dez novas TVs, modelo LCD, para os aparalttamentos da Santa Casa. 

De acordo com o provedor, Dr. Geraldo Couto, a intenção é equipar toda a Instituição com os novos modelos, não apenas os apartamentos, enfermarias e maternidade, mas todos os locais de recepção e também o ambiente de descanso dos funcionários.

Secretário de Saúde de Nova Serrana visita Santa Casa

Na manhã do dia 10 de setembro, no Centro de Estudo e Pesquisa de Educação Continuada – CEPEC, o provedor da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto; a gestora financeira, Eliane Nunes; e a gestora administrativa, Luísa Coelho, receberam a visita do Secretário Municipal de Saúde de Nova Serrana, Marcelo Batista; da secretária adjunta, Gláucia Pereira; e do chefe de gabinete, Eduardo Cançado.

Os representantes do executivo estiveram em Formiga para conhecer a estrutura, o funcionamento administrativo e o processo de sobreaviso, plantão e disponibilidade médica da Santa Casa.Segundo a gestora Eliane, o secretário de saúde ressaltou que pretende implantar o mesmo sistema na cidade de Nova Serrana.

Para o provedor, ter a Santa Casa como modelo para outras unidades de saúde ou sistemas de saúde, em outra cidade da região, é um orgulho. “Isso demonstra que estamos no caminho certo e sendo produtivos, mesmo ainda com muita coisa para aperfeiçoar. Sentimo-nos honrados com a visita e felizes em poder compartilhar nosso trabalho”, finalizou.

Taxa do estacionamento da Santa Casa será de dois reais, a partir do próximo dia 17

alt

A partir da próxima segunda-feira, 17 de setembro, a taxa de cobrança do estacionamento da Santa Casa passará de R$1,00 (um real) para R$2,00 (dois reais) a hora, com tolerância de 30 minutos. Os usuários que permanecerem por mais de 15 horas no estacionamento da Instituição pagarão uma taxa de 30 reais. Se ficarem por mais de 24 horas, o sistema cobra uma nova diária.

Segundo o gestor de atendimento, Marcos Caetano, o modelo tarifário está em funcionamento há um ano e tem dado certo, já que melhorou, e muito, o fluxo de carros dentro do Hospital. “Além disso, os proprietários dos carros também possuem segurança dos veículos ali deixados,pois o serviço oferece seguro contra roubos”, diz. 

Os proprietários de motocicletas estão isentos das taxas do estacionamento, porém, motos e motonetas devem ser estacionadas no espaço reservado e adequado.

Conforme o gestor de atendimento, o pagamento deve ser feito na recepção do Hospital. “O motorista entra, para na cancela e retira o ticket da máquina. Para realizar o pagamento, no momento em que deixar a Santa Casa, o mesmo deve quitar a taxa na Recepção. Ao sair, o motorista passa o ticket no leitor de saída e a cancela se abre. Os motoristas que permanecerem por menos de 30 minutos não precisam ir à Recepção, podem passar pela cancela, mostrar o ticket e sair”, comenta Caetano.

 

SUS amplia lista de distribuição de remédios para artrite

alt

O Ministério da Saúde informou noúltimo dia 11 de setembro, que vai distribuir pelo Sistema Único de Saúde (SUS) cinco novos medicamentos para artrite reumatóide – abatacepte, certolizumabe pegol, golimumabe, tocilizumabe e rituximabe. 

Atualmente, a rede pública disponibiliza dez remédios para o tratamento da doença, em 15 diferentes apresentações. As drogas diminuem a atividade da artrite reumatóide, previnem a ocorrência de danos irreversíveis nas articulações, aliviam as dores e melhoram a qualidade de vida do paciente.

De acordo com o ministério, a incorporação dos remédios vai possibilitar que as pessoas que sofrem da doença tenham acesso a todos os medicamentos biológicos (produzidos a partir de células vivas) disponíveis no mercado.

Ainda segundo a pasta, a inclusão das novas drogas deve ampliar a oferta de tratamento para pacientes que não respondem aos remédios convencionais ou que apresentam intolerância às demais terapias.

O governo gasta, em média, R$ 25 mil por ano com cada paciente que utiliza medicamentos biológicos. Com a inclusão, o custo do tratamento por paciente pode cair para até R$ 13 mil por ano. Em 2011, foram investidos R$ 1 bilhão na compra de medicamentos biológicos para a doença.

Fonte: Ministério da Saúde

Tubulação de oxigênio e parte elétrica é instalada na UTI da Santa Casa

altNos últimos dias, a equipe de obras da Unidade de Terapia Intensiva – UTI, Centro de Diagnóstico por Imagem e Centro Cirúrgico tem instalada a parte elétrica e a tubulação de oxigênio, vácuo e ar medicinal. Ao todo serão aproximadamente 150 metros lineares de tubulação.

De acordo com o mestre de obras Nilson Sipriano, esta fase da construção ocorre em três etapas: colocação dos tubo,fiação, iluminação e tomadas.

Recentemente, a Agência Nacional da Vigilância Sanitária Regional – ANVISA aprovou o relatório para a autorização do funcionamento dos primeiros cinco leitos da Unidade de Terapia Intensiva – UTI, na Santa Casa de Formiga. Agora, a direção do Hospital aguarda a liberação de mais 10 (dez) leitos para a Unidade, totalizando 15(quinze) leitos na UTI, os quais irão atender a população formiguense e da região.

 

 

Mais obras  

 

Homens da empresa Lacosta Engenharia, simultaneamente, têm trabalhado na parte interna da Santa Casa, na Clínica Médica da Ala III que está sendo ampliada com mais um apartamento. Dentro de 20 dias o novo quarto estará pronto e funcionando.

alt

Devido às mudanças na Instituição, o postinho médico da Ala III também já está atendendo em um novo espaço, ao lado do apartamento que está em construção. 

Todas as adequações físicas realizadas na Santa Casa seguem as exigências determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, também as normas da RDC50 e o Plano Diretor Arquitetônico do Hospital. A ação é resultado de uma parceria entre o Sistema Único de Saúde – SUS, Ministério da Saúde, Governo Estadual e recursos de emendas parlamentares Federais e Estaduais, PROHOSP (Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais do Sistema Único de Saúde), além de recursos da Santa Casa.

Santa Casa oferece novo serviço em exames de Tomografia: a Angiotomografia

altNos dias 29 a 31 de agosto, os funcionários do setor de Tomografia participaram de um treinamento de capacitação, com o técnico em radiologia em aplication, Jofli de Andrade Maia Júnior, para aprimorarem o novo serviço de exame oferecido pela Santa Casa. A Angiotomografia é um exame realizado com auxílio de uma bomba que permite  uma infusão contínua de contraste, possibilitando visualizar a dinâmica vascular nos exames de Tomografia.

De acordo com o técnico, com esse novo método, a Santa Casa irá oferecer um serviço ainda mais completo. “O exame de Angiotomografia agora também poderá ser realizado em Formiga e é o mesmo serviço prestado pelos grandes centros de Tomografia”, comenta o técnico.

Jofli ressalta que, além do treinamento que os funcionários participaram, eles ainda terão o contato diário e online com a empresa, para qualquer eventualidade, atualizações de protocolos e definições de novas modalidades para a realização dos exames na área da Tomografia.

Saiba mais

Jofli Andrade é prestador de serviços da Telelaudo, empresa especialista em Radiologia, a qual também firmou um contrato, em junho deste ano, com a Santa Casa de Formiga, para ofertar o serviço de Ressonância Magnética, que deverá começar a funcionar no início de dezembro, quando as obras do novo espaço do Centro de Diagnóstico por Imagem forem finalizadas.

 

Dia de Cooperar encerra campanha para cadastrar doadores de sangue

alt

Na manhã do dia 1º de setembro, toda a equipe da cooperativa Sicoob Centro-Oeste, Santa Casa de Formiga e parceiros, como ACIF, CDL, UNIFOR e grupos 

artísticos, estiveram reunidos no centro da cidade para celebrar o Dia C – Dia de Cooperar, que, neste ano, teve como tema “Vida + Viva, Cooperação vem do Coração”. Durante toda a manhã, a equipe da campanha divulgou e fortaleceu o cadastro de doadores de sangue no município.

Alunos do UNIFOR também estiveram presentes durante o evento, por intermédio dos cursos de Enfermagem e Biblioteconomia. Os estudantes ofereceram diversos serviços à população, como aferição da pressão arterial, testes de glicemia, pinturas de rosto e outras atividades.

Durante o Dia C, houve, ainda, apresentações artísticas e distribuição de panfletos, com o intuito de conscientizar as pessoas sobre a importância da doação de sangue. Também foi realizado o cadastro de voluntários para se tornarem doadores. 

O provedor da Santa Casa, Dr. Geraldo Couto, e a captadora de sangue de Formiga, Helena Oliveira, ficaram muito felizes e agradecidos com todos os que ajudaram, de alguma forma, a Campanha do Dia C, em especial, a cooperativa Sicoob Centro-Oeste, responsável pela iniciativa. “Nós nos esforçamos sempre para buscarmos mais e mais doadores de sangue, mas essa ação foi um marco para a Santa Casa, em especial, para o setor de captação. Nosso obrigado!”, comentou Helena.

Ao todo, foram quase cinco meses de trabalho para conseguir mais doadores de sangue. Por diversas vezes, foram realizadas palestras nas empresas e distribuídos milhares de panfletos, cartazes e adesivos, para chamar a atenção dos futuros doadores.

Em Formiga, não há posto de coleta de sangue. Todas as sextas-feiras, uma van transporta os doadores até o Hemominas, em Divinópolis, gratuitamente. A campanha do Dia de Cooperar terminou, mas os interessados em doar sangue podem entrar em contato com a Santa Casa de Formiga, pelo telefone (37) 3329-1304, e falar com Helena Oliveira, responsável pela captação de doadores.

Unifor será parceiro do Dia de Cooperar

No próximo sábado, dia 1º de setembro, será realizada mais uma edição do Dia C – Dia de Cooperar, uma iniciativa do Sicoob Centro-Oeste, que contará com a parceria do Unifor e de outras instituições. O evento será realizado na praça Getúlio Vargas, das 9h30 às 12h30 horas.

O objetivo deste ano do Dia de Cooperar é fortalecer o cadastro de doadores de sangue no município. O tema escolhido é “Vida + Viva, Cooperação vem do Coração”. Em Formiga, não há posto de coleta de sangue, mas todas as sextas-feiras uma Van transporta os doadores até o Hemominas, em Divinópolis.

O Unifor participará do evento com os cursos de enfermagem e biblioteconomia, que oferecerão diversos serviços à população, como aferição da pressão arterial e testes de glicemia, pinturas de rosto e outras atividades. Com essa parceria, o Unifor mais uma vez cumpre seu papel social e ajudará a incentivar a doação de sangue em Formiga.

Durante o Dia C, haverá ainda apresentações artísticas e a distribuição de panfletos com o intuito de conscientizar as pessoas sobre a importância da doação de sangue. Também será feito cadastro de voluntários para se tornarem doadores.

Os interessados em doar sangue podem entrar em contato na Santa Casa de Caridade de Formiga pelo telefone 3329-1304), falar com Helena Oliveira, responsável pela captação de doadores.

Santa Casa convida funcionários a participarem do Dia C, no sábado, 1º de setembro

alt

O DIA C – Dia de Cooperar, promovido pelas cooperativas de crédito que fazem parte do sistema Ocemg/Sescoop – Siccob Centro Oeste, será realizado no próximo sábado, 1º de setembro, a partir das 09h00, na Praça Getúlio Vargas.

Durante toda a manhã, a equipe da cooperativa Sicoob Centro Oeste, juntamente com os parceiros ACIF, CDL e Santa Casa de Formiga, estarão cadastrando pessoas que desejam se tornar doadores de sangue. 

Haverá atividades recreativas para as crianças, aferição de pressão e teste de glicemia. Neste ano, a cooperativa de Formiga escolheu o tema “VIDA + VIVA, Cooperação vem do coração”. O intuito é conseguir mais doadores de sangue no município. 

A campanha teve início no mês de maio. Diversas palestras, distribuição de panfletos informativos e diferentes ações foram promovidas pela organização do Dia C.

Quem quiser se tornar um doador, pode entrar em contato com as entidades. O telefone do Sicoob Centro-Oeste é (37) 3329 – 2700, da ACIF é (37) 3322 – 1554, da CDL é (37) 3321 – 4033 e, para a Santa Casa de Formiga, as pessoas podem ligar no (37) 3329 – 1304 e falar com Helena Oliveira.

29 de agosto: Dia Nacional de Combate ao Fumo

alt

O dia 29 de agosto foi escolhido como o dia nacional de combate ao fumo, quando são desenvolvidas campanhas alertando as pessoas dos males que o cigarro causa.

Desde 1840 o cigarro passou a ser industrializado, proporcionando um grande aumento de pessoas que fumam por todo o mundo. Antes, os cigarros eram feitos manualmente, como os cigarros de palha.

Fumar faz mal porque o fumo quando queimado produz mais de quatro mil substâncias químicas, sendo que sessenta delas são cancerígenas.

A dependência é causada pela nicotina, um dos elementos presentes no tabaco ou fumo. Após a ingestão da fumaça, o cérebro é estimulado ao prazer, porque a nicotina cai na corrente sanguínea. Com isso, o fumante tem sensação de bem-estar, atenua a ansiedade, diminui a fome, perde peso, sente-se relaxado, etc.

O fumo é uma planta variável em mais de sessenta espécies, que podem ser preparadas para mascar, cheirar ou fumar. Porém, apenas algumas delas são cultivadas para o processo de industrialização.

O fumante, com o passar do tempo, adquire uma doença denominada tabagismo, que se caracteriza pelo excesso de nicotina no organismo.

O tabagismo não é facilmente curado, pois os efeitos do cigarro são processados pelo cérebro e causam prazer. Com isso, o tratamento volta-se para psicoterapias, acupuntura, uso de adesivos e chicletes de nicotina (que juntam pequenas quantidades da mesma no organismo até que a pessoa chegue à baixa taxa), inaladores ou sprays nasais.

Os maiores produtores de fumo do Brasil são os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e Bahia.

As espécies mais cultivadas são de fumo para cigarro, charuto, cachimbo e o fumo de corda (aquele de rolo).

O maior dos malefícios do consumo de fumo é o câncer de pulmão, que responde por 90% dos casos da doença. Além desse, o cigarro também pode causar câncer de boca, mau hálito, dentes amarelados, impotência sexual, gangrena em partes do corpo (diminuição da circulação do sangue), dentre outras.

O tratamento do câncer de pulmão é de muito sofrimento e dor, tanto para o paciente quanto para sua família, pois é um tipo de câncer que pode levar facilmente ao óbito, em razão da sua capacidade de se disseminar para outras áreas do corpo.

Além das medicações que são fortes e causam efeitos colaterais no organismo, o paciente deve passar por sessões de quimioterapia, radioterapia, além de passar por procedimentos cirúrgicos.

Durante o tratamento, o paciente sente fortes dores no corpo, fica fragilizado e sem resistência, perde os cabelos, sofre com aftas e feridas na boca, náuseas e vômitos constantes, emagrece muito, fica anêmico e pode ou não apresentar febre (em razão da infecção).

Pessoas que não fumam devem ficar alertas, pois a inalação da fumaça do cigarro, mesmo que de outra pessoa, causa os mesmos males, sendo consideradas fumantes passivas. Outras nada podem fazer, como no caso de crianças que convivem com pais que fumam ou mesmo recebem a nicotina ainda na barriga da mãe.

Dessa forma, para se evitar a aquisição de um câncer ou outras doenças causadas pela fumaça do cigarro, o melhor a fazer é não fumar e ajudar a combater o consumo do fumo, do tabaco, devido aos sérios problemas que causam ao organismo.

Santa Casa de Formiga

A data também foi lembrada na cidade de Formiga, através dos meios de comunicação. A Tv local esteve presente no Hospita,l para gravar uma entrevista com o médico e provedor Dr. Gerlado Couto, que ressaltou  sobre os malefícios para a saúde de uma pessoa que diretamente ou indiretamente faz o uso do cigarro.

A inciativa também é uma forma de conscientizar e informar as pessoas que o cigarro é uma ameaça para a saúde..

Ajude, oriente, participe, essa campanha precisa de você!

Política nacional visa à redução de acidentes e doenças do trabalho

alt

A Portaria publicada na última sexta-feira, 24, no Diário Oficial da União, institui a Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, que visa garantir o direito a uma ambiente profissional saudável.

O objetivo é reduzir acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, por meio de ações de promoção, reabilitação e vigilância na área de saúde. Suas diretrizes compreendem atenção integral à saúde, a articulação intra e intersetorial, a participação popular, o apoio a estudos e a capacitação de recursos humanos.

A política deve atender a todos os trabalhadores, independentemente de sua localização (urbana ou rural), de sua forma de inserção no mercado de trabalho (formal ou informal) e de seu vínculo empregatício (público ou privado, assalariado, autônomo, avulso, temporário, cooperativados, aprendiz, estagiário, doméstico, aposentado ou desempregado).

Entre os objetivos da Política está fortalecer a Vigilância em Saúde do Trabalhador, com a identificação das atividades produtivas da população e das situações de risco à saúde; análise das necessidades, demandas e problemas de saúde dos trabalhadores; intervenção nos processos e ambientes de trabalho; produção de tecnologias de intervenção e monitoramento, e controle e avaliação da qualidade dos serviços e programas de saúde do trabalhador.

Para promover ambientes e processos de trabalhos saudáveis, o documento prevê a adoção de parâmetros de proteção da saúde dos trabalhadores; identificação e erradicação de situações análogas ao trabalho escravo ou de trabalho infantil. Deve ser garantido também o acesso do trabalhador à Rede de Atenção à Saúde do SUS, desde a atenção primária em saúde, passando pela atenção especializada, incluindo serviços de reabilitação; atenção pré-hospitalar, de urgência e emergência; rede de laboratórios e de serviços de apoio diagnóstico, e assistência farmacêutica.

A Política Nacional de Saúde do Trabalhador foi elaborada por meio de sete princípios e diretrizes, sete objetivos e seis estratégias e define as responsabilidades das três esferas de gestão do SUS. “Sempre tivemos várias normativas, mas não havia uma política que determinasse a vigilância, a atenção integral, entre outros aspectos. Agora, temos a organização das diversas legislações em uma única fonte”, reitera Carlos Augusto Vaz de Souza, coordenador geral da Sáude do Trabalhador do Ministério da Saúde.

São responsabilidades da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios assegurar a oferta regional das ações e dos serviços de saúde do trabalhador e desenvolver estratégias para identificar situações que resultem em risco à saúde, adotando medidas de controle.

Aos governos federal, estaduais, municipais ou distrital, caberá, cada um em seu âmbito de competência, alocar recursos para a implementação desta política; monitorar os indicadores para avaliação das ações, e promover a formação de profissionais do SUS em saúde do trabalhador.

Fonte: Portal Brasil

27 de agosto: Dia do Psicólogo

altHoje. 27 de agosto é comemorado o Dia Nacional do Psicólogo, um profissional da medicina que conhece como ninguém a mente do ser humano.

A função desses profissionais é analisar o comportamento do ser humano, e assim, poder ajudá-lo a enfrentar seus problemas emocionais.

O psicólogo deve ser cauteloso e muito compreensivo, pois está sempre lidando com pessoas, seus sentimentos, problemas, e anseios.

Nesta mesma data, no ano de 1964, a profissão foi regulamentada por meio da Lei 4.119/64.

A palavra psicologia vem do grego: psique (alma) + logos (estudo). Ou seja, a psicologia estuda a alma humana. Durante toda sua história, o homem buscou respostas para questões existenciais. A filosofia sempre se ocupou desta procura por respostas. Mas estas questões, por mais humanas que fossem, diziam respeito ao conjunto da sociedade, à humanidade como um todo.

Por outro lado, a psicologia buscava não uma definição do homem enquanto ser coletivo, mas sim do homem indivíduo, de suas angústias, suas inquietações.

Apesar de muitos filósofos e pensadores terem se ocupado da mente humana em seus estudos, foi apenas no século XVI que apareceu pela primeira vez o termo psicologia, quando o humanista croata Marco Marulik publica A psicologia do pensamento humano. 

Diversas escolas da psicologia foram se desenvolvendo: behaviorismo, psicanálise, Gestalt, desenvolvimentista, humanismo. Cada uma dessas escolas tem uma perspectiva diferente de estudo da psicologia: para os behavioristas é o comportamento, para os psicanalistas é a alma através do inconsciente, para os Gestaltistas, é o homem por meio de sua percepção; e, para os desenvolvimentistas, a relação desenvolvimento / aprendizagem.

Parabéns a todos estes profissionais, que dedicam grande parte da vida ajudando as pessoas a encarar e superar suas dificuldades.

Parabéns, em especial, às psicólogas da Santa Casa de Formiga, Luciane Saporetti e Fernanda Bittencourt que não medem esforços para contribuir para um Hospital  cada vez melhor.

Fundação Hemominas convoca doadores de sangue em todo Estado

alt

Com expressiva queda no comparecimento de doadores registrada nas últimas semanas, a Fundação Hemominas convoca a população em todo o Estado, principalmente as pessoas que são dos grupos sanguíneos negativos (A Negativo, O Negativo, B Negativo e AB Negativo) e também dos grupos A e O positivos, a comparecerem às unidades para doar sangue. A Fundação Hemominas possui 20 unidades de coleta localizadas em todas as regiões do Estado.

Os candidatos devem pesar acima de 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, não ter tido hepatite após os 11 anos de idade, e que não tenham doença de Chagas. Jovens com 16 e 17 anos, somente poderão se candidatar à doação de sangue com a presença dos responsáveis legais ou autorização dos responsáveis comfirma reconhecida em cartório, cujo modelo de autorização está disponível no site www.hemominas.mg.gov.br.

A idade máxima para a primeira doação de sangue é 60 anos. Os candidatos, que já tiverem doado pelo menos uma vez antes dos 60 anos, poderão doar até a idade de 67 anos. 

Para mais informações sobre os critérios para doação de sangue acessar http://www.hemominas.mg.gov.br/hemominas/menu/cidadao/doacao/condicoes_doacao ou ligar para o 155. Para os jovens, principalmente, o hotsite promove interatividade e participação também na divulgação da doação.

 

Fonte: Agência Minas

 

 

Santa Casa promove mudanças na Recepção

alt

Quem for à Santa Casa de Formiga notará diversas mudanças pelo Hospital, como obras de ampliação, pinturas, novas salas e outras.

Ao mesmo tempo, a direção também tem promovido modificações para melhor atender às pessoas no setor da Recepção, onde diariamente, chegam todos os que circulam pela Instituição.

Uma das novas medidas é a identificação dos visitantes e acompanhantes na portaria. É necessário cadastrar o nome completo, pois o crachá será liberado somente após a efetuação do cadastro. A iniciativa é para maior controle e segurança no espaço interno do Hospital.

Houve, ainda, a implantação dos corredores de filas sinalização para os setores de: Atendimento, Internação, Pagamento dos Tickets do Estacionamento, Visitação e também para o Centro de Diagnósticos por Imagem. Tudo isso foi feito para evitar tumultos, proporcionando mais agilidade no atendimento na Recepção.

Dentre as novas modificações, há, também, a obrigatoriedade por parte de funcionários e médicos, da utilização dos crachás de identificação, devido ao grande fluxo de pessoas dentro da Santa Casa de Formiga.

alt

 O gestor de atendimento da Santa Casa, Marcos Caetano, reforça as normas de visitação no Hospital. “Os pacientes que estão internados pelo Sistema Único de Saúde – SUS têm direito a um visitante por vez, no horário das 8 às 20 horas, lembrando que esse visitante deverá deixar o nome completo cadastrado na Recepção. Caso haja outro visitante para o mesmo paciente, eles deverão se dirigir à Recepção para fazer a troca do crachá e cadastrar o nome.” 

Para os pacientes do sistema particular e/ou outros convênios, o procedimento é o mesmo, porém, é permitido até quatro visitantes, no horário das 8 às 22 horas. Todos eles também deverão ser cadastrados na Recepção e utilizar os crachás.

A troca de acompanhantes dos pacientes, em qualquer sistema, ocorre a partir das 7 horas.

Portarias e Recepções

Na Santa Casa, há duas portarias/recepções. Uma é central, específica para a entrada de pacientes, visitantes e médicos, pedidos de informações e pagamentos do ticket do estacionamento. A outra portaria é administrativa e se localiza na parte de baixo do Hospital, ao lado do Laboratório São Luiz. Essa entrada é específica para funcionários, médicos, profissionais da saúde, prestadores de serviços, fornecedores, informações administrativas e outros. 

Unidade Materno-Infantil

Os visitantes que irão para o setor da Unidade Materno-Infantil – UMI também deverão ser cadastrados eletronicamente. O acesso será controlado para garantir mais segurança às mães e aos recém-nascidos.

Representante da Santa Casa divulga Campanha de Cooperação em programa de TV

altA responsável pela captação de doadores de sangue da Santa Casa de Formiga, Helena Oliveira, esteve presente no programa “Fala Sério”, juntamente com o diretor comercial do Sicoob-Centro Oeste, Moacir Lopes, para divulgarem e informarem sobre a campanha do Dia C – Dia de Cooperar.

Na edição deste ano, a campanha tem como tema ‘VIDA + VIVA, Cooperação vem do coração’. O intuito é conseguir mais doadores de sangue em Formiga e também mostrar à população que é possível salvar vidas com um gesto simples e, ao mesmo tempo, glorioso, que é a doação de sangue. Helena e Moacir, em conversa com o apresentador do programa, Pe. Júlio Ferreira, contaram sobre a dificuldade de conseguir doadores de sangue.

Por isso, a cooperativa de Formiga resolveu, nesta edição, trabalhar para que mais pessoas se tornem doadoras e salvem vidas.

O Dia C será comemorado em 1º de setembro, mas, durante os meses de junho, julho e agosto, equipes do Sicoob Centro-Oeste, ACIF, CDL e Santa Casa de Formiga, estiveram e estarão trabalhando para que mais pessoas se tornem doadores.

Todos os sábados, uma equipe do Dia C estará na Praça Getúlio Vargas, no centro de Formiga, cadastrando novos doadores.

Participe desta corrente você também! Se informe nas entidades: ACIF/3322 – 1554, CDL/3321-4033, Sicoob Centro-Oeste, 3329 /2700 e Santa Casa de Formiga/3329-1304.

A campanha é organizada pelas cooperativas que fazem parte do Sistema OCEMG/SESCOOP em Formiga e pelo Sicoob Centro-Oeste, em parceria com a ACIF, CDL e Santa Casa de Caridade. 

Programa “Fala Sério”

O programa “Fala Sério” é o mais novo programa de TV de Formiga. É uma ação do Setor da Juventude, promovida pela Paróquia São Vicente Férrer. A atração possui foco católico e tem como apresentador Pe. Júlio Ferreira.

O programa visa ser um canal de comunicação e evangelização do Catolicismo, levando mensagens de fortalecimento e comunhão para com a comunidade, sem distinção, sem separação, sem medos e sem preconceitos. Em sua segunda 

alt

edição, o “Fala Sério” teve como pauta Cooperação e Juventude.

O programa vai ao ar, inédito, aos sábados, no horário das 13 horas; aos domingos, às 11h30; e às quartas-feiras, às 21h30, no canal 11, Tv Oeste, filiada da Rede Minas.

Campanha de amamentação é lançada em todo o País

Ministério da Saúde anuncia R$ 45 milhões para qualificação do pré-natal no SUS em 2.120 municípios  

 

alt

 Incentivar as mães brasileiras para que amamentem, de forma exclusiva, até o sexto mês de vida do bebê, com extensão do aleitamento materno até os dois anos ou mais, é o objetivo da Campanha Nacional de Amamentação 2012. A iniciativa é uma parceria entre o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Pediatria e integra a 21ª Semana Mundial de Amamentação, que vai até 7 de agosto. 

Nesta edição, haverá distribuição de cartazes e folhetos aos municípios de todo o País, com a imagem da cantora Wanessa, madrinha da campanha, amamentando seu primeiro filho. Os materiais trazem orientações para as mulheres sobre como amamentar e quais os benefícios da prática. Também foram produzidas peças para internet, televisão e rádio.

A Semana Mundial de Amamentação é uma estratégia idealizada pela Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (Waba - sigla em inglês) e ocorre em cerca de 150 países. O leite materno é um dos maiores aliados no combate à mortalidade infantil. 

Pré-natal

No lançamento da campanha, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou investimento de R$ 45 milhões na qualificação do pré-natal no Sistema Único de Saúde – SUS - em 2.120 municípios. As ações fazem parte da estratégia Rede Cegonha, lançada em 2011, para ampliação e qualificação da assistência prestada às gestantes e aos bebês no SUS. De acordo com dados do ministério, com a rede já foi possível avançar no acesso às consultas. No ano passado, mais de 1,7 milhão de mulheres fizeram, no mínimo, sete pré-natais.

 

Fonte: Portal Brasil

 

Iniciada XVII SIPAT da Santa Casa de Formiga

 

alt

Nesta segunda-feira,23 de julho, no Centro de Estudo e Pesquisa de Educação Continuada – CEPEC, teve início a XVII Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho – SIPAT, para os funcionário  da Santa Casa de Formiga. 

Nesta edição, o tema é “Saúde Física e Mental do Trabalhador”, contando com palestras, concurso de frases e brindes. Foi também criado um mascote: a LUVA, que desperta todos para a importância da proteção do trabalhador e do paciente. 

Durante a abertura, o presidente da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA, Hebert Vilela, falou sobre a importância da SIPAT dentro de uma empresa, em especial, no contexto hospitalar. Para ele, a semana de prevenção é ainda mais importante. Ele ressaltou, também, os resultados positivos dos últimos meses, como a redução de 60% no número de acidentes de trabalho dentro do Hospital, em comparação ao 1º semestre de 2011.

A SIPAT, na Santa Casa, encerra-se no dia 27 de julho.

Confira os temas das palestras, durante a XVII SIPAT, e participe!

23 de julho: Obesidade e orientações profissionais – Michele Verçosa 

24 de julho: Medidas de precauções e isolamentos – Riquelme Pinheiro e Dr. Lécio Vasconcelos Júnior

25 de julho: Avaliação psíquica: o normal e o patológico – Dr. Reginaldo Henrique dos Santos

26 de julho: Odontologia preventiva – Luiza Coelho

27 de julho: Palestra de motivação: você sabe quais as cores do arco-íris? Psicólogas Fernanda Bittencourt e Luciane Saporetti.

Santa Casa conta com o serviço de uma terapeuta ocupacional

altO trabalho voluntário de Lorena Lima faz com que os pacientes da Pediatria se sintam mais acolhidos

Novidade no setor de Pediatria da Santa Casa: recentemente, uma terapeuta ocupacional, Lorena Lima Alves, atua no local.

Lorena está realizando um trabalho voluntário no Hospital e tem atuado junto às crianças internadas na Pediatria. A terapeuta tem desenvolvido atividades lúdicas com os pacientes. “O projeto é fazer com que seja menor o tempo ocioso das crianças que estão dentro do contexto hospitalar. Além disso, minimizar os aspectos negativos do período de internação, com atividades recreativas”, comenta.

Lorena está presente na Instituição de segunda-feira a sexta-feira, no horário das 15h00 às 17h00. Ela se formou em 2010, pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais.

SESMT comemora redução de acidentes no trabalho dentro da Santa Casa

O setor de Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho – SESMT e a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA, mais uma vez, comemoram, juntamente com a equipe de funcionários da Instituição, a redução de 60% no número de acidentes de trabalho dentro do Hospital, em comparação ao 1º semestre de 2011.

Até junho de 2011, as estatísticas apontaram 15 acidentes de trabalho. Em junho de 2012, o número caiu para seis. Nos meses de maio e junho do ano passado, houve oito acidentes. Na mesma época, neste ano, foram quatro, acidentes no mês de maio e um acidente registrado em junho.

Para a coordenação do setor e da CIPA, o resultado positivo se deve ao desempenho dos funcionários, que vêm realizando o trabalho com mais atenção e segurança.

Comissão Multidisciplinar participa de treinamento sobre dispositivo de segurança

 

alt

No dia 04 de julho, no Centro de Estudo e Pesquisa de Educação Continuada –CEPEC, a técnico em segurança do trabalho, Rosângela Fernandes, a farmacêutica Fernanda Frateschi, os enfermeiros e alguns técnicos de enfermagem, participaram do treinamento sobre Manuseio de Materiais Perfuro-cortantes com Dispositivo de Segurança. Estes materiais são propostos pela Portaria Nº 1.748, de 30 de agosto de 2011, do Ministério do Trabalho, Art. 1º, subitem 32.2.4 – Norma Regulamentadora nº 32, Anexo III. 

O enfermeiro da Distribuidora Cirúrgica Fernandes esteve presente ao treinamento e apresentou várias opções de materiais com dispositivo de segurança. Foi demonstrado o mecanismo de ação de cada um deles.

Na Santa Casa, recentemente, foi criado, pela Comissão Gestora Multidisciplinar, um Plano de Prevenção de Riscos de Acidentes com Materiais Perfuro-cortantes – PPRA-MP, que monitora os acidentes envolvendo materiais perfuro-cortantes.

SES apresenta Plano de Ação para melhorar acesso aos serviços de saúde na Macro Oeste

Formiga faz parte da Macro Oeste e, até o final de 2012, pretende estar com os 20 leitos da UTI em funcionamento

 

No dia 10 de julho, o Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge Souza Marques, esteve em Divinópolis, para uma reunião com promotores de justiça. O encontro ocorreu na sede do Ministério Público Estadual e contou com a presença de técnicos da Secretaria de Estado de Saúde – SES e da Superintendência Regional de Saúde, para abordar quais são as dificuldades na gestão da saúde e detalhar os investimentos que fazem parte do Plano de Ação para expansão e fortalecimento da rede de saúde da Macrorregião Oeste.

Além da baixa resolubilidade, a Macrorregião Oeste ainda apresenta déficit de leitos de Unidade de Terapia Intensiva e Neonatal e é alvo de um expressivo número de ações judiciais. À imprensa, o Secretário Antônio Jorge explicou o objetivo da reunião com o Ministério Público. “A Macro Oeste vive uma crise crônica. Vim a Divinópolis para apresentar o plano, com o objetivo de diminuir o déficit de leitos, principalmente de UTI. Isso porque os prestadores não cumprem o compromisso de liberar leitos de UTI, apesar do Governo de Minas Gerais já ter investido quase R$100 milhões na macro. O que eu vejo de oportunidade é fazer os prestadores suprirem sua missão pública, fortalecendo a fiscalização dos contratos”, explicou. Conforme o secretário, embora o cenário seja crítico para a Região Macro Oeste, as perspectivas para melhorar a assistência são otimistas.

Estão previstos mais R$25 milhões para os próximos anos, para buscar solucionar os problemas do acesso dos usuários a curto, médio e longo prazo, para que, em breve, a Macro Oeste possa ter um superávit de leitos. ”Estamos caminhando rumo à resolução do problema de déficit de leitos de UTI Adulto (saindo de -64 leitos para +6) e de UTI Neonatal (saindo dos -16 leitos atuais para +23). Nosso otimismo também se estende à cobertura da oferta de serviços hospitalares em média e alta complexidade, ao incremento da oferta de leitos SUS mais resolutivos na região, à diminuição dos vazios assistenciais da macro e ao aumento da resolubilidade macrorregional Oeste”, disse o Secretário.

O Coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde (CAOSaúde), Gilmar Assis, aponta que, se a taxa de ocupação dos leitos da Macrorregião Oeste chegar a 60% (hoje, em 54,62%), já será uma melhora significativa. “Se chegarmos a uma taxa de ocupação de 60%, será um avanço e melhora muito grande. Tudo é um processo para fazermos uma gestão qualificada, profissional. Sem abrir mão da regulação. Tem que ter garantia que os entes públicos regulem a porta de entrada”, defendeu o Coordenador.

Mediação sanitária

Os novos investimentos para a garantia de aumento de leitos de UTI, a fiscalização e a parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde, o Ministério Público e os municípios da Macro Oeste fizeram parte da pauta da reunião, com o objetivo de entender melhor as necessidades de todos os municípios e zelando pela qualidade da saúde dos mineiros da Macrorregião Oeste. A reunião com os Promotores Públicos gerou dois encaminhamentos.

O primeiro, a realização de um encontro Macrorregional com os prestadores que recebem recursos do Pro-Hosp. O segundo encaminhamento é uma mediação sanitária no Hospital São João de Deus, envolvendo SES, Ministério Público e direção do hospital, para discutir e atuar, conjuntamente, para apontar soluções e caminhos para os problemas relacionados à instituição e da assistência da Macrorregião Oeste.

“O Ministério Público quer trabalhar como interlocutor dentro desse palco, para a solução da saúde com cooperação técnica e mediações para sermos mais resolutivos. Precisamos que a SES e a Regional direcionem mais informações, para que, quando cobrarmos dos prestadores, tenhamos mais embasamento técnico para entendermos o que está acontecendo naquela instituição”, destacou o Promotor Público, Ubiratan Domingues. “Precisamos ser mais proativos. Sem ter medo do Ministério Público. Procurá-lo mais para informá-lo, esclarecer os desafios da saúde pública em Minas”, completou o Secretário Antônio Jorge.

UTI Santa Casa de Formiga

Em 31 de outubro de 2011, a equipe da empresa Lacosta Engenharia, de Nova Era/MG, deu início ao trabalho de construção da Unidade de Terapia Intensiva da Santa Casa de Formiga. As futuras instalações da UTI terão, aproximadamente, 200 m², onde haverá vinte leitos e capacidade de atender pacientes de Formiga e região.

Em maio deste ano, o provedor do Hospital, Dr. Geraldo Couto, e a gestora financeira, Eliane Nunes, estiveram na Gerência Regional de Saúde – GRS, na cidade de Divinópolis, para falar sobre o credenciamento dos cinco leitos iniciais da UTI. Na documentação, também consta o credenciamento de mais dez leitos para a UTI, além dos cinco leitos extras, que farão parte da Enfermaria de Cuidados Intermediários – ECI, proporcionando e facilitando a rotatividade na UTI.

Pela alteração, os pacientes da UTI que apresentarem melhora serão transferidos para a ECI. Com a modificação, a Santa Casa de Formiga possuirá uma UTI e uma ECI, totalizando vinte leitos para pacientes que necessitam de cuidados intensivos.

Fonte: Agência Minas

Saúde: Rede Cegonha aponta redução na mortalidade de mães e bebês

Sabendo da importância de uma rede de atendimento às grávidas, o Ministério da Saúde criou, no ano passado, a Rede Cegonha. A estratégia prevê a redução da mortalidade materno-infantil, com a ampliação de acesso a atendimento, melhoria do pré-natal, garantia de vinculação da gestante a uma unidade de saúde para parir, transporte para os procedimentos do pré-natal e presença de leitos de alta complexidade.

Com tudo isso, os índices recealtntes marcam a história e apontam para a redução da mortalidade materna e infantil. Entre janeiro e setembro de 2011, foram contabilizados 1.038 óbitos decorrentes de complicações na gravidez e no parto, no Brasil, o que representa queda de 21% em comparação ao mesmo período de 2010, quando 1.317 mulheres morreram. Essa queda comprova a tendência registrada nos últimos anos de 1990 a 2010, o indicador caiu pela metade: de 141 para 68 óbitos para cada 100 mil nascidos vivos.

De acordo com o Ministro de Estado da Saúde, Alexandre Rocha Santos Padilha, o resultado positivo nas maternidades do país se deve aos profissionais que atuam nas unidades. “Estes profissionais são nossos parceiros incansáveis e nos ajudam a garantir um atendimento de qualidade às gestantes do Sistema Único de Saúde – SUS. Sabemos que esse progresso só é possível graças a essa parceria e à atuação conjunta dos Estados e Municípios”, completa Padilha.

O ministro ressalta que a principal estratégia para continuar reduzindo os óbitos maternos é a Rede Cegonha. Para a Rede, já foram destinados investimentos federais de R$2,5 bilhões para qualificar a assistência à mulher e ao bebê. Com pouco mais de um ano, a iniciativa já atende 36% das gestantes do SUS, ofertando o teste rápido de gravidez, consultas e exames de pré-natal, assistência durante o parto e no pós-parto, além de cuidados do bebê.

Mortalidade Materna

A Mortalidade Materna é a morte de uma mulher, durante a gestação ou até 42 dias após o término da gestação, independentemente da duração ou da localização da gravidez. As principais causas estão relacionadas à hipertensão arterial, diabetes, hemorragia, infecções puerperais e complicações no momento do parto.

Cerca de 90% dos óbitos maternos são evitáveis, segundo a Organização Mundial de Saúde – OMS. A cada minuto, uma mulher morre no mundo, por complicações relacionadas à gravidez ou ao parto: são 1.600 mulheres por dia, quase 600 mil por ano.

Santa Casa de Formiga

Os dados também apontam queda nas taxas ou zero para a mortalidade de mães e bebês na Santa Casa, seja para 

alt

pacientes dos SUS, convênios ou particulares. Estes pacientes são cuidados pelos profissionais da saúde do Hospital, da mesma forma, independente do tipo de categoria que possuem.

Os profissionais da saúde da Santa Casa, constantemente, participam dos programas de qualificação e de capacitação ministrados pela Instituição e pelos órgãos do Governo, para aprimorarem o atendimento e o serviço.

Fonte: Portal da Saúde - SUS

Santa Casa divulga Censo Hospitalar do primeiro quadrimestre de 2012

 

alt

A comissão de Censo Hospitalar Diário da Santa Casa de Formiga consolidou, recentemente, os dados estatísticos do Censo do primeiro quadrimestre de 2012. Mais uma vez, verificou-se crescimento no número de atendimentos, além de investimentos para a melhoria na prestação dos serviços. 

Segundo dados do Censo Hospitalar, no primeiro quadrimestre de 2012, a Santa Casa recebeu 28.550 pacientes, entre internamentos e atendimentos ambulatoriais. 

Entre procedimentos de emergência e cirurgias eletivas, foram, em média, feitos 48 procedimentos por mês.De janeiro até maio deste ano foram realizadas 446 cirurgias: Eletivas, Urgência e de emergência. Foram realizados, também na unidade, por mês, uma média de 1.402 exames de Raios-X e 515 de Tomografia.

As estatísticas também apontam o número de partos, que foi de 332, uma média de 66 partos por mês, sendo a maioria cesariana. No quadro de internações, foram realizadas 1.921 internações, uma média de 478, por mês, sendo 1.034 foram internados na categoria do SUS (Sistema Único de Saúde).

A média de pacientes atendidos na Santa Casa é de, 238 pessoas por dia, através do SUS, e diversos convênios, particular, Unimed, IPSEMG e etc.

Novo cardápio é servido para funcionários e pacientes do Hospital

Há cerca de três meses, na Unidade de Nutrição e Dietética (UND), vem ocorrendo mudanças que têm como objetivo principal a melhoria dos serviços oferecidos pelo setor. No refeitório, são notáveis algumas delas, como a contratação de uma nutricionista, Michele Verçosa, a disposição das mesas do refeitório, a caixinha de sugestão, banners educativos e inaltformativos e o novo cardápio para funcionários e pacientes.

Atualmente, no almoço dos funcionários, vem sendo servido, além de três ou mais qualidades de saladas, condimentos para saladas, arroz branco, feijão, também estrogonofe, quibe assado, supremo de frango, galinhada, batata assada e até churrasquinho. Nos lanches, são servidos bolos com cobertura, frutas, biscoitos caseiros e industrializados, pão-de-queijo, chás, leite e café.

Para os pacientes, o cuidado com a alimentação foi ainda mais reforçado, agregando maior valor nutritivo aos pratos, sem fugir às dietas restritas como; diabéticos e pacientes com insuficiência renal crônica. Na alimentação da Pediatria, foram incluídas frutas no cardápio, gelatina e biscoito, o que gerou uma satisfação enorme para os pequenos e as mães.

Conforme a nutricionista Michele, a organização na cozinha melhorou, e muito. “A equipe tem participado, constantemente, de capacitações e treinamentos. Estamos estudando novos projetos, para melhorar, ainda mais, o atendimento e permitir que os pacientes se sintam em casa, visando sempre à recuperação rápida e eficaz, trazendo, com ela, a satisfação de uma boa e saudável alimentação”, completa Michele.

Responsabilidade social:Santa Casa tem destino correto para pilhas e baterias

 

alt

Dentre as muitas ações desenvolvidas pelo setor de Controle de Infecção Hospitalar (CIH) da Santa Casa de Formiga, uma delas é o gerenciamento de resíduos gerados na Instituição, que são muitos. 

Um dos destinos é a segregação de pilhas e baterias que contêm metais pesados, como chumbo (Pb), cádmio (Cd) e mercúrio (Hg), substâncias altamente contagiosas para o homem e para o meio ambiente. 

A coordenadora do setor de CIH, Riquelme Pinheiro, entregou à Secretaria Municipal de Meio Ambiente cerca de doisquilos de pilhas, dando ao material a destinação correta.

Equipes da Limpeza e da Copa participam de treinamento

 

alt

Nos dias 25 e 28 de junho, a equipe da Limpeza participou de um treinamento sobre melhores técnicas de limpeza no ambiente hospitalar, como utilizar corretamente os Equipamentos de Proteção Individual – EPIs, além de boas maneiras de postura e bom aproveitamento do material. 

O grupo também recebeu orientações sobre como manusear a máquina de limpeza que será utilizada em todo o espaço hospitalar.

Nos dias 22 e 25 de junho, os funcionários da Copa receberam as orientações, as quais foram ministradas pela coordenadora e técnica do setor de Controle de Infecção Hospitalar, enfermeira Riquelme Pinheiro.

Dia C incentiva doação de sangue em Formiga

 

alt

 

As cooperativas de crédito que fazem parte do sistema Ocemg/Sescoop, todos os anos são convidadas a realizar o Dia C – Dia do Cooperativismo. O objetivo da campanha é mobilizar toda a sociedade para uma causa nobre, cada cooperativa participante deve escolher um tema e trabalhar para que entidades necessitadas se beneficiem de alguma forma.

Em Formiga, a cooperativa de crédito Sicoob Centro-Oeste realiza há quatro anos o dia do cooperativismo. Em 2012, o tema escolhido foi “VIDA + VIVA, Cooperação vem do coração”. O intuito é conseguir mais doadores de sangue no município. O Sicoob Centro-Oeste lançou a campanha do Dia C no dia 29 de maio, durante um café com a imprensa. A partir dessa data, os trabalhos começaram a ser realizados. 

Em Formiga não há posto de coleta. Todas as sextas-feiras uma van transporta os doadores até a Hemominas, em Divinópolis. De acordo com a responsável pela captação de doadores de sangue da Santa Casa de Caridade de Formiga, Helena Oliveira, o número de doadores no município ainda é pequeno. “No inverno, a situação é ainda pior. A van sai cedo, às 6h00 e o pessoal tem mais dificuldade para sair da cama e ir doar sangue”, afirmou a técnica em enfermagem.

Os trabalhos do Sicoob Centro-Oeste, juntamente com seus parceiros, a ACIF, CDL e a Santa Casa de Caridade de Formiga, estão voltados para o envolvimento de toda sociedade. Nos próximos sábados, a partir do dia 7 de julho, uma equipe de apoio estará na Praça Getúlio Vargas, até o dia 1º de setembro, quando é comemorado o dia do cooperativismo. O objetivo é divulgar o trabalho realizado pela Campanha do Dia C. Durante apresentações artísticas, haverá distribuição de panfletos, com intuito de conscientizar as pessoas sobre a importância da doação de sangue. A equipe também estará no local cadastrando voluntários para ser tornarem doadores de sangue. 

A sociedade organizada, como igrejas, organizações não governamentais, e entidades como Rotary e Tiro de Guerra, também será convidada a participar da campanha. As grandes empresas também receberão convite para fazer parte do movimento. O objetivo é levar até as empresas um vídeo de sensibilização produzido pela Hemominas. 

Quem quiser se tornar um doador, pode entrar em contato com as entidades. O telefone do Sicoob Centro-Oeste é o 3329 – 2700, da ACIF é o 3322 – 1554, da CDL é o 3321 – 4033, e na Santa Casa de Caridade as pessoas podem ligar no 3329 – 1304 e falar com Helena.

Fonte: Assessoria de Comunicação ACIF/CDL

Campanha de Vacinação contra Poliomielite termina no dia 06 de julho

altTermina nesta sexta-feira, 06 de julho, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite. Em Formiga, a meta preconizada pelo Ministério da Sáude já foi ultrapassada, mesmo assim, todas as Unidas de Saúde continuam fornecendo a vacina.

Até o dia 02 de julho, 3.411 crianças do município já haviam sido imunizadas contra a Paralisia Infantil, ou seja, 96% da cobertura. A meta estipulada pelo Ministério da Saúde é de 95%. A Secretaria de Saúde lembra aos pais e responsáveis que é necessário levar o cartão de vacinas quando a criança for receber a dose.

Desta forma, o profissional de saúde pode avaliar se a criança está em dia com todas as doses de vacina para sua idade. Além da vacina contra Paralisia Infantil, as vacinas contra Hepatite, Difteria, Tétano, Coqueluche, Rubéola, Pneumonia, Meningite, Tuberculose, Febre Amarela e Sarampo estão disponíveis para as crianças que precisam completar o esquema vacinal. O cartão de vacinas é documento, ele deve ser bem guardado e conservado.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde

Ministério da Saúde alerta para cuidados com o início do inverno

 

alt

Com a estação mais fria do ano, na qual se intensificam as doenças respiratórias e a transmissão da gripe, o Ministério da Saúde reforçou os cuidados que a população precisa ter com a síndrome gripal.

De acordo com o órgão, a situação também exige atenção redobrada para as medidas de vigilância epidemiológica e de assistência apropriada, principalmente, na região Sul, onde o inverno costuma ser mais rigoroso. O comunicado trouxe o alerta para os profissionais de saúde de todo o país e orienta a utilização sobre o novo Protocolo de Tratamento da Influenza, que foi revisado no ano passado, pelo Ministério da Saúde.

O diretor do Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, reforça a orientação do Ministério, para que os médicos prescrevam o medicamento, quando a pessoa apresentar o sintoma da síndrome gripal, independentemente de resultados de exames laboratoriais ou sinais de agravamento. “Todas as pessoas que apresentarem a síndrome gripal e que fazem parte dos grupos mais vulneráveis para complicações - como gestantes, crianças pequenas, idosos e portadores de doenças crônicas - devem iniciar o tratamento”, observa Maierovitch.

Os sintomas são simultâneos - febre, tosse ou dor na garganta, dor de cabeça, nos músculos ou nas articulações. O Ministério da Saúde enviou para estados e municípios 9,7 milhões de caixas do remédio oseltamivir, conhecido como tamiflu, entre 2010 e os cinco primeiros meses deste ano. Cada caixa contém 10 comprimidos. 

Fonte: Ministério da Saúde

SESMT realiza terceiro treinamento de Combate a Incêndio

 

alt

Uma equipe de funcionários da Santa Casa, juntamente com os alunos do 3º período do curso de Segurança do Trabalho do Colégio Técnico Cecon, participou de um Treinamento de Prevenção e Combate a Incêndio.

Na oportunidade, os assistentes receberam orientações sobre como agir na prevenção e no combate a acidentes e sobre os possíveis riscos de incêndios.

O curso foi realizado em um dia e os participantes tiveram aulas teóricas e práticas sobre o assunto. Em caso de acidentes ou incêndios, os Técnicos em Segurança do Trabalho e Professores do Cecon, Rosângela Silva e Norberto da Silva, chamaram a atenção para a análise do risco, verificando-o, inicialmente, para que medidas corretivas de imediato sejam adotadas.

Durante as aulas práticas, os participantes puderam utilizar o extintor de gás carbônico, para colocar em prática a técnica e conhecer melhor como manusear o equipamento, que é fundamental para a segurança de qualquer ambiente, em especial, na área hospitalar.

Novos médicos no Corpo Clínico

O Corpo Clínico conta com novos membros para agregar ainda mais confiabilidade à Santa Casa. A inclusão é a médica psiquiatra Dra. Maisa Vaz Andrade; Dr. Wailton José Rodrigues – obstetra; Dr. Sérgio Vilela de Oliveira – obstetra; Dr. Eduardo Gomes Matar – nefrologista; e Dr. Luciano dos Santos Carvalho – ortopedista. Os médicos irão atender no Hospital, no Pronto Atendimento.

Servidores da Hemominas realizam vistoria em dois setores da Santa Casa

 

alt

Em maio, servidores da unidade Hemominas, de Divinópolis, estiveram presentes no setor de Captação de Doadores de Sangue e na Agência Transfusional da Santa Casa de Formiga, para vistoriarem os registros e serviços prestados pelas áreas.

Os servidores concluíram que, em geral, os setores avaliados dentro da Instituição estão de acordo com as especificações da Hemominas.

 

Carteiras do Plano São João de Deus Saúde são entregues aos funcionários

 

alt

No início do mê de junho, os primeiros usuários cadastrados, funcionários e dependentes, receberam as carteirinhas do Plano São João de Deus Saúde.

De acordo com o atendente Flávio Ribeiro, após a entrega das primeiras carteiras, houve novas inclusões por parte dos funcionários e até mesmo de pessoas que migraram de outros convênios para o Plano São João de Deus Saúde.

Mais plano de saúde

Em abril, foi aprovado para os funcionários do Hospital, um plano de saúde, com um desconto de 60%. Sendo assim, o funcionário arcaria com apenas 40% sobre o valor do plano.

Recentemente, a direção do Hospital estendeu o benefício aos Irmãos Benfeitores e prestadores de serviços, como médicos do Corpo Clínico, psicólogas e assistentes sociais, com os mesmos critérios dos funcionários.

CIB decide que recurso do Pro-Hosp será revertido para cirurgias eletivas

 

alt

No dia 31 de maio, membros da Comissão de Intergestores Bipartite – CIB estiveram presentes na Santa Casa, para discutir sobre o recurso do Pro-Hosp, no valor de 250 mil reais, que seria destinado às obras da Unidade de Terapia Intensiva – UTI e que será remanejado para a realização de, aproximadamente, 300 cirurgias eletivas para a microrregião. 

Na oportunidade, a Comissão percorreu as dependências da Santa Casa, em especial, as obras do Hospital.

Fiscais da Vigilância Sanitária visitam Hospital para certificar alvará 2012/2013

Nos dias 30 e 31 de maio, fiscais da Agência Nacional da Vigilância Sanitária – ANVISA, da Regional de Divinópolis, estiveram nas dependências da Santa Casa de Formiga, com o objetivo de analisar e avaliar os setores da Instituição, para a liberação do alvará 2012/2013.

Até o momento, a direção do Hospital aguarda o relatório com o resultado da ANVISA sobre a visita.

Santa Casa firma contrato com empresa para serviço de Ressonância Magnética

No dia 19 de junho, na reunião da Mesa Administrativa da Santa Casa, foi assinado e aprovado o contrato com a empresa especializada que irá fornecer o serviço de Ressonância Magnética. O contrato com a empresa que realiza o trabalho será de 15 anos, dentro da Santa Casa de Formiga.

Médico intensivista é contratado para a UTI da Santa Casa de Formiga

Durante a reunião da Mesa Administrativa, realizada no dia 19 de junho, no CEPEC, o provedor, Dr. Geraldo Couto, comunicou sobre a contratação do médico intensivista, Dr. Fabrini Garcia Leão Vidal, que será o responsável técnico pela Unidade de Terapia Intensiva – UTI da Santa Casa de Formiga.

Dr. Fabrini Vidal é especialista titulado em Clínica Médica e Terapia Intensiva e atuou como coordenador da UTI de um hospital de grande porte, em Belo Horizonte.

Repasses para a Santa Casa e o PAM são aprovados na Câmara

 

alt

Dois projetos de leis para melhorias na saúde em Formiga foram aprovados na Câmara Municipal na reunião desta semana.

O projeto 604/2012 autoriza a abertura de crédito especial no valor de R$25.307,94 para a aquisição de equipamentos para o Pronto Atendimento Municipal (PAM), assim como para instalar o Protocolo de Manchester.

Já o projeto 608/2012 autoriza a celebração de convênio e concessão de subvenção social no valor de R$410.200 para a Santa Casa de Caridade de Formiga. 

Durante a aprovação, alguns vereadores comentaram sobre os projetos. José Gilmar Furtado (Mazinho/DEM) disse que esperava que a Secretaria de Saúde empregasse o recurso financeiro no Protocolo de Manchester, assim como o Ministério da Saúde sugere.

Reginaldo Henrique dos Santos (Dr. Reginaldo) falou da importância de se ter um Pronto Atendimento mais equipado. “Hoje se faz muitas exigências para se ter um Pronto Socorro, antes não tinha isso e esse repasse vem no sentido de somar, de melhorar. Lá, temos uma adaptação precária até podermos chegar à Unidade de Pronto Atendimento [UPA], que já vem sendo construída”, disse. 

Gonçalo Faria explicou que a implantação do Protocolo de Manchester é uma exigência para que se possa implementar o sistema da UPA e o atendimento de urgência em Formiga. “Quero lembrar que mesmo com deficiências em todo o setor de saúde, quando o Pronto Socorro foi para as ‘barras’ da Santa Casa acabou com o corredor da morte”.

Protocolo de Manchester

O protocolo é um método de abordagem dos pacientes que recorrem ao serviço de saúde. Com ele, o paciente, assim que chegar à UBS será encaminhado a uma sala de triagem onde um enfermeiro ouvirá sua queixa inicial. Em seguida, este profissional definirá qual a sua gravidade clínica e a qual especialidade ele deverá ser encaminhado.

Para realizar esta avaliação, o profissional deverá seguir os procedimentos indicados no protocolo. Estes procedimentos são linhas guias que permitem estabelecer qual o tempo de espera máximo de um paciente, de acordo com o seu quadro clínico. Este tempo varia com a gravidade da queixa relatada.

A cor vermelha significa emergência e tem atendimento imediato; a laranja indica casos muito urgentes e prevê atendimento em 10 minutos; o amarelo significa urgente e prevê que o paciente pode esperar por no máximo 1 hora o atendimento médico; já o verde e o azul são considerados casos de pouca urgência e prevê 2 horas e 4 horas de espera, respectivamente.

 

Santa Casa é parceira da campanha do Dia de Cooperar

 

alt

No dia 18 de junho, foi realizada no auditório do Sicoob Centro-Oeste em Formiga uma palestra de conscientização sobre a doação de sangue. Participaram do evento os funcionários da cooperativa e representantes da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agronegócios de Formiga - ACIF. A responsável pela captação de doadores de sangue e medula óssea em Formiga e técnica em enfermagem Helena Maria de Oliveira, falou aos presentes sobre a importância de ser um doador de sangue e apresentou um vídeo explicativo da Fundação Hemominas.

A mídia mostrou como é simples e seguro doar sangue. A palestra faz parte dos trabalhos da Campanha do Dia C, Dia de Cooperar, do Sicoob Centro-Oeste, que neste ano traz o tema VIDA + VIVA – Cooperação vem do coração. O objetivo é mobilizar toda a sociedade para o problema de doação de sangue no município. Em Formiga, não há posto de coleta de sangue. 

Os doadores saem toda as sextas-feiras para Divinópolis, onde é feita a doação. Os funcionários do Sicoob Centro-Oeste irão nesta sexta feira para ser tornarem doadores. 

Os interessados em se tornarem um doador de sangue devem ligar no telefone 3329-1304, e falar com Helena.

 

Luto: Morre o médico anestesista Alberico Salazar

 

alt

O médico anestesiologista Alberico Salazar Neto faleceu na manhã desta quarta-feira (20), em Belo Horizonte, vítima de leucemia. Ele ficou vários dias internado na capital. O corpo será velado na sede do Rotary Clube de Formiga.

Na manhã desta quinta-feira (21), por volta das 8h00, o corpo será levado para Contagem, onde será cremado. Breve biografia Alberico Salazar Neto concluiu seus estudos em medicina aos 24 anos, tornando-se até então o mais jovem médico de Formiga. 

O médico também foi secretário de Saúde durante o primeiro mandato do prefeito Juarez Carvalho. Quando exerceu o cargo público, Alberico Salazar implantou em Formiga os serviços de hemodiálise, beneficiando várias pessoas não só da cidade como também de toda a região. Também foi presidente do Conselho Municipal de Saúde e membro do Rotary Clube por mais de 20 anos.

Durante 40 anos, atuou como médico e fez parte do Corpo Clínico da Santa Casa de Formiga, além de exercer o cargo de diretor clínico por vários anos. Trabalhou também como perito do INSS.

Vacinação contra a Paralisia Infantil

alt

Homenagem da Santa Casa à cidade de Formiga

alt

Campanha de Vacinação contra a Paralisia Infantil terá início no dia 16 de junho

No próximo sábado, 16 de junho, tem início a Campanha Nacional de Vacinação contra a Paralisia Infantil. Voltada para crianças com idade entre 0 e 5 anos, a Campanha alttem como meta vacinar 95% da população-alvo. Em Formiga a população prevista para receber a dose da vacina é de 3.551 crianças e a meta é que sejam vacinadas, no mínimo, 3.374. 

A Secretaria Municipal de Saúde alerta sobre a importância de que todas as crianças sejam vacinas, uma vez que a Paralisia Infantil ainda pode chegar até nosso país através do turismo, pois ainda ex